História A real face de uma raposa - TordEdd - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Tord
Tags Edd Uke, Eddtord, Tord Seme, Tordedd
Visualizações 39
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hoi!

Capítulo 5 - Notícia.


Fanfic / Fanfiction A real face de uma raposa - TordEdd - Capítulo 5 - Notícia.

​TORD'S P.O.V

Eu o escutava falar sobre a sua vida,não me cansava de ouvir aquela adorável voz,aquele timbre que Edd tinha era único para mim.

Quando eu ia repousar minha terceira cauda sobre ele,sua mãe chega,chamando seu nome para ir conversar em algum lugar.

- Espere aqui,Tord!Eu logo voltarei! - Ele me deu uma piscadela e saiu saltitando em direção a sua mãe.

Ele saíram e foram para um lugar não muito longe da moita na qual eu e Edd estávamos deitados,mas distante o suficiente para que eu não conseguisse ouvi-los.Não sou curioso ou algo do tipo,só quero saber se a conversa particular deles é grave o suficiente para se afastar de mim.

Talvez eu esteja obcecado no carneirinho,apenas me parece que...Não sei como dizer...Apenas quero ter certeza de que ele está bem,quero ter certeza de que ele esteja seguro de todo o mal das raposas de outras redondezas.

Sei que deveria me preocupar com a minha terceira cauda que apareceu hoje,mas isso eu posso resolver mais tarde,só digo que ter três rabos não é muito legal,e imagina as kitsunes de nove caudas como a minha mãe?

- TORD!TORD!TORD! - Escutei Edd por conta do guizo dourado em sua coleira rosa,ele veio correndo até mim enquanto saltitava alegremente,respirei aliviado porque agora sei que não era nada grave. - VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR!

- O que foi,Edd? - Perguntei enquanto me encostava na árvore soltando um bocejo pois já era madrugada,o lugar só não era completamente escuro por conta das luminárias coloridas que cobriam cada esquina. - Se acalma,respire e se sente na minha frente. - Sorri,ele estava muito engraçado,talvez a coisa que ele queria me contar era muito boa,estava alegre e adorável.

Ele se sentou na minha frente enquanto abanava o seu rabinho.

- Mamãe me deixou ficar aqui no vilarejo real por um mês! - Exclamou e eu fiquei feliz,nunca estive tão surpreso em toda a minha vida. - S-se você deixar,é claro... - Vi suas orelhas de cordeiro abaixarem,ele ficou tímido da água pro vinho. - Tord,eu posso ficar com você durante um mêês? - Manhoso,ele se deitou entre as minhas pernas,Edd estava me chantageando,e não era a primeira vez que fazia isso comigo.

- Claro que você pode,sabes que é sempre bem vindo no palácio. - Fiz lhe um cafuné. - Espera,e os teus pertences?Você precisa de um tempo para organizá-los!

- B-bem...Eu estava planejando vir me hospedar faz um tempo...Desculpa por não ter avisado antes... - Corou enquanto apertava a minha perna.

- Não,não precisa se desculpar....Sabe que é sempre um prazer recebê-lo. - Ele se sentou novamente. - Já está tarde,vamos arrumar as suas coisas? - Sorri enquanto o puxava para cima.

- Sim!Só vou pegar minhas malas com a minha mãe,já volto,Tordie! - Ele saltou em direção ao festival de meu aniversário,aonde sua mãe se encontrava conversando com o meu pai e com o meu irmão mais velho.

Tordie?Sério?O apelido foi fofo,vou pedir para ele me chamar sempre assim.

QUEBRA DE TEMPO

A esta hora já estávamos em meu quarto,eu estava sentado na ponta da cama enquanto o via correr para lá e para cá,carneiros são tão agitados e rápidos assim?Isso me parece bom,pois sei que agora ele deve ter bastante fôlego de sobra,heh~

- E isso eu coloco aqui! - Ele guardou suas roupas no meu guarda-roupa claro de marfim.

- Pronto?Você parece estar cansado... - Me deitei e me espreguicei sonolento,eu estava apenas o esperando ele terminar com as suas coisas para eu desligar o interruptor para eu dormir logo,parecia ser umas duas horas da madrugada.

- Não,não estou! - Ele pulou na cama. - Por que?Você quer dormir,Tord?... - Ele tirou os sapatos e se afundou nos lençóis nos quais ele havia trago para si mesmo.

- Eu quero... - Bocejei enquanto o via se levantar.

- Então só vou vestir um pijama e depois eu desligo a luz,certo? - Edd se levantou e foi para o criado-mudo,que era aonde a roupa de dormir dele estava.

- Certo...

Ao invés de dormir,eu o vi tirar sua roupa para trocar pelo pijama.Assumo que gostei vê-lo de costas...Espera...Céus,parecia que foi ontem que ele tinha quatorze anos de idade,e agora eu já posso...Ele pode...Nós podemos...Argh!

- Boa noite,Tord! - Ele pulou encima de mim e depois rolou para o lado assim deitando.

- Boa noite,meu carneirinho~Durma bem,pois amanhã teremos um dia inteiro só para gente!

- Imagina quantas pegadinhas você pode me ensinar amanhã? - Ele se embrulhou e virou para mim.

E eu...Eu comecei a perder o sono...

- Imagina quantas técnicas de crochê você pode me ensinar amanhã? - Sorri enquanto fechava os olhos.

- Tord...

- O que foi?

- Não dorme agora...Você pode ficar conversando comigo até eu pegar no sono? - Me chantageou novamente,não sei como dizer isso mas...Adoro quando o Edd faz isso...

- Claro! - Concordei,pois uma noite de sono perdida com ele valia mais que tudo.

CONTINUA~


Notas Finais


7w7


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...