1. Spirit Fanfics >
  2. A Reason To Change >
  3. Sem Ar

História A Reason To Change - Capítulo 74


Escrita por:


Capítulo 74 - Sem Ar


POV KATNISS

-Katniss, para um pouco-Pede Effie.

-Não posso Effie, eu preciso continuar –Falo, enquanto ela continua a dirigir.

Observo a floresta coberta de neve, não vendo nada, além de arvores e mais arvores á frente. Seguimos por horas e horas, ate finalmente avistarmos uma casa distante.

-Acelera Effie, podem saber de alguma coisa.

Ela tenta correr mais rápido com o carro; ao nos aproximarmos, pulo pra fora e corro em direção á alguns adolescentes conversando.

-POR FAVOR! POR FAVOR!-Eles me olham.

-Sim?

-Vocês viram um homem por aqui?-Questiono.

-Sim-fala uma garota e corro ate ela, pegando seu braço em desespero.

-Ele era loiro, forte, de olhos azuis?

-Não sei, ele estava muito machucado-Sinto meu coração afundar em meu peito.

-É esse aqui?-Pergunta Effie, mostrando uma foto de peeta.

-Sim-Se pronuncia um garoto- Policiais vieram aqui atrás dele, já o levaram-Avisa.

-Policiais?-Pergunto confusa.

Olho pra Effie, que parece tão surpresa quanto eu.

-Confere se tem alguém aqui-Peço.

-Não, não tem ninguém, apenas nós e os voluntários.

Vou ate o garoto e seguro seus ombros, o fazendo me olhar.

-O que fizeram como ele?

-Disseram que iam leva-lo para o hospital.

-Effie, liga pra alguém.

-Sim querida.

-Como ele estava? Esta bem? Com fome? Machucado?-Pergunto, aflita.

-Ele...-Uma garota o corta.

-Não diz nada, você não parece bem senhora.

-Eu preciso saber como meu namorado esta! Eu preciso saber agora! Me conta!

-Katniss-Olho pra Effie-Não há policia aqui. Eles não receberam nada, sobre o peeta ou qualquer homem e nada de entradas em hospital.

Sinto meu corpo todo amolecer e me agarro á uma cadeira.

-Querida!

-Vamos correr atrás deles!

-Vocês precisam de ajuda?-Pergunta.

-Podemos ajudar?

-Sim, por favor. Qualquer ajuda-Imploro e eles concordam.

Retorno para o carro, tentando me recompor enquanto Effie explica tudo á eles.

Vejo duas garotas e as chamo pra mais perto.

-Que cor era o carro?

-Era um carro de policia.

-Eles eram bem altos e muito brancos.

-Faz quando tempo que ele foi?

-Acho que uns 30 minutos, quase.

Comprimo os lábios, pronta pra chorar.

-Ele disse alguma coisa?

-Ele estava com muita dor, muito machucado-Sinto meu coração doer.

-Íamos leva-lo, mas a policia chegou primeiro.

-Obrigada por cuidarem dele.

-Nos não sabíamos.

-Não tinha como saber-Nego.

-Sentimos muito-Pede.

-Eu só...-Não consigo continuar, sentindo minha garganta se fechar com o choro entalado, sabendo que se chegasse antes, ele já estaria comigo, mas agora ele escapou das minhas mãos novamente.

Effie volta para o carro, os outros entram em seus próprios carros e seguimos pra fora da floresta.

Tento ocupar minha mente, pensando em coisas boas, mas essa dor esta me afundando mais e mais.

“Preciso tanto de você amor”-Penso implorando.

Seguimos pela estrada, tentando pegar diferentes sentidos e só me sinto morrendo por dentro.

-Coma alguma coisa katniss.

-Não quero.

-Você vai desmaiar, quase fez isso. Quer desmaiar agora?

Olho pra baixo, vendo as caixas de comida; apanho um doce, porque é a única coisa que me da muita energia. Depois de três pedaços, não aguento, tentando me manter em pé.

Passamos muitas horas na estrada, ate que Effie freia o carro, fazendo-o girar varias vezes e quase bater, mas ela consegue conte-lo

-Effie-Ela aponta, tremula, pra algo na frente.

Salto do carro e quando vejo, fico paralisada.

Há uma imensa placa branca como um cartaz, escrito com algo que parece...parece sangue.

“Se concentra”-Penso.

Olho pra placa vendo o que há escrito

“Olá, katniss. se esta procurando seu amado, estamos com ele onde tudo começou. Não se atrase!”

-Querida-diz Effie e todos começam a ficar confusos.

“Onde tudo começou?”- A resposta age como uma faísca.

-O lago, a fabrica. Temos que correr!-Digo, assustada.

-Fabrica?

-Onde tudo começou. Vamos logo Effie, vamos!

Entro no carro;

Effie, manda todos voltarem correndo e entra, girando o carro.

Tremo o tempo todo, lembrando-me de tudo que peeta me contou sobre aquele lugar e imaginando o que eles querem fazer, mas só de pensar eu...

Tento me manter calma, no entanto, é impossível fazer isso.

Rezo a maior parte do caminho, desejando que peeta esteja bem e que eles não façam nada pior.

Ao chegarmos, eu não penso duas vezes em sair do carro e correr pra dentro do local; quando entro, fico sem ar.


Notas Finais


-JT.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...