História A Reason To Change - Capítulo 31


Escrita por:


Capítulo 31 - A Razão


Sinto meu rosto formigar e encaro katniss.

-Porque você fez isso?-Pergunto.

-Eu? E você?-Fala em tom irritado.

-O que eu fiz?-Digo confuso.

-Onde você estava?!

-Trabalhando -Ela ri.

-Como você podia estar trabalhando, se não é sua hora de trabalho?!-Cruza os braços.

-Eu ganhei um horário novo-Explico.

-Claro que sim –Diz não acreditando–Qual o nome dela? Ou você ao menos sabe isso!

-O que?

-Você se divertiu bastante?

-Amor, o que você esta falando?

-Que você ficou a manhã toda fora, sumiu e eu sei que foi ver alguém!

-Eu não fui ver ninguém, estava trabalhando-Explico.

-É claro que sim!

Ela se senta na cama e me aproximo, fazendo-a se afastar.

-Amor, eu estava trabalhando. Troquei de horário e de função, mas precisei começar hoje e antes de ir te deixei um bilhete-Explico a situação, porém, ela não parece acreditar em nada.

-Mentira!

-É verdade-Afirmo.

-Não mente pra mim peeta, eu sei que você estava em algum lugar com alguém –Bufa de raiva, tão irritada que esta vermelha.

-Amor, eu não quero brigar com você. Estou exausto e quero descansar, só tenho mais alguns minutos pra voltar ao trabalho.

-Você não quer brigar.

-Não, não quero.

 Ela me encara e seu olhar cai em meu braço.

-Você é um idiota!-Fala, se soltando de mim.

-O que?-Falo e vejo que tem um arranhão- Eu não tinha visto.

-Claro que não!-Diz, já furiosa.

-Deve ter sido a mulher que trabalha comigo.

-Claro. Vocês devem ter trabalhado muito hoje. Né?

Passo a mão na cabeça, sem saber o que fazer.

-Amor eu...

-Não. Eu não acredito que você esta fazendo isso comigo?!

-Que eu estou fazendo? –Questiono.

-Claro que sim. Eu sabia que alguma hora você ia acabar se entregando pra outra, assim como aquela mulher do orfanato.

-Eu não fiz nada com ela e você sabe disso!-Rebato, já irritado.

-Não. Não sei de nada, só sei que você estava agarrando uma mulher! E agora? Com quantas mulheres você esta me traindo no trabalho?! Isso se você estiver mesmo trabalhando.

-Você esta duvidando de mim-Questiono bravo-Você esta fazendo isso?!

-Claro que sim. Você começou com isso-Rebate.

-Eu comecei?-Digo, agora, furioso de verdade-Eu não faria isso com você!

-Você faz isso com todas!-Grita .

-Mas você não é todas, é a única pra mim e eu nunca faria isso!-Falo alto e ficamos em silencio.

Sinto meu corpo arder de raiva.

Ando ate a parede, com a visão já vermelha e dou um soco tão forte, que faz a parede afundar.

-Peeta!-Fala vindo ate mim e me separo dela –O que esta fazendo?

-O que você queria que eu fizesse! –Digo indo ate a cama, apanho minhas coisas e saio porta á fora.

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\ \\\\\\\\\\\\\ \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\

POV KATNISS

Abro os olhos devagar e minha primeira visão é da cama vazia.

-Amor-Falo confusa.

Ouço um barulho vindo do banheiro;

Saio da cama e ando ate a porta, mas é a faxineira.

-Ah! Desculpe-me, te acordei-Pergunta e nego.

-Não. Estou á procura do meu namorado.

-Eu não o vi.

-Ok. Obrigada.

Saio do quarto e olho o corredor, ate ver uma enfermeira que nos conhece.

-Olá-Falo, atraindo sua atenção.

-Oi katniss, em que posso ser útil?

-Você viu o peeta?-Pergunto.

-Sim.

-Onde ele esta?-Questiono.

-Ele saiu.

Arqueio a sobrancelha, confusa.

-Saiu?-Pergunto.

-É, ele saiu bem cedo, cinco e meia.

-Por quê?

-Eu não sei. Mas, se me permite, estava bem arrumado-Fala, me deixando mais confusa ainda.

-Bem vestido como se fosse trabalhar ou como se fosse sair?

-Como se fosse sair-Concordo.

-Bom, tenho que ir katniss-Diz, saindo andando.

Volto pro quarto, vendo a faxineira acabar de arrumar a cama e se retira.

Sento-me acomodando na cama.

Porque peeta sairia?

Porque ele não me acordou?

Será que esta escondendo alguma coisa?

Ele não me disse que sairia... Ou ele não quer que eu saiba?

No entanto, o que peeta estaria fazendo? Ele não iria muito longe e com certeza não esta trabalhando por ainda estar de dia.

“Ele devia estar aqui”

Sinto a preocupação me tomar;

Levanto da cama e ando de um lado pro outro, imaginando o que pode ter acontecido e todas as possibilidades.

...

“E se ele estiver com outra?”-Penso.

Eu não devia considerar isso, eu sei que posso confiar no meu namorado, eu o amo muito e tenho certeza que posso confiar nesse.

Minha mãe diz que gosta do peeta, mas desde o acontecimento no orfanato, ela duvida de que algo possa acontecer e me alertou de coisas assim para que eu não me enganasse.

(Suspiro)

“Porque estou fazendo isso? Ele não faria nada. Não vou desconfiar do meu namorado, ele me ama e posso confiar nele” -Encerro o assunto.

Volto a sentar na cama;

Apanho o controle na cabeceira e ligo a tv para me distrair.

Depois de um tempo, tomo um banho e volto a esperar, porem, nada do peeta aparecer.

Pensamentos rondam minha cabeça, mas não consigo pensar em outra coisa, sem ser minha mãe dizendo que eu tomasse cuidado com outras mulheres.

“Porque ele ficaria tanto tempo fora, sem que fosse para estar com outra mulher”

 Arrg!

Ele pode estar com ela agora, á beijando, fazendo amor com ela e depois vai voltar aqui como se nada tivesse acontecido, como se fosse inocente.

Não vou negar que o passado de peeta me machuca muito, por saber que ele era muito mulherengo, no entanto confio nele e não quero pensar besteira.

O tempo passa e nada dele aparecer.

Sinto uma fúria imensa se apoderar de mim, imaginando as piores coisas.

“Como posso ser tão idiota?”

Lagrimas brotam em meus olhos sem motivo algum.

 “Eu não vou chorar por isso!”

Vou ao banheiro e lavo o rosto;

Ouço sua voz e tranco a porta rapidamente.

Os minutos seguintes foram gritos e discussão, não quis saber de suas desculpas, sem sentindo algum e acabo explodindo de raiva.

Ele tenta me acalmar, mas assim que vejo o arranhão em seu braço, minhas suspeitas são confirmadas. Peeta fica tão furioso, como nunca vi e seus olhos vermelhos de tanta raiva que acaba socando a parede, me assustando.

Tento acudi-lo, em vão.

-O que você esta fazendo?

-O que você queria que eu fizesse!-diz, apanhando suas coisas e sai do quarto. 


Notas Finais


-JT.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...