1. Spirit Fanfics >
  2. A RODA GIGANTE ( jikook ) >
  3. Adeus

História A RODA GIGANTE ( jikook ) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Adeus


 

Eu adora quando ele falava sobre seus inúmeros desenhos.

Amava a forma em que ele sorria.

Amava a forma que sua cintura ficava colada na blusa de tecido fino da farda.

amava quando ele dançava no auditório sozinho.

Amava como ele tinha o dom de mim calmar mesmo no momento difíceis.

Amava sentir sua pele macia em contato com as minhas mãos.

O que eu posso fazer? Eu o amava como nunca amei ninguém, eu o amava com todas as minhas forças 

Talvez tenha sido esse o motivo que me quebrou completamente.

O amei tanto, mais tanto, que tive medo que ele fosse embora a e levasse consigo uma parte de mim que não teria volta.

Me esconde atrás de uma imagem inexistente, me esconde atrás de desculpas vazias, me esconde atrás de uma pessoa criada apenas em minha cabeça,me esconde com tanto medo de lhe perder que não pude ver o quanto você estava caindo, não o quanto você estava começando  a desaparecer.

a frase "eu te amo" nunca foi fácil para mim pronuncia-las, principalmente com você, Porque eu sentia que quando soubesse, você me deixaria, então fiquei ali, apenas tentei continuar parado aonde estava, tentei deixar que o tempo paralisasse como desejado.

Mas a ralidade,é que o tempo não faz o que nós desejamos.

Fiquei parado, mas você era como uma chuva, devastando tudo que pudesse me separa de si, Me arrastava para dentro da sua tempestade e eu como um boneco, continuei sendo levado pela a água.

Meu amor, deixe-me ser seu sol, ou deixe-me ser seu guarda-chuva.

Me ame  amanhã, me ame depois de amanhã.

Me ame daqui a vinte anos, ou até que nossos corpos deitem para dormir e nunca mais acordar.

Opa, descrevi  morte.

Me ame daqui a setenta, oitenta, noventa, daqui a cem anos o máximo, eu juro. 

Me ame quando meus cabelos ficarem brancos.

Quando nossas peles começarem a se degastar.

ou até ficamos caquéticos.

Meu amor ainda viremos para a estação de trem vadiando sem rumo.

A gente ainda iremos nos perder dos outros porque gostamos e observa os pássaros voando ao longe?

Ainda faremos brincadeiras bobas, como correr por ai, ou tentar se equilibrar no meio fio?

Se por algum motivo o nosso "nós" parar de existir, me avise com antecedência. Só para poder fazer mais lembranças de você.

Amor, tenha piedade do meu coração que assim como em uma roda gigante, ele gira, ele brilha, alcança até o céu, apenas por ti.

Eu me quebrei tentando sobreviver.

Mas agora, eu prefiro me tornar pô só pra passar sessenta segundo ao seu lado.

Te amo.

E é por te amar com todas as forças que estou te dizendo adeus.

Meus pais falam que não pode amar uma unia pessoa a vida inteira, mas estão errados, porque eu te amarei até mesmo nos oitenta anos. 

Adeus, meu doce e belo amor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...