História A serendipidade que nos uniu - Capítulo 1


Escrita por: §

Postado
Categorias Loona
Personagens HaSeul, Olivia Hye
Tags Amizade, Fluffy, Haseul, Ithersliu, Olivia Hye, The Ket Festival
Visualizações 20
Palavras 512
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esta é a minha humilde contribuição para o The Ket Festival. Essa fic foi mais curta do que eu esperava, e também acabei mudando de ideia sobre o plot inicial por medo de não conseguir entregar a tempo :')

Mais uma vez, feliz aniversário, e espero que você, Ketlin, goste dessa ficzinha que escrevi baseada em nossa amizade uwu

Capítulo 1 - A sorte que fez Hyejoo encontrar Haseul por um acaso


Por muito tempo, Hyejoo pensou que os acasos poderiam acontecer com qualquer outra pessoa, menos ela mesma. Juntando o pessimismo que a acompanhava desde que se conhecia por gente, e o medo de mostrar a sua verdadeira essência (mesmo estando mergulhada nos universos fictícios que tanto adora), ela já tinha aceitado a verdade que, em sua cabeça, era absoluta: estava fadada a passar o resto de sua vida com amigos virtuais, suprindo suas carências com doces, jogos online e com todos os gatos que ela gostaria de adotar (mesmo tendo vários bichanos que, volta e meia, se misturavam aos familiares felinos no quintal de sua casa). 

Quando interpretava uma personagem do seu jogo online favorito, ou o pseudônimo que havia escolhido para escrever histórias sobre os seus universos preferidos, Hyejoo sentia que era livre para ser o que quisesse. No entanto, poucas pessoas sabiam como ela realmente se sentia fora do seu mundinho: deslocada, perdida, ansiosa. Nos momentos em que não estava imersa em uma fantasia, era como se estivesse sendo engolida por um buraco-negro de ansiedade e angústia. Muitos não entenderiam aquela imensa necessidade de estar em um mundo que não era o seu, e talvez nem ela entendia o porquê de se esconder em alguém que só existia em uma mídia digital. De certa forma, estava acostumada a viver dentro de uma redoma que ela mesma havia criado.

Apesar de tudo, Hyejoo se mantinha daquela forma, evitando a própria realidade com a ajuda de sua imaginação fértil (e, de certa forma, traiçoeira). Mas, em um certo dia, a garota que se considerava “condenada a passar sua juventude tendo apenas amigos virtuais”, conheceu Haseul em um dos lugares que mais adorava passar tempo. De início, pensou que seria apenas uma coincidência, afinal ela só havia lhe encontrado pelo fato de que ambas compartilhavam a mesma localização no site em que faziam parte. Porém, somente o tempo a fez perceber que, daquela vez, não seria algo fantasioso.

Após várias conversas durante a madrugada, e alguns encontros marcados nos momentos mais aleatórios possíveis, Hyejoo pôde perceber que a sorte a fez encontrar Haseul; não por um acaso, não porque estavam no mesmo ambiente (virtual ou real), mas sim porque era para acontecer. Entre caminhadas em dias ensolarados, e episódios de um reality show de culinária que assistiram juntas, ela viu que era possível sair da sua zona de conforto, sem deixar de lado tudo aquilo que mais gostava. 

Aos poucos, a jovem tímida que se sentia representada em personagens femininas fortes, se viu capaz de sonhar alto e de realizar o que estivesse ao seu alcance. Ela ainda tinha de enfrentar seus medos, sobretudo os pensamentos negativos que sempre voltavam para assombrá-la, porém a luta tornava-se menos sofrida quando lembrava que havia pessoas queridas para lhe dar o suporte que precisava, incluindo Haseul. 

Mesmo que sua amiga ainda não soubesse de tal fato, Hyejoo gostava de pensar que a serendipidade, sorte ou seja lá o que fosse, havia lhes unido; afinal de contas, ela teve a felicidade de conhecer Haseul “por um acaso”. 


Notas Finais


Era pra ter sido um romance Yveseul bem fluffy, mas não sei porque me ocorreu de mudar pra uma friendship au com a Haseul e a Olivia Hye (talvez porque... bom, Ketlin como Haseul e eu como Olivia Hye, obviamente). Talvez eu desenvolva a Yveseul como uma parte perdida desse plot hmmmmm (spoiler: vou escrever sim)

Lobinha loves ya @cher <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...