História A Stripper - Imagine Park Jimin - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Jimin, Park Jimin, Você
Visualizações 1.045
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Opa, olha eu aqui de novo ❤ estou aqui com mais um capítulo dessa ficcc

Espero que gostem.

Capítulo 11 - Não me lembre disso...


Fanfic / Fanfiction A Stripper - Imagine Park Jimin - Capítulo 11 - Não me lembre disso...

Não me lembre disso

Jungkook apenas fica ao meu lado o tempo todo, enquanto eu bebia algumas vezes e olhava para o relógio inúmeras vezes. Parece que cada minuto era uma hora.

— Por quê não vai para casa Jungkook? — Questionei, olhando para o moreno com um copo de refri nas mãos, ele nunca foi de beber muito.

— Não sei. Acho que é o medo de você se embebedar e bater o carro. — Deu de ombros me olhando.

Rio fraco e logo dá três horas da manhã, vejo S/n voltar para a passarela e começar a dançar. Fito a mesma enquanto bebia o líquido esverdeado em meu copo. Ela estava dançando lindamente como sempre, as vezes ela me olhava, mas não fazia expressão alguma. As vezes acho que ela está me escondendo algo à mais que só esse cara a machucando.

Até que ela sai do palco, vejo que Jungkook já estava indo embora, então apenas aceno para o moreno que acenou de volta.

Começo a andar e vejo S/n saindo da boate. Dou uma corridinha e pego em seu ombro, a mesma se vira e faz uma expressão triste.

— O quê você quer Jimin? — Indagou com um tom de cansaço.

— Eu vi o quê aquele cara fez com você, por quê mentiu para mim? — Perguntei preocupado.

— Jimin, esse é um assunto meu, espero que entenda e não se meta. — Ela olhou para os dois lados da estrada. — Acho melhor não sairmos mais e nem nos tratar desse jeito.

— Desse jeito como? — Arqueio a sobrancelha a olhando.

— Não podemos mais nos tratar como namorados ou amantes. Vamos apenas nos tratar como chefe e secretaria, nada mas que isso. — Falou decidida.

— Não… S/n, por quê? — Chego perto dela e a abraço, não quero parar de beija-la, de dar carinho à ela e de fazer amor. Eu gosto tanto dela. — E por causa daquele cara? Se for... Eu lhe ajudo, nos ligamos para a polícia e…

— Não Jimin! — Ela me empurra. — Não pode, por favor. Entenda que não podemos mais com isso ok.

Ela se virou e começou a andar com passos largos e firmes. Tento a alcançar e toco em sua cintura e a puxo, fazendo as costas da mesma bater contra minhas costas.

— Por favor… — Murmurei em seu ouvido e a mesma me olha, me dando um beijo.

Eu retribui o beijo, mas parecia que iria ser o último. Não sei o quê estava errado, por quê…

Ela me solta e sai correndo, entrando em um táxi.

Eu fico olhando para o táxi indo, com a expressão triste e decepcionada. O que tanto ela me esconde? Por quê não diz a verdade?

|| Jimin off ——— S/n On ||

Entro no táxi com o coração partido, eu amo o Jimin. Mas não quero que ele se machuque por mais que ele tente ajudar.

Mike, o dono do lugar, ele sempre foi um homem grosso e rígido.

Ele as vezes me bate, por causa dos meus shows que não dão o dinheiro que ele precisa. Eu não posso fazer nada, pois ele falou que se eu falar algo ou tentar me demitir, ele… mata as pessoas que eu amo.

Pago o táxi e saio do mesmo, começo a andar por uma pequena rua sem asfalto e desço uma escada de madeira um pouco quebrada. Chego em minha casa e abro a porta.

Não moro num lugar muito bom, é sempre vazio e logo à frente está cheio de árvores. Eu tiro minhas coisas e deixo tudo no pequeno sofá, caminho até um quarto e entro no mesmo.

— Mamãe! — A pequena kim desce da cama e corre até mim, abraçando meu pescoço e beijando minha bochecha.

— Olá meu amor. — Afogo os cabelos da pequena loira. Ela sorri e abraça seu ursinho.

Pois é, tenho uma filha. Ela tem cinco anos e é uma garotinha fofa, de olhos castanhos claros e cabelos pretos. Sua pele era branquinha e ela tinha uma janelinha.

— Cadê o titio? — Perguntei e ela apontou para o mesmo jogado na cama dormindo.

Rio e caminho até o moreno, toco em seu ombro e o mesmo pula da cama e me olha rindo.

— S/n, oi. — Falou envergonhado. — Ela é muito agitada, e eu dormi sem querer.

— Tudo bem Yoongi. Obrigado por cuidar da Kim. — Digo abraçando ele e ele retribui.

— Não precisa agradecer, é um prazer cuidar dessa pequena bagunçeira. — Yoongi olhou para Kim que estava falando com seu ursinho e me olhou. — S/n….

Ele vê a marca roxa em meu braço e tenta tocar, mas eu recuo e começo a andar até a porta.

— Não começa Yoongi. — Falei me encostando na porta.

— Não começar? S/n, ele te machucou de novo, essa é a quinta vez só essa semana. Por quê não liga para a polícia?

— Não posso. — Olho para Kim de longe e solto um suspiro. — Você sabe como o Mike é.

— Sim, um tremendo filho duma puta que não merece você! — Ele me abraça. — S/n, você tem aquele acinzado que me disse, por quê não conta para ele? Ele me parece gente boa.

— Não quero por a vida do Jimin em risco, você sabe que o Mike é capaz de mata-lo.

— Eu sei. — Ele suspirou. — Ele e um idiota, uma hora ou outra esse canalha irá ser preso, confia em mim.

— Eu confio em você. — Ponho a cabeça no ombro dele.

— Ele não merece você, nem a filha que tem. — Ele olhou para Kim.

— Não me lembre que ela é filha dele…. Por favor…. 

Continua...


Notas Finais


Opa, a teoria de quem estava certa? Ksksks

Até a próxima amores, e dscp qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...