1. Spirit Fanfics >
  2. A Tal Viajem >
  3. O imprevisto

História A Tal Viajem - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


É isso galera tô postando o segundo capítulo, espero que gostem.
Desculpa qualquer erro mesmo.
E tenham paciência !! Amo vcs !

Capítulo 2 - O imprevisto


Fanfic / Fanfiction A Tal Viajem - Capítulo 2 - O imprevisto

….Com o passar das horas, o avião já ia pousar para o seu destino e as aeromoças estavam acordando os passageiros para o pouso.…

Estava acordando um por um, até que chegou na S/N que logo abriu o olhos e gritou ao mesmo tempo, fazendo todo mundo do avião acordar, até mesmo o homem ao lado que nunca acordava ou parecia estar vivo. Ela percebeu que todos olhavam para ela com cara de preocupação, de raiva e curiosidade.

Ela acenou com a cabeça e a mão a pedido de desculpa para pessoas que estavam olhando, mas seu rosto estava vermelha igual uma pimenta.

~ pensamento ~

- Mal cheguei no país e já pago um mico desses, parabéns S/N você conseguiu! Pior que eu já estava tendo um pesadelo onde eu perdia o passaporte, aí me aparece essa mulher …. Claro que eu ia gritar…

E continuava ela em pensamento, cobrindo o rosto com o cobertor por vergonha, enquanto o avião já estava descendo para a pista.

Enfim o avião chegou ao seu destino, todos se levantarão para sair, como havia muita pessoas S/N ficou com pressa e ansiosa para sair logo dali e ver o mundo que tanto esperava ver. Então pegou sua mochila rapidamente fazendo com que seu caderno de viagem caísse no chão, onde ela já havia planejado todos lugares que queria ir, e então saiu com o sorriso de orelha a orelha sem perceber nada.

Passou se um curto tempo e ela já havia pegado suas malas, então achou um lugar para se sentar e olhou as mensagens de Alya.

- Fala aí, se já deve ter chegado né? Enquanto eu ainda tô aqui nesse avião, falta uma hora pra pousar… Me diz onde você vai ir agora ? Como é aí?

- Reclamando como sempre kkkk espera aí que já vou ver na programação e te falo o primeiro local …. A Alya aqui é lindo pra caramba.

Então S/N procurou o caderno por toda mochila, jogou tudo o que tinha na bolsa em cima da cadeira e nada do caderno. Ela ficou preocupada e triste, mas confiava no instinto dela, afinal faz tempo que ela planejava aquela viajem.

- Amiga se nem acredita perdi o caderno de onde eu iria, mas tudo bem por que lembro de alguns lugares.

- Aí mds, não acredito nisso, o que vai fazer S/N ?

- Vou primeiro achar um hotel pra dormir e não se esqueça eu tenho uma salvação kkkk - falava ela rindo dentro do aeroporto.

- Qual ? Ai por favor menina kkkk

- Meu celular boba ! Eu vou ver os lugares por ele, mas ele está com 15% de bateria porque esqueci de carregar no avião, vou achar um lugar pra dormir e penso no resto depois.

- Tudo bem vai lá, assim que chegar aqui no Brasil eu mando mensagem pra você, se cuida ! 

~ Alya estava em off ~

Pois bem ela se contentou com o que tinha, ou seja, apenas o celular, não havia tempo pra chorar pois estava em um lugar desconhecido e sabia que não pode ficar bobeando.

S/N nem precisou pesquisar muito no celular, por que andou um pouco pra fora do aeroporto e encontrou um táxi que a levou em um simples hotel, não era bonito ou elegante, mas era acessível pro bolso dela e estava suficiente.

••• Já dentro do quarto •••

- Bem não é aquelas coisas, mas pra que tanta elegância se só vou dormir aqui? Vamos S/N se anime, estamos realizando seu sonho e pelo jeito vou ter que ligar para mãe.

Então ela colocou suas malas no canto ao lado guarda roupa, era um quarto simples com uma cama pequena, ao lado um guarda roupa com duas portas e um banheiro minúsculo. Foi tomar uma banho, enquanto o celular carregava, arrumou algumas roupas no guarda roupa, seria apenas alguns dias então não iria esvaziar tudo e ligou para sua família já sabendo o que ia ouvir.

~ Chamando Casa ~

- Alô ? S/N ? O que deu de errado agora ? Eu falei pra você não ir viajar, os vizinhos falou que a filha da prima de uma colega viajou e ficou desaparecida, filha precisa de dinheiro? Não conseguiu sair do aeroporto? - Falava a mãe e o pai junto no telefone não dando um segundo pra ela responder.

S/N ficou sem paciência logo quando escutou eles e foi rude.

- Boa tarde pra vocês também, eu não preciso de sua ajuda pai e mãe para de escutar o vizinho, afinal é isso que você deseja pra mim ? Eu estou ligando pra falar que ocorreu tudo bem, a viagem foi ótima e estou em um ótimo lugar - depois de falar isso ela conseguiu respirar.

- Você acha que é quem menina pra falar assim com sua mãe, a gente tá preocupado com você e você..

.… Oi querida, a vovó sente sua falta, ignora os bobos dos seus pais e se divirta, fotografe tudo aí pra mim, estarei em casa ansiosa por suas fotos, você é nova pode conquistar o mundo meu doce, irei desligar porque estou velha pra escutar seus pais kkkk. - falava a avó que havia tirando o telefone da mão de seu filho.

~Chamada Encerrada~

Os olhos de S/N se encheram de lágrimas, ela não tinha um bom relacionamento com seus pais, porque eram muito corujas e antes mesmo de nascer já havia previsto o destino dela, mas S/N sempre foi determinada e lutou pra ter sua própria vida e o seu único apoio foi sua avó, que a aconselhava e abraçava em dias difíceis.

Por ser assim os pais de S/N, começaram a achar que toda vez que ela entrava em contato era para pedir ajuda, cada vez distanciando eles dela.

Ela respirou fundo, enxugou as lágrimas, por um segundo ela teve um flashback em sua mente sobre tudo o que ela passou e decidiu aproveitar a viagem pela avó, iria fotografar cenários lindos por que alguém estava a espera dela.

... Então vestiu se para sair, a primeira coisa que queria era beber e comer algo apimentado, iria ver a noite e apreciar o outro lado da Lua que ela nunca viu…


Notas Finais


O que vai acontecer né ???
Foi isso galera, me desculpem se eu decepcionei vocês!
Mas espero que gostem mesmo, bjos e até a próxima....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...