História A rosa mais frágil do jardim - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Violette
Tags Drama, Magia, Romance
Visualizações 8
Palavras 916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Scary changes


Fanfic / Fanfiction A rosa mais frágil do jardim - Capítulo 1 - Scary changes

Oi meu nome é Aline tenho 16 anos e bom agora eu e aqui estou na frente de minha casa nova ela já estava toda arrumada realmente minha mãe avia pensado em todos os detalhes, eu até poderia estar feliz mas ainda estava assustada com tudo que tinha acontecido a alguns dias atras 

 

 

FLASH BACK ON 

estava lavando a pia da casa da minha mãe ela avia me chamado por que minha tia avia insistido, era aniversário de minha irmã só que a mesma não estava feliz pois eu estava la seus amigos populares estavam tentando entreter-la só que nada adiantava até que nossa mãe percebeu e perguntou

Mãe-Oque foi meu bem a festa não esta boa-ela pergunto com tanta preocupação que parecia que o mundo ia acabar-pode falar para mãe

 

Irmã-mãe você faria tudo por mim?-ela perguntou com um sorriso indicando que ela realmente queria uma coisa e minha mãe apenas assentiu-então eu não quero mais minha irmã morando nessa cidade-todos pareceram chocados com isso menos os meus pais-serio mãe que saco eu não aguento mais sempre tenho que ficar aguentando a presença dela em tudo que é importante aqui e isso me deixa triste-ela falou com cara de cachorro abandonado-tirando que nem aguento mais olha para a cara dela

Eu-mais eu nem moro com você e eu quase não venho aqui-falei tentando esconder as lagrimas que se formaram em meus olhos eu estava com muito medo da situação que estava

 

Tia-isso já é loucura Madalena-falou se referindo minha mãe-Aline nem mora mais com vocês ela não precisa mudar de cidade-ela disse triste com medo da resposta de minha mãe já que ela sabe que não pode interferi nisso

 

Mãe-a mas Aline já queria ir para outra cidade não é mesmo, Aline?-ela me olhou com um cara assustado que pela expressão dizia "concorde agora sou sua mãe te dei a vida" 

 

Eu-esta tudo bem tia Marta eu já queria isso-disse com medo de minha mãe 

 

Mãe-ótimo eu arrumo tudo pra você, já até sei para onde você ira

 

FLASH BACK OFF

já sentia lagrimas descerem sobre meu rosto, olhei para casa do lado e vi que estava acontecendo uma festa da piscina típico de adolescentes, minha irmã fazia sempre fazia isso quando nossos pais iam viajar, olhei para porte e tinha uma menina platinada e um garoto azulado recebendo as pessoas,a menina ao ver meu táxi passar pela casa olhou para a direção que ele avia saído,ou seja olhou para mim, com um lindo sorriso, cutucou o ombro do azulado que olhou pra ela, então ela falou um negocio no ouvido dele que olhou pra mim e sorriu, e bom eu fiquei com muito medo deles pois tenho medo de pessoas desconhecidas,peguei minhas malas e fui arrastando pra dentro da minha nova casa ignorando os olhares deles, para levar todas as minhas malas para dentro de casa fora preciso umas três viagens para fora de casa, quando tudo estava dentro de casa me senti mais aliviada fechei todas as cortinas e janelas mas quando ia me deitar no sofá ouvi minha campainha tocar e senti meus pelos da nunca se arrepiarem, me levante com o mais medo possível e atendi a porta

 

Eu- o.o.ola?-droga eu gaguejei odeio fazer isso estava com vergonha e medo acho que deixei escapar isso na minha voz quando olhei pra frente pois estava o tempo todo olhando pra baixo eu vi aquele menino azulado e aquela platinada, só que junto com eles estavam mais dois garotos, um ruivo e outro albino com mechas pretas

 

Menina platinada-OIE! meu nome é Rosalya mais pode me chamar apenas de Rosa-ela disse apontando para si mesma-esse azuladão aqui é o Alexy-ela apontou pra ele-o albino ali é o Lysandre e o ruivo o Castiel-ela falou apontando pros outros dois, e eu me escondi mais ainda atras da porta-não precisa ser tímida-ela disse com um sorriso sincero 

 

Alexy-olha se você quiser agente pergunta pra sua mãe se você pode ir na festa da piscina, o irmão da Irís foi la e acho que ele deve ter sua idade, como ele esta sozinho enchendo o saco da irmã você pode ir la brincar com ele-ele falou como seu fosse uma criança eu sei que meu corpo é muito pequeno e eu sou muito frágil para minha idade mais isso é demais

 

Eu-eu não tenho idade para brincar já tenho 16 anos-falei e todos me olharam surpresos até o ruivo quer dizer o tal Castiel começas a rir-e eu não quero ir

 

Rosa-mais por quê?-ela me olho ainda espantada e eu olhei para ela com medo-ata você esta com medo tudo bem a gente não vai te fazer mal-ela me olhou com compreensão 

 

Eu-não estou com muito medo de vocês só dele-falei apontando para o Castiel-acho melhor eu ir tchau-antes de eu fechar a porta um passarinho entrou voando na minha casa eu olhei para o pássaro que tentava sair de minha casa, mas todas as janelas estavam trancadas, eu estava com muito medo olhava pra ele como se ele fosse um monstro, abri toda a porta pra ele sair, ele saiu tão desesperado que bateu na cabeça do ruivo e todos la começaram a rir dele mas o passarinha caiu no chão, provavelmente se machucou e aquele albino pegou ele piava sem parar, e eu tinha medo do barulho dele então tapei meus ouvidos-até mais-fechei a porta com tudo 

 

se meu primeiro dia já foi assim imagina o segundo quero ir embora estou com medo daqui...

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...