1. Spirit Fanfics >
  2. A sua história em Boku no Hero - Imagine. >
  3. Hot

História A sua história em Boku no Hero - Imagine. - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Sem surto amores, ela vai ter momentos com todos que vocês me pediram no capítulo anterior nesse baile

Capítulo 14 - Hot


Enquanto os garotos haviam acabado sua reunião nada agradável no quarto de Mineta. Dymaria guardava seu novo vestido no guarda-roupa. Estava meio receosa ainda em relação a ele, o achou um pouco vulgar, mas era o esperado de Mina, já que foi ela que escolheu.

A morena ajeitou seu quarto e foi logo para o banheiro tomar um banho quente, suas pernas doíam devido a caminhada longa pelo shopping, agradecia mentalmente pelo silêncio que recebia ao estar em seu quarto sozinha.

Enquanto isso, no corredor masculino se abria uma das portas. Midoriya que olha de um lado pro outro, saindo à espreita como se não quisesse ser visto. Mas seu plano não da muito certo, pois na hora que pisa para fora do quarto outra pessoa surge. Todoroki que se surpreende ao ver o esverdeado, tenta o ignorar, mas o bicolor manda uma encarada séria fazendo Midoriya gelar.

Claro que os dois estavam indo para o mesmo lugar e com a mesma ideia. Isso sem contar o loiro que sai do quarto batendo a porta como de costume e vê a cena dos dois... Aquilo deixou claro que os três pensavam a mesma coisa, mas claro que foram andando a passos largos sem correr, ficando então lado a lado. Aoyama em algum momento fica no caminho deles e sem notar os três ali acaba sendo atropelado e espalhado ao chão. Denki que ia saindo com a mesma ideia, acaba levando uma mão na cara de Katsuki quando o vê e é empurrado para dentro do próprio quarto enquanto os três aceleram os passos até o quarto de Dymaria, e sem paciência tentam entrar juntos de uma só vez

Obviamente o plano não deu muito certo, resultou em Midoriya que estava no meio deles no chão, Katsuki em pé e Todoroki se segurando na mesinha ao lado. Mas claro que quando eles se olharam o clima no quarto não ficou muito amigável. Mas logo o lugar se ilumina com a porta do banheiro que se abre com a luz acesa e o vapor da água quente se espalhando por ali, eles olham na mesma direção tendo a vista de uma linda garota seminua saindo de seu banho quente enrolada em uma toalha branca.

Estavam prestes a falar alguma coisa, mas logo a morena finalmente nota a presença dos três e segura mais firme a toalha, porém ela não correu, nem gritou, apenas ficou se perguntando que diabos estava acontecendo ali

- Dymaria-channn - Todos se viram para olhar Denki que abria a porta do quarto cantarolando, e logo todos olham para sua mão, a qual segurava uma caixinha de presente - Por Deus! - Ele fala nervoso olhando para os amigos e logo em seguida cai duro no chão com o nariz sangrando ao se virar para a morena

- Da meia volta que preciso falar com ele e vocês três podem sair junto! - Katsuki já fala levantando Midoriya do chão e o ameaçando o arremessar janela a fora

- Eu só vim convidar ela pro baile – Denki fala se levantando e enxugando seu nariz. Na hora os três que estavam ali, ficam brancos - Trouxe uma caixa de chocolate e uma flor, são seus, mesmo se não quiser ir comigo - Ele entrega a Dymaria que ainda de toalha ficou um pouco sem jeito na situação

- O-obrigada - A garota gaguejou e segurou as coisas nervosa - Bem... e vocês? – Se virou para os outros rapazes

- Eu? - Midoriya fala no susto, precisava pensar bem no que ia falar - Queria saber se podemos estudar juntos mais tarde - Foi a melhor desculpa que conseguiu

- Não pode - Katsuki falou rápido o encarando, mas logo os três se viram para Todoroki esperando-o falar algo

- Vim pedir desculpas pela situação do outro dia na aula - Já tinha uma desculpa pronta, teve tempo de pensar - Sinto que fiquei mal resolvido

- Ah entendi... Então.... - A garota já estava sem jeito - V-vocês podem sair?

- Não, eu ainda vou falar com você - Claro que Katsuki cruza os braços indo rumo a ela que recuou para a sua própria segurança, mas de repente ela se impõe estufando os peitos e voltando a dar um passo pra frente

- Pode esperar pelo menos como uma pessoa decente? - Falou séria o encarando, estava cansada dessa história já

- Não - Todos olham confusos, ninguém espera que ele fique ali pra assistir ela se trocar

- Vocês podem sair? - Ela olha para os outros já, sabia que Katsuki não iria sair, mas já sabia lidar com ele

- Claro! - Os três respondem juntos e saem devagar sem entender bem a situação e a achando bem estranho na verdade

Dymaria esperou a porta se fechar para ir até o guarda-roupa procurando algo para vestir

- Tá, pode dizer - Falou séria quebrando o silêncio

- Eu... Eu... - Ele parou antes de falar, pois o que tinha em mente era apenas chamar ela para o baile, mas olhava para a caixa de chocolates que Denki trouxe, o que faz o pedido dele ser simples, ou seja, uma droga - Não quero que vá com o Denki ao Baile, e por que tem que estudar com o nerd?

- Eu não sei se vou estudar - Ela se vira para ele confusa com sua roupa em mãos já - Estou cansada e você está me cansando mais ainda

- Te cansando? Não fale como se eu fosse um estorvo - Estava tentando arranjar um jeito de falar o que queria, mas tentava pensar em algo melhor de como fazer

- Ficou magoado? - Falou surpresa o olhando, mas logo passa do seu lado entrando no banheiro

- Magoado? Claro que não! - Nunca assumiria - Mas já falei que você é minha, e não te quero com o nerd

- Eu achei que já tínhamos encerrado esse assunto - Falou alto para ele escutar enquanto se trocava - Eu não sou sua - Abriu a porta o encarando séria e agora já vestida

- Não me lembro dessa conclusão - Disse ficando agitado - Você saiu sem falar nada lembra?

- Eu?! - Falou nervosa o olhando ofendida - Eu deixei bem claro que não sou sua

- Da pra parar de negar e ser minha logo? - Falou frustrado chutando o pé da estante a fazendo quase quebrar, e Dymaria ameaçou girar a mão em seu rosto

- Se isso quebrasse você seria um homem morto - Apontou seu dedo indicador para ele

- Não me ameaça - Disse se aproximando, não era de levar desaforo - Você não quer me escutar certo?

- Eu até quero - Falou sincera - Fiquei curiosa...

 

Katsuki on

 

- Pra começar, não quero que vá com o Denki - Fui pegando sua mão, não sou do tipo carinhoso e ela sabe disso, na hora já me olha estranho - Quero que vá comigo, e se não responder vou insistir do meu jeito.

- Não vou te responder isso agora - Na mesma hora vejo suas bochechas corando, ela vira o rosto para nem me olhar.

- Nem pensar que vou te dar chance de fugir de novo - Agora a segurei firme pela cintura e a ponho na parede, estou cansado de esperar a boa vontade dela - Você vai comigo ou vou ter que insistir mais?

- O- o que você está fazendo? - Ela me encara nervosa colocando suas mãos em meu peito para me empurrar, mas seguro em seus pulsos de maneira firme e os ponho em cima de sua cabeça.

- Estou te mostrando como prefiro resolver as coisas - Levo o rosto até seu pescoço, Deus! Como ela é cheirosa. Finalmente mordo um pedaço dela podendo saborear, eu devia ter feito isso antes.

A vejo jogando um pouco sua cabeça para trás reagindo a minha mordida, mas para minha surpresa ela não falou nada, nem tentou soltar seus braços, apenas ficou em silêncio e com os olhos fechados.

Eu mantive as mordidas, mas minha mão não consegue parar de a tocar. Só que a roupa dela me irrita, eu não tenho mais paciência pra elas. Então passo a mão por dentro de suas roupas tocando sua cintura, a sua pele macia e quente, a seguro forte roubando um suspiro.

Sinto um arrepio subir pelas minhas têmporas ao escutar seu suspiro abafado, nunca imaginei que iria desejar tanto alguém como a desejo, nem sabia que era possível sentir algo assim. Minha mão começar a passear pelas suas costas enquanto subo os beijos até a sua orelha, onde posso morder o lóbulo.

Aos poucos, solto seus pulsos, quero toca-la mais, e no mesmo momento que os solto sinto suas mãos em meu peito como se me afastasse. Eu respeito seu pedido e me afasto um pouco de propósito podendo a encarar bem, ela respirava forte e eu a acompanhava. Ela podia ter me empurrado de uma vez, mas lentamente ela passa os braços em volta de meu pescoço

Essa era minha hora de fazer alguma coisa, mas eu fico totalmente incrédulo quando sinto seus dedos suaves deslizarem pelo meu pescoço até chegar em meus cabelos fazendo um afago. Por um segundo me senti perdido olhando para aquela imensidão de suas íris verdes azuladas que me olhavam seriamente.

Eu sem controle de mim mesmo, aproximo meus lábios dos seus, pude os tocar em um selar simples, que para mim, foi como a mais calma ventania que me tirava do chão e me deixava manso, minhas mãos agora se envolvem nela a levantando para levar rumo a cama onde aquele selar parecia não acabar

Quando sinto suas costas tocarem finalmente no colchão macio eu crio coragem para pedir passagem no beijo que ela me concedeu na hora. O beijo era calmo, porém com tanta intensidade que me deixava inquieto. Não pensei duas vezes antes de me ajeitar em cima dela para aprofundar mais o beijo, mas para isso tive que colocar minha perna no meio das suas

Entre o beijo veio um gemido. Ah... como a voz dela está gostosa de se ouvi.

Sem pensar duas vezes forço minha perna contra seu íntimo que arranca mais um suspiro excitante dela. E de reação ela ainda me segura com força enquanto eu mordia mais seu pescoço. Mas não era o suficiente, eu ainda quero mais desse corpo em minha boca. Ameaço levantar sua blusa enquanto ela ainda se concentrava em controlar seus gemidos

Dou um selar simples em seus lábios antes de ir descendo os beijos até sua barriga, onde eu ia levantando a sua blusa conforme eu a beijava. Estava prestes a chegar em seus seios quando sinto sua mão sobre a minha me impedindo de levantar mais a blusa

- Okay... talvez eu vá com você - Ela fala ofegante me olhando, mas na mesma hora a olho confuso

- Que bom, podia ter falado depois - Tento levantar a blusa mais uma vez, mas ela segura firme minha mão

- P-paramos por aqui - Falou sem jeito desviando o olhar... ela não vai fazer isso comigo vai?

- Parar? É sério? - Ela me gira de uma vez me jogando no chão, uma palavra agora me define - Sua... Quer saber? Ótimo, te busco aqui na hora do baile - Se eu ficar mais 10 segundo vou arremessar ela pela janela, então fui saindo do quarto batendo a porta

Dymaria on

Escutasse o barulho da porta se batendo e desse quase um pulo da cama em seguida, céus! Que calor. Você anda até as janelas agoniada e as abre, andando de um lado para o outro enquanto balança sua blusa para pegar um ar em seu peito que o sentia suar. Para em frente ao espelho e vê o roxo em seu pescoço, passa seus dedos sobre a marca e logo sente seu corpo ferver.

- Que merda eu fiz... - Olhaste para a cama e revê a cena indecente de minutos atrás

Você se senta em frente ao espelho pronta pra esconder tudo aquilo. Passasse a mão apenas para sentir se estava doendo, mas não, estava sensível, seu tato está sensível. Deslizasse seus dedos ainda por seu pescoço sentindo um calafrio bom, enquanto sua outra mão em suas pernas parecia ir rumo a sua intimidade sozinha. Se sentia queimando por dentro.... Controle! Você para e respira fundo se acalmando e pondo as mãos longe de seu corpo evitando aquilo

- Preciso de ar! - Falasse sozinha indo rumo à porta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...