História A Sombra do Gelo - Capítulo 3


Escrita por: e Lester_Apolo

Visualizações 30
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Divirtam-se, embora ngm leia as notas ksksk

Capítulo 3 - Você sabia, Will? Deuses da trapaça não ajudam. - Rachel


Fanfic / Fanfiction A Sombra do Gelo - Capítulo 3 - Você sabia, Will? Deuses da trapaça não ajudam. - Rachel

Rachel

Estava andando pelo acampamento, perdida nos meus pensamentos, quando um brilho dourado ofuscou a minha visão e eu vi Apolo conversando com uma filha de Afrodite na varanda da Casa Grande. Resolvi ir até lá para falar com ele, afinal, depois que tinha feito àquela profecia, minha cabeça havia ficado cheia de perguntas, e ninguém melhor que o deus das profecias para respondê-las.

- Apolo!

- Rachel, minha querida! – disse ele com um sorriso ofuscante no rosto.

- Precisamos conversar... – Apolo olha para mim com uma cara de conquistador – eh... sobre a profecia mortal que acabo de ter – completei antes que a filha de Afrodite ao lado dele tivesse um ataque de ciúmes.

- Okay - ele me disse meio decepcionado (tentei não pensar muito sobre o motivo da sua decepção, porque sabia que não iria gostar dele) – Pegue o meu cartão, queridinha, depois terminamos a nossa conversa- disse ele para a filha de Afrodite.

Estava a ponto de perguntar ao Apolo algo sobre a profecia, quando fui interrompida pelo Will.

- Pai... – falou ele – O Quíron precisa ter uma conversa séria com você.

- Rachel, minha querida! Terminamos nossa conversinha depois. – disse ele piscando para mim, o que fez o Will lançar um olhar de nojo para mim como se eu fosse um ET – Sabe, já estou acostumado com garotas disputando por mim, mas sinceramente, ser disputado por pessoas querendo ter uma conversa séria comigo é a primeira vez. – ao entender o que ele queria dizer o Will me lançou um olhar de desculpas e eu apenas meneei a cabeça aceitando.

Logo em seguida revirei os olhos e respondi o comentário de Apolo com meu “Por que será?” mais sarcástico possível.

Assim que o Apolo entrou na casa grande, Will me olhou com um olhar triste, digno do gato de botas.

- Rachel – ele choramingou – o Nico... Ele vai morrer?

- Provavelmente – falei, mesmo sabendo que essa era uma péssima resposta.

- E nós não podemos fazer nada?

- Nós não – respondi – mas, apenas talvez, o mago possa – com isso Will abriu um sorriso, como uma criança ao ganhar doce. Fiquei com pena dele, afinal isso era só uma possibilidade fácil de ser descartada.

- Que ótimo!- disse ele todo empolgado – E você sabe quem é o mago, né?

- Er... bem... na verdade não... mas tenho um palpite.- falei, embora ele não prestasse mais a mínima atenção em mim.

- Acho que pode ser o pequeno mago do sonho do Nico, ele parecia ser um grande feiticeiro, o que você acha?

- Acho que ninguém me contou sobre esse sonho do Di Angelo.

SH

Assim que ele terminou de me falar o sonho do Nico, eu tive certeza de quem era o mago e de que estávamos completamente perdidos.

- Will, eu não queria acabar com as suas esperanças, mas... as minhas suspeitas... elas se confirmaram...

- Isso é bom, não? – ele me perguntou confuso.

- Em outras circunstâncias? É, talvez, mas nessas, só quer dizer que essa missão vai ser ainda mais difícil do que imaginávamos.

-Como pode ser mais difícil? - ele perguntou com um ar incrédulo – agora que você sabe quem é o mago tudo se torna mais simples!

- Realmente Will, seria bem mais simples se esse mago não fosse alguém cuja chance de nos ajudar seja 0,000000000000000000001%

- Mas por que alguém seria tão mal a ponto de não ajudar uma pessoa que está prestes a morrer? –falou com uma expressão pensativa no rosto.

Pensei em responder que quando se trata de um deus das trapaças que não se importa com nada mais a não ser os interesses dele próprio, ele obviamente não se preocuparia com alguém de quem sequer sabe da existência. Sério Will, nem todo mundo é tão bom como você. Mas falar isso só o deixaria mais triste do que ele já estava e agora que éramos amigos não queria vê-lo sofrer. Então respondi apenas com um “Talvez ele não pense assim, eu só não espero muito de um deus das trapaças, mas não custa nada tentar”. Na verdade, talvez tentar custasse nossas vidas, mas por algum motivo não disse isso para ele também. Então lá vamos nós.

JW

E aqui estávamos, eu, o Will, o Nico e, quer vocês acreditem ou não o Apolo. Parece que todo o lance do Papadopoulos realmente mexeu com a mente dele, ou talvez, ele só quisesse um encontro. Dica de oráculo: nunca tente entender nosso “querido deus regente”, ele é legal, mas muitooo confuso.

 

- Tem certeza de que é aqui?- falei apontando para uma casa simples, pequena, pintada de tom de verde que me lembrava uma esmeralda, com um lindo jardim cheio de flores na frente (nenhuma delas eram venenosas e a maioria, segundo o Will, tinha efeito medicinal).

- Não, ué, eu nunca tive um encontro com o Loki para saber.- disse Apolo.

- E você sairia com o Loki?- perguntou Nico com um olhar maldoso e um ar incrédulo.

Apolo deu de ombros.

- Ele não é feio...

Todos se entreolharam e o Will teve um mini surto repetindo freneticamente para si mesmo que não tinha escutado isso.

- Vem cá, vocês vão ficar ai discutindo a vida amorosa do Apolo ou vão tocar a campainha? – eu disse depois de um tempo.

- Rachel- disse o Will me olhando estranho- Você sabe que não precisa fazer isso né? Quer dizer... você é só uma mortal...poderia se machucar...

Eu reviro os olhos com a afirmação do Will, será que ele não percebe que semideuses também podem se machucar?

- Meu caro Will, você não prestou atenção na profecia? Nela diz que o Oráculo de Delfos responderá ao chamado, onde mais vocês poderiam encontrar um Oráculo para ajudá-los nessa missão?

O Apolo levantou a mão pra responder, mas todos concordam com minhas palavras e Will constrangido dá um sorriso de lado me encarrando por alguns segundos.

- Então... vocês vão continuar com essa briguinha de casal ou vamos acabar logo com isso?

- Por que, está com ciúmes Di Angelo? - falei com um sorriso maldoso.

Nico simplesmente dá de ombros e anda em direção a campainha, não precisava ser um gênio para saber o quão nervosos todos estávamos para descobrir o que aconteceria quando e se a porta se abrisse.

E a campainha toca...


Notas Finais


Deixem seus comentários, adoraríamos saber o que vocês acharam ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...