História A saída - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Anjos e Demônios
Personagens Personagens Originais
Tags A Saída
Visualizações 4
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Mutilação, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Os três andavam pela rua deserta, em silêncio, os irmãos percebiam que Kate estava meio estranha e pensativa.

— Kate, o que houve? – Starlie falou se abaixando um pouco para olhar o rosto de Kate.

— Nada, já disse, só não estou muito bem. – Kate olhou para o outro lado.

— Mas você não estava assim antes.–  Starlie continuou olhando Kate, Stuart apertava as alças de sua mochila enquanto olhava seriamente o caminho pela qual percorriam, no fundo sabia que o professor havia feito ou dito algo.

— Chegamos. – Kate falou, olhando para a grande casa de ar antigo.

— Te vemos amanhã então. – Stuart falou, Kate assentiu.

— Obrigada por me acompanharem, e obrigada por serem tão gentis. – Kate aparentava estar meio triste, e abaixou a cabeça.

— Não há de quê, qualquer coisa é só nos falar. – Starlie piscou e saiu andando, Stuart deu um leve sorriso para Kate.

— Até amanhã. – Stuart falou e saiu acompanhando a irmã.

Kate entrou, trancou o portão e entrou em sua casa.

— Mãe, cheguei. – Kate andou pelos corredores tentando encontrar a mãe, mas ela não estava, então subiu as escadas e foi até o quarto de Elizze, que estava com a porta entreaberta, aparentemente ela estava falando com alguém no telefone, Kate ouvia a conversa atentamente.

— Então você chega hoje querido? – Elizze segurava o telefone á sua orelha quase como se não quisesse que ninguém á visse.

Kate observava.

— Certo, por favor, tome cuidado, se controle neste avião, não ataque ninguém, por favor. – Kate ouvia e se questionava mentalmente.

Como assim, "não ataque ninguém" ? 

A menina percebeu que sua mãe havia terminado a ligação, rapidamente desceu as escadas e fingiu estar chegando.

— Ah, já chegou filha. – Elizze estava meio nervosa mas tentava se conter.

— Sim, mamãe. – Kate deu um beijo na bochecha de sua mãe, que fez carinho levemente em sua cabeça.

— Seu pai chega hoje de viajem. – A mãe sorriu forçado.

— Que bom. – Kate sorriu de volta e foi para seu quarto,  deixou sua mochila sob a cama e fechou a porta.

Kate não era muito apegada á seu pai, era mais com sua mãe, pois a maioria do tempo, seu pai estava trabalhando ou viajando á negócios.

Kate tentava entender aquela frase de sua mãe para seu pai, "Não ataque"

Ela se trocou e se deitou sob a cama, estava tão exausta que chochilou.


Stuart e Starlie chegaram em sua casa, silenciosamente entraram, olhando para os lados, sua mãe estava caída ao chão visivelmente bêbada, eles correram para seu quarto e fecharam a porta.

— Todo o dia é a mesma coisa Stuart... – Starlie jogou sua mochila no chão e se atirou na cama.

— Mana, não fica assim, pelo menos estamos juntos. – Stuart colocou sua mochila no chão e se sentou na cadeira da escrivaninha, olhando para a mesma.

— Sim... – Starlie fechou seus olhos e logo após os abriu, olhando para o irmão.

Logo ouviram passos, ambos se entre olhavam preocupados,  logo após alguém abre violentamente a porta.

— Sumiu o dinheiro da minha bolsa hoje! Eu sei que vocês pegaram! – A mãe encarava os dois totalmente bêbada.

— Nós não fizemos nada de errado, por favor...– Stuart fala se levantando nervoso, Alexa então bate a porta e tranca, pega as chaves e coloca em seu bolso.

— Não mãe... – Starlie se levanta, corre até o irmão e abraça ele.

Alexa anda até os dois e dá um soco em Stuart que cai no chão, agarra os cabelos de Starlie e joga ela contra a cômoda.

— Vou ensinar á vocês o que eu faço com ladrõesinhos. – Alexa pega um pequeno maçarico que estava em seu outro bolso e anda até Starlie, rasga sua blusa e acende o maçarico.

— Mãe.. Não... – Starlie chora.

— Mãe para! – Stuart se levanta do chão, com a boca sangrando pelo soco.

— Fui eu, não a Starlie! Eu peguei! – Mentiu Stuart, Alexa empurrou Starlie e andou até Stuart que segurava as lágrimas em seus olhos, ela então arrancou fora sua camisa e obrigou-o a ficar de joelhos, a mulher queimou uma parte das costas de Stuart, que gritava derramando as lágrimas.

— Chega mãe! – Starlie chorava enquanto assistia o sofrimento do irmão, Alexa parou e empurrou a cabeça de Stuart que o fez cair no chão, ela andou até Starlie e deu tapas nela várias vezes.

— Espero ter sido clara. – Alexa destrancou a porta do quarto, saiu e trancou os dois lá dentro.

Starlie se levanta chorando e tremendo, com o rosto vermelho e seu nariz sangrando, anda até Stuart e se ajoelha ao seu lado.

— Maninho... – Starlie tenta virar o irmão mas ele grunia de dor.

— Você ta bem? – Stuart olha com dificuldade para a irmã.

— Sim, maninho, obrigada por me livrar disso, mas você sabe que nós não roubamos nada. – Starlie faz carinho nos cabelos de Stuart.

— Eu sei, mas ela não iria livrar a gente, por mais que nós não tenhamos feito isso. – Stuart se levanta com dificuldades e se senta em sua cama.

— Sim... Agora me deixe cuidar de você.– Starlie vai até o guarda-roupas e pega um mini vidro de soro, esparadrapo e algodão e começa a limpar a queimadura, Stuart cerrava os dentes para não gritar de dor.

— Pronto. – A menina termina de limpar e fazer o curativo, logo após, limpa o ferimento na boca de Stuart.

Starlie limpa o sangue em seu nariz e depois veste outra roupa.

— Tenta descansar, mana.– Stuart disse,  tirando seus óculos, colocando-os na cômoda e se deitando em sua cama de lado oposto à queimadura.

Starlie de deita e tenta dormir mas não consegue, enquanto Stuart adormece.





Continua...







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...