História A Shot From Love - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Romance
Visualizações 137
Palavras 693
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


V O L T E I

cara....... vcs gostam mesmo dessa fanfic?
Eu não to fazendo drama nem me vitimizando, mas eu reli os capítulos todos, e sinceramente achei uma bosta.
Oq tem de especial?
Anyway, vou continuar e tentar terminar de uma vez, já enrolei demais nessa história.
Preciso continuar "Just Remember"

bjbj

Capítulo 55 - F i f t y t h r e e


Fanfic / Fanfiction A Shot From Love - Capítulo 55 - F i f t y t h r e e

> JungKook <

- Não Jiminnie... não quero que você vá...

Digo agarrado em suas costas, relutante em deixa-lo partir.

- É só uma semana! - ele fala com dificuldades para caminhar, pois eu estou em seu encalço.

- Exatamente! Uma semana, inteirinha.

- Fazem seis meses que eu não vejo minha família. Vou aproveitar o feriado e a nossa folga para ver como estão, e depois eu volto.

Maldito feriado.

Parece bastante possessivo, eu sei, mas depois de passar tanto tempo com ele, é difícil desacostumar.

Ele vai ver a família em Busan, mas eu vou continuar aqui com os meninos. Não vale a pena voltar para casa por apenas uma semana. A viagem vai me fazer cansar, e não descansar. 

Afinal, estamos na China, e depois voar de volta pra Coreia, e então desembarcar na Tailândia, para continuar a turnê vai ser muito trabalhoso.

Mas Jimin realmente sente falta da família e eu entendo.

- Uma semana, ok?

- Ok... - ele ri da maneira mais fofa do mundo todo, com seus olhos fechados. Aquele riso único, o som mais bonito de todos. Só Jimin o possui. - Vou estar de volta pra você em sete dias.

Eu o puxo pela cintura e nós ficamos abraçados de pertinho, enquanto seu avião não chega.

- JungKookie... 

- O quê?

- Vou sentir sua falta também.

Sorrio convencido, e o abraço mais forte, com os braços firmes ao seu redor. Seus cabelos macios e cheirosos próximos ao meu nariz, e eu beijo sua testa.

- Aproveite as "férias" por mim. Manda lembranças a sua mãe.

- Mando sim. - Ele sorri de novo, feliz. - Sabe... eu estava pensando sobre... contar pra ela.

- Contar...? 

Ele assente, e se afasta um pouco, levantando a cabeça para me encarar.

- Sobre nós dois. Eu quero que ela saiba. Afinal, ela é minha mãe. Além disso, já estamos juntos há algum tempo, e sinto que já estou pronto para isso. Ela já te conhece e gosta muito de você, de verdade. O que você acha?

Eu reflito por um tempo, meio hesitante.

Mas afinal, pra que ter medo? Ele tem razão.

E se isso é importante, então que seja.

- Mochi - seguro suas mãos pequenas e delicadas com as minhas - se você está mesmo pronto, se quer isso, e se acha importante... bem. Eu vou ficar muito feliz, muito mesmo.

- Sério?

- Claro que sim. Séríssimo.

Ele se joga em meus braços, todo contente, e nos beijamos mais uma vez. 

- Passageiros do vôo 4.1.1 com destino a Busan, dirigir-se a plataforma 13.

Parece que seremos obrigados a nos afastarmos de algum modo.

Ele me solta, fazendo um biquinho fofo e falso de choro. Eu gostaria de poder fingir, mas eu estou realmente quase chorando.

Já estamos em frente ao portão de embarque, então eu o entrego sua mala, e nos beijamos mais uma vez, de forma lenta. 

- Preciso mesmo ir... mas eu volto.

- Eu sei. Vou esperar. Aliás, vou estar no aeroporto te esperando.

- Vá sozinho de novo, por favor. Não sei como conseguiu me trazer sozinho para cá, mas faça isso de novo. São os raros momentos que temos só para nós dois.

- Ok.

Sorrimos um para o outro, e ele vira de costas para sair, mas para.

Eu estava segurando sua blusa, e ele percebe.

- Kook-ah... eu tenho que ir...

- Tá legal... eu deixo você ir.

Dessa vez eu o largo mesmo, e ele vai andando em direção ao avião, fazendo algumas caretas e fingindo chorar, assim como eu.

Se parecemos crianças? Com certeza.

- EI! - grito e ele para, me olhando. - EU AMO VOCÊ!

- AMO VOCÊ! - ele também grita. Estamos longe, por isso a gritaria toda. Ele chega até a fazer um coração com as mãos.

Quando não é mais possível vê-lo, me dou conta de que realmente vou passar essa semana sem ele. Vai ser complicado.

Mas nós vamos conseguir.

Alguns quilômetros não fazem diferença.

Bem, pelo menos assim consigo comprar as nossas alianças novas, sem que ele fiquei tentando descobrir a surpresa.

Aish... essa criança curiosa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...