História A rainha da lua - Capítulo 97


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 12
Palavras 1.175
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 97 - Royal Highness


Fanfic / Fanfiction A rainha da lua - Capítulo 97 - Royal Highness

Ao voltarmos para Azarád pela manhã todos ja se preparavam para voltar a sua rotina, mas agora com o casamento de Alexia se aproximando todos se encontravam ansiosos principalmente a princesa do sol que parecia a pessoa mais alegre do mundo , e também não é para menos , não é todo mundo que se apaixona e segue com este amor na verdade na vida real não temos esta sorte .

- Cassie. - Falou Matteo cantarolando ao entrar na biblioteca. - Fred mandou uma carta, ele quer você em Serafila antes que chegue a noite.

- Porque?

- Ele não disse . - Suspirei . - Como você esta?

- Porque todo mundo me pergunta isso?

- Estamos preucupados , sabemos o quanto amava Lena , e queremos evitar problemas maiores.

- Tipo eu tentar me matar outra vez? - Ele sentou-se a minha frente. - Olha Matteo, eu não vou mais tentar algo desse tipo , nem Lena e Erick gostariam que eu fizesse isso eu quero viver por eles , entende? - Ele assentiu .

- Queremos o seu bem...- Ele pegou na minha mão sorrindo. - Agora acho melhor ir para Serafila, sabe como Fred é chato com estas coisas.

- Sim , eu sei.

Foram quase quatro horas de viagem até Serafila, o caminho todo pareceu quase que um sonho , talvez por estar cansada controlando minha vontade de dormir ali mesmo , mas não o fiz , queria chegar alerta no reino dos cristais.

Ao entrarmos em Serafila pude ver pela pequena janela da carruagem que todos pela cidade nos olhavam , pareciam maravilhados e curiosos em relação a quem era o dono do transporte. Mas no fundo acho que todos devem ter uma noção de quem é.

- Chegamos! - Ouvi o cochero falar , sorri e logo desci esticando as pernas, amava viajar, mas o caminho até Serafila era muito esburacado e cheio de pedras pelo caminho, esse foi um dos motivos os quais não me permitir dormir.

Ao entrar no castelo sou recebida por um homem baixinho com um sorriso simpático nos lábios, ele me conduziu até o escritório abrindo a porta cuidadosamente.

- Com sua licença majestade , sua irmã Cassandra esta aqui . - Falou o homem com uma voz suave .

- Por favor, deixe-a entrar e nos de licença. - Ouvi meu irmão falar e o homem assentiu saindo logo após me dar um sorriso. Entrei fechando a porta , Fred tinha o cabelo bem arrumado e seus óculos pareciam diferentes, ele não havia olhado para mim ainda pois estava com sua atenção nos papéis a sua frente.

- Muito ocupado? - Ele me olhou e pediu que me sentasse assim o fiz.

- Um pouco, mas para você sempre tenho tempo. - Franzi o senho estranhando seu súbito comportamento digamos que...doce?

- Então, oque queria falar comigo que não podia esperar até a noite?

- Cassie, agora que eu sou Rei farei deste lugar meu lar, e ainda a muitas coisas de Muller , Mitchell e Lena aqui, as de Muller e Mitchell irei doar para lugares muito necessitados, mas de Lena...

- Você quer que eu dê eu jeito. - Completei suspirando.

- Só se quiser...imaginei que seria importante para você.

- E é. - Ele me levou até o quarto sempre olhando para mim como se quisesse ver como isso havia me afetado. E não posso negar , eu realmente estava sensível com isso , ver tudo que era de Lena novamente era como voltar para quando pensávamos termos algum futuro, se imaginassemos que este seria nosso destino talvez nunca tivessemos nos envolvido . Ou talvez teriamos arriscado até que não nos aja forças.

- Tem certeza? - Perguntou meu irmão pela milésima vez.

- Eu tenho. - Sorri e ele me deixou sozinha. Passei alguns minutos encarando a grande porta branca com a maçaneta em cristal puro. Respirei fundo e entrei. Olhei em volta e percebi que ninguém havia mechido em nada desde antes da guerra, sua cama estava arrumada sua penteadeira meio desorganizada como de costume, alguns livros junto a fotos dela com seu pai quando pequena numa estante em azul bebê , também tinha uma boneca de cabelos azuis e olhos cor de rosa. Sorri ao ve-la nas fotos, ela parecia feliz e tão inocente tão diferente de garota que vi morrer.

Um pouco mais a frente havia uma janela do lado de sua cama toda em madeira branca, caminhei até sua cama me sentando na mesma, me deitei encarando teto . Fechei os olhos e respirei fundo , voltei a me sentar olhando ao redor , me levantei indo até sua escrivaninha , a mesma era em azul claro assim como a cadeira . Havia varios papeis rabiscados sobre a mesa , comecei a olha-los e pude ver que em alguna haviam desenhos , no primeiro era um desenho do que parecia ela e seu pai em bonecos de palitinhos , devia ter feito quando pequena. O segundo parecia mais recente , era uma flor pintada de vermelho e ao lado tinha algo escrito.

" Eu adorava azul , mas

ao te conhecer descobri o 

significado do vermelho, desde

então  virou minha cor favorita. 

É isso que você faz Cassandra, você 

muda , você transforma e você faz 

uma flor morta como eu , voltar a viver."



Sorri alegre sentindo uma lágrima cair , todos os seus desenhos eram flores , sempre com muita cor e vida , acho que no fundo essa era a idéia de paz dela , um jardim coberto por flores de baixo das nuvens e o azul natural do céu, não poderia negar ser uma otima ideia de paz e tranquilidade.

Voltei a andar em direção a sua estante , ela tinha muitos livros e eram todos muito organizados, pude ver de livros de fantasia à de romance e alguns que deveriam ser de seus estudos . Peguei todos e os coloquei sob a cama junto a todos os porta-retratos na estante , pude ver mais um livro em cima do armário do lado de sua cama , era " Romeu e Julieta " e havia uma página marcada onde tinha uma frase sublinhada .


" Estas alegrias violentas tem fins violentos . Falecendo no triunfo, como fogo e pólvora que num beijo se consomem."


Olhei todo o quarto procurando mais alguma coisa que eu queira levar comigo , vi sobre a penteadeira algo que brilhava , andei até a mesma e vi o colar de cristal que não via a um tempo , era o mesmo colar que Lena usava des da primera vez que a vi . Sorri e o peguei , ele brilhava e me transmitia algo tão bom, era como a primeira vez que vi Lena....



Era a segunda vez que voltava para Azarád só hoje e para falar a verdade eu estava louca de cansaço, meu corpo estava doendo e meus olhos insistiam em se fechar mesmo eu tentando os manter abertos . Me deitei na cama fechando os olhos, senti eles pesarem me forçando a cair num sono profundo . 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...