1. Spirit Fanfics >
  2. A Realidade De Um Sonho (2 temporada) (Vondy) >
  3. Capítulo 33

História A Realidade De Um Sonho (2 temporada) (Vondy) - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Capítulo 33


Fanfic / Fanfiction A Realidade De Um Sonho (2 temporada) (Vondy) - Capítulo 34 - Capítulo 33

1 mês depois....

Depois do que aconteceu, Dulce se tornou uma pessoa fria e fechada. As vezes acabava descontando em todos a sua raiva e seu ódio. Parou de ir à terapia. E até se afastou de Felipe e Elena, para não acabar descontando neles também. Ninguém a reconhecia mais. Aquela Dulce brincalhona, alegre e bondosa, tinha se transformado em outra pessoa. Augusto e Pérola tentavam de tudo fazer com que a filha esquecesse o que aconteceu e voltasse a ser o que era antes. Mas não conseguiram. Anahí e Alfonso também tentaram ajudar a amiga de alguma maneira, só que foi em vão.

Até Christopher, tentou conversar com Dulce, também queria lhe pedir perdão, voltar com ela. Mas quando ele pediu perdão a ela, Dulce riu da cara de Christopher e o humilhou da mesma forma que ele a humilhou, disse que já era tarde demais para isso e depois o expulsou de sua casa e sua vida, mesmo ainda o amando.

A única pessoa que conseguia conversar com Dulce, era Fernando. Os dois se tornaram ótimos amigos. Dulce não sabia o porquê, mas Fernando era a única pessoa em que ela confiava, que ela conseguia dizer tudo o que sentia a ele. Perto dele, Dulce conseguia sorrir, o que era raro ultimamente. Dulce, mesmo não querendo, ainda amava Christopher. Mas ela também estava começando a gostar de Fernando, mais do que um simples amigo. Depois de semanas, decidiu deixar Fernando entrar em sua vida e em seu coração, para esquecer Christopher de uma vez por todas e tentar voltar a ser o que era antes.

**************************************

Na casa de Dulce:

Dulce estava em seu quarto se arrumando para sair, quando sua mãe entra.

Pérola: Dulce, Felipe quer te ver antes de dormir.

Dulce: pra quê? (perguntou fria)

Pérola: pra quê? - (disse incrédula) - Ele é seu filho, e sente sua falta. Já vai fazer um mês que você não dá atenção para seus filhos. - (disse séria) - Tudo bem que você se afaste de mim, do seu pai e do resto do mundo. Mas eles são seus filhos e precisam de você. (disse e depois saiu furiosa)

Quando Pérola saiu do quarto, Dulce se sentiu culpada. Ela estava abandonando seus filhos. As únicas razões de ela continuar viva e não acabar surtando com tudo que aconteceu. Mas sabia que se aproximasse deles, iria acabar descontando neles a raiva e o ódio que ela ainda sentia. Ela queria deixá-los afastados disso, então era melhor deixar as coisas como estavam.

Já Pérola, teve que inventar outra desculpa para o neto.

Felipe: vovó, cadê a mamãe? (perguntou triste por não ver a mãe)

Pérola: sua mãe está ocupada, e teve que sair. Mas ela mandou um beijo de boa noite pra você. (disse sorrindo)

Felipe: sério?

Pérola: é sério. Agora vai dormir, porque amanhã seu pai vai vir buscar você e sua irmã. - (disse dando um beijo na testa de Felipe) - Já arrumou tudo?

Felipe: já vovó. Boa noite.

Pérola: boa noite, e sonhe com os anjinhos. (disse apagando as luzes e saindo do quarto)

Quando Pérola saiu do quarto de Felipe, viu Dulce no corredor.

Pérola: aonde você vai?

Dulce: não te interessa. (disse fria e depois saiu)

A morena, pois Dulce voltou a ser morena, pegou um táxi e foi para a delegacia.

**************************************

Na delegacia:

Policial: com licença senhor.

Fernando: algum problema?

Policial: não senhor. É que tem uma mulher querendo falar com o senhor.

Fernando: quem é?

Policial: disse que se chama Dulce. Deixo-a entrar?

Fernando: sim, claro, a deixe entrar. (disse todo animado)

O policial saiu e depois Dulce entrou.

Dulce: oi Fernando.

Fernando: oi Dulce. - (disse deslumbrado com Dulce) - Posso saber o que você veio fazer aqui, e a essa hora? Aconteceu algo?

Dulce: não, não aconteceu nada. Não se preocupe. (disse rindo)

Fernando: então? (riu também)

Dulce: eu vim porque me deu vontade de te ver. E também eu quero conversar com você.

Fernando: sendo assim, eu te convido pra jantar. Vamos?

Dulce: vamos.

Os dois sairam da delegacia, entraram no carro de Fernando e foram para o restaurante.

**************************************

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...