1. Spirit Fanfics >
  2. A Seleção. >
  3. Terceiro.

História A Seleção. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Eu dnv kk, tô postando só o que já escrevi, semana que vem eu volto e trago o capítulo 4 e o 5.

Capítulo 3 - Terceiro.


Uma semana se passou, o jovem príncipe se preparava para o baile de boas vindas, usava um longo vestido lilás e sob a cabeça tinha uma bela coroa de ouro com ametista, e em seus pés pequenos um pequeno sapatinho também lilás com um salto. Se olhava no espelho sorrindo, não usava aquele vestido há anos, quem o derá foi Taehyung, aquele quem amava.

— Alteza, gostaria de ajuda com seu colar? — Nayeon perguntou, era sua dama de companhia.

— Claro, obrigada Nayeon. — a ômega sorriu e ajudou Yoongi a colocar a peça delicada em seu pescoço branquinho.

Depois de pronto, respirou fundo e decidiu sair do quarto, deixou seu cheirinho de lavanda se espalhar pelo ar e começou a andar pelo corredor indo em direção ao salão de entrada onde receberia os alfas sozinho, seus pais não poderiam ir devido a recente doença do rei Jongin, o alfa ainda estava frágil.

— Nayeon, me dê meus anéis. — pediu antes de abrir a grande porta de entrada do salão, a mulher colocou os anéis nos dedos do jovem. — obrigada, pelo menos você me faz companhia. — ambos sorriram.

Respirou fundo uma última vez e abriu a porta fazendo com que todo o barulho que os alfas faziam do outro lado acabasse. Todos se calaram e observaram o ômega do topo das escadas, era perfeito.

— Sejam muito bem vindos ao palácio da família Min. — se Manteu sério e com o olhar julgador, observou todo o salão até encontrar Taehyung sorrindo em um canto. — Gostaria de dizer que a seleção não é algo para a diversão de vocês, se estão achando que estão aqui para ter um brinquedinho real e comandaram o reino como querem, podem se retirar, poupará meu tempo e poderei voltar a meus afazeres. — Alguns alfas arregalaram os olhos, estavam acostumados com ômegas retraídos, que não falam o que pensam ou querem. — Eu serei o rei e um de vocês apenas será meu enfeite, já que não posso governar sem ser casado. Então não vou enrolar muito, serei direto.

Citou todas as regras daquela "competição" e como as coisas funcioriam.

— Não devem dirigir a palavra a mim sem permissão, a traição causará expulsão imediata, então não fiquem de gracinha com outros nobres ou criados. — fez um sinal e Nayeon se aproximou com uma caixa. — vocês vão dividir os quartos em duplas, ao fim desse baile peguem suas chaves e suas duplas com Nayeon, minha dama de companhia. — suspirou fechando os olhinhos cansados. — Que comece a seleção. — disse por fim e desceu as escadas passando reto por todos os alfas.

Alguns estavam confusos, outros indignados e a maioria apaixonados, Yoongi era encantador e a maneira como era diferente encantava.

####

Alguns Selecionados tiveram medo de se aproximar no início, mas logo Yoongi já havia conversado com todos, o primeiro foi Jackson Wang, aquele que Yoongi havia se encantado pela ficha impecável, era um alfa alto, forte e muito bonito.

— Alteza, se me permite dizer, está lindo está noite. — Sorriu beijando a mão fria do ômega. — É uma honra poder se o primeiro a conversar com o príncipe.

Yoongi suspirou, era realmente um alfa encantador afinal.

— Visconde Wang, é igualmente uma honra recebê-lo em meu palácio. — sorriu doce, o que deixou o alfa mais encantado. — Sua viagem foi agradável?

Então começaram um longa conversa, até o próximo selecionado ter coragem de conversar com o ômega.

A segunda selecionada a conversar com o príncipe foi a condessa Kim Hyuna, uma bela alfa de cabelos loiros e olhos azuis, bastante alta e elegante. Yoongi ficou encantado e tímido perto da mulher que tinha um olhar sedutor.

Logo depois Hwasa, um comerciante do reino, tinha uma forte presença e um forte cheiro de canela, Yoongi não podia negar que ela era linda, mas a achou muito egocêntrica, o olhava de cima como se fosse inferior apenas por ser ômega.

####

Taehyung observava de longe, queria ser o último a falar com Yoongi, afinal o melhor se deixa para o final, não é? Quando viu que todos já haviam conversado com o príncipe, se aproximou e segurou a mão do príncipe.

— Vossa alteza. — Beijou a mão do pequeno príncipe. — É tão gratificante saber que ainda guarda o vestido que lhe dei. — brincou.

Taehyung sorriu, mas esse sorriso murchou ao ver o olhar triste que Yoongi lhe dava.

— Você não veio me ver mais... — o tom chateado deixava Taehyung se sentindo mais culpado. — Pensei que já tivesse me esquecido.

— Jamais. — se aproximou mais. — Eu jamais lhe esqueceria, meu floquinho de neve.

Yoongi não conseguiu se manter triste depois daquilo, floquinho de neve era como Taehyung o chamava, acabou dando uma risadinha que na opinião do alfa foi muito fofa.

— Taehyungie-ah, não fale essas coisas, eu preciso ficar bravo com você. — Fez bico. — Você não respondeu minhas cartas e muito menos veio me visitar novamente. — um bico se instalou nos lábios rosadinhos.

Taehyung sentiu seu coração acelerar, se sentiu completo novamente perto de Yoongi, era aquilo que faltava todo esse tempo, seu pequeno príncipe.

— Yoongi-ah, você sabe muito bem o motivo de eu não ter voltado. — continuou segurando a mão do baixinho, aproveitando que nenhum selecionado os observava, deixou mais um beijo na mão branquinha arrancando outra risada do ômega. — seu pai não permitiu que eu voltasse, disse que até mesmo me prenderia se eu voltasse antes de você completar a idade adulta. — o ômega suspirou.

— Papai é muito superprotetor. — suspirou, mas logo sorriu quando Taehyung beijou sua mão novamente. — Pare, alfa, quer que os outros vejam? — Afastou sua mão a deixando sob o vestido. — Você não pode simplesmente voltar depois de todos esses anos e achar que está tudo bem, Taehyung, nosso relacionamento está abalado e eu magoado. Você não me disse nada, apenas foi embora e nunca mais voltou, e também não respondeu minhas cartas.

O alfa suspirou pensando em como explicaria aquilo, não respondeu as cartas por pura covardia.

— Yoongi, eu não respondi por covardia, não tive coragem de responder suas cartas. — suspirou contando. — Eu sabia que acabaria voltando para lhe ver, e eu não queria ser preso.

O pequeno sorriu por receber a verdade, ainda estava triste, mas ver Taehyung ali o deixou muito animado.

— Agora me diga, quando meu pequeno cortou o cabelo? Você ficou lindo, mas eu também gostava dos seus cabelos longos. — levou uma das mãos até as pontas dos cabelos lisos fazendo o ômega corar. — Você ficou fofo com o cabelo assim. — Sorriu.

Yoongi já estava desistindo da idéia de ignorar Taehyung e fazer ciúmes, mas então lembrou de tudo que sofreu depois que o alfa lhe deixou, da tristeza, a raiva e seu lobo interno chorando toda noite por saudades. Foi o suficiente para ele tirar a mão do alfa de seus cabelos e se afastar.

— Eu os cortei porque me lembravam você. — Taehyung o encarou surpreso. — E eu não queria mais nada que me lembrasse você, mas não adiantou, eu ainda lembrava de você. Se me der licença, tenho que anunciar o jantar.

Saiu dali rapidamente e anunciou o jantar, Taehyung estava confuso, pensou que tudo ficaria bem, mas parece que errou havia realmente machucado seu ômega, mais iria conversar aquilo.


Notas Finais


Era isso, espero que tenham gostado, qualquer coisa que esteja errado ou que possa melhorar, me avisem nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...