1. Spirit Fanfics >
  2. A Saga de Valerie Black >
  3. O Primeiro Jogo Perdido Desde o Primeiro Ano Em Hogwarts

História A Saga de Valerie Black - Capítulo 149


Escrita por:


Notas do Autor


Harry e Val foram para a ala hospitalar depois do acidente. Vamos ver o que aconteceu com eles dois. Espero que gostem do capítulo :)

Capítulo 149 - O Primeiro Jogo Perdido Desde o Primeiro Ano Em Hogwarts


Fanfic / Fanfiction A Saga de Valerie Black - Capítulo 149 - O Primeiro Jogo Perdido Desde o Primeiro Ano Em Hogwarts

Fred: Que sorte que o raio acertou a vassoura e não ela – Val ouviu a voz preocupada e muito distante de Fred. 

Jorge: Por um minuto em pensei que... - Ele parou de falar. Valerie nunca vira um tom tão preocupado na voz dos gêmeos antes – Mas o que importa é que ela está bem agora... Eu acho...

Valerie: Ti... - Resmungou ainda sem enxergar nada. 

Rony: Os cabelos dela ainda estão em pé - Comentou. 

Hermione: Claro Rony – Comentou em tom aborrecido e choroso – Um raio quase a acertou! 

 

Valerie ainda estava às escuras e não tinha a menor ideia de onde estava ou como chegara ali, ou o que andara fazendo antes de chegar. Só sabia que cada centímetro do seu corpo estava doendo como se ela tivesse levado uma surra. A única coisa que vinha a sua mente, era se Harry estava bem 

Val abriu os olhos de repente. Estava deitada na ala hospitalar. O time de quadribol da Grifinória, sujo de lama da cabeça aos pés, rodeava sua cama. Gina, Rony e Hermione também estavam ali, parecendo que tinham acabado de sair de uma piscina. 

 

Gina: Tata! - Disse chorosa ao abraça-la. 

Valerie: E-eu... - Coçou os olhos e sacudiu a cabeça ao abraçar Gina - Que aconteceu? 

Fred: Um temendo raio lhe acertou a vassoura – Contou. 

Jorge: Por centímetros não te fritou – Informou – Mas antes... 

Hermione: Antes os Dementadores cercaram o campo e atacaram você e Harry – Disse indicando a cama em frente, onde Harry ainda estava desacordado. 

Valerie: Ti... - Tentou se levantar, mas seus músculos pareciam gelatina e ela caiu sentada novamente. 

Hermione: Não se esforce - Pediu a ela – Ou Madame Pomfrey nos mata. 

Valerie: Certo – Suspirou e se virou para Wood – Mas e o jogo Olívio? - Quis saber – Eu meio que me lembrei de ter visto o Diggory com o pomo de ouro... 

Olívio: É, foi isso... - Murmurou derrotado - Nós perdemos o jogo, mas quero que saiba que não culpo você nem Harry. Os culpados foram os Dementadores. 

Hermione: Exato – Confirmou – Depois que Dumbledore salvou vocês dois ele os expulsou de lá. 

Valerie: Entendo porque eles se aproximaram – Disse com a garganta seca – Toda aquela alegria, toda aquela excitação. Deve ter sido um irresistível banquete a céu aberto, m-mas e o Harry, como ele está? 

Rony: Não sei, acho que bem... – Contou incerto – Madame Pomfrey disse que não sofreu nada. Parece que nem os óculos se quebraram. 

Fred: Também... O feitiço que Dumbledore lançou deve ter feito o chão ficar um tanto mole – Comentou. 

Cedrico: Desculpem... - Disse entrando na enfermaria com o rosto pálido - Sei que agora não é a hora nem o lugar... 

Olívio: E não é mesmo – Respondeu rispidamente. 

Cedrico: Bom... Essa vitória não foi justa – Falou ainda mantendo a calma – Eu não tinha visto que dois de seus jogadores tinham caído das vassouras. 

Olívio: Mas você apanhou o pomo – Respondeu muito formal – A vitória foi justa. Esquece. 

Cho: Escutem – Disse uma menina de traços orientais que vinha logo atrás de Cedrico – Eu entendo o que Drico quer dizer. Se fosse comigo, eu também não me sentiria bem com a vitória e... 

Valerie: E quem é você mesmo? - Disse ainda meio atordoada. 

Cho: Sou Cho Chang, a apanhadora da Corvinal – Se apresentou. 

Rony: E porque a apanhadora da Corvinal estaria aqui? - Perguntou confusamente e Mione cutucou o braço dele – Ai Mione! - Reclamou. 

Cho: Bom – Disse mantendo a expressão pacífica - Sou a namorada de Cedrico e vim apenas acompanhá-lo. 

Valerie: Eu... Eu acho que não será necessário mesmo uma segunda partida – Disse a Cho e Cedrico – Concordo com Olívio e creio que Harry também concordara quando acordar. Você não tinha visto que tínhamos caído. Não daria com aquela chuva. 

Fred: É, mas ele estava bem perto de você quando o raio acertou sua Nimbus 2000 – Disse com um olhar desconfiado. 

Cedrico: Eu me virei momentos antes do raio atingi-la – Argumentou - Não vi que tinha atingido alguém e não poderia... 

Olívio: Eu vi – Disse a Fred – Ele não viu mesmo que o raio tinha atingido alguém. 

Jorge: Hum... - Resmungou desconfiado. 

Valerie: Enfim... Muito obrigada por ter se importado – Sorriu de canto para Cedrico. 

Cedrico: Nada mais natural – Cumprimentou Val com um aceno de cabeça - Se precisarem de qualquer coisa... 

Cho: É só nós avisar – Disse segurando a mão do namorado. 

Valerie: Pode deixar – Sorriu torto para Cho. Algo não a agradava naquela garota, mas ela não sabia o que era... Cho e Cedrico deixaram a enfermaria. Logo depois, Olívio se retirou com uma cara de enterro. 

Jorge: Eu não confio nesse Diggory – Disse semicerrando os olhos. 

Fred: Nada me tira da cabeça que ele viu o raio caindo e se aproveitou disso para apanhar o pomo – Resmungou bicudo. 

Valerie: Se eu não conhecesse os dois... Acharia que está tomando minhas dores porque estão preocupados com a maninha aqui... - Debochou. 

Fred e Jorge: Corta essa – Disseram rápido e juntos, mas no fundo Val sabia que era verdade. 

Harry: Hum... - Resmungou na cama em frente. 

Valerie: Tiago! - Tentou se levantar novamente, mas não conseguiu. 

Hermione: Cuidado! - A alertou. 

Valerie: Me ajuda a ir até a cama dele vai... - Pediu a Mione. 

Hermione: Vou ajudar, pois sei que é teimosa demais e vai acabar indo sozinha – Ela e Rony ajudaram Val a se sentar numa cadeira na cabeceira de Harry. 

Fred: Por um segundo, achei que ele estava mortinho – Comentou olhando para a cara pálida de Harry. 

Valerie : Nem brinque com isso! - Disse passando a mão na testa pálida dele e tocando de leve sua cicatriz. 

Hermione: Tenho que admitir... - Suspirou – Aquilo foi a coisa mais apavorante que já vi na vida. 

Rony: Mais apavorante mesmo... - Disse com a voz instável - A coisa mais apavorante... Vultos negros encapuzados... Frio... Gritos... 

 

Harry abriu os olhos e viu o time de quadribol da Grifinória, Gina, Rony e Hermione ao redor da cama. Todos encharcados, enlameados e ainda um pouco assustados. Rapidamente, Val agarrou uma das mãos de Harry e fez carinho nela com seu polegar. 

 

Valerie: Nunca mais faz isso comigo tá, seu bobo? - Sorriu fracamente. 

Jorge: Você fala como se não tivesse nos dado um susto também - Bagunçou os cabelos da prima – Arruma esse mafuá, tá tudo em pé. 

Fred: Harry! – Exclamou, cujo rosto ainda estava extremamente pálido sob a lama – Como é que você está se sentindo? 

Harry: Que aconteceu? – Perguntou, sentando-se na cama tão de repente que todos reprimiram um grito de surpresa. 

Fred: Você e Val caíram das vassouras – Contou. 

Jorge: Devem ter caído... De ... Uns quinze metros? – Perguntou a Mione. 

Hermione: Quase isso – Respirou fundo – Isso sem falar no raio... 

Harry: Raio! - Arregalou os olhos. 

Valerie: Eh... Bem. Um raio acertou minha vassoura – Contou a ele – Mas não se preocupe, estou bem. Dolorida, mas bem. 

Harry: Você está bem mesmo? - Perguntou preocupado. 

Valerie: Sim – Acariciou o rosto dele e sorriu - Não vai ser um raio que vai me derrubar Tiago – Deu um selinho nele. 

Fred, Jorge e Rony: Que nojo! - Disseram fazendo careta – Ela é nossa irmã cara! - Os outros presentes riram baixinho deles. 

Gina: Meninos... - Murmurou revirando os olhos. 

Katia: Por um minuto... Pensamos que vocês tivessem morrido – Disse e um tom mais sombrio voltou ao local. Hermione fez um barulhinho esganiçado. Tinha os olhos muito vermelhos. 

Harry: Mas e o jogo – Perguntou – Que aconteceu? Vamos jogar outra vez? - Ninguém disse nada. A terrível verdade penetrou em Harry como uma pedrada – Nós não... Perdemos? 

Valerie: Diggory apanhou o pomo – Informou – Logo depois de nós cairmos. Ele não percebeu o que tinha acontecido. Acabou de sair daqui. Queria um novo jogo. Mas tiveram uma vitória justa... Até Olívio admite isso. 

Harry: Onde está Olívio? – Perguntou, percebendo subitamente a ausência do capitão do time. 

Fred: Acabou de sair daqui. Acho que está no banho – Respondeu. 

Jorge: Achamos que ele vai tentar se afogar - Brincou. Harry abaixou a cabeça até os joelhos, agarrando os cabelos com uma das mãos. Fred segurou-o pelos ombros e o sacudiu com força. 

Fred: Anda, Harry, você nunca perdeu o pomo antes – Disse a ele. 

Jorge: Tinha que haver uma primeira vez – Tentou consolá-lo. 

Fred: Mas a coisa não terminou aqui – Tentou animá-lo – Perdemos por uma diferença de cem pontos, certo? Então se Lufa-Lufa perder para Corvinal e vencermos Corvinal e Sonserina... 

Jorge: Lufa-Lufa terá que perder, no mínimo, por duzentos pontos – Disse meio desanimado – Mas se eles vencerem Corvinal... 

Angelina: Nem pensar, Corvinal é bom demais - Afirmou. 

Valerie: Mas se Sonserina perder para Lufa-Lufa... – Respirou fundo – Tudo depende do número de pontos, uma margem de cem pontos a mais ou a menos... 

 

Harry ficou deitado ali, sem dizer uma palavra. Tinham perdido... Pela primeira vez na vida, ele perdera uma partida de quadribol. Passados mais ou menos uns dez minutos, Madame Pomfrey veio dizer aos garotos que deixassem Harry e Val em paz. 

 

Fred: A gente volta para ver vocês mais tarde – Prometeu – Não fique se martirizando, Harry, você ainda é o melhor apanhador que já tivemos. 

 

O time saiu, largando lama pelo caminho. Madame Pomfrey fechou a porta depois que eles passaram, uma expressão de censura no rosto. Rony e Hermione se aproximaram mais da cama de Harry. 

 

Hermione: Dumbledore ficou realmente furioso – Contou com a voz trêmula – Nunca vi o diretor assim antes. Ele correu para o campo quando vocês dois começaram a cair, agitou a varinha e vocês meio que desaceleraram antes de baterem no chão. Depois, virou a varinha para os Dementadores. Disparou uma coisa prateada contra eles. Os caras abandonaram o estádio na mesma hora... Ele ficou furioso que os Dementadores tivessem entrado nos terrenos da escola. Ouvimos ele... 

Rony: Aí ele usou a magia para botar vocês em duas padiolas – Contou – E saiu a pé até a escola, com vocês dois flutuando do lado, nas padiolas. Todo mundo pensou que estavam... - A voz dele foi morrendo aos poucos. Harry ergueu os olhos e deparou com Rony e Hermione observando-o com tanta aflição que na mesma hora ele procurou uma coisa banal para dizer. 

Harry: Alguém apanhou a minha Nimbus? - Quis saber. 

Valerie: Verdade... - Pensara nisso pela primeira vez desde que acordara – Qual será o estado dela agora? - Rony e Hermione se entreolharam depressa.

Rony: Hum... – Disse meio sem jeito. 

Harry: Que foi? – Perguntou, olhando de um para o outro. 

Hermione: Bem... Quando você caiu Harry a vassoura foi levada pelo vento – Disse hesitante – E bateu... Bateu... Ah, Harry... Bateu no Salgueiro Lutador - As entranhas de Harry reviraram. O Salgueiro Lutador era uma árvore violenta que se erguia sozinha no meio da propriedade. 

Harry: E? – Insistiu, temendo a resposta. 

Rony: Bem, você conhece o Salgueiro Lutador – Disse, ao engolir em seco – Ele... Ele não gosta que batam nele. 

Hermione: O Prof. Flitwick trouxe a vassoura de volta pouco antes de você recuperar os sentidos – Disse com uma voz mínima - E a sua também Val... 

Rony: Digamos... Bom... Que raios e vassouras não combinam bem – Disse com cautela. 

Hermione: O raio meio que bateu em cheio no cabo e... An... - Devagarinho, ela foi se abaixando para apanhar uma saca aos seus pés, despejou-a, e caíram na cama uns pedacinhos de madeira e gravetos, tudo que restava das fieis vassouras de Harry e Val, enfim derrotadas. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...