História A Rebelde - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Leigh, Lysandre, Nathaniel, Professora Delanay, Rosalya
Tags Amor Doce
Visualizações 82
Palavras 354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Ciumenta eu? imagina


O "médico jumento" disse que eu podia ficar no quarto com ela 

Ela tossia muito eu ficava até preocupado

Eu não gostava de ver a Carla assim eu duvido que algum cara gostaria de ver a sua namorada numa cama de hospital tossindo parecendo que o pulmão vai sair junto com a tosse e com pneumonia

O "médico jumento" falou que era melhor eu não sair do quarto dela e chamar ele se ela estiver com febre

E toda a hora eu ficava com a mão na testa dela para ver se ela estava com febre

–Cast eu não tô com febre

–eu tô só prevenindo 

–*cof*

–eles não te deram nenhum remédio para essa tosse eu tô ficando com agunia de te ver tossindo toda hora

–não só me deram remédio para a febre alguns minutos atrás–ela diz fazendo uma careta–pensa num negócio ruim

–kkkk

–pq tá rindo?

–vc tá parecendo uma criança que acabou de tomar dipirona kkkk

Ela faz bico

–num só criança–ela fala isso cruzando os braços e fazendo uma voz muito fofa

–vc sempre vai ser aquela garotinha que sempre eu vou defender–falo encostando a minha testa na dela ela cora

– C-Cast a gente tá no hospital

–e daí?

– e-e constrangedor 

–ue vc sempre reclamava que eu era rebelde de mais e agora tá reclamando que tô assim

–vc pode fazer isso em casa ,na escola mais no médico e na rua não

Eu me afasto dela é uma enfermeira entra no quarto ela fica olhando para mim eu não dou atenção

Até que eu olho para a Carla com olhar de assassina para a enfermeira

A enfermeira sai eu acho que ela saio por causa do calor do olhar da Carla que parecia que ia sair fogo

–ta com ciúmes?

–Deus fez a gente dividir o pão o namorado ainda não então vc é só meu–diz ela agarrando o meu braço–se ela pensa que vc tá dando sopa pode ela saber que vc não tá e para ela tirar o cavalinho da chuva

–vc fica tão fofa quando tá com ciúmes

–EU NÃO TO FOFA EU TO BRAVA

–KKK

(Continua 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...