História A submissa- 2 Temporada ( Imagine Tae Hot ) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Bts, Dominador, Submissa, Taehyung
Visualizações 346
Palavras 1.406
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou de volta com mais!!! Espero que gostem!!! Boa leitura!!!

Capítulo 21 - Twenty-one


Fanfic / Fanfiction A submissa- 2 Temporada ( Imagine Tae Hot ) - Capítulo 21 - Twenty-one

- Obrigado mestre...obrigado por brincar comigo...- Eu levanto-me e saiu de cima da sua secretaria, eu apanho a minha roupa e visto-me rapidamente, ele ajeita a sua roupa e o seu cabelo.
Taehyung- Posso terminar o meu trabalho amanhã.- Eu sorriu para ele e nós caminhamos até a porta, nós saímos do seu escritório e do casino, vamos até o seu carro e entramos, eu olho-me ao espelho e arregalo um pouco os meus olhos.
- Meu deus...- Eu começo a passar as minhas mãos no meu cabelo e ele arranca com o carro.- Eu andei assim pelo o casino e tu não avisaste?!- Ele ri baixinho.
Taehyung- Estás bem...
- Estou toda borrada e despenteada!
Taehyung- Para mim estás bonita.- Eu dou-lhe um murro com pouca força no seu ombro e ele ri baixinho.
- Para de mentir!
Taehyung- Não estou...estou a falar a verdade...- Ele sorri e eu volto a ajeitar o meu cabelo.- Ficas linda....fazes lembrar-me o que aconteceu para ficares assim...- Eu limpo a minha maquilhagem borrada nos meus olhos.
- Tarado.- Eu sorriu.
Taehyung- Não dizias isso a alguns minutos atrás.- Eu riu baixinho.
- Eu gosto da tua forma de ser.
Taehyung- Tarado?
- Uhum....- Nós vamos do resto do caminho a falar como foi o nosso dia de trabalho enquanto eu tentava arranjar-me, quando chegamos saímos do carro e fomos até a casa, eu abro a porta e vejo o Zeus a vir a correr até nós enquanto ladrava.- Olá.- Eu sorriu e nós entramos em casa.
Hae- Zeus!- Ela aparece no corredor a andar o mais depressa que consegue atrás do Zeus.
Akio- Hae volta.- Ele sai da sala e olha para nós.- Bem vindos de volta.- Ele sorri para nós e curva-se.
- Obrigado por cuidares da Hae.
Akio- Eu ia mete-la a dormir agora.
Hae- Appa!- Ele vai até ela pega-a ao colo.
Taehyung-Eu trato disso.- Ele começa a andar em direção ao quarto dela e o Zeus segue-o.
Akio- Eu devia sair agora.- Ele anda em passos lentos até mim a sorrir.
- Obrigada...eu sei que és segurança e não Babysitter para cuidares dela...
Akio- Eu estou a fazer o meu trabalho de segurança....estou a protege-la enquanto vocês estão fora de casa.- Eu sorriu.- E também eu gosto da companhia dela...é uma criança muito querida.- Ele abre a porta.- Se precisarem de mim estarei fora de casa.- Eu aceno com a minha cabeça e ele sai, eu fecho a porta e quando estava a andar pelo o corredor vejo o Taehyung a vir.
- Conseguiste?- Ele sorri.
Taehyung- Ela precisava do pai para dormir.- Ele mete a mão no seu peito e eu entro na sala, ele segue-me e eu sento-me no sofá.
- O Zeus?
Taehyung- Ficou a dormir perto do berço dela.- Ele suspira e senta-se ao meu lado.- Eu tentei tira-lo de lá com medo de ele ladrar e acorda-la mas ele não saiu de nenhuma maneira.- Eu sorriu.
- Deixa...coitadinho...- Eu deito a minha cabeça no seu ombro.- Apenas quer estar perto dela.- Eu fecho os meus olhos e ele agarra na minha mão.
Taehyung- Não queres comer antes de dormir?- Eu digo que não com a minha cabeça e ele começa a fazer carinho na minha mão com o seu polegar, nós ficamos em silencio até eu adormecer.
Taehyung- S/N...
- Hum...- Eu pego nos cobertores e viro-me para o outro lado.- Não quero ir trabalhar hoje...estou doente...- Eu ouço o seu riso baixinho e depois a sua mão a pousar no meu braço.
Taehyung- Ok...amanhã não vamos trabalhar...- Eu viro-me para ele e abro os meus olhos para poder vê-lo.- Mas os teus pais convidaram-nos para um jantar.
- Jantar?
Taehyung- Na casa deles.- Eu destapo-me e espreguiço-me.
- Tudo bem...- Eu sorriu.
Taehyung- Podíamos cancelar visto que estás doente e...
- Não!- Eu interrompo-o e depois vejo ele sorrir.- Eu consigo aguentar-me...- Eu levanto-me e vejo-o vestido formalmente.-Não era preciso estares tão bem arranjado.- Eu sorriu e ando até o armário.
Taehyung- Claro que preciso....vou encontrar-me com os meus sogros.- Eu tiro um vestido preto e uns saltos também pretos, uma roupas simples que combine com a roupa que ele está a usar, pouso a minha roupa na cama e saiu do quarto, volto para o quarto depois de fazer as minhas higienes, começo a tirar a minha roupa enquanto ele olhava para mim sentado na cama com as mãos apoiadas nela, eu visto-me e calço os saltos,vou até o armário com as minhas maquilhagens e faço uma simples, penteio o meu cabelo e olho para ele.
- Estou pronta.- Ele levanta-se e saímos do quarto, vamos até a sala onde vemos o Zeus deitado de barriga para baixo e a Hae a fazer-lhe festinhas na barriga, a Hae estava comum vestido azul claro e um lacinho da mesma cor apenas para o seu cabelo não ir para a frente dos seus olhos.
Taehyung- Como é que ele...
- Hae!- Ela olha para mim e estica os seus braços para mim,o Zeus endireita-se e deita-se normal no tapete.
Taehyung- Nós já voltamos.- Ele olha para o Zeus.- Cuida da casa.- Eu sorriu e saiu da sala, nós saímos de casa e vamos até o seu carro, entramos no seu carro e ele arranca.
- A algum tempo que não vou a casa dos meus pais.- Eu olho sempre em frente e ele sorri.
Taehyung- Saudades da tua antiga casa?
- Nem por isso.- Eu sorriu para ele.- Apenas...saudades deles....- Eu suspiro.- Eu pensava que eles eram as únicas pessoas com quem eu podia acreditar a cem porcento.- Eu olho para ele e ele aperta o seu volante.
Taehyung- Eu sempre fui chegado a minha mãe...apenas quando era criança...quando não precisei mais dos meus pais afastei-me.- Eu aperto o meu cinto.
- Isso é mau...porque é que fizeste isso?- Ele dá de ombros.
Taehyung- É o normal.- Eu olho para a frente.- Mas não deixarei a Hae fazer isso.- Ele volta a sorrir para mim e eu para ele.
- Música.- Eu estico a minha mão e ligo o meu radio, nós vamos o resto do caminho a ouvir musica e a cantar, quando chegamos saímos do carro e vamos até a minha antiga casa, batemos a porta e quem abriu foi a minha mãe.
Mãe- S/N!- Ela abraça-me com força e eu retribuo, nós afastamos e ela pega na Hae.- Vou ficar com ela.- Ela entra dentro de casa e nós também, vejo-a a ir embora com a Hae pelo o corredor enquanto o meu pai aproximava-se.
Pai- Olá.- Ele sorri para mim e abraça-me, quando afastamos ele olha para o Taehyung.- Estás muito bem vestido.
Taehyung- Obrigado.- Ele sorri.
Pai- Nós ainda estamos a preparar tudo...fiquem a vontade...- Eu concordo com a minha cabeça e ele começa a ir até a cozinha.
Taehyung- Vamos?
- Podes ir ter com a minha mãe.- Eu começo a andar pelo o corredor.
Taehyung- Onde vais?- Ele começa a seguir-me e eu paro em frente de uma porta branca com o meu nome escrito em rosa.- É o teu quarto?
- Sim.- Eu abro a porta e vemos um quarto branco cheio de coisas rosas, um quarto de menina cliché, nós entramos e eu vou até a minha cama, sento-me e suspiro.
Taehyung- Os meus olhos!- Ele finge estar magoado e eu sorriu.- Tanto rosa.- Ele fecha a porta e senta-se ao meu lado.
- É um quarto de criança.- Eu dou de ombros.- O teu de certeza que tinha alguma cor.- Ele diz que não com a sua cabeça.
Taehyung- Era branco....os meus pais não gostam deste tipo de coisas...- Eu meto a minha cabeça deitada no seu ombro.- S/N...
- Sim?
Taehyung- Esta situação está a deixar-me excitado.- Eu levanto a minha cabeça e olho para ele confusa.
- O que?
Taehyung- Vai ser igual ao o que aconteceu no trabalho...ou no elevador...- Ele mete a sua mão no meu rosto e aproxima o seu.- A sensação de sermos apanhados.- Ele encosta os seus lábios nos meus e eu fecho os meus olhos devagar, nós começamos a dar um beijo calmo que fica mais selvagem e excitante pouco tempo depois, eu sinto ele meter a sua mão na minha coxa e apertar de leve o que faz com que eu solto um gemido pequenino de desejo, nós separamos por falta de ar e ele olha fundo nos meus olhos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!
Sorry por qualquer errinho!!!!
Beijinhos!!! <33333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...