História A Rainha da Máfia - Capítulo 21


Visualizações 29
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Parece que estou bastante inspirada ultimamente, ein? Kkkk
Boa leitura, babys.

Capítulo 21 - Lar doce lar


Eu me pego olhando pro Andrew dormindo ao meu lado, penso em como tudo aconteceu tão rápido e como eu e tornei mais forte, mais adulta, mais madura, mais treinada, alguém com maior potencial.

Antes de eu sonhar que minha vida viraria de cabeça pra baixo desse jeito, eu decidi tirar umas férias de tudo que estava passando, mas como tudo que é bom dura pouco chegou a hora de voltar pra casa, depois de três maravilhosos anos fora hoje é o dia que estou felizmente ou não, voltando para casa.

É claro que estou bastante triste em deixar minha mãe lá no Brasil mas sei que ela está em segurança. Bem como ela mesma fala, até que o verme do meu pai não pagar por tudo que fez a nós duas, ela precisa ficar longe.

Confesso que fico triste por não tê-lo como pai, mas como um inimigo. Mas vou ficar no que importa que é a confiança que minha mãe tem em mim.

Todo esse tempo que passei fora serviu para aprimorar muitas coisas em meu trabalho e já que adquiri toda essa capacidade estou decidida a me vingar de todos que me fizeram mal e pode ter certeza que eu só vou parar quando terminar com todos eles.

Com toda certeza o meu querido Bieber estará no meio. Não meio não, ele será o primeiro! De todos aqueles que acabaram com minha vida, ele foi o que me destruiu de forma mais prazerosa. Mas se hoje eu tenho toda essa sede de sangue e ódio é por ele ter me usado como um objeto. Que não se engane com essa minha cara, pois a minha única intenção é quebrar seu coração, pisar e arrancar ele do seu peito como você fez com o meu. Eu juro que enquanto não se tornar meu submisso eu não vou parar. E pode apostar que não me importo de pisar em quem for para conseguir o que desejo, foi nessa mulher que me transformei depois de ter ido pra cama com Justin Drew Bieber.

Volto à realidade ao ouvir a voz do Andrew me chamando, avisando que o avião já havia pousado. E aqui estamos, de volta ao lar.

Assim que saímos do avião vejo as garotas me esperando, percebo também o olhar de surpresa delas sob o Andrew.

A Jasmine vem correndo e me abraça. Senti falta desse abraço, senti falta dessa garota, de toda experiência dela com tecnologia. Ao me soltar dela foi a vez de Lorrana, lembro de imediato de todas as brigas que me envolvi com ela, essa maluca que também senti falta. Foi então que percebi que por mais que o Brasil fosse bom, Canadá é o meu lugar.

- Que saudades de vocês, meninas! – digo após uma longa respirada.

- Nós também sentimos sua falta, Mel. – Jas fala com emoção.

- O Chaz ficou sabendo que você ia voltar hoje e pediu pra avisar que queria falar com você. Ele disse que você sabe como o encontrar – Lorrana diz enquanto entramos no carro e percebo que o Andrew observa tudo bastante atento, mas fica quieto.

Pego o celular e faço todas as conexões para rastrear o celular do Chaz, sei que ele não trocou de número então foi bastante fácil o encontrar. Ele estava em casa.

Ao parar o carro na frente da mansão eu paro por alguns minutos, pensando em tudo que aconteceu três anos atrás, antes que eu fosse embora pro Brasil. Eu sei que o Chaz sentiu bastante a minha falta, mas alguma parte de mim quer que ele tenha seguido em frente.

Tomo coragem e desço do carro no mesmo momento em que uma mulher sai da casa, a observo e levo o olhar de volta para a porta onde ele está de pé me observando, penso em voltar para o carro e ignorar tudo isso mas então sinto a mão do Andrew na minha. E aqui está ele de novo me dando força quando estou perdida.

Caminho lentamente até a porta e o Chaz me abraça, o Andrew me solta e entra na casa.

- Megan, como você está diferente! Quanto tempo ein? – percebo que ele está totalmente sem graça com minha aparição repentina. – Entre.

- Pois é, Chaz. Três anos, percebo que está muito bem – me sento no sofá e procuro o Andrew, sem sucesso.

- Então, por onde andou? – ele senta ao meu lado, ainda desconfortável.

– Andrew? – chamo e o Chaz me olha confuso – É perigoso deixar ele solto por aqui, vai saber o que você deixa pela casa.

- Oi mamãe! – ele aparece correndo minutos depois.

- Mamãe? – agora sim o Chaz parecia muito acordado, e então por um momento ele para. – Megan... Ele é...?

- Não. Não precisa disso tudo. Se acalma – era perceptível que ele estava surtando internamente. Imagina quando ele estiver naquela festa amanhã.

- Você tem certeza, né?

- Filho, por que você não fica no carro com suas tias ein? – vou até a porta e o coloco pra ir para o carro que ainda estava parado me esperando.

- Megan?!

- NÃO CHAZ, O ANDREW NÃO É SEU FILHO! – percebo então que é a primeira vez que toco nesse assunto – Me perdoe. – me sento no sofá e ele me observa – É a primeira vez que toco nesse assunto.

- Três anos, há três anos atrás nós tínhamos um relacionamento, Meg. E de uma hora pra outra você sumiu, não retornava minhas ligações, não respondia minhas mensagens. Eu não sabia o que tinha acontecido com você. Eu, eu, eu fiquei perdido! O Bieber – o corto.

- É dele. – no mesmo momento ele para e me olha como se não tivesse entendido.

- O que? Não, você só pode estar brincando. Além dele ter aprontado aquela ele ainda te engravidou? Você tem certeza?

- Em todas as nossas relações você usava camisinha porque eu nunca me dei bem com anticoncepcionais. Mas naquela noite, ele não usou. Acho que ele pensou que eu tomava anticoncepcional e optou por não usar.

- Eu não posso acreditar nisso! Megan, todos esses três anos foram horríveis pra mim, eu descobri que você estava bem na semana passada. Eu pensei que algo de ruim tinha te acontecido, eu tentei te superar mas nenhuma das mulheres com quem dormi é como você. Nenhuma chega a seus pés. Eu a... – o interrompo novamente.

- Eu fui embora por causa da gravidez, eu fui embora por causa de você. Eu me envolvi além da conta com você, isso não deveria acontecer em hipótese nenhuma, mas aconteceu. Ser grossa com você não estava adiantando, negar sexo não estava adiantando. Eu fui embora pra esquecer você, Chaz. Porque sei de toda decepção que vou lhe causar e você não merece isso, você não merece a vida que tem.

- Quais decepções? Aliás, eu não me importo! Meg eu ainda amo você.

- Chaz, eu fui embora pra esquecer você. Essa gravidez não foi algo justo com nós dois, os anos que passei fora também foram difíceis pra mim, sabe? Fingir que você não existia. Me perdoe.

- Não foi culpa sua, Meg. Essa gravidez foi culpa do filho da puta do Justin, eu vou matar ele.

- Por favor não conte nada a ele, eu mesma quero contar. Foi algo errado mas o Andrew me trouxe de volta – vou em direção a porta com o coração apertado.

- Eu farei o que for preciso pra ter você de volta, Megan. Porque eu ainda te amo – aquilo doeu? Doeu, mas já não importa mais. Tenho que superar.

Ao chegarmos em casa vou direto para o banho, e o Andrew como de costume vem junto comigo. Depois vamos para a cozinha e eu preparo algo para o jantar. Amanhã o dia será longo.


Notas Finais


Cá estou eu para perguntar como estão depois dessa bomba chamada Andrew?! Caraca nem eu esperava esse garoto. Como será que o Bieber vai reagir? Louca pra saber o que acham kkkk


XoXo, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...