1. Spirit Fanfics >
  2. A Summer Love (Um Amor de Verão) >
  3. A Rainha da Neve Part1 (Jelsa)

História A Summer Love (Um Amor de Verão) - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa a demora para postar, como sou uma doida que faz fic uma atrás da outra ne kkk então tá sendo mais demorado fazer capítulo para as mesmas.♡

Capítulo 25 - A Rainha da Neve Part1 (Jelsa)


Fanfic / Fanfiction A Summer Love (Um Amor de Verão) - Capítulo 25 - A Rainha da Neve Part1 (Jelsa)

A Summer Love

Jack Overland


Como posso definir o que sentir naquele momento de reciprocidade? Uma estranha satisfação alegre no meio do peito, um doce sabor do morango e o perfume exageradamente embriagador, deixando em estado de "torpor".

Um tremor nas mãos ao tocar os cabelos loiros, o sorriso que compartilhamos durante nossa troca de beijos intensa.

Os dedos finos dela tocando os meus, trocando carícias como se fossem cumplices, o olhar enigmático azul refletindo de volta o meu reflexo bobo, mostrando uma versão de mim que não reconheçia.

Sou totalmente incapaz de me identificar naquele sorriso torto...

Porque me sinto tão besta?

Porque sinto uma satisfação enorme em me perder naquela boca?

Várias questões e nenhuma resposta concreta.

Mas precisava me recuperar do "baque" que Elsa me causou assim que ela decidiu se perder nos meus braços.

Nos despedimos pela noite e cada um foi para seu quarto de hotel, respeitei a decisão dela de ir dormir no quarto de Anna para não estragar o clima entre nós.

Abestalhado, me encostei na porta naquela noite, massageando minha boca com a ponta do indicador, indetificando o sabor que ali ficou, o aroma que ela deixou.

Depois de um tempo pensando no doce momento do beijo e nas carícias trocadas, cair na real e dirigir minha mente ao que realmente interessava.

O plano.

Estava funcionando muito bem...

A única coisa que fiz na hora seguinte fora deitar sob as cobertas bagunçados sobre a cama, fechando os olhos para o mundo cor de cinza que pintei, focando meu olhar para o teto sem graça.

Deixando qualquer pensamento "doce" de lado, focando no meu objetivo mais gelado.

E assim...

Fechei os olhos e deixei o sono se apegar a mim lentamente...


****

 

Na manhã seguinte


Acordei naturalmente com os raios de sol invadindo o quarto pelo pouco espaço das cortinas avermelhadas das janelas.

Batendo no meu rosto como um alarme matinal premeditado, espreguiçei o corpo por inteiro, dando um grande bocejo assim que levantei da cama preguiçoso.

A primeira coisa que verifiquei fora as caixas de mensagens do celular, mensagens do Whatsapp, facebook e tudo que completava o quadro de redes sociais do meu celular.

Sequer nenhuma mensagem dela.

Frustrado, arremesso o aparelho na cama como se fosse um inimigo, vou para o banheiro, jogando água no rosto para acordar.

O dia começou com o pé esquerdo, nenhuma mensagem de Elsa, será que ela desistiu? 

Antes de partir, ela disse que mandaria um bom dia, mas isso não aconteceu e já são nove horas.

Ela não dormiria até tarde.

_Ah porque isso importa?_sussurro para meu reflexo frustrado, pegando a escova e a pasta de dente, escovando com força a minha boca.

Depois de algum tempo fazendo a higiene matinal, voltei para o quarto.

Olhando para o vazio, encarando algumas peças de roupas devidamente arrumadas sob a escravinha marrom.

Roupas femininas.

Ouço batidas vindas da porta, entediado, atendo a porta sem ao menos demonstrar interesse.

Mas a primeira coisa que vejo é um par de olhos azuis me encarando de volta com um sorriso no mínimo tímido.

_Elsa?

_Não, a minha avó._diz em tom brincalhão dando um sorriso fraco.

_Muito engraçada._respondo mal humorado.

_Nossa, que humor é esse?

_É normal, humor matinal._respondo dando um sorriso calmo e ela parece relaxar logo em seguida.

_Já acordei assim também._Elsa sorrir desviando o olhar para os próprios pés, vejo o quanto ela ficou tímida ao perder o assunto. 

O clima começa ficar tenso, o silêncio se torna ensurdecedor.

_Ah não quer entrar?_pergunto quebrando o silêncio e Elsa assentiu entrando logo em seguida.

_Isso aqui está uma zona._diz apontando para as várias roupas jogadas no chão e pela cama.

_Assim que é o quarto de um homem._respondo zombeteiro e ela sorrir.

_Claro, quando estava aqui, não era dessa forma.

_Acho que você precisa voltar._assim que terminei de dizer ela ficou em silêncio, o sorriso morreu em seus lábios, um rubor se apresentou em suas bochechas brancas, dando um tom vivo naquela pele branca.

_Eu acho que não é uma boa opção dormimos no mesmo quarto, ainda mais agora._responde desviando o olhar para as mudas de roupas que estava encarando minutos antes.

_Sim, tem razão, elas são suas, veio busca-las?_pegunto tentando desviar do assunto anterior e ela parecia querer o mesmo ao me encarar nos olhos novamente.

_Sim, estou precisando do meu vestido de festa e está aqui._disse pegando as roupas de volta, guardando na bolsa que trouxe.

_Festa?_pergunto sutilmente para não parecer um maníaco por controle, novamente ela sorrir.

_Sim, não sabe da festa que vai ter hoje a noite no salão de festas?

Seria normal dizer a ela que não conseguir pensar em nada além do beijo da noite anterior?

_Estou sabendo agora.

_Ah olha isso._Elsa se agachou com a bunda empinada para mim, algo extremamente convidativo aos olhos, as nadegas redondas e ao mesmo tempo delicadas.

Céus! O que estou pensando?!

Ela se ergueu com um bilhete em mãos, havia uma pequena máscara no verso.

_Esse é o convite._disse me entregando a carta que deixaram embaixo da porta.

Depois de alguns minutos li todo o conteúdo da carta, realmente é um convite para o baile a fantasia que haveria no salão principal de festas do hotel.

_Não sabia que haveria uma festa._respondo colocando o convite sob a penteadeira.

Elsa ficou em silêncio, ambos ficamos...

Novamente o clima estranho ficou no ar, tudo parecia tão estranho, dialogar com Elsa parecia ainda mais difícil após aquele beijo.

_Você...vai?_perguntou com uma voz maleável, olhando fixamente para mim.

Fico alguns minutos processando a pergunta da garota a minha frente, como se fosse um convite.. 

_Sim, eu vou._respondo calmamente no mesmo tom.

Que merda? Porque não estou a atacando como fazia antes?

Ousei uma aproximação e ela não recuou nem um centímetro para trás, seu corpo parecia ainda mais próximo, ela segurava firme a bolsa em sua frente, as bochechas rosadas estavam presentes assim que fiquei ainda mais próximo.

Sem demora a encostei na parede mais próxima, agarrando seus pulsos finos, fazendo-a derrubar a bolsa que segurava no chão, prensando delicadamente os braços dela, deslizando meus dedos sob a pele macia.

Tive coragem finalmente de roubar os lábios dela, pressionado a boca alheia com a minha, quente e macia num beijo urgente, pedindo passagem com a língua, fazendo ela ceder imediatamente...

Surpreso, ouço um pequeno chiar delicado escapando dos lábios de Elsa, como se tivesse gostando de ser tomada dessa maneira.

O corpo dela se torna tão maleável que consigo a carregar em meu colo, apertando sua cintura fina com ambas as mãos aproveitando a chance de poder tocar a cada centímetro da pele macia, eliminando qualquer espaço entre nós, os mamilos dela começam a roçar no meu corpo insistentemente...

Começo a recordar que naquela mesma cama dividimos momentos prazerosos juntos.

Não havia plano e nem ódio entre nós, somente a vontade de consumir um ao outro sem pensar no futuro que nos aguarda...

A joguei na cama sem pensar duas vezes, ficando por cima dela, continuando nosso beijo quente, ela pediu por mais com apenas um arfar, enterrando seus dedos nos meus cabelos, acariciando o couro cabeludo delicadamente enquanto ora puxava os fios, voltando a grudar nossas bocas em um beijo violento e bruto...

Toquei na barra do vestido que ela estava usando no intuito de despi-la, mas Elsa segurou as minhas mãos subitamente se sentando na beira da cama em pulo.

_Tenho que ir agora, a gente se ver na festa._disse com voz embargada e ofegante, arrumando seus cabelos desgrenhados por conta dos amassos.

_Fiz algo de errado?_pergunto confuso e ela nem ao menos virou o rosto para me encarar, apenas pegou a bolsa e saiu pela porta sem dizer nenhuma palavra, como se tivesse fugindo de alguma coisa.

O que eu fiz agora?

Sem entender o que acabou de acontecer, peguei o convite em mãos, encarando por alguns minutos o pedaço de papel.

Tenho que ir a essa festa, algo diz que vai ser inesquecível.

Dou um sorriso fraco indo até o closet, escolhendo meu melhor smoke para a noite, não desejava usar fantasia, apenas queria "impressionar" a garota.

Fazer Elsa ceder de uma vez.

Algo que não seria nada fácil, ela parecia um bicho do mato quando as coisas começam a esquentar entre nós...

Mas uma hora ela irá ceder e será essa noite.


****

Algumas horas mais tarde*


Depois de algum tempo contando a droga das horas no celular, finalmente é a hora de me preparar para a festa, tomei uma ducha demorada, usei os melhores sais de banho para ficar perfumado e limpo, fiz a minha barba para não ficar parecendo um mendigo.

Depois de alguns minutos, sair do banho e coloquei o smoke preto cuidadosamente escolhido para a noite.

Nunca havia me preparado tanto assim só para impressionar uma garota, mas valeria o esforço no final.

Depois de alguns minutos estava finalmente pronto, desci pelo elevador, o hotel parecia completamente vazio.

Ao descer do elevador, encontrei Hiccup vestido com uma roupa estranha, parecendo um viking.

_Que porra que você está vestindo?_pergunto dando uma risada fraca.

_Sou um viking._disse rindo de volta, analisando a minha roupa.

_Imaginei.

_E você não vai usar fantasia?

_Sou um "gentleman"._digo zombeteiro e Hiccup ri.

_Sei._diz ironicamente.

_O que está esperando para entrar?_pergunto e o sorriso nos lábios de Hiccup desaparece.

_Na verdade estou tomando coragem, provavelmente vou encontrar as garotas ali dentro._disse olhando para as portas fechadas do salão de onde vinha o barulho alto da música.

_Lucy e Astrid?_pergunto o óbvio.

_Sim, essas garotas vão me matar._diz Hiccup receoso.

_Vamos, para de ser frouxo e vamos curtir a festa._digo com tom brincalhão mas Hiccup permaneceu serio, abrindo as portas devagar, vou em seu encalço, vendo um enorme globo de luz no centro da festa, uma decoração impecável, várias pessoas usando roupas a caráter.

Maioria usava mascaras, escondendo a face.

O barulho da música quase ensurdecedor.

_Parece que somos os únicos que não usam mascaras._disse Hiccup quase gritando para poder escuta-lo.

_Deveria ter usado para escapar das duas loucas._falei zombeteiro e recebi um cutucão violento no braço de Hiccup.

_Porra, quem e aquela garota?_pergunta Hiccup balanço meu ombro para olhar para a porta por onde nos entramos.

Vi uma garota com um longo vestido branco com pedras brilhantes no corpete e detalhes de gelos no decote, dando uma aparência ainda mais impressionante a garota, destacando a beleza da sua pele branca, seu rosto está coberto por uma máscara branca com pedra preciosas, os cabelos loiros soltos dando destaque ao seu rosto pequeno e delicado...

_Uau..._Hiccup suspirou ao ver a garota se aproximar ainda mais do local que estamos.

Ela realmente é linda demais, parecia até mesmo um anjo entre todas aquelas pessoas, vindo em nossa direção.

A garota misteriosa fixou seu olhar em mim, vindo até a mim, tirando a máscara assim que ficou frente a frente comigo.

Todos olhavam para nós e eu olhava somente para ela...

_Elsa..._seu nome escapou pelos meus lábios, notei o quanto soou bobo...

_Sim..._Ela sorrir acenando para Hiccup em seguida amigavelmente, depois voltando seu olhar marcante com os brilhos destacando a beleza do seu rosto...

Essa garota é realmente impressionante...


Fim do Capitulo




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...