1. Spirit Fanfics >
  2. A sequestrada - Aidan Gallagher >
  3. Capítulo - 15

História A sequestrada - Aidan Gallagher - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Capítulo - 15


Aidan narrando:

Ligação on:


aidan- Eai coroa.


Lauren — me respeita aidan.


Aidan — tá! mãe, tá, oque foi?


Lauren — seu pai me disse que seu número tinha batido de uma menina de foi sequestrada, Aidan Ryan Gallagher você não sequestrou ninguém né?


Ela diz e eu né seguro para rir, sério meu pai deixou pra eu contar uma mentira para ela, veio filho da puta.


Aidan — nunca mãe que eu iria sequestrar alguém, deve ter sido só erro no sistema, agora eu tenho que ir pra casa.


Lauren — ok, e onde você tá?


Aidan — mãe eu tenho 20 anos.


Falo dando ênfase no "20" .


Lauren — não importa eu ainda sou sua mãe.


Aidan — eu tô no shopping tive que comprar um tênis novo pra mim, agora eu estou entrando no carro tchau.


Lauren — Tchau! Se cuide.


Ligação off:

Vou o caminho todo de casa pensando, que se minha mãe não tivesse ligado eu iria ter beijado a s/n, e será que ela ia retribuir o beijo? Ah quem liga meu deus, eu não tô pensando no beijo que eu não dei naquela garota insuportável.


Tento desfocar dos meus pensamentos quando chego em casa e vejo que nenhum dos meninos está, então ligo a tv da sala e fico sentando na tela aberta da Netflix, e logo eu lembro do cheiro bom que aquela garota insolente tem, e, porque, porque eu estou pensando nisso, ela é só uma qualquer, então eu coloco um filme qualquer e fico olhando, até que caio no sono.


Quebra no tempo:


De manhã:


Eu acordo com batidas na minha porta, e Noah falando alguma coisa que não deu para mim, entender.


Eu — Que merda oque vocês querem.


Falo puto e vejo finn parado ali na porta, e no escorado no sofá com cara de cu.


Noah — o finn quer saber onde a tal da s/n estuda.


Ele fala virando os olhos, e eu apenas viro indignado para finn.


Eu — porque tu queres saber onde ela estuda.


Finn — eu quero o número dela eu gostei dela.


Eu fico olhando para e ele travo o maxilar e o olho.


Aidan — eu não sei, talvez naquela escola que fica na rua Xxx Xxx.


Falo e finn assente.


Eu — você não vai lá né.


Finn — e se eu fosse eu quero o número dela aidan só isso, e como você mesmo disse ela é uma insuportável não.


Eu reviro os olhos novamente e apenas concordo e Noah fica me olhando intrigado.


Eu — faça oque quiser finn ela é só uma insuportável mesmo.


Finn sorri e sai. Será que ele vai atrás dela mesmo, porque eu tô pensando nisso.


S/n narrando: 

Quebra no tempo:


De manhã:


As meninas ficaram aqui em casa a noite, e bom agora são exatamente 5:15 e não me pergunte porque eu acordei tão cedo, sendo que meu horário de me arrumar pra ir para a escola é só as 7:00.


Fui tentar levantar para ir à cozinha e Sadie estava com a perna em cima da minha, depois de bater nela, e muito esforço eu consigo tirar a perna dela, e me pergunto como Millie e ela não acordaram.


Então desço até a cozinha e logo levo um refrigerante e um saco de Oreo para mim comer, então vou até o sofá sem fazer barulho e quando vou abrir a Oreo, Millie esta no pé da escada com a mão na cintura, negando com a cabeça.


Millie — Pega no flagra s/n.


Ela diz e eu faço cara de espanto e começamos a rir, até que Sadie desce as escadas com cara de sono e os cabelos todo bagunçados.


Sadie — são cinco e meia da manhã oque vocês estão fazendo acordadas?


Ela diz com voz de sono e sem entender, até que Millie me encara e responde.


Millie — a dona s/n me acordou quando estava tentando de acordar sadie.


Millie diz olhando pra sadie que só soltou um "ah" e se a sentou ao meu lado.


Sadie — bom s/n pode passando a bolacha.


Mille — eu já disse que é biscoito.


Diz olhando pra sadie que revira os olhos e faz que não com as mãos.


Sadie — Bolacha.


Millie — não, não é biscoito.


Enquanto isso eu coloco três Oreos na minha boca, oque faz as duas pararem de discutir e me olhar com indignação.


Millie — s/n esganado como sempre.


Ela diz e arranca o saco de bolacha da minha mão, e eu faço cara triste e automaticamente nós três começamos a rir, oque resulta em mim cuspir as minhas bolcahas.


Sadie — bem feito.


Diz rindo.


S/n — Isso tudo foi culpa da Millie.


Fala debochando e tomando um gole de refrigerante.


Millie — não tenho culpa se você é esganada.


Até que minha mãe para na porta da sala.


Clarisse — oque vocês 3 estão fazendo acordadas cinco e meia da manhã, e s/n porque tá babada?


Ela diz me olhando confusa, e Millie começa a rir por lembrar de mim, cuspindo as bolachas, eu apenas olho brava.


S/n — mãe eu fui levantar para comer, e Millie e Sadie acordaram e vieram atrás.


Minha mãe apenas assenti e senta do nosso lado.


Quebra no tempo:


Fomos para escola as 7:00 e tivemos um dia bem normal, a Suzie, nao foi então ninguém não incomodou, um garoto novo entrou na escola o sue nome é Jack Dylan Grazer, ele sentou do meu lado na aula de química, e conversamos muito, depois ele almoçou comigo e com as meninas, passamos o intervalo também, trocando assunto bem irrelevante também.


Até que quando deu as 16h a e eu estava indo embora eu vi finn e logo vi que ele e Jack estavam trocando olhares, até shippo eu penso, então apresento finn as meninas e logo finn me oferece carona para casa.


Finn narrando:


Depois de ter que praticamente brigar com o Aidan para ele me contar onde a s/n estuda eu vou até meu quarto, e eu o aidan ficou com ciúmes dela?


Ele mesmo não disse que ela era só mais uma, más mal sabe ele que eu sou gay e não quero nada com ela.


Então olho meu celular e vejo que são 12:07 ela provavelmente deve tá Almoçando, oque eu deveria fazer também, saio do meu quarto e vou até o de Noah.


Noah — oque foi finn?


Ele diz me olhando parado na porta.


Finn — eu vou pedir uma pizza quer?


Ele apenas assentiu, e eu me retiro para pedir a pizza.


Quebra no tempo:


Agora são 15:23, eu saio do meu quarto e vou até à garagem pegar meu carro, acho que o horário normal das pessoas saírem da escola é as 16:00. Então eu vou até à escola, onde a s/n provavelmente estuda.


E bom dito e feito fiquei esperando na entrada e agora são 16:00 horas e os alunos estão saindo, até umas meninas bem sem graça começam a piscar e fazer jeitinho para mim, eu apenas reviro os olhos até que vejo um menino tão lindo, ele tinha os cabelos cacheados bem parecidos com os meus, e tinha uma cara de pessoa fofa, até que trocamos pequenos olhares e logo ele entra num carro, e sem nem perceber s/n se escora do meu lado no carro e diz:


S/n — Tá de olho no Jack?


Eu tomo um pequeno susto de ver que ela brotou ali do nada.


Finn — Oiê s/n, então o nome dele é esse.


Ela assente.


S/n — oque esta fazendo aqui finn?


Ela pergunta um pouco confusa.


Eu — eu vim aqui pegar seu número, mas agora eu quero o número daquele garoto.


Ela começa a rir, e logo mais duas meninas se aproximam.


S/n — está aqui é a Sadie.


Ela diz apontando para uma garota ruiva dos olhos azuis-claros que apenas sorriu e estendeu as mãos.


Eu — prazer eu sou o finn.


Ela aperta minha mão e eu retribuo o sorriso, e logo s/n continua.


S/n — essa aqui é a Millie.


Ela diz apontando para a garota que tinha chegado pulando, ela tinha os cabelos abaixo do ombro castanho e os olhos também, um pouco mais alta que s/n, ela também apertou minha mão e sorriu.


Millie — prazer.


Ela diz sorridente.


E logo s/n diz.


S/n — bom finn esse aqui é meu número ela diz me mostrando no celular e logo eu anoto no meu.


S/n — do Jack eu infelizmente não tenho finn, e vocês meninas tem.


Ela pergunta e Sadie e Millie negam, s/n vira para mim e faz cara triste.


Millie — eu tenho que ir embora, tchau s/n, tchau Sadie, tchau Finn.


Ela diz dando um abraço em cada um de nós e saindo, logo Sadie olha pro celular e diz.


Sadie — bom é minha hora também eu tenho que ir.


Ela apenas acena e sai.


Eu viro para s/n e digo.


Finn — somos só nos, quer carona para casa?


S/n — se não for te incomodar quero sim.


Finn — não, não vai, mas tu te importa se eu passar em casa pra pegar um coisa primeiro.


S/n — não tudo bem.


Ela entra no meu carro e ficamos conversando o caminho todo até que chego na frente de casa.


Finn — se tu quiser entrar comigo, ou quiser esperar.


Ela me olha e logo sai do carro.


Então entramos e está aidan sentando no sofá que nos olha com cara de cu e vira os olhos.


Aidan — sério Finn, não tinha outro lugar não.


Finn — eu só vim pegar meu carregador.


Aidan — e, porque ela veio junto.


Finn — porque a casa também é minha, e, porque eu vou dar carona pra ela.


Falo e s/n continua quieta, até que Noah aparece.


Noah — a de novo essa garota.


Ele diz e volta pro quarto dele.


Então eu vou deixando s/n na sala com Aidan e vou pegar meu carregador, mas eu não estava achando, então eu demoro procurando até que vejo que está atrás da cômoda, então pego e saio e em deparo com aidan e s/n brigando com a cara colada um no outro, até que eu digo.


Eu — isso com certeza é tensão sexual.


Falo e os dois olham para mim.


Aidan/ s/n: Vai tomar no cu.


Eles falam junto, e se olham novamente, e s/n fecha a cara e sai para a rua. E aidan sai pro quarto dele.

Aidan narrando:


Eu fiquei praticamente o dia todo no meu quarto, são 16:20 por aí e eu estou sentando no sofá quando finn entrar em casa com a s/n, eu apenas a olho indignado, até que finn diz que vai até o quarto dele pegar o carregador e nos deixa sozinho.


Então eu me aproximo devagar dela e levanto seu rosto com o indicador, que estava abaixado, logo a fazendo olhar para mim, que empurra minha mão.





S/n narrando:


Aidan chega perto e eu sinto seu cheiro de perfume, forte e gostoso ao mesmo tempo invadir minhas narinas, e suspiro baixo.





Aidan narrando:


Então eu deixo um selinho molhando no seu pescoço, e vejo a mesma suspirar, e dar um gemido bem baixo.


Eu — tu que mesmo que eu saia?


Falo no seu ouvindo e vejo ela se arrepiar, eu dou um sorriso malicioso.





S/n narrando:


Depois dele dizer isso, meu corpo tomou controle de mim. E automaticamente eu o beijei.





Aidan narrando:


e em questão de segundos ela pega na minha nuca eu a puxo pela cintura e ela cola nossos lábios, eu levo passagem para a língua então ela sede, e demos um beijo rápido mais extremamente necessitado.





S/n narrando:


Eu o beijei e senti suas mãos grandes na minha cintura, foi um beijei tão bom, a boca dele tinha um gosto tão bom.





Aidan narrando:


Até que ela ouve um barulho se aproximando, e para o beijo, eu a vejo respirar fundo e fechar os olhos e logo eu digo.


Eu — gostou não foi.


Digo e a mesma revira os olhos e diz.


S/n — não vai acontecer novamente.


Eu — tu não respondeu minha pergunta.


Ela então diz.


S/n — Sai Aidan.


Eu — teu corpo não concorda com isso.


Falo olhando para a mão da mesma que estava no meu ombro, então ela rapidamente tira e logo finn entrar na sala, e se depara com nós dois praticamente colocados, então s/n fica vermelha e logo sai, eu apenas me retiro para meu quarto…


Notas Finais


Desculpem por qualquer erro ortográfico
Me digam oque estão achando.
Beijo meus amores❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...