1. Spirit Fanfics >
  2. A Secretária (swanqueen) >
  3. Olá Bela Flórida!

História A Secretária (swanqueen) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Heeeey amigos! Voltei rápido até né? Enfim, queria dizer que essa é minha primeira fanfic com personagens de séries/TV, e se trata de Swanqueen né amores, olha o PESO! Enfim, espero que gostem como gostaram da minha outra fanfic. Beijo beijo ^-^

♤Boa Leitura♤

Capítulo 1 - Olá Bela Flórida!


•Pov Emma•

Hoje é minha viagem para Flórida e estou extremamente ansiosa e aflita. Vou deixar toda minha vida no Brasil e meus amigos também, Ruby e Killian.

Mamãe entra no meu quarto irradiante, como se tivesse visto Maria na mangueira.

- Bom Dia Emma! Levanta garota, hoje você vai viajar pra ver o embuste do seu pai! - Ela puxa minha cobertas.

- Mãe?! Cê tá louca? - Puxo as cobertas novamente para me tapar até a cabeça.

- Ei! Vamos Emma...- Ela puxa novamente minha cobertas. - Sua viagem é daqui cinco horas! Tem que se arrumar ou vai de pijama? - Mary puxa meus braços me fazendo levantar.

- Tá bom, tá bom! Estou de pé, feliz? - Indaguei cruzando os braços. 

- Só vou ficar feliz quando você estiver na Flórida. Vou poder ver meu seriado em paz! - Ela ri e sai do quarto, deixando uma Emma brava.

Respiro fundo e caminho até o banheiro. Abro a torneira e levo a água até meu rosto. Em seguida pego a toalha e seco delicadamente.

Saio do quarto e desço as escadas indo ao encontro da mamãe na cozinha. Sento na bancada da ilha enquanto a moça de cabelos curtos prepara meu café.

- Vejo que já está acordada. - Mary fala sem se virar para mim.

- Estou de pé, acordada é outra história...- Falo enquanto bocejo. 

Mamãe se virou para mim e deu risada.

- O que foi? - Perguntei.

- Você está péssima. Parece que um caminhão passou por cima. - Ela começa a rir novamente e não pude deixar de rir também.

- Obrigada querida Mary, estou me sentindo muito melhor! - Dou risada 

- Estou sendo sincera, agora...- Ela pegou um prato e colocou duas panquecas dentro. Em seguida colocou a minha frente..- Coma, precisa de energia para a viagem.

- Obrigada mãe. - Sorri frouxo e dei uma garfada.


***

Após o café subi as escadas correndo e me vesti adequadamente. Coloquei uma calça jeans clara, blusa rosa bebê e uma bota de coturno. 

Fui ao banheiro escovei os dentes, passei perfume e voltei ao quarto para terminar de organizar minhas coisas.

Peguei a mala e abri em cima da cama, dei uma olhada pelo quarto e peguei mais alguns objetos pessoais. Visto que estava tudo pronto, fechei a mala rosa e posicionei no chão.

- Emma Swan! Vamos nos atrasar! - Mamãe gritou do andar de baixo e eu me apressei descendo as escadas com a mala. - Finalmente! Vamos. - Ela abriu a porta de saída e seguimos para a garagem.

Mary me ajudou a colocar a mala no carro e depois seguimos para o aeroporto que ficava mais ou menos uns trinta minutos de casa. No caminho eu admirava a cidade onde vivi desde a infância, já era de me despedir. Mamãe percebeu que eu não estava tão animada e conversou comigo.

- Emma, você vai se adaptar. - Pousou a mão na minha perna.

- Eu sei, mas é tão estranho. - Sorri fraco. 

- Meu amor, eu sei que é, mas é necessário ok? Você precisa ajudar se pai nos negócios e é uma ótima oportunidade para ter um futuro melhor querida! - Mamãe sorriu e eu não pude deixar de retribuir.

- Obrigada mãe! - Pousei minha mão sobre a sua.

Por conta do trânsito que fluía bem não demoramos muito a chegar. Mary ficou ao meu lado me falando mil e uma coisas que eu deveria fazer quando chegasse, e a primeira delas é bater em papai com a bolsa que mamãe me deu. Obviamente eu não faria isso, mas prometi que sim. 

Minha mãe e meu pai não se odeiam, nunca se adiaram na verdade. Mas por conta de David querer ir morar em outro país e Mary não, eles resolveram se separar. Mas eles ainda tem muito carinho um pelo outro e ainda fazem esses tipos de brincadeiras.

Em poucos minutos meu vôo sairia e já estava na hora de dizer adeus.

- Mãe, eu te amo! - Puxei Mary e a abracei,  a mesma retribuiu com um abraço bem apertado.

- Eu também te amo Srta.Raivosa! - Deu risada e nos afastamos. Olhei nos olhos de Mary e os mesmos estavam marejados. 

- Tchau Mary. - Fui saindo aos poucos puxando minha mala rosa que pesava horrores.

Mary acenava de longe para mim e eu não pude conter o riso. Entrei no avião e fui direcionada para minha poltrona. 

Me acomodei e olhei para a janela. Adeus mãe. Sussurrei para mim mesma.

O vôo duraria em média de quatro horas, então eu posso pensar na proposta de bater em papai com a bolsa. Ri ao lembrar de Mary falando isso e me senti uma tola.


***

- Senhores passageiros peço que afivelem seu sintos, em instantes pousaremos! 

Certifiquei-me de que o sinto estava preso e de fato estava. Minutos depois o avião pousou e eu decorri a janela. O dia estava lindo, com um sol radiante e poucas nuvens ao céu. 

Liguei meu celular assim que desci do avião e recebi trilhões de mensagens. Abri a de papai que dizia:

" Emma, minha secretária irá te buscar no aeroporto. Está usando um terninho feminino."

"Seja educada por favor." 

Ri com a última mensagem mas logo tratei de procurar pela mulher, ou ela me procurar, enfim! 

Caminhei pelo aeroporto eu não encontrei ninguém assim. Já estava com o celular na mão prestes a ligar para papai quando fui interrompida.

- Emma Swan? - Uma voz rouca veio por trás de mim. 

Me virei para olhar de quem se tratava. Uma mulher com pele oliva e cabelos negros estava posta minha frente, usava um terno feminino, logo me liguei quem era mulher.

- Sim, sou eu! - Falei animada com um sorriso. A morena não mexeu um músculo se quer.

- Sou Regina, secretária do Sr.David. Me acompanhe. - Se virou de costas para e mim e começou a caminhar.

Ok, ou essa mulher não tomou café da manhã ou ela me odeia.

Respirei fundo e segui ela para o estacionamento do aeroporto. Entramos em um carro preto e havia um motorista. "Gente tô me sentindo a Rihanna!"

- Siga para o escritório Elliot! - Ordenou com a voz firme. Logo se acomodou no banco e começou a fazer ligações das quais eu não entendia absolutamente nada.

Peguei meu celular e respondi as mensagens de Ruby e Killian.

"Ruby: Eai Emms, já arrumou uma namorada?"

"Killian: Mais fácil a Emma arrumar briga do que uma namorada."

"Ruby: Verdade! KKKKKKK"

Revirei os olhos com essas mensagens e abri um largo sorriso.

"Eu: Tenho que concordar com o gay sem noção! Mais fácil uma briga de bar do que um jantar romântico!"

Desliguei o celular e voltei o olhar para o céu azul e brilhoso. Pouco tempo depois paramos o carro em frente a um prédio enorme feito de vidro. Fiquei boquiaberta com a beleza do local.

Regina desceu do carro e eu fiz o mesmo. A morena virou-se para mim.

- Venha comigo Srta.Swan. - falou seca e adentrou o prédio, fiz o que pediu e a segui.

Subimos de elevador até o 6° andar.

Quando as portas se abriram pessoas que circulavam por ali pararam e direcionaram os olhares sobre mim. "Será que eu tô suja?" Pensei. 

Regina se aproximou e falou quase num sussurro.

- Não se preocupe, eles só estão curiosos sobre quem você é. - Quando ela se afastou pude sentir um cheiro de maçã maravilhoso emanar de seus cabelos. 

Nos aproximamos de uma porta e ela bateu. Quando ouvimos um "Pode entrar" a mesma abriu a porta e adentrou o local, entrei logo atrás e Regina fechou a porta.

Dei de cara com papai, sentado em sua mesa cheia de papéis. Ele usava um terno cinza e o cabelo arrumado com gel. Logo o homem se levantou e veio em minha direção me abraçar. 

- Emma minha filha! Que saudades! - Me abraçou fortemente que por alguns instantes perdi o ar. O homem se afastou para olhar meu rosto.

- Oi pai! Também estava com saudades. - Sorri tímida.

- Você está linda e isso é tudo o que precisamos para o seu novo trabalho! - David se afastou e caminhou até sua mesa, pegando uma revista e apontando para mim. Olhei confusa. - Emma Swan, você será a nova capa da SwanHoa!

- QUE?! - Falei assustada. Eu nunca quis me expor na mídia, imagina ser capa da marca de roupas mais famosa do país? 

- O que foi? - Papai se aproximou de mim novamente. - Você não quer, não é? - Abaixou seu olhar sobre a revista em suas mãos. 

Olhei ao redor procurando saída dessa situação e encontrei Regina me observando. Quando nossos olhares se encontraram ela desviou o seu para o aquário a sua frente. Respirei fundo e como prometi a mim mesma que daria orgulho a papai, resolvi aceitar.

- Não pai, é que eu fiquei surpresa com essa notícia, só isso. - Sorri fraco e o homem ergueu seu olhar para mim.

- Então você aceita? - Questionou.

- Claro! - tentei esboçar o máximo de felicidade.

- Essa é minha garota! - Me puxou para mais um abraço. 

Fechei os olhos pensando se realmente deveria ter aceitado isso. 

- Regina! - David voltou-se para a morena parada num canto da sala.

- Sim, Sr.Swan? - Arrumou sua postura.

- Agora você será a secretária de Emma! Quero apresente tudo a ela, a empresa, cidade e sua nova casa! - Exclamou feliz.

Meu estômago se revirou. Eu não acredito que vou ter que aturar o mal humor dela! Percebi que Regina também não gostou muito, mas não poderia negar.

- Claro, Sr.Swan! Cuidarei de tudo para que Emma se sinta bem! - Sorriu sem mostrar os dentes.

Quando Regina sorriu percebi uma cicatriz no canto esquerdo de sua boca. Talvez um dia ela me conte como ganhou isso, mas acho difícil. Tenho medo que ela tente me jogar de alguma janela desse prédio. Vou anotar que devo ficar longe de qualquer janela quando estiver perto dela.



Notas Finais


Eai o que acharam? Espero estar indo bem! ^-^

♡Obrigada por ler até aqui♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...