1. Spirit Fanfics >
  2. A rainha vermelha - imagine jungkook >
  3. The prologue

História A rainha vermelha - imagine jungkook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii boa leitura :3

Capítulo 1 - The prologue


Fanfic / Fanfiction A rainha vermelha - imagine jungkook - Capítulo 1 - The prologue

A tempestade caia mais uma vez na cidade de Northland– Um vilarejo miserável e pobre, onde há poucas  condições de vida e trabalho. –Nunca gostei da última sexta - feira do mês, a cidade fica um caos por conta da grande demanda de chuva e alagamento, as pessoas saem de suas residências para buscar suprimentos para suas casas. O vilarejo vai a loucura, por causa desta demanda, os preços sobem e fica muito movimentado o vilarejo. –Ta aí, um dos motivos para odiar a última sexta no mês.


[...]


Andava no vilarejo com cautela. De cara emburrada, via as pessoas alegres e agitadas. Alguns metros de distância, conseguia ver perfeitamente a oficina de Jimin e logo depois ,o grande estádio. Andei mais um pouco e cheguei na oficina dos Park. 


Jimin, trabalha com peças de metal com seu pai, o senhor Park. 


— Bom dia, Jimin. Bom dia, senhor Park. 


— Bom dia, S/n. — Disseram ao mesmo tempo alegres e trabalhando em suas peças.


— Como estão indo as peças?— Perguntei, entrando na oficina, via aquelas peças delicadas e bem feitas, admirava cada uma, logo dei um leve suspiro que escapou de meus lábios.


— Estamos indo super bem, s/n. O príncipe de Northland, passou por aqui para ver como as coisas estavam indo, e ele encomendou uma peça para nós.— Disse Jimin, com um sorriso enorme em seu rosto. 


— Sério? Ele veio até aqui? O príncipe Jeon? — Perguntei, com meus olhos esbugalhados. 


— Sim, ele mesmo. Não é incrível?


— Sim, claro! Bom eu já vou indo. Eu tenho algumas coisas para fazer. —Digo com um sorriso, e saiu do local, mas sou interrompida por Jimin. 


— Hey, você vai no festival de inverno?— Perguntou Jimin.


—Nao estou com muita vontade de ir. Porque ?—Perguntei curiosa.


—Eu e papai estamos pensando em ir no grande estádio para ver a abertura dos jogos de luta. Gostaria de saber… se você quer ir também... 


—Ah, por mim tudo bem. Que horas vocês vão pra lá ?


—Iremos duas horas da tarde.—Diz senhor Park confiante e determinado.


—Certo! Encontro com vocês lá!— Sorrio e logo saio de lá. Vou para uma loja bem próxima sem ninguém perceber minha presença. Era uma loja de farinha e grãos. Mamãe estava cozinhando um negócio para "celebrar a última sexta", já que é tradição de nossa família. Peguei um pouco de farinha e alguns grãos integrais, sem ninguém perceber saí de lá com uma bolsa cheio deles. Para meu azar, um dos caras me viu e logo sai correndo.


—Hey, você ! —Um dos homens que trabalhavam naquele local, me viu e foi atrás de mim.


No maior desespero, corri para um beco escuro. O cara tinha me perdido de vista. 


— Onde será que ela foi?— Perguntou um dos homens, no qual havia me perdido de vista. — Aquela garota vai me pagar! 



—Que lerdo, meu deus. —Resmunguei baixo.


Depois do homem ter saído de lá, fui de fininho sem ele me ver e fui para casa. 


[...] 

Cheguei em casa e a primeira coisa que eu fiz, foi me jogar no sofá e esperar o almoço ficar pronto. 


— Mamãe, eu peguei um pouco de grãos, já que a senhora estava precisando.— Me levantei do sofá, peguei minha bolsa que estava com os grãos e coloquei em cima da mesa. — Aqui mamãe! 


— Da onde você pegou esses grãos?— Perguntou indignada com minha atitude. 


— Eu peguei de uma loja de grãos. 


— Ainda roubando,S/n? Eu pensei que já tinha parado com isso? Eu falei para o seu pai não te ensinar coisa errada, mas ele não me escuta e você fica atrás dele.— Não dei a mínima importância para o que mamãe falava, apenas revirava os olhos de saco cheio com toda aquela reclamação.


— Aish mamãe, pelo menos… 


— Não existe pelo menos, S/n! Você roubou e pronto. Bom, mudando de assunto… Seu irmão mandou uma carta, ele está voltando da guerra hoje. 


— Sério? O Yoongi vem pra cá hoje?— Digo alegre, faz muito tempo que não vejo Yoongi, meu irmão do meio. Tenho o Jin e o  Namjoon, o Jin é o mais velho e Yoongi o segundo. 


Desde que ele partiu, não consigo parar de pensar nele. Foi uma coisa muito triste dele ter partido assim. Eu fiquei muito brava e sem conseguir dormir por sete dias seguidos, ou seja, passando noite em claro por causa daqueles idiotas que levaram meu irmão para a guerra. Tomare que ele não esteja machucado, acho meio impossível, com certeza ele vai estar com ferimentos! 


— Sim, ele vem pra cá. E… a comida está pronta. Chame seu pai e seus irmãos.


— Certo, mãe.— Fui até o quarto de Jin e Namjoon e de papai para chamá- los dizendo que a comida estava pronta. Os meninos desceram para comer, se posicionaram a mesa e atacaram na comida. 


— E aí s/n, o que fez hoje?— Perguntou papai alegre.


— Ah, visitei o Jimin e o senhor Park e peguei alguns grãos que a mamãe estava precisando. Ah, fui perseguida por um cara da loja que ficou furioso por ter roubado. Foi engraçado , tenho que admitir. — Digo dando uma risadinha, que escapou de meus lábios.


— Essa é minha garota, aprendendo com pai. — Diz papai todo orgulhoso. 


— Infelizmente… — Diz mamãe resmungando. 

 

— O que foi,querida?—Perguntou papai colocando sua mão no ombro de mamãe. 


— O que foi? Ainda pergunta? Está ensinando coisa errada pra nossa filha. Você deveria ter vergonha do você faz! — E de novo aquele mesmo papo, não dei importância novamente e continuei comendo minha comida. A discussão ainda rolava, era crítica atrás de crítica, a única coisa que queria era comer em outro lugar, aquela conversa já estava perdendo o meu apetite. 


— Chega! — Gritei com força, todos que estavam ali me olharam sérios. Era naquela hora que estava tentando me sentir importante naquela casa. — Parem de brigar por minha causa, nós não temos dinheiro para comprar alimentos, os preços aumentaram de uma forma drástica, estamos quase passando fome, apenas estou tentando ajudar! —Depois daquele discurso, me levantei da mesa e coloquei meu prato na pia. Sai de casa sem ao menos falar onde eu estava indo. 


— Onde vai s/n?— Perguntou minha mãe se levantando da mesa. Parei e me virei e disse: 


— Irei para o grande estádio!— Sai de lá sem ao menos dizer uma palavra sequer.


Notas Finais


Hey kakaka olha eu aqui com mais uma fanfic kkk. Não se preocupem eu vou continuar com as outras ok? Só estou esperando o momento certo para continuar, pois o meu bloqueio criativo tá osso aqui viu kakaka. Enfim espero que tenham gostado da fic, comentem o que acharem ^^
É totalmente diferente do livro ok? Não é plágio kakak. Eu amo esse livro, tanto que eu tenho aqui em casa, porei não terminei de ler ainda, e pfvr não me dêem spoiler ein!

Temo um trailer : https://youtu.be/jls4mo1x33s

É isso , fui !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...