1. Spirit Fanfics >
  2. A Summer Love (Um Amor de Verão) >
  3. Passeio na Praia (Hicastrid)

História A Summer Love (Um Amor de Verão) - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiro perdão aos que estão acompanhando a fanfic, demorei para escrever porque estou desenvolvendo outra fic no universo de Resident Evil, por falar nisso quem tiver interesse basta visitar meu perfil e dar uma conferida♡ enfim, vamos mais uma capítulo, não abandonei a fic nao♡ beijos boa leitura a todos

Capítulo 22 - Passeio na Praia (Hicastrid)


Fanfic / Fanfiction A Summer Love (Um Amor de Verão) - Capítulo 22 - Passeio na Praia (Hicastrid)

A Summer Love


Hiccup Haddock


Nervoso? É a palavra perfeita para definir meu atual estado de espírito, daqui a dez minutos iria ter um encontro com Astrid Hofferson, a garota com quem briguei desde que a vi pela primeira vez e agora não conseguia parar nem ao menos de pensar nela.

_Vamos..._digo para mim mesmo, olhando minha jaqueta preferida, uma jaqueta verde musgo com vários bolsos, a calça preta jeans, porque estou tão nervoso por causa de um encontro com uma garota? Já fiz isso antes.

Balanço os braços tentando relaxar o corpo, depois de algum tempo encarando meu reflexo no espelho, vou até a porta siando por ela, mas vejo algo inesperado.

Astrid estava parada a porta com as bochechas avermelhadas com um sorriso tímido, um sorriso lindo por sinal.

Soluço você está parecendo um idiota!

Ela está usando um vestido branco até a altura de suas pernas, marcando sua cintura fina e delicada, meus olhos subitamente caiem sobre a clavícula pequena dela, aquela área nua, o vestido tomara que caia.

Engulo em seco tentando afastar pensamentos pervertidos em relação a Astrid.

_Fiquei tentando tomar coragem para bater a sua porta, não sabia se ia te incomodar._ela inicia um diálogo quebrando o clima que ficou entre nós, botando uma mecha loira atrás da orelha da nem um sorriso encantador.

_Você nunca vai me incomodar, aliás já estava saindo para ir te ver...você está incrível..._sussurro tentando manter a voz firme, mas falhei miseravelmente, Astrid sorriu ao ver o meu momento de fraqueza, provavelmente estava parecendo um idiota diante dela.

_Obrigada, você também não esta nada mal._ela me elogia timidamente dando um beijo no meu rosto, sinto um arrepio descendo pela minha espinha por causa do seu doce beijo.

Segurei sua mão, deixando-a surpresa com meu gesto.

_Vamos._digo apertando sua mão com a minha, entrelaçando nossos dedos delicadamente, novamente aquela cor de morango se faz presente em suas bochechas, deixando-a ainda mais linda.

Astrid parecia nervosa, sua mão estava suada, molhando a minha gradualmente também, mas mesmo assim não importava, queria segurar sua mão.

Descemos pelo elevador sem dizer nenhuma palavra, o silêncio estava incomodando pelo fato de temos feito coisas ainda mais constrangedoras na noite anterior.

Era um encontro oficial, sem brigas e desentedimentos desnecessários, infelizmente não queria me apaixonar, então poderia ter apenas o prazer de aproveitar os momentos ao lado de Astrid.

Ao chegamos na recepção, fomos diretamente para fora do hotel, a praia ficava a poucos metros do local, ainda em silêncio total, caminhamos de mãos dadas.

Astrid soltou a minha mão ao chegar na Praia, será que ela não queria segurar a minha mão?

_Nossa, isso aqui realmente é um paraíso._ela cambaleia sobre a água tirando as sandálias dos pés.

A abraço por trás fazendo ela se assustar com a minha atitude, afago seus cabelos lentamente passando em seguida a ponta do meu nariz, aspirando seu doce perfume.

_O que você está fazendo?_pergunta se voltando para mim, olhando em meus olhos com uma expressão confusa.

_Como assim o que estou fazendo? Estou apenas abraçando a garota com quem chamei para um encontro._digo dando um sorriso sem graça, o olhar enigmático de Astrid me intriga e suas ações também.

Uma hora ela se entrega e na outra ela simplesmente me trata como se fosse um estranho, como posso entender essa garota?

_Estou brincando._ela solta um suspiro dando uma risada que nunca havia visto naquele lábios.

_Você falou tão sério que achei que fosse verdade._digo passando os dedos pela sua bochecha macia desfazendo da minha preocupação novamente, voltando a relaxar.

Ela sorrir novamente agora com um certo rubor nas bochechas, não resistindo mais a sua doce expressão, juntei nossos lábios quase que imediatamente em movimento desesperado, buscando aquela boca macia, pressionando devagar, forçando-a abrir ps lábios para mim docemente.

Abrir os olhos lentamente para admirar mais uma vez o rostinho de Astrid, ela estava de olhos fechados sentindo o gosto da minha boca com uma expressão calma, olho para o mar atrás de nós e vejo o sol se pondo no horizonte sob as águas cristalinas do Havaí...

Pensando bem, isso é algo muito romântico...

Deslizei meus dedos lentamente pela nuca macia e quente, subindo até os cabelos, puxando-os devagar ao meu belprazer, fazendo uma garota gemer contra a minha boca, ao escutar e sentir o gemido abafado contra meus lábios, algo em mim pulsou violentamente.

E com certeza isso não era meu coração!

Sinto os lábios quente deixar os meus lentamente, quase a puxei novamente, mas também precisava de ar no pulmões para respirar.

Cessamos o nosso beijo com um último calmo e estalado, sinto o ar quente da boca de Astrid bater contra meu rosto, sua respiração ofegante deixava claro que o beijo também havia mexido com ela como mexeu comigo.

Fico previamente feliz por saber que não fui o único abalado, solto um sorriso de satisfação sem poder me controlar e Astrid olha para mim sabendo muito bem o motivo do meu sorriso.

_Quem diria que aquele garoto arrogante do aeroporto iria dar um sorriso desses para mim._ela cruza os braços dando um sorriso sarcástico.

Eu arrogante? Ela só pode está louca, isso é a última coisa que eu sou.

_Não sou arrogante._contesto com a voz firme e ela parecia ainda mais sarcástica em relação a isso.

_Ah isso você é sim, bastante arrogante com certeza._ela empurra meu ombro dando uma risada vendo que conseguiu me deixar levemente irritado com a visão dela sobre mim.

_Quer ver quem é arrogante?_antes que ela pudesse responder a minha pergunta retórica, a puxei pelos braços a jogando na areia o mais delicado possível para não machuca-la.

Astrid apertou meus braços delicadamente dando outra risada, sem resistir, um sorriso nasceu em meus lábios involuntariamente ao vê-la abaixo de mim tão indefesa, observo o quanto seu corpo é bonito, vejo nossas roupas cobertas de areias, meu corpo entre suas pernas e ela totalmente a mercê de mim.

_Arrogante..._a voz dela tenta parecer firme, mas vejo o quanto ela está sendo afetada por esta abaixo de mim sobre as areias quente da praia.

_Sabe o quanto a sua voz soa frágil quando tenta me ofender Astrid?_pergunto próximo ao lóbulo da orelha da garota, fazendo a suspirar para a minha própria satisfação.

_Eu sei...__Astrid diz desviando o olhar, sua expressão facial mudou de uma hora para a outra, ela rolou para o lado, saindo debaixo de mim, indo até a margem do mar, colocando os pés dentro da água até a altura do tornozelo.

_Falei algo errado?_pergunto sem entender o porquê de ela ter se afastado subitamente.

Volto a me aproximar ficando ao lado da garota sem ao menos me importar em molhar meu sapato caro.

_Acho que estamos indo rápido Soluço._Astrid continua a observar o horizonte sem ao menos olhar para mim.

_Você acha? Eu acho que não._digo rindo do absurdo que ela acabou de dizer.

Rápido demais? Não ligo para isso, para mim é natural acontecer assim.

_Estou falando sério, nos mal os conhecemos e já fomos para a cama._sua voz se torna áspera ao me ver ri da situação.

_Mas aconteceu Astrid, simplesmente aconteceu, foi mais forte que nós, nada vai mudar esse fato._respondo tocando em seu rosto, ela descansa seu rosto na minha mão, fechando seus doces olhos azuis lentamente.

_Sim, mas...._Antes que ela contestasse novamente a calei com um beijo calmo, Astrid cedeu imediatamente segurando meus cabelos, deslizando suas mãos pelo meu peitoral lentamente, se entregando completamente ao desejo.

Novamente a deito na areia sem me importar com a mesma roçando em nossos corpos, Astrid desceu suas mãos pelo meu peitoral indo até a minha barriga, me surpreendo com sua atitude, ela simplesmente enfiou as mãos dentro da minha camisa, tocando no meu corpo avidamente, apertando cada músculo com seus dedos finos, causando vários arrepios um atrás do outro.

Astrid parecia ter medo de se entregar a esse desejo que sentimos, mas eu queria apenas aproveitar o momento...

Desci minhas mãos até a seu quadril, erguendo o vestido branco que ela estava usando, descendo sua peça íntima lentamente, não queria mais pensar em nada....

Somente nela...

Ouço passos sob a areia próximo a nos...

_Vejo que está se divertindo não é e mesmo Soluço?_pergunta a voz feminina que eu conhecia muito bem, bem até demais...

A garota que gostaria de esquecer, mas que nunca saiu dos meus pensamentos de verdade.

Rapidamente me afastei de Astrid, ficando de pé diante daquela garota...

_Lucy...

Seus olhos esverdeados me encaravam friamente...

Aqueles olhos que nunca esqueci...


Fim do capitulo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...