1. Spirit Fanfics >
  2. A Seleção - Mesmo contexto, história nova >
  3. Conversar ruins

História A Seleção - Mesmo contexto, história nova - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Oii gente, espero que vocês estejam gostando. ♡♡♡

Capítulo 8 - Conversar ruins


— Então porque você quer ir ?

— Por que não da mais mata mim Maxon! Já disse! Agora pode me dar licença?

— Olha vou te deixar dormir, mas n vou deichar que vá até que me de uma boa explicação amanhã! — Mal sabe ele que só de eu perguntar se posso sair, o rei já vai ter feito minha mala e vai ter um cavalo me esperando.

— Tá.

E saiu do quarto

Imagino o que acontecerá amanhã. Mas sei que entrei no quarto e dormi. Apaguei.

Quando acordei, me levantei e fui em direção ao banheiro, quando vi um bilhete de Luiza que dizia:

*América, você sumu ontem na festa e decidi te procurar, e quando fui no seu quarto estava dormindo tão tranquilamente que não quis atrapalhar, assim que puder me procure, por favor*

*Com amor, Luiza*

Fui tomar banho depois fui para a sala do rei, sai do meu quarto me escondendo, queria falar com o rei antes que Maxon me visse. Bati na porta, o rei disse para eu entrar, pediu para me sentar, entao ele disse:

— Vá direto ao assunto, pois não tenho tempo, principalmente para as suas bobagens! — Porém, antes que eu pudesse falar, Maxon entro na sala.

Maxon, por favor, estava em uma conversa particular com a senhorita América.

— Estou no corredor, se precisar América. E preciso falar com o senhor.

Ele saiu

— Magestade, perdão por estar tomando seu tempo, mas tenho que me explicar diante daquele acontecimento com Algustos.

— Vá em frente.

— Nos conhecíamos, ele não gosta de mim devido á algumas coisas que aconteceram que não vem ao caso. Mas ele está irritado e tentando me arruinar. Entende senhor?

— Senhorita Singer, Algustos afirmou com certeza de que a senhorita era louca e que não valia nada. Ele foi muito convincente em suas afirmações. E por enquanto, não pretendo voltar com minhas ações. Por favor, se ja acabou pode sair.

— Mas ainda tenho algo para te falar!

— Fali logo.

— Quero sair da seleção!

— Olha só, primeira coisa que a senhorita fala que eu aprovo.

— Então vou arrumar minhas coisas.

— Não gostaria de mais um dia no palácio?

— O que isso lhe traria de bom?

— Nada. Apenas estou sendo amigável, se é que me entende.

— Um dia. Arrumo minhas coisas e vou embora amanhã. Obrigada pela hospitalidade majestade.

Saí da sala e quando estava indo em direção ao meu quarto, encontro com Maxon

— Eu tenho um dia para te fazer ficar aqui, aceita?

— Acho bem difícil Maxon, mas se fará você melhor, aceito

— Afinal, como sabe que eu vou ficar aqui por mais um dia ?

— Por dois motivos, o primeiro é que toda garota que pede para sair ou é expulsa, fica aqui mais um dia, só se ela fez algo muito grave, aí ela sai na mesma hora, e o segundo é que eu escutei atrás da porta. — ele deu uma risadinha de culpado.

— Você é muito indelicado e fuxiqueiro senhor Maxon. — e ele riu novamente.

— Me daria a honra de uma volta no jardim?

— Eu amo o jardim

Como de costume, fomos de braços dados até a porta, onde os guardas abriram a passagem. Entramos no jardim e não havia nada de diferente, aparentemente tudo corria bem.

— América. Quero que saiba de uma coisa.

Ao ouvir isso parei e fiquei de frente para ele

— Era eu

— Como assim era você?

— Era eu o homem do cavalo preto, naquele dia, da floresta.

— O que ??? — Eu não sabia o que falar então, ele já tinha me visto antes, e tinha me protegido de Algustos. Na aquele momento Maxon olhou para mim e disse:

— Eu já sabia que você é Algustos não se gostavam. Mas não consigo entende por que de uma hora para outra você quer sair da seleção. Eu te protegi já uma vez, e se aconteceu algo pode me contar que irei te proteger novamente.

Naquele momento tenho certeza de que fiquei vermelha como uma pimenta. O que falaria? Apenas queria sair da seleção por que isso estava me fazendo mal, ouvir comentários maldosos, lidar com mentiras falsas, e ainda ter que manter a postura na frente dos outros? Algumas coisas são complicadas de aguentar.

Eu poderia dizer milhares de coisas, só que na hora não saiu nada de bom.

— Eu voltei a namorar o Algustos.

— O que?

— É, nos só estávamos fingindo que nos odiavamos !

— Voltou com ele mesmo depois do que ele fez? Não estou falando o que você deve fazer mas mesmo assim, depois de... tudo?

— Eu quero sair daqui. Quero sair porque eu to desistindo. Assim você consegue me enxotar daqui? Sabendo que eu estou com outra pessoa? Se eu disser que amo outro?

— Você sabe que não é minha vontade te expulsar daqui. Mas eu não entendo.

— Nem eu! Sabe, eu quero sair, mas não sei porque simplesmente não pego as minhas coisas e vou embora! Eu só continuo aqui por causa dos benefícios, e... tipo, você sabe.

— O quê? — Fiquei em silêncio — Sabe o quê?

— Você também me faz ficar aqui.

— Eu não te obrigo a ficar aqui, eu só queria que ficasse porque gostei de você, e não como o afeto que eu tenho por vocês, mas você desperta algo em mim de diferente. Mas se prefere outra pessoa, tudo bem.

— Maxon — Eu disse colocando as mãos em seus ombros — eu estou sentindo algo por você também.

— Por mim? — Ele disse quase que desacreditado

— Sim. Eu só não... aguento mais essas coisas.

Ele olhou bem nos meus olhos e nossas bocas se aproximaram, e quando vi, estava beijando o príncipe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...