História A Reconciliação de Fernando e Letícia - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral, Personagens Originais, Tomás Moura Gutiérrez
Visualizações 18
Palavras 1.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Enfim Fernando, está feliz enfim ele terá a sua amada em seus braços

Capítulo 25 - Fernando enfim terá sua Lety na cama


Fanfic / Fanfiction A Reconciliação de Fernando e Letícia - Capítulo 25 - Fernando enfim terá sua Lety na cama

Mesmo confusa, duvidando de seus sentimentos, não havia um sequer momento em que nao o desejasse, não   o quisesse junto ela. Fernando feliz porque ela era dele. O amava mais, do que tudo no mundo e isso não mudaria jamais.  Decidida a mostrar o seu amor. Letícia introduziu as mãos dentro do casaco dele espalmando no peito forte. Podia sentir o seu coração dele batendo e os músculos contrair.  Ela não sabia,  mas também sentia amor por ele. De forma, desajeitada começou a abrir os botões. Ele ainda a beijava mas se afastou alguns segundos  para remover por completo o casaco.  Seus olhos se encontraram nova-mente e ao invés de tomar, os lábios dela ele deslizou os seus lábios pelo pescoço a beijando e mordendo por onde passava. Leticia inclinou a cabeça para sentir, a boca dele deslizando sobre sua pele. Um gemido contido escapou de seus la-bios, quando ele nordis- coisa sua orelha.             Sim,  o momento que ele anciava há quase três meses finalmente  havia  chegado. Sem insegurança, sem medo, e sem culpa.   Eles podiam se amar li-vremente sem, o peso de estar enganando alguem e isso trazia a sensação de pureza. O amor deles era imaculado como Lety desejava a muito tempo.  Lentamente Fernando  começou a guia-la para o interior do  quarto sem resistência da parte dela. Seus corpos estavam tão proximos que ele praticamente a havia tirado do chão.  Letícia a não usava mais o casaco pesado. Tinha retirado quando voltou para o quarto, então Fernando começou a abrir a camisa femenina que ela usava.  Um a  um os botões foram abertos deixando a pele dela exposta para receber seus lábios e foi o que ele fez. Sentou -se na cama e deslizou a boca pelo pescoço, ombros e o topo dos seios. Letícia  percorria com as mãos a nuca dele, acariciando os cabelos e sentindo cada tremor  que o corpo dele liberava.                           Ansioso Fernando removeu sua própria camisa e tomou novamente os lábios dela. Automaticamente, Lety começou a se deitar sentindo que ele fazia o mesmo.              - Minha Lety.  Ele sussurrou  entre Beijos  com a voz rouca. Letícia suspirou e ao sentir as mãos dele descerem pela lateral de seu corpo até encontrar o início de sua calça de pijama, ela se sentiu envergonhada. Seu Fernando, a luz. Ela falou com voz arrastada. Não Lety...  Ele respondeu entre Beijos. Eu quero ver você. Quero que sinta o quanto eu te desejo, quero que veja o quanto eu te amo. Segurou o rosto dela. Um dia você me disse que eu a só te beijava no escuro e hoje eu vou te provar que você estava enganada. Quero  que olhe nos meus olhos e veja o meu amor por você.  Quando conclui sua fala , se removeu a calça dela junto com as peças íntimas e logo depois se livrou do resto de suas roupas.  Ainda timida Lety puxou o cobertor sobre eles. As carícias recomeçaram.  Fernando estava sobre ela beijando sua boca, pescoço enquanto Lety deslizava as mãos pelas costas dele. A cada toque ele estremessia mais e mais e pressionava os lábios sobre a pele dela. Estavam entregues como na última vez. Era mais que um encontro de almas. Agora iluminados pela luz do quarto ele podiam ver e sentir o seu amor e isso  os exitava ainda mais.  Fernando intensificou as caricias.  Queria que ela nunca esquecesse como ele a amava. Seus lábios deixaram os dela, e iniciaram um caminho sensual pelo pescoço, colo ate atingirem os seus seios fartos e macios. Letícia se sentiu constrangida. Mas, as duas vezes em que haviam se amado tudo tinha sido no escuro. Fernando viria seu corpo. Insegura ela cobriu os seios com as mãos, antes que ele pudesse tocar.                Seu Fernando? Sussurrou com a voz rouca. Fernando   a olhou nos olhos e sem dizer uma única palavra  cobriu as mãos dela com as suas,  pressionando a área com delicadeza. Seus  lábios alcançaram novamente os dela e suas línguas se tocaram.  Em poucos segundos viu que ela se rendia as caricias. Lety retirou as mãos debaixo das dele do envolveu pelo pescoço  deixando seus seios livres para que Fernando pudesse explorar. Sem pensar duas vezes ele abandonou o beijo e tomou um mamilo entre os lábios, sugando e rodeando a auréola com a língua fazendo o mesmo demoradadamente com o outro. Ela gemia baixinho sentindo cada sensação e aproveitando ao máximo  o prazer que ele lhe proporcionava. Sua respiração estava intensa e seu coração batia forte no peito. As mãos dele desceram pela lateral de seu corpo apertando, levemente por onde passava até alcançarem a parte interna de suas coxas. Letícia prendeu a respiração quando sentiuas mãos dele separarem suas pernas e quando os dedos ageis encontraram sua intimidade, ela gemeu. Já haviam feito amor, sim mas Fernando nunca a tinha tocado daquela maneira. Novamente ele se retratou e rapidamente segurou a mão dele. Então Fernando ergueu a cabeça para fita-lá. Seus olhos transmitiam desejo. Confia em mim Lety. Ele pediu e a viu acenar que sim com a cabeça. Feche os olhos e não abra. Pediu a ela obedeceu. Fernando traçou um caminho de beijos através do vale entre os seios dela, passando pelo abdômen até alcançar seu ventre. Ela remexeu na cama ele novamente pediu pára que não abrisse os olhos. Lety  sussurrou um ok,e se deixou levar pelas carícias dele por seu corpo, mas não imaginou que ele pudesse fazer o que fez a seguir. Apoiando uma das pernas em seu ombro. Fernando tocou-a de forma mais íntima. Sua língua acariciou lentamente na sua intimidade. Ela se encolheu na cama abrindo os olhos.  Xiiiii. Ele sussurrou mantendo as pernas dela abertas já que ela forçava para fechar. Mesmo sob protesto, Fernando a carícia movendo sua língua habilidosamente sobre o clitóris. Em poucos segundos ela parou de protestar e soltou pesadamente o quadril sobrea  imitindo gemidos contínuos. Ele continuava a carícia acelerando os movimentos, enquanto segurava as pernas dela que tremiam de forma descontrolada . Nunca tinha feito aquela carícia nela Lety  gemia alto, arqueado os quadris involuntariamente,mas foi quando ela segurou seus lábios de encontro a sua intimidade que ele quase perdeu o controle.  Ele saboreou o gosto do mel,pois ela já estava toda molhada quente e pronta para recebe-lo. Então abandonou aquela área e colocou-se sobre ela. Seu Fernando... Ela gemeo seu nome puxando o para um beijo quase desesperado,  então sem conseguir-se controlar mais Fernando se encaixou seu pênis a sua intimidade e a penetrou lentamente a preenchendo-a por completo. Fernando ficou imóvel por alguns segundos,  sentindo o calor que emanava do interior dela, mas ao ouvir o gemido rouco que omitiu, reiniciou seus movimentos lentamente. Nunca havia sentido algo parecido em toda sua vida. O prazer que lhe dava era indiscretivel. Podia sentir  todos músculos de seu corpo reagiram ao toque dele, e causar as mais profundas sensações de prazer. Seu corpo já não obedecia parecia, pertencer somente a ele reagindo ao menor estimulo. Ela gemia a cada movimento dele, fazendo com que Fernando precisasse manter o controle para não atingir o clímax antes dela. Podia senti-la cada vez mais úmida e quente, então acelerou seus movimentos. Leticia buscou os lábios abafando os gemidos. Arranhava suas costas, dessa vez com mais forças e então ele pode sentir a intimidade dela se contrair diversas vezes indicando que havia atingido o auge do prazer. Nesse, instante ele não conseguiu mais segurar, e explodia extasse dentro dela com movimentos profundos e retomados. Com o coração acelerado.  Fernando deitou -se sobre ela tentando se recuperar do prazer que havia sentido com sua amada.  Sabendo que era pesado rolou para o lado ainda interligado a ela ele a puxou-a para seus braços. Minha Lety .. sussurrou no ouvido dela eu te amo! Eu te amo seu Fernando. Ela respondeu aguarrando-se a ele onde mais uma vez ele amou ela.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...