1. Spirit Fanfics >
  2. A seleção - Larry Version >
  3. AIN QUE LINDINNNN

História A seleção - Larry Version - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Vou explodir de amorr
( E olha que eu não sou lá muito fã do amor... CALMA É ZOEIR- )

Capítulo 19 - AIN QUE LINDINNNN


Fanfic / Fanfiction A seleção - Larry Version - Capítulo 19 - AIN QUE LINDINNNN

Gravata não.

Blazer não.

Gravata borboleta não!

Droga! Realmente Harry só tem roupas sociais e do estilo " tenho que estar arrumadinho " .

Céus! Cadê aquelas casuais que ele disse que tinha?

- Céus! - Harry abre a porta do trailer, eu me viro para ele - Dá para ouvir as suas reclamações daqui, Louis! - comenta sorrindo.

- Cadê aquelas roupas casuais que você tanto disse? - pergunto, enquanto ele entrava - Não estão aí? - indaga.

- Não. Só tem gravatas/borboletas, blazers, camisetas e... Aff! Nada é do meu estilo.

Ele olha para mim, enquanto remexia no armário - Ora, para mim você está bom assim; mesmo vestido de uma forma nada chamativa.

- Claro né - falo - Eu tenho estilo.

Coloquei uma blusa branca e uma calça preta.

Eu realmente não queria chamar atenção.

Mais cedo ou mais tarde, mesmo se eu ficasse com Harry, James ia me chamar para ajudar. E deveria escapar de Harry o mais discreto possível.

Se andasse com roupas chamativas Harry poderia me achar facilmente...

- Pedi a James para que te libertasse das tarefas daqui do festival - diz Harry, ele olha para mim - Você vai ficar andando comigo pelo festival o dia inteiro.

- Por acaso você lê os meus pensamentos, Harry?! - digo, ele ri - Não. Mas a sua cara já diz tudo.

Ótimo, tenho uma cara inflexível!

- Esse é um dos problemas de ser barraqueiro - comenta - As rugas aparecem mais cedo por tantas caretas que faz.

- Esta me chamando de velho?! - pergunto fingindo raiva - Não. Longe de mim tal coisa... - brinca.

Ele para de mexer nas roupas e se vira para mim - Bom... - ele olha para as roupas dele - Não estou me achando burguesinho não...

Realmente.

Ele esta até normal para um Príncipe.

Credo, parece eu.

- E muito frio para primaveira. Bom, só hoje - comenta.

Concordo está frio para a primavera.

Estranhamente hoje até nevou um pouco pela manhã... Mas logo parou quando Harry saiu da cozinha.

E o sol saiu dentre as nuvens e esquentou um pouco.

Por isso estranhei.

Ele me olhou - Você não se importa de combinar comigo as roupas, né?

- Não. Mas espero que não achem que nós é um casal - comento.

- Não. Que isso! - comenta - Vão achar que somos apenas amigo - diz, arrumando as roupas que eu vou usar.

- Quando estiver pronto - fala - Vou estar lá fora te esperando.

- Ok - digo.

Ele sorri e sai - H-Harry! - o chamo, antes que saísse - Sim? 

- Obrigado.

- Não há de que - diz e sai.


Assim que sai Harry se virou e me olhou.

- Como estou? - pergunto, arrumando a gola - Ótimo... - responde - Ou diria... Bonito, vossa alteza?

- Credo - faço cara de nojo, brincando - Eu estou parecendo você?! 

- Isso é um elogio.

- Quem diz que eu tenho defeitos?

- Depois de mim, você é quem mais tem - eu faço cara de que estou ofendido, ele abre um sorriso delicado e gentil - Mas é eles que te fazem perfeitos, Lou - fala.

- Não tem como te entender - falo, tentando escapar daquele elogio super fofo para não corar, enquanto descia os degraus até ele - Ora me ataca, ora me elogia. Como, Harry?

- É por que você me leva aos meus dois extremos. - diz.

- O que...? 

Ele pisca - Que? O que? Eu não disse nada! 

Eu rio da reação dele - Vamos logo, Harry - digo - Quero conhecer os stands!

- Quando quiser. - fala - Vamos andar no carrossel! - digo.

- Sim, vamos. Eu nem fui ainda! - fala com empolgação.

- Falei pra ir na frente, Harry!

- Não - disse - Preferiria esperar você - e sorriu.


- Você quer ajuda, Lou? - pergunta Harry, ao me ver tendo uma luta para subir no cavalo do carrossel - Não! - esbravejo - Eu não sou ...AAArrg - eu tento subir de novo e escorrego de novo do cavalo, olhei para Harry que levantou as sobrancelhas - Você ia dizer " baixinho "?

- Esse brinquedo é para crianças ou para adultos? - pergunto, enquanto ele descia do cavalo e ia até mim - Para os dois - responde sorrindo e me ajuda a subir no cavalo.

- Obrigado, Harry - digo - Tudo bem. Eu gosto de ajudar as crianças - diz, e sai correndo para o cavalo dele antes que eu desse um soco nele - Idiota! - digo, ele ri da minha reação.

E o carrossel começa a girar.

Olhei em volta, o Festival estava agitado.

Mas principalmente em volta do carrossel porque Harry está aqui.

Há uma aglomeração de fotógrafos aqui.

Mas eu estou olhando para o céu. Ele está muito lindo.

- Anda mais bravo que o normal, Lou - comenta Harry, eu me viro e olho para ele - É estresse da cozinha, querido?

- Sim, Harry - respondo, e encosto minha cabeça no cetro - De tudo que tem acontecido...

- O que tem acontecido?

- Eu realmente não sei. Só sinto que esta indo tudo rápido demais. - respondo - Nem vi Charlotte ainda.

- Ah...

- Você não esta me entendendo, não é?

- Não. Mas mesmo assim me importo com você e te entendendo sem te entender, Lou.

- Ah, obrigado!! - exclamo - Estou exausto ultimamente - comento - A única coisa em que tenho me acalmando é... - olho para ele - É em você e na nossa amizade reconfortante.

Amizade?

Ele abriu um sorriso encantador - Digo o mesmo.

Eu dou um tímido sorriso.

Ele salta do cavalo, vem até mim e pega na minha mão - Vamos para os carinhos de bate-bate! Vamos rir bastante e esquecer um pouco o que esta acontecendo com nós dois!

Eu balanço a cabeça - Vamos!! - exclamo, e ele puxa, e eu acabo caindo em cima dele, ele me segura, e me solta e sai correndo segurando minha mão.

No bate-bate, às 17:30

- Eu vou te matar! - exclama Harry, indo bater no meu carro - Aha, não vai não! - e tiro o meu carro da frente e Harry passa reto.

- Droga! - exclama - Eu sou o rei nesse jogo, Príncipe! - debocho, eu olho para Harry que me olhava intensamente.

- Ei, Harry! - alguém gritou, eu olho para a cerca e vi os príncipes olhando para Harry.

Harry imediatamente saiu do carro e quando ia até eles ele me olhou - Venha comigo, Louis - diz.

- Que? Eu? Mas... 

- Por favor, quero que vocês se conheçam.

- Que? - minha voz falha - Mas eu... - ele deixa o olhar mais forte.

Eu me levanto do carinho e vou até ele.

- Oi... - digo, sem jeito e com vergonha na frente dos príncipes - Ei, eai Louis?! - diz Liam, Harry olhou estranho para ele.

- Fala, Louis - diz o Príncipe Zayn que abria um sorriso reconfortante - Harry parece se divertir bastante sendo o seu amigo. - comenta, ele olhou para Harry - Depois posso roubar ele?

- Não! Fica longe! - diz.

- Uou - digo - Se seguro, cacheado! - digo.

Harry faz bico.

- Ei, Louis. Ou seria... " Lou "?

- Harry diz que é mais fácil " Lou ", pois acha muito difícil falar " Loouiss ".

- Então vou te...

- Só eu vou chamar ele de " Lou "! - diz Harry - Uou! Calma, Cacheado! - Princípe Niall olhou para mim para esperar alguma reação - Pode chamar ele de Cacheado - digo, abaixando a cabeça - Ele não é só meu.

Ele sorriu e olhou para Harry.

- O-o q-querem? - pergunta, nervoso.

- Nada. Só viemos ver vocês dois. - diz Niall - É tão fofo vocês dois juntinhos. 

- Nós somos... - Harry cora - Só amigos.

- Eu disse que se ussassemos roupas iguais as pessoas iam pensar que somos um casal, Harry. - falo, ele me olha - Esquece isso, Lou... - diz - É só os meninos querendo nos amolar! - eles começam a rir.

- Mas... - eu olho para Harry de novo - Vamos aproveitar. - ele aponta para trás dele - Vamos andar um pouco na roda gigante! - diz - Vamos?

- Vamos. - respondo e começamos a andar rumo a roda gigante.


Calma.

Respira.

E-Eu disse calma

Respir-

- MEU DEUS, EU NÃO QUERO IR!! - grito.

Estava surtando e querendo sair do banco da roda gigante.

- Céus! Eu tenho que te acalmar em tudo agora?! - reclama Harry, me abraçando e dizendo ( antes dessa reclamação ) " Calma, Lou. Calma. ", eu olho para ele - Céus, desculpa! Deveria estar de boa para tornar esse nosso passeio agradável. - digo.

Ele sorriu - Você sabe que eu não reclamei realmente agora, não é? - indaga - Que só estava brincando, não?

- ... Eu... - ele me solta - Pronto, melhor. - diz, ao ver que eu estava calmo.

A roda gigante começou a girar.

Eu olhei para baixo com medo...

- Olha para mim - diz Harry, eu olho para ele - Não tira os olhos de mim. Se acalma, não precisa ficar com medo, Lou.

Droga! Ele me acalma demais!

Dos passeios que tivemos um com o outro me acalmou bastante. E diminuiu o stress da cozinha.

James é um idiota estressante as vezes!

- Esta tudo bem, Louis? - pergunta - Ah, sim, sim - respondo.

- Mas você está com cara de apavorado ainda...

- E-Eu estou bem - insisto.

- Se você insisti - diz, mas continua me olhando.

Eu olho para baixo e olho para Harry.

Harry, Harry...

Me vejo no alto e olho a paisagem.

- Que paisagem bonita - comento.

- Acho o mesmo - diz Harry.

Apenas agora me sinto seguro e calmo.

Abri um sorriso.

Até que esta sendo legal...

TRAAC

Mas o que...?

Olhei para baixo.

- O que aconteceu? - grita Harry, lá pra baixo - DEU PANE! A RODA GIGANTE PAROU! - grita, alguém lá de baixo.

Harry olhou para mim e percebeu que eu ouvi a troca de palavras.

Ele arregalou os olhos - Calma, Louis...

- MEU DEUS! EU QUERO SAIR DAQUI! SOCORRO! POR FAVOR! 

Harry imediatamente me abraça - Calma, Lou... Não precisa.

- EU QUERO....!!!

Ele conforta a minha cabeça no peitoral dele - Calma, Louis... Calma. Você não vai morrer. - disse, e deu para perceber que ele sorria enquanto dizia isso.

Céus, ele deve estar me achando ridículo!

Preciso me acalmar.

Antes que eu hipervetile.

Fecho os olhos e tento me acalmar.



Notas Finais


Até♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...