1. Spirit Fanfics >
  2. A sua história em Boku no Hero - Imagine. >
  3. Date me

História A sua história em Boku no Hero - Imagine. - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amoress... devido a muitos comentários falando do Todoroki, resolvi dar um presentinho para vocês.
Aproveitem e boa leitura

Capítulo 17 - Date me


Fanfic / Fanfiction A sua história em Boku no Hero - Imagine. - Capítulo 17 - Date me

 

Engraçado como uma simples noite, pode mudar completamente sua rotina. Depois daquele baile tudo parece diferente.

Katsuki vem me evitando de todos os jeitos, era quase como se tivesse medo de mim. Não que eu ache isso ruim, até porque é de Katsuki Bakugo que estamos falando... melhor longe do que perto, mas sem necessidade ficar evitando olhar para mim durante a semana.

Kirishima ficou super magoado por eu não ter ido ao baile com ele, conforme o mesmo, eu tinha obrigação de melhor amiga estar com ele naquela noite e fazer ciúmes na Mina.

Sem contar, Denki e Midoriya, que estão agindo naturalmente, porém eu percebo que também estão magoados.

Entretanto, não existe algo ruim que não possa piorar. Pois o mais magoado de todos é Todoroki, que fez toda aquela surpresa para mim e eu o deixei sozinho no baile.

Depois daquela discussão com Katsuki eu não prestei mais para voltar e dançar como se nada tivesse acontecido, e já faz sete dias que estou pagando o preço da minha escolha de ter voltado para meu dormitório dormir.

— Dymaria, você está muito dispersa hoje — Mina resmunga enquanto brinca com os fios dos meus cabelos — Vai passar o sábado aqui? Eu daqui a pouco vou para casa... você poderia passar o final de semana comigo, quem sabe? 

— Ahh, Mina — Volto a realidade, eu realmente estava dispersa — Eu tenho que estudar esse final de semana

— Vocês viram que o pai do Todoroki está aqui? — Momo fala tensa enquanto tomava seu café quente

— Sim, parece que ele vai começar a dar cursos rápidos opcionais — Ochaco fala tendo certeza — Iida que me conto, mas Deku me disse que o Endevor não é um pai muito legal pro Todoroki

— Isso me deixa triste - Asui suspira fundo — Todoroki é tipo nosso príncipe encantado e o pai dele é o dragão que o prende no castelo 

— Você realmente foi longe com esse comentário — Falo rindo por isso, e as meninas riem junto comigo 

— Eu fico tão triste por você sempre passar os finais de semana aqui Dymaria-chan — Ochaco faz um beiço enorme para mim

— Você deveria vir com uma de nós todo final de semana — Momo fala bem séria — Seria maravilhoso te ter lá em casa 

— Amei a ideia — Hagakure fala animada, todas elas ficam, me impressiona como todas elas são maravilhosas comigo

— Próximo final de semana a gente da um jeito nisso — Tento sorrir animada — Agora se levantem e vão, pois eu sei que estão tomando café da manhã comigo apenas para não me deixar sozinha por mais tempo

— Ainda não — Ochaco fala levantando o queixo — Eu decidi que eu vou perguntar meninas — Todas fazem cara de surpresa enquanto Ochaco olha no fundo dos meus olhos — Dymaria — Ela falou meu nome de um jeito que meu Deus — O que rolou entre você e o Katsuki para ficarem se evitando?

— Oi? — Dei um pulo da cadeira na hora — Não estamos nos evitando — Sou uma péssima mentirosa

— Estão sim — Asui fala bem seca e direta — Vocês se falavam pouco, mas agora ele nem olha na sua cara. Katsuki costuma não gostar de ninguém, mas ele parece que está de implicância com você

— Ai gente — Me sinto cercada agora — Tivemos uma discussão na noite do baile, é isso — Falo derrotada

— Okay, mas qual foi o motivo da discussão? — As perguntas só me deixam mais de cabeça quente de tão constrangida 

— Ela fala outro dia — Momo senta do meu lado e me abraça, só que acabo com o rosto naqueles melões que ela chama de peitos — Vamos deixar ela em paz gente

— Meus pais chegaram — Asui fala se levantando — Vou indo lá meninas, beijooos

— Eu também já vou — Mina fala em seguida

Aos poucos todas elas foram saindo, e eu fiquei sozinha como sempre. Admito que eu e a senhorita solidão, já somos amigas íntimas e ao passar do tempo eu apenas me acostumo cada vez mais com a falta de uma família e um lar.

Eu vou passar o dia aqui, mas ao menos quero comer algo, me deu desejo pelo salgadinho de máquina que tem do lado da entrada do ginásio, eu me vesti um pouco só pra ir lá.

O dormitório esta completamente vazio, ou deveria, porque quando saio do elevador me escondo ao notar alguém saindo, e se não fosse pelos cabelos vermelhos e grisalhos eu não saberia quem era, mas ao ver Todoroki ali me surpreende.

— Eu já disse que você não tem escolha — A voz do Endeavor me causou arrepios 

Eu bem que queria ficar escondida ali, mas não sou louca o suficiente para isso. Vou ir para meu quarto sim! Talvez se eu passar de cabeça baixa nem me percebam ali.

— Eu estou cansado de você controlar minha vida — Nossa! A voz irritada do Todoroki é outra coisa

— Se ao menos você entendesse que já deveria ter uma pretendente de respeito e com família de renome — Eu não quero ouvir essa conversa...

— MAS EU JÁ TENHO — Eu tomo um susto quando Todoroki grita — Tem alguem ai? — Droga ele me notou

— O-oi — Levanto a cabeça meio tensa — Eu só estou indo para meu quarto... não quis atrapalhar a conversa de vocês 

Me assusto quando vejo Endeavor, ele envelheceu tanto... o herói costumava ir em alguns jantares de negócios do meu pai, mas ele definitivamente parece estar meio acabadinho.

— Dymaria — Ele fala meu nome de um jeito diferente, e me encara como se eu fosse a solução dos problemas dele — Amor, pedi pra não vim aqui agora — Amor? Que porra é essa? 

— Do que você ta falando Shoto? — O pai dele fez a pergunta que eu estava querendo fazer

— É a minha namorada, por isso não quero pretendentes — Okay, eu estou perdida nesse papo dele

— Você namora a filha do Yuno? — Os olhos de Endeavor vem em minha direção e meu corpo estremece na hora — Sendo assim não vejo motivos para um casamento arranjado

Casamento arranjado? Coitado!

— Ótimo, agora que já está satisfeito me deixe em paz — Ele realmente odeia o pai

— Ainda não — A cara de raiva de Todoroki é realmente séria — Você sabe que hoje é aniversário da sua mãe, venha e traga a sua namorada — Todoroki abre a boca para dizer algo — Antes que recuse lembre que é por sua mãe — Todoroki até se acalmou, ele deve gostar da mãe

— Está bem — Todoroki suspira já se virando para mim — Amor... vá se arrumar, vamos sair daqui uma meia hora — Ele se aproxima para segurar minhas mãos e eu nem consigo me mexer — Vai ser na minha casa de campo, então vá confortável 

— T-Tá bom - Respondo tensa já sentindo meu corpo ficar mole

Até pensei em perguntar o que estava acontecendo, mas achei mais viável eu correr para meu quarto na intenção de me arrumar, afinal, odeio sair feia. Mas a principal questão, é que Todoroki está me usando para fugir de um casamento arranjado, essa é a única coisa que eu entendi.

Eu estou definitivamente tensa! Me banhei usando meus melhores shampoo, condicionador, creme de cabelo e pele, perfume e a melhor maquiagem.... Aí deus eu tenho roupa pra usar em casa de campo?! Será que a família dele vai gostar de mim... 

Ei... Pera... POR QUE ESTOU AGINDO COMO UMA NAMORADA PRESTES A CONHECER A FAMÍLIA DO NAMORADO?!

Eu e Todoroki nunca nem nos beijamos... nós somos apenas amigos! Amigos que de vez em quando, ele me dá alguns presentes e até umas cantadas que particularmente eu gosto... mas, AMIGOS.

Visto um vestido mesmo, não consigo pensar em mais nada, mas escolhi um de tecido fino e confortável que ficava mais soltinho... a cor azul bebê combinou com uma bota preta.

Me arrumo toda por completo, mas antes de sair para essa tal casa de campo, eu vou falar bem direta e clara com Todoroki. Ele vai ter que se desculpar comigo no mínimo! Quando escuto a porta ser batida, eu já estou pronta para levantar o meu tom de voz e brigar com ele.

— Você está linda — Aí droga... o que eu ia falar mesmo?

— Obrigada — Respondi igual uma gata manhosa — Só vou pegar minha bolsa... um segundinho

Obviamente que estou levando uma bolsa, me sinto na obrigação de levar itens de urgência, como maquiagem, perfume, escova de cabelos e de dentes, como outras coisas... nunca se sabe quando se vai precisar.

Quando paro de juntar minhas coisas, volto a prestar atenção em Todoroki e o vejo segurando em mãos, uma chave de carro... Ele vai dirigir? Ele pode? Eu nem acredito que ele tem carteira!

O carro dele na frente da escola é lindo, eu não sou uma grande entendedora de carros mas não tem como nao reconhecer uma BMW, e ele entra já pronto para me levar.

Assim que ele começa a dirigir, não pude deixar de o encarar pelo canto dos olhos... Todoroki já é um homem lindo, mas dirigindo um carro de milhares de dólares ficou ainda mais atraente.

Infelizmente meu olhar apaixonado não dourou para sempre, pois aos poucos eu já vou me sentindo perdida e o silêncio está definitivamente me incomodando e me deixando cada vez mais nervosa e ansiosa.

— Acho que essa é uma boa hora para você me explicar o que está acontecendo... — Falo bem calma e séria

— Vou te apresentar a minha família — Isso eu já sabia — E preciso da sua ajuda para evitar que meu pai me case com uma garota aleatória — Okay, até aí eu estou acompanhando — Então preciso que seja minha namorada — Aí eu entro em choque

— De mentirinha no caso... né? — Perdi toda a saliva da garganta

— Ah, pode ser - QUE?? Ele queria isso de verdade?! — Estamos chegando... qualquer coisa, você pode dizer que me odeia depois quando voltarmos

A resposta me deixou completamente sem jeito... eu não odeio ele... Todoroki realmente pensa que eu sinto tais sentimentos ruins por ele? 

Eu até penso em falar alguma coisa, mas minhas palavras são totalmente roubadas quando vejo uma garota de cabelos brancos grudada no vidro do carro me encarando.

Todoroki abre a janela do carro, a garota estava bem séria e ia falar algo, mas ela para e me encara fazendo uma expressão de surpresa e felicidade.

— Shoto! Ela é linda! — Agora estou constrangida — Prazer, sou Fuyumi. A irmã do Shoto

— Oii... eu sou... a namorada — Sorrio constrangida, mas ela ri pelo jeito que falo de mim mesma — Pode me chamar de Dymaria

— Dymaria? Eu acho que te conheço — Ela fala pensativa, eu não me lembro dela — Bem, uma hora lembro, venham, a mamãe já está aqui só esperando vocês

Me assusto quando sinto os dedos de Todoroki se entrelaçando aos meus. Andar de mãos dadas com ele é realmente um desafio para minha saúde mental, e eu apenas fiquei com mais pânico assim que entramos na mansão e eu pude ver a casa cheia... tem tantas pessoas aqui... pelo visto é uma festa grande, ou seja... SER APRESENTADA A FAMÍLIA TODA.

— Vem — Todoroki me olhava e parecia me ler com facilidade, me viu cheia de pânico e puxou-me para fora de vista de todos rumo à mesa principal com sua mãe

— Filho! — Assim que a mulher de longos cabelos brancos nota Todoroki, ela da um sorriso radiante — Estou tão feliz em te ver... e ainda me trouxesse uma norinha?

Norinha?! De tudo que eu podia ouvir isso é o mais difícil, estou morta de vermelha e enquanto estou tendo meu surto pessoal, o  Todoroki só beija a mão de sua mãe e eu já me vejo sendo puxada para um beijo na bochecha.

— Nossa! Você é realmente linda — Ela fala isso, mas ela também é — Quero que fique aqui do meu lado a festa toda, pode me chamar de Rei ou quem sabe de mãe — Meu Deus... isso é íntimo de mais

— Sogra não? — Não acredito que fiz essa pergunta

— Pode! É só que... me sinto velha sendo chamada de sogra — Agora ela que está vermelha — Mas fico feliz que Todoroki tenha uma namorada tão linda e simpática, me fala um pouco de você

— Obrigada pelos elogios — Meu rosto vai explodir de tão quente — Você também é linda — Dei meu melhor sorriso para ela

— Amor — Todoroki insiste em me chamar assim, por que? — Está com febre? — Ele mal fala e já leva a mão até meu rosto, e sim eu estou com o rosto quente, mas ele lentamente começa a resfriar-me com sua individualidade.... algo bem gentil - Se precisar de algo só me pedir, okay?

— Obrigada paixão — Falo carinhosa levando minha mão até a dele

Eu queria poder ter gravado a expressão que ele fez ao escutar meu apelido carinhoso, daria de tudo para ter uma foto dele assim, seria quase como um tesouro meu mantido em cativeiro.

— Ahhh... você é tão carinhosa — Rei me tira completamente dos meus pensamentos — Fico feliz em ver que arranjasse uma moça tão delicada para cuidar de você Shoto

— M-mãe... — Ai, que fofo!

Todoroki constrangido é algo lindo de se ver.... ele está realmente maravilhoso hoje, eu só não esperava que meus olhos se encontrassem os dele, e ele até sorri de canto pra mim.

— Shoto — Fuyumi se senta ao meu lado — Pegue algo pra nós comermos — Espera... eu vou acabar aqui sozinha cam as duas?!

— Claro! — Todoroki responde bem prestativo

Eu apenas me surpreendo que antes dele sair, ele anda até mim para depositar um beijo em minha testa, fato que me deixou totalmente derretida ao charme desse homem.

— Eu já volto — Ele fala calmo em meu ouvido para depois se afastar

Fico o vendo sumir da minha vista até o último segundo. Tenho certeza que estou fazendo cara de boba agora, mas eu realmente fiquei tão hipnotizada que quando voltei a realidade, me vi cercada por duas mulheres que me encaravam de cima a baixo.

— Você estuda com ele né? Nos conte como ele é na escola — Fuyumi fala animada e eu já estou recuada, querendo ir atrás do Todoroki me esconder 

— Eu quero saber como foi o pedido de namoro... me conta norinha

Se eu contar que ele me pediu em namoro para fugir de um casamento arranjado eu vou quebrar o coração da minha sogrinha... Aí já estou acostumando ela mal.

— Ele é um ótimo aluno — Falo sorrindo largo — Muito dedicado... é um dos melhores! Ele fica parelho comigo em requisito notas. É realmente exemplar — Suspiro orgulhosa — E sobre o pedido de namoro, acho melhor o Todoroki contar... eu AMO quando ele conta essa história para as pessoas

— E você já tem ideia de quando vai se mudar para cá? — Rei termina de falar e meu coração termina de explodir em pânico... me mudar?! Como assim??

— Porque me mudar? — Fui obrigada a pegar um copo de suco para molhar a garganta — Passo maior parte do tempo na Yueei, acho que não tem necessidade de mudanças

— A, mas pode passar os fins de semana... os feriados e as férias com a gente — Fuyumi sai listando os momentos — O aniversário de Todoroki está perto, mas ele não quer festa

— Não quero mesmo — Ele chega bem a tempo cortando a irmã — E ela já vai morar comigo no dormitório, mas é ocupada no fim de semana — Ele me salvou de vim morar aqui, mas espero que ele não esteja falando sério sobre o dormitório — Ela estuda muito

— Mas nas férias não estuda — A voz de Rei sai até um pouco irritada — Quero ensinar todas as suas comidas favoritas a ela

— Eu vou viajar com Dymaria para Paris nas férias — Aí até eu fui pega de surpresa — Desculpa te contar assim amor... e não quero te irritar mãe, é só que queria fazer uma surpresa para ela — Rei estava com bico, mas suspira fundo

— Tudo bem, desculpa estragar a sua surpresa... terei outros momentos com minha norinha — Todoroki está mentindo muito bem...

— Mas ainda tem as férias do meio de ano! — Fuyumi fala quase em um grito, e os olhos de Rei logo voltam a se iluminar novamente, como se fosse a melhor coisa que já ouvira

— Sim, sim — Rei fala sorrindo enquanto batia algumas palminhas com as mãos — Podemos viajar todos juntos em família

— Verdade — Até Todoroki ficou sem saída dessa vez — Bem, veremos até lá...

— Até as ferias de meio do ano vocês poderiam já estar casados — A voz do pai dele me arrepia, e o que ele fala, mais ainda

— Mas as férias de meio de ano já são daqui dois meses... — Minha voz sai quase sem som

— Para com isso pai! — Fuyumi me salva, porfavor!!! — Um casamento leva tempo para ser planejado... talvez no fim de ano

— Se demorar tanto assim eles podem não estar mais juntos até lá! — Que pessimista 

— Todoroki não precisa ter pressa — O tom de voz de Rei diminui ao falar com Endevor, que até fica meio travado ao escutar a voz da esposa — Final do ano talvez, tá?

— Rum — E Endevor do vociferou, que bruto insensível - Tá - Ué, achei que ele ia reclamar

- Vamos falar disso em outro momento - Todoroki sentado do meu lado segura minha mão - Eu quero que ela se sinta pronta e confortável, não vou forçar ela a nada como o senhor faz - Os dois trocam olhares intensos... Okay essa família é bem complicada

— Haha... — Solto uma risada tímida tentando sair do meio deles — Vou pegar docinhos... — Falo baixo já soltando a mão de Todoroki e levanto-me em seguida

Tive que passar por um monte de gente pra chegar aos doces, mas naquela mesa gigante, fiz o maior pratinho que pude... até esqueci da confusão toda, e quando volto Todoroki não está mais na mesa.

Passei o restante da tarde ouvindo histórias de Todoroki quando era mais jovem. Fuyumi e Rei me prometeram mostrar o álbum de criança de Shoto, até me contou que tem algumas fotos dele pelado de quando era criança e isso me fez rir bastante.

O problema foi Todoroki não voltar mais... as pessoas iam aos poucos indo embora e o sol ia se pondo também. Eu não tinha a intenção de passar o dia inteiro aqui, pensei que seria apenas um almoço e eu voltaria... mas não! 

— Vem, vou te levar ao quarto do Shoto — Fuyumi fala sorrindo já me segurando pelo braço — Ele não é de sumir assim... que estranho 

— Não acho que precise me levar ao quarto dele — Falo bem constrangida 

— É que eu já quero deitar... e não vou te deixar sozinha por aí — Agora ela que está constrangida — E lá você vai ter bem mais privacidade e vai poder esperar o Shoto voltar de seilá aonde ele estiver

— Já que insiste — Sorrio já sem graça, não quero ser um problema

Fuyumi ficou sem jeito pela situação, mas ela faz questão de me segurar pela mão, e claro que antes de eu ir, Rei me abraça e me da um beijo na bochecha... ela é uma mulher adorável e realmente seria uma sogra ótima.

Acho que me acostumaria com isso, até com essa casa rústica... eu so achei que o quarto de Todoroki seria diferente, mas é rústico e muito bem organizado mesmo... eu estou no quarto dele sem ele aqui... ops... o que será que ele guarda aqui?

Passo meus dedos por tudo. Acabo tirando meus sapatos para me sentir mais confortável na minha aventura. Abro o guarda-roupa dele e não posso deixar de pegar uma de suas camisas para sentir seu perfume... a camisa é branca, quase transparente... ele deve ficar um pedaço de mal caminho nela.

Guardo a camisa de volta e vou abrindo as gavetas, percebo que ele tem muitos livros também, mas apenas um caderno de capa preta, me chamou atenção no meio daquilo tudo.

Vejo que é um caderno de anotações comum, mas quando o abro, alguns envelopes caem, são cartas sem remetentes, okay... achei algum segredo dele. Percebo que os envelopes só tem datas, e a mais recente é a do ano passado, a abro na hora, e só o título já me deixa mais curiosa. 

" De Todoroki para Todoroki. 

Sei que você ta concentrado em superar seu pai mas... Ainda sim nos merecemos um momento pra viver, quem sabe um dia aproveitar a vida e sentir que tenho algo de especial com alguém, depois desses anos todos tudo que eu queria era alguém com quem me sentir proximo..." 

A carta não havia acabado, mas noto o papel molhado em pequenas esferas, me dói o coração em imaginar que sejam lágrimas.

" Então se um dia achar alguém especial, por favor não tire os olhos dela só por que esta ocupado com raiva do Endevor, se aproxime e mostre que ama ela, para que ela saiba disso, ou você vai acabar reprimindo mais do que sua raiva, esse é meu conselho para eu mesmo... seja feliz e não deixe de amar"

Sinto meu coração ser aquecido com aquelas palavras, mas logo levo um susto quando escuto a madeira rangir, e no desespero guardo as coisas com pressa e me sento a cama... exatamente no tempo certo de Todoroki abrir a porta e me ver ali quietinha.

— Dymaria — Todoroki se assusta com a minha presença ali, ele parece cansado — Desculpa por sumir, eu fui fazer algo que achei que iria demorar menos

— Tudo bem — O encaro de cima a baixo... meu coração está acelerado — Pode me levar embora?

— L-levar? — Ele fala tenso e eu, já o olho confusa — Eu... Eu queria que dormisse aqui — Ele fala constrangido — Quer dormir aqui hoje... comigo?

— Porque não me avisou antes? — Minha voz acaba saindo mais irritada do que deveria — Ta bom... eu durmo — Suspiro fundo

Ele podia ter me dito que eu iria dormir aqui, teria me preparado psicologicamente para isso e teria trazido alguma roupa e até cuidado mais de mim mesma.

— Se quiser — Eu volto a prestar atenção nele — Pode se banhar e pegar algumas roupas minhas — Se eu pegar alguma roupa dele, eu nunca mais vou devolver

— Pode tomar banho primeiro — Tento parecer calma — Depois eu vou

Ele apenas sorri antes de entrar, está óbvio que ele está cansado, e está aprontando algo. Já eu decido tirar minhas roupas e experimentar uma das roupa dele que acaba virando um belo vestido em mim, e pelo cansasso que estou já até me deito.

Obviamente que vesti aquela camisa branca maravilhosa que peguei mais cedo, mas tive que abrir alguns botões para eu não me sentir sufocada. 

Eu sei que estou cheirosa ainda pelo banho de mais cedo, mas faço questão de passar o perfume que trouxe, apenas para deixar meu cheiro na camisa dele. 

Não esperava que a cama fosse tão confortável assim, me enfiei embaixo daquelas cobertas já sentindo meus olhos pesarem... está tão delicioso aqui.

Eu acabo sentindo o sono, e acho que dormi bem rápido, mas ainda sinto algo... quase como um sonho lúcido. Eu escuto passos, sinto um perfume forte... como o da camisa que estou usando, e também sinto um toque suave em meu rosto. 

Mas o que mais me deixou apreensiva naquele sonho, foi escutar as palavras "eu te amo" que ecoam pelas paredes desse sonho, e essa voz....essa é a voz de Todoroki... 

Eu realmente estou sonhando?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...