História A Sudden Passion - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bruna Marquezine, James Rodríguez, Neymar, Philippe Coutinho
Personagens James Rodríguez, Philippe Coutinho
Tags Brunamarquezine, Jamesrodriguez, Neymarjr, Philippecoutinho, Romance
Visualizações 550
Palavras 1.514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei, rs. Estavam com saudades? KKKK.

Obrigada pelos comentários e favoritos.

Me perdoa por qualquer erro.

Capítulo 15 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction A Sudden Passion - Capítulo 15 - Capítulo 15

Letícia on

Não estava me importando se Laura esperaria muito ou não, então tomei um banho demorado. A roupa que eu usava era: short jeans claro, um regata branca, tênis branco e um cardigan preto. 

Terminei o banho e fui me despedir de Philippe. Ele estava mexendo em alguma coisa dentro do closet. Quando cheguei perto, ele fechou a porta rapidamente e veio até mim sorrindo.

- O que você está aprontando? - pergunto com o braços cruzados.

- Nada ué, só estava separando umas roupas. - ele diz colocando a mão na minha cintura e me guiando até a porta.

- Então por que fechou a porta? - ele abre a porta do quarto. 

- Nada amor, jà falei. Agora vai lá. Beijos e também te amo. - ele da um beijo na minha bochecha e fecha a porta depois de me empurrar para fora do quarto. 

Eu estava estranhando seu comportamento. Mas antes que eu pudesse abrir a porta, duas vozes me chamam a atenção. Laura e Gabriel estavam conversando no corredor. Me escondi atrás de uma planta, jà que não queria atrapalhar a conversa deles.

- Eu estou falando sério. Podemos sair qualquer dia. - Gabriel diz sorridente.

- Então tá. Depois você me chama por mensagem, ai nos combinamos.

- Pode ser. 

- Bom, eu tenho que ir. Tchau, Gabs... - ele diz susurrando seu nome em seu ouvido. 

-Tcha-tchau, Lá... - ele sorria igual bobo. Ele vai até o elevador e Laura vem caminhando até a porta do meu quarto, eu saio de trás da planta. Assustando minha irmã sem querer.

- AÍ que lindos! Não vejo a hora de ver vocês casados e com filhos!

- Ai Letícia! Filha da...não vou xingar a mamãe. - ela diz batendo no meu braço, acho que nunca comentei, mas sou a irmã mais velha.

- Então, o que você achou dele? - nos vamos caminhando até o elevador, entramos no mesmo. Haviam apenas nos e uma senhora lá dentro.

- Eu achei ele uma pessoa muito legal, humilde, gentil...gato para um caralho. - ela diz sorrindo, olhando para um ponto fixo. Nos saímos do elevador.

- Ele falou de você para mim.

- Sério? - Ela diz toda empolgada.

- Sério. - falo rindo

Nós conversamos o caminho todo, sobre diversas coisas. Não demorou muito e paramos em frente a uma loja de decorações. 

- Bom, vamos logo com isso. Te chamei aqui para comprarmos as coisas com o Ney. - diz pegando seu celular, escrevendo alguma mensagem.

- Que coisas? - falo enquanto ela me empurra para um loja de decorações.

- Do pedido de casamento. - ela diz susurrando. Eu havia me esquecido completamente.

- Eu compro as rosas, você compra o resto. Beleza?

- Beleza, nos encontramos no caixa. - nos separamos. Sinto uma mão em meu ombro, me viro vendo Neymar.

- Eai, desculpa o atraso.

- Tudo bem Ney. O que você está planejando? - pergunto colocando as rosas, na cor vermelha, favoritas de Bruna, na cesta.

- Vou chamar alguns amigos para jantar, em um restaurante perto da Praia. Lá vai ter um iate, onde vou arrumar tudo para ela. Dentro da iate, vamos colocar esses treco que estamos comprando, e depois fazemos uma festa! - ele diz sorridente.

- Ok.

- Sim, que inclusive, comprei para ela. Vai ser um presente.

- Certeza que ela vai adorar. - digo sorrindo, imaginando a cena.

Nos vamos para o caixa, pagando tudo. Com certa dificuldade, jà que a atendente não falava inglês e nos não falávamos russo. Decidimos passar em um restaurante, para comer algo. Pedimos apenas algumas sobremesas.

- Que horas vai ser o jantar? - Laura pergunta.

- Umas oito horas. - Neymar diz enquanto comia sua sobremesa.

- Ansioso? - pergunto sorridente.

- Nossa, você nem tem noção. Eu amo a Bruna demais, "cê é louco".

- Aawnt. - eu e Laura falamos juntas.

- Obrigado pela ajuda maninhas, mas tenho que ir. - Neymar diz após ter lido uma mensagem em seu celular.

- Está tudo bem? - Laura pergunta.

- Está, é aquilo lá que eu te falei, Laurinha. - ele diz susurrando, e depois os dois me olham sorrindo.

- O que gente? - falo curiosa.

- Se fosse da sua conta, a gente falava em voz alta. - eles dizem juntos, e depois me olham sorrindo debochadamente.

- Então vão se foder. - falo levantando e indo até o caixa, pagando nossa conta no restaurante.

- Maninha, estresse da rulgas. - Laura diz enquanto saíamos do restaurante.

- Rulgas no teu... - ela me interrompe me puxando para uma loja de roupas. - Porra Laura, machucou meu braço.

- Aff, que fresca, desculpa. Vamos comprar nossos vestidos para hoje de noite.

Nos dividimos e eu fui para um corredor com vestidos em tons escuros. Meus preferidos. Peguei apenas um para provar. Provo o vestido e saio do provador para Laura ver. Ele era rosa e meio soltinho. Eu sei, disse que preferia cores escuras, mas gostei desse.

- Esse ficou ótimo. - minha irmã diz.

- Não posso ir de calça e tênis?

- Não, meu docinho. - Laura escolheu um vestido de renda na cor azul, pagamos e saímos da loja.

- Eu estou tão cansada, vamos embora? - falo enquanto Laura mexia em seu celular, andando até outra loja.

- Não. Acabamos de chegar.

- Laura... - falo praticamente me arrastando até ela.

- Vamos embora. - ela diz guardando seu celular, com um sorriso no rosto.

- Ué, o que houve?. - ela me puxa pela mão, praticamente correndo, até o hotel.

- Nada, só quero voltar para o hotel. - ela diz tudo muito rápido. Chegamos no hotel, ela me empurra para dentro do elevador. - Tchau. - ela aperta o número do meu andar e sai do elevador, me deixando sozinha. Havia uma mulher lá dentro, me olhando de cima a baixo.

- Que foi, caralho? - eu pergunto com certa raiva na voz. A mulher não me entendeu, pelo fato de eu ter falado em português. Mas saiu do elevador com cara de nojo. Não faço a mínima ideia do que está acontecendo com meu humor ultimamente.

Vou até a porta do meu quarto, abrindo a mesma. A luz estava apagada, mas haviam algumas velas iluminando o lugar, me deparo com uma das melhores surpresas que alguém poderia receber.

Pelo chão haviam diversas pétalas de girassóis e rosas vermelhas. Eu sigo a trilha até a cama, haviam buquês espalhados pelo quarto, velas aromatizadas de baunilha, minhas favoritas, e algumas fotos minhas e do Philippe penduradas no teto do quarto.

Tocava bem baixinho, "Mirrors" a versão cover de Fifth Harmony . Uma das minhas músicas preferidas. Olho para trás e vejo Philippe com o sorisso de orelha a orelha, com uma caixinha nas mãos, e um buquê de girassóis, que como jà havia falado, são minhas preferidas. Ele vem caminhando até mim, eu jà chorava de tanta alegria.

Nós conhecemos a cinco meses. Nesses cinco meses, pude perceber o quanto você é especial para mim. Fico me perguntando, onde você esteve esse tempo todo? Como não te encontrei antes? Eu te amo. Simplesmente isso, te amo como nunca amei alguém antes. Pude perceber que você é a mulher da minha vida. E quero oficializar nosso relacionamento. Quer oficialmente namorar comigo, Letícia Távora? - a esse hora eu jà chorava muito. Não conseguia nem falar de tanta emoção. Por mais que eu e Philippe jà fossemos namorados, essa surpresa foi uma das coisas mais lindas e românticas que jà recebi.

- Eu também te amo, muito. Obrigada por entrar na minha vida, e me fazer a mulher mais feliz desse mundo. E sim, eu quero oficialmente ser sua namorada, Philippe Coutinho. - ele abre a caixinha em suas mãos, mostrando duas lindas alianças. Ele segura minha mão, colocando a aliança em meu dedo. Eu faço o mesmo, mas com a mão trêmula. Arrancando algumas risadas de nós.

- Eu te amo, minha morena.

-Eu te amo, meu menino Couts. - ele sela nossos lábios, iniciando um beijo cheio de carinho. Somos interrompidos por algumas pessoas abrindo a porta e gritando.

- Aeee caralho! - Neymar entra no quarto estourando um tubo de confete, de corações.

- Eai Philippinho, cunhado, na verdade. Ai, amo vocês - Laura entra no quarto gritando igual louca, atrás dela vem Gabriel e Bruna.

- Parabéns ao mais novo casal. - Gabriel diz nos abraçando.

- Ai gente, quero ser madrinha do casamento. - Bruna diz batendo palmas e pulando.

- Ai gente, também amo vocês. - respondo limpando as lágrimas em minha bochecha.

- Obrigado pela ajuda, gente. - Philippe diz dando um beijo em minha bochecha.

- Ei, vocês estavam todos tramando isso? - digo fingindo indignação.

- Eu e a Laura tiramos você daqui. - Neymar diz.

- Enquanto eu e o Biel ajudamos comprando a decoração. - Bruna completa.

- Aí o Philippe me mandou uma mensagem, pedindo ajuda. Porque esse burro não sabia onde tinha colocado as velas. - Neymar diz dando um peteleco na orelha de Philippe.

- Me respeita, meu irmão. - Philippe devolve o peteleco.

- Obrigada gente. - fico imaginando qual será a reação da Bruna. Pois logo logo, eu estarei em seu lugar dizendo que ajudei Neymar no pedido de casamento deles. 


Notas Finais


Eai, gostaram? Viu algum erro? Me avisa.

E esse presente do Neymar para Bruna? Riqueza é outro nível, né? KKKK, queria.

Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...