História A saga crepusculo: Estrela cadente - Capítulo 70


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Tags Amanheçer Parte 3
Visualizações 4
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente Desculpa pelos erros kkk

Capítulo 70 - Novo capítulo


Eu com meu enorme conhecimento em lobos percebi que a garota que estava no meu colo nesse momento também era uma. 

- Opa, acho que você tem uma coisa que me pretence. - era a irritante voz do meu irmão mais velho.

- Ah, mesmo? Não vi seu nome. - disse me recompondo junto com a garota que foi ao lado do mais velho.

- Tem coisas que nem precisam, não é mesmo? - Perguntou para a garota, em seguida se virando para ela e depositando um beijo nos lábios da mesma. Sinceramente, nunca havia visto meu irmão ficando com alguém, mesmo conhecendo a sua fama por Forcks. A garota retribuía o beijo de uma maneira extremamente peculiar, tanto que me deu um leve nojo.

- Vocês deveriam arrumar um quarto. - Lio apareceu ao meu lado entrando naquele meio e me puxando.

- Olha só, chegou o beta do seu irmãozinho. - falou a garota que até o momento eu não tinha ouvido a voz.

- Acho que tá mais para namoradinho. - Um dos betas do meu irmão tentou me provocar. 

- Se bem que não é totalmente desperdício. Ele é moh gatinho. - outro beta irrelevante se pronunciou. 

- Sério, vocês não tem nada melhor para fazer do que perder tempo com dois novatos? - perguntei um pouco incomodado com o contato recente com eles. 

- Meu hobbie favorito é fazer da sua vida um inferno. - Cris falou com aquele tom extremamente petulante. 

- Eu sei, por isso decidi sair de casa. Aliás, se fosse você tomasse cuidado, vovô e vovó não vão mimar você para sempre. - E como eu havia pensando: consegui atingi-lo onde mais doía. Meus avós e tios costumavam a mima-lo para me deixar em paz. Essa guerra entre nós dois rola basicamente desde quando nascemos.

- Se eu fosse você tomasse cuidado com as coisas que anda falando por aí, ninguém quer um beta a menos no mundo. - a garota que estava estranhamente defendendo meu irmão, veio a frente dele tentando me afrontar.

- Isso é muito estranho. Por que ficou tão irritada quando ofendi meu irmão? - Realmente fiquei intrigado com o que estava acontecendo ali. - Espera! Não acredito, você está ligada a ele. Mas aparentemente, ele não está a você também, não é maninho? - Perguntei olhando para ele, e o mesmo desviou o olhar de mim pela primeira vez nas nossas vidas.

- Olha, cala a boca antes que eu rasgue a sua garganta. - Ela parecia cada vez mais enfurecida.

- Chega! Cleo, vamos embora. Agora. - Não precisou muito para ela obedecer ao seu Alpha. Assim que eles saíram Lio veio me perguntar o que era aquilo. 

- Basicamente, a ligação é quase um imprinting. Só que extremamente doentio e problemático. As pessoas que são ligadas a outra, geralmente carregam uma enorme gratidão ao outro por algum motivo. Eles seriam capazes de matar caso o outro pedisse, ou se eles precisassem para protegê-los. 

- Que bizarro. O que será que seu irmão fez para ela ficar assim com ele? - eu não soube dar uma resposta concreta a ele pois estávamos na mesma. Completamente perdidos.

O dia foi passando cada vez mais lento, tanto que acabei dormindo durante a aula e fui acordado por Lio que estava me chamando para a hora do almoço. Caminhamos calmamente até a cantina onde encontramos os nossos dois outros amigos que estavam distraídos até chegarmos. Eles nos disseram que o bando do meu irmão estavam os encarando e os perseguindo durante as aulas, mas por incrível que pareça, nenhum deles tentou ataca-los, algo que me deixou extremamente surpreso. 

O resto do dia passou normal e decidi levar os meus amigos até a minha nova casa para comemorarmos o ap novo. Fomos no Jeep do Lio, que ficava no estacionamento. Ao chegarmos no apartamento, nos deparamos com minha mãe, minha tia Alice e Ethan na cozinha. 

- Oi gente, não sabia que vocês estavam aqui. - Falei primeiro com minha tia Alice e depois Ethan que ficou extremamente feliz ao me ver. 

- Pois é, sua mãe se sentiu meio entediada aqui e decidiu nos chamar para fazer umas coisas pra você. - Ele falava enquanto abria a geladeira e me mostrava as coisas que tinham comprado. 

- Nossa muito obrigado! Mas não precisavam se preocupar com isso gente. - Falei pegando um pudim que achei dentro da enorme geladeira.

- Claro que precisava, você não sabe cozinhar muito bem, Cal. - minha tia Alice me lembrou. 

- Vocês tem suas vidas e não devem parar com elas por minha causa. Aliás, como está a agência tia? 

- Ela está ótima, os desfiles da semana de moda em New York nos rendeu novos investidores. Principalmente algumas agências querendo as modelos deles nos próximos desfiles. - Minha tia falou toda empolgada sobre a sua incrível agência de moda. 

- Fico muito feliz por isso. E eu preciso muito ir lá, bastante tempo que eu não vou.

- Vocês como sempre falando de coisas que envolvem a indústria, mudem um pouco o foco gente. - Ethan entrou na conversa tentando mudar o rumo dela. - E esse seu amigo? O que rola entre vocês dois? 

- O Lio? Nada! 

- Mas por que nada? - Minha mãe que estava concentrada fazendo uma salada se manifestou.

- Basicamente por que eu conheço ele a pouquíssimo tempo, e principalmente, só tenho olhos para outra pessoa. - Olhei discretamente para Ethan que estava concentrado em uma panela com algum molho, a única que percebeu meu olhar foi minha tia, que já sabia meus reais sentimentos pelo mais velho.

- E por que você não fala com essa outra pessoa? - minha tia provocou.

- Boa pergunta. - e Ethan respondeu.

- Eu tento, porém ele é mais velho e tals. Acho que ele me vê como uma criança. - Nesse momento ele parou o que estava fazendo e me olhou diretamente nos olhos, ato esse que deixou a minha garganta extremamente seca. - O que foi? - Questionei.

- Nada, só fiquei curioso em saber mais sobre isso. - Ele deu de ombros e voltou a sua atenção para a panela.

- Aliás, aconteceu uma coisa estranha no colégio.

- O que? - Minha mãe questionou.

- Uma garota, acho que ela está ligada ao Cris. - E era isso, minha mãe já sabia. A reação dela entregou tudo. - O que você sabe sobre isso, mãe?

- Eu não queria te contar pra você não arrumar problemas em relação a isso. Mas, seu pai e seu avô têm tido discussões sobre você. - Ela falou, e aparentemente era surpresa até para o Ethan.

- Como assim?

- Seu avô acha que você deveria ser um dos betas do Cris. - E nesse momento, eu gargalhei muito alto.

- Eu não acredito nisso. Qual é o problema dele?

- Ele quer seguir as tradições, quer que a linhagem continue. - Minha mãe disse revirando os olhos.

- Então o medo dele é a extinção dos lobos? - Questionou o Ethan.

- Sim, porém mais medo da extinção dos Black. - Ela respondeu.

- Eu não vou ser um beta e muito menos entrar para uma alcatéia. Ele tá com Problemas, só pode. E qual o posicionamento do meu pai?

- Ele disse a mesma coisa, que você não vai ser um beta e muito menos se submeter a isso. Mas o seu avô insiste em tentar fazer o Jacob te forçar a isso, coisa que seu pai não vai fazer. Só que as coisas estão estranhas em relação a isso. - Ela disse voltando sua atenção a comida.

- Ele não falou sobre isso quando meu pai saiu da alcatéia do Sam e começou a dele.

- É por que é diferente. O lugar de alpha sempre foi do seu pai, ele quem passou para o Sam, então quando ele saiu da alcatéia e começou a própria, não estava quebrando as tradições. Já no seu caso, vocês são irmãos gêmeos e ele é o mais velho. Eu acho isso tudo muito nada a ver, mas são essas lendas idiotas.

- Mas o que a garota tem a ver com isso? - Tinha quase esquecido o motivo por eu ter começado essa conversa.

- Então, o seu irmão transformou ela em uma lobisomem.  


Notas Finais


Então, vou sempre dar uma postada por aqui, tenho alguns trechos já escritos que preciso encaixar na história.
Essa fase da história tem MUITAS referências a: The Vampire Diaries, Teen Wolf, Steven universo, Jogos vorazes, Harry Potter e muitos outros. Então aproveitem ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...