História A strange friendship;; JongTae - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Taemin Lee
Tags Shinee Jongtae
Visualizações 45
Palavras 1.766
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EAE GENTE TUDO BACANA?
Ta parei.
Hoje estou com o segundo capítulo da fanfic e tenho coisas importantes para perguntar. Espero vocês lá em baixo

Capítulo 2 - Segundo capítulo;; strange life


Fanfic / Fanfiction A strange friendship;; JongTae - Capítulo 2 - Segundo capítulo;; strange life

Dei um breve bocejo e acordei bem por ter tido uma ótima noite de sono.... Eu esperava falar isso para vocês, pena que não foi bem assim. Eu fiquei a noite TODA tendo pesadelos e acordando no meio da noite. Tive uma péssima noite de sono e para ajudar o despertador não tocou e eu vou me atrasar para a escola.

- Droga, droga, droga! - Gritei no meu quarto já pegando minhas roupas e indo em direção do banheiro.

Me vesti e fiz minhas higienes pessoais tão rápido como nunca. Desci as escadas de casa feito um relâmpago sem nem me despedir de minha mãe.

Peguei minha mochila que estava ao lado da porta e pedia a Deus para que ainda fosse cedo.

Estava correndo feito um doido pelas ruas quando passo por Kibum bem tranquilo na frente de sua casa.

- Kibum, não vai à aula, não?

- Eu? Vou sim. Mais tarde, né, Taemin? Ainda são 5:45. O que está fazendo acordado a essa hora?

- O quê? 5:45? Eu achei que meu despertador não tinha tocado ...

- Pff! Se preocupou à toa. Vem, vamos entrar.

Ele me deu espaço para passar pela porta e adentrei esperando o fechar a porta.

- Taeminnie? Aqui tão cedo? - A mãe de Kibum me perguntou meio sonolenta.

- Er.. eu achei que tinha me atrasado e Kibum me convidou para entrar.

- Hmm.. Quer café?

- Não, obrigada Sra.Kim.

- Eu vou voltar para o quarto. Kibum cuide bem do seu amigo.

- Então Taemin. Tá indo tudo bem? Ou ainda tá estranho com o Jonghyun?

- Eu.... Sei lá. Eu não sei explicar direito. Mas eu sei que essa sua ideia louca de eu gostar dele é ridícula.

- Não é, não. E você sabe melhor que eu que não é hétero.

- Aquela vez que eu estava "gostando" - fiz questão de mover os dedos - do HeeChul, eu era muito novo ainda. Não sabia meus sentimentos de verdade, entendeu? Então vê se para de espalhar essas coisas.

- Aish.. Tá bom então. Mas eu tô falando sério, acho melhor você vê melhor como se sente em relação ao Jonghyun. Muitas amizades viraram namoro e você sabe que Jonghyun é gay.

- Minha amizade com ele não vai virar namoro, Kim Kibum. Se me chamou só para isso eu já tô voltando para minha casa. - Disse já me levantando.

- Só pense no que te falei.

Bufei e saí de sua casa. Caminhei aleatoriamente pelas ruas a procura de alguma cafetaria aberta, já que não tomei café em casa e recusei na casa de Kibum.

- Ah, finalmente uma aberta.

Adentrei o local indo em direção dos doces. "Não, Taemin, você tá de dieta. Peça só um café." Me adverti mentalmente, logo em seguida pedindo um capuccino.

Me sentei numa mesa mais ao canto da cafeteria e terminando de tomar café, me levantei para ir pagar, porém, antes fui barrado.

- Vejamos só, Lee Taemin aqui tão cedo. O que tá fazendo aqui, Lee? - Donghae pergunta me dando um leve empurrão.

- Que eu saiba, você não manda em mim muito menos nessa cafeteria. Com licença. - Tentei partir para o caixa mas de novo fui segurado. Bufei. Eu já estava me irritando com aquilo. Já não basta na escola? Donghae tem que me emportunar até mesmo fora dela?

- Onde está pensando em ir? Tenho que conversar com você.

Ele me forçou a se sentar na cadeira e escutar o que ele tinha a dizer.

- A única coisa que você tem que fazer é o meu trabalho de Química, não é difícil.

- Faça você mesmo, não pode, não? Eu tenho o meu para fazer.

- Eu não estou pedindo, Lee. Eu estou mandando. Faça ou faça. Você não tem opção.

- Eu já disse que não vou fazer, seu preguiçoso. Eu achando que ia me bater ou algo assim, mas não. Você não pode nem fazer um simples trabalho. Pff. Sério?

- Aish! Você vai aprender a não me provocar de novo, garoto!

- Não ouviu que ele disse não? - Jonghyun entrou na cafeteria já soltando o braço de Donghae do meu ombro. PELO AMOR EU NUNCA FIQUEI TÃO FELIZ EM VER MEU MELHOR AMIGO.

- Aish, sempre você para defender esse merdinha, né? Não tem coisa melhor para fazer, não?

- Solta ele, agora. Vamos sair daqui antes que isso piore, Tae.

- Tá, pega esse garoto - ele me puxou da cadeira bruscamente me jogando contra Jonghyun - Mas ainda vou terminar de falar com você, Lee...

Donghae saiu da cafeteria deixando eu e Jonghyun. Paguei a conta rápido e nós nos retiramos.

- Tem que parar de provocar ele, Tae. - Jonghyun me advertiu.

- Eu estava com muito medo dele me bater. Nunca fiquei tão feliz em te ver, Jjong.

- Awn, que fofo. Ficou feliz em me ver.

Um rubor surgiu em meu rosto.

- É claro, você é meu melhor amigo!

- Só isso?

- Ah... S-sim...?

- Já falei que fica muito fofo corado?

- Já, seu idiota! - Dei um soco leve em seu ombro.

- Ai, Taemin. Também não falo mais contigo! - Um bico se formou em seus lábios e eu não pude conter um sorriso.

- Desculpa, Jjong. - Me desculpei e ele virou a cara. - Desculpa, Jongas~

- Tá, Tá. Mas só por que não aguento ficar muito tempo sem falar contigo.

Continuamos nosso caminho à escola. Sim, teríamos que esperar até 6:55 para ela abrir, mas já era 6:00 horas mesmo. Ficamos lá conversando por quase uma hora sobre assuntos aleatórios, vendo os alunos chegarem. Jinki logo se aproximou de nós.

- Olá gente. Minho e Kibum não chegaram ainda?

- Não. Mas acredito que logo estão aí. - Jonghyun se pronunciou.

- Não são eles ali? - perguntei vendo dois adolescentes chegarem.

- Minho, temos que terminar a ajuda com o professor de História, lembra? - Jinki perguntou se aproximando de Minho.

Os dois então foram para mais perto da escola esperar abrir.

- Não sei, não. Essa tal ajuda do professor de História me parece estranha. - Kibum falou malicioso para nós dois que rimos.

- Bom, já é... - Olhei no celular - 6:50?! Nem vi a hora passar direito!

- Nem eu percebi. Bom, vamos nos aproximar mais dos outros alunos? - Jonghyun perguntou já indo em direção do Jinki e Minho.

- Vamos? - Kibum me perguntou e assenti o seguindo.

Os portões da escola se abriram dando passagem para alunos super-idiotas correndo feito o que eles são deixando os poucos normais - o que não incluiu eu e meus amigos pois também éramos idiotas -, para trás.

Fui correndo em direção a minha sala já para deixar a mochila na carteira. A aula se iniciaria daqui a 40 minutos , o que nos restavam algum tempo para se preparar para o MASSACRE DOS PROFESSORES SUPER-RAIVOSOS que nos odeiam. Okay, talvez os alunos fossem um pouco exagerados - até por que era só mais um dia de aula -, mas sempre víamos as aulas assim.

Desci as escadas em busca de meus amigos mas não achei. Como sou muito sedentário e não estava com a mínima vontade de procurá-los, simplesmente me sentei num banco no pátio e esperei eles aparecerem.

Deu um, dois, três minutos e nada dos meus amigos estúpidos aparecerem.

Sabe aquele momento nos desenhos animados que aparece um anjinho e no outro lado um diabinho para ajudar o personagem a fazer a escolha "certa"? Então, no meu caso foi um pouquinho diferente. Era como se duas partes do meu cérebro brigassem para ver se o lado sedentário ou o lado que se importa com os amigos ganhassem. Uma pena mesmou que foi o lado que se importa por que eu fiquei feito um idiota atrás dos meus amigos no pátio e eles simplesmente sumiram. Haviam milhares de alunos, e nenhum sinal de Kibum, ou Jonghyun ou até mesmo Minho e Jinki.

Eu senti uma raiva me consumir por inteiro. Por que eles tinham que sumir assim e me deixar sozinho? Eu feito um idiota procurando eles e nada.

Eu estava quase chorando até o momento em que reparei em quatro pessoas - cujo eram meus amigos estúpidos -, sentados de baixo de uma árvore bem de boas sem nem se preocupar.

- YAH!! - Gritei voltando a atenção dos quatro para mim - O QUE VOCÊS TEM NA CABEÇA? EU FIQUEI UM TEMPÃO LOUCO ATRÁS DE VOCÊS E VOCÊS AÍ DE BOAS CONVERSANDO! NEM SE PREOCUPARAM??! - Gritei e saí correndo chorando. Muitos no pátio me olhavam mas eu não liguei. Quando eu digo que só atrapalho a vida dos meus amigos depois dizem que é drama. Poxa. Eu estava atrás deles pelo menos uns cinco minutos ou até mais e eles nem se importaram em me procurar. Isso é drama? Pode até ser para alguns. Mas para mim, significa muita coisa. Eu estava certo, ninguém se importava comigo.

Fui correndo para o banheiro e entrei em uma das cabines. Dessa vez eu não conseguia ser forte. Eu só atrapalhava a vida das pessoas ao meu redor e eu tinha noção disso.

- Por que você é tão inútil, Taemin? Só sabe fazer drama e atrapalhar a vida dos seus amigos! - Falei, imaginando estar sozinho.

- Taemin, você não atrapalha nossa vida. - Por que Jonghyun tinha que estar em tudo?

- Vai embora, Jonghyun. Eu achei que vocês sei lá, tinham ficado para fora da escola. Eu me preocupei à toa. Me preocupei com quem estava lá, de boas descansando. Por que não foram guardar as mochilas junto comigo?

- Tínhamos que terminar um deveres que não fizemos. Achamos que você entenderia, já que foi na nossa frente correndo.

- " Achamos que você entenderia " - falei imitando sua voz - Estão achando que eu sou algum tipo de adivinha?

- Taemin, não é minha intenção brigar com você. Conversaremos quando estiver de cabeça fria. Vamos, saía daí. Vamos tomar um ar.

- Não! Eu to bem aqui. Bem como nunca estive. Melhor sozinho do que mal acompanhado...

- Ah, Taemin, deixa de ser infantil. Vamos, saía daí.

- É sempre assim, né, Jonghyun? Eu sou infantil, eu faço drama. Vocês nunca entendem ou se preocupam. Por que não tentam ver como eu estou? Vai ser sempre drama?

- Taemin...

- Chega Jonghyun, vai embora.

- Não vou mais te incomodar.

Eu pretendia passar o resto do dia ali naquele banheiro. 


Notas Finais


Voltei cedo? Voltei cedo. Bateu a ansiedade na pessoa e aí já viu né.
Bom, eu queria conversar sobre duas coisas.
Preferem que tenha um pouquinho de interação jongkey, ou que eu faça mais o onho (que eu ainda vou prolongar) ??
E também, sobre os horários.
Pretendo postar um por semana. Mas já vou escrevendo a fanfic. Por hoje pretendo escrever o três para postar quarta, talvez. Não se acostumem com dois capítulos por semana por que vai ser só um, okay? Okay. Vou escrever mais o capítulo três hoje mais tarde. Amanhã escrevo o quarto e assim vai. Quarta posto o capítulo três, entenderam? Obrigada por acompanhar a fanfic . Espero que estejam gostando.
Capítulo revisado por Haneul08


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...