1. Spirit Fanfics >
  2. A tentação ( Jenlisa) >
  3. O Jantar e as novidades.

História A tentação ( Jenlisa) - Capítulo 16


Escrita por: Ameni_Girl79

Notas do Autor


Agradeço os favoritos e aos comentários, peço desculpas se houver erros de português e bom, boa leitura. 😊

Capítulo 16 - O Jantar e as novidades.


Fanfic / Fanfiction A tentação ( Jenlisa) - Capítulo 16 - O Jantar e as novidades.

Pov Jennie.

Agora nesse momento estamos resolvendo algumas coisas sobre a viagem, passamos o dia falando sobre roupas do desfile e agora a tarde vou esperar meus pais no aeroporto, agradeci a Lisa com um abraço e um beijo, peguei um táxi e fui até lá esperar meus pais com uma placa escrito.

" Bem vindo Kim's"

Estava mais ansiosa do que o normal, devia ter vindo com Rosé mas comigo ela não falaria. logo vejo meus pais e então começo a pular acenando para que eles me vissem.

— Princesa.– Minha mãe veio ao meu encontro com os braços abertos.

— Omma, como é bom lhe ver.– Apertei ela em meus braços.

— E eu não ganho um abraço?– Meu pai deu um sorriso.

Puxei ele para o abraço e depois entramos no carro, fomos até meu apartamento e eu deixei que meu pai descanse em um quarto de hóspedes enquanto a minha omma.

— Mãe, como passei muito tempo longe, hoje vamos para um spar.— disse e ela me abraçou com força.

— Vou avisar ao seu pai.– omma foi até o quarto de hóspedes e avisou sobre sua saída.

Eu mandei mensagem para Lisa dizendo que estava tudo bem, logo minha mãe voltou e nós fomos de uber até um spar.

— Ainda não tenho carro, quando tiver andaremos juntas.– Disse puxando minha mãe para dentro do spar.

— Seu pai pode lhe dar um.– Mamãe insistia nesse assunto.

— Eu também posso juntar meu dinheiro e comprar um.– Disse séria.

Minha mãe nada falou, fomos atendidas e começamos com uma massagem, seguida de mais algumas outras coisas, depois de renovadas, fomos até o shopping onde gastamos um pouco.

—Voltamos. – minha mãe diz assim que entramos no apartamento.

— Que bom, estava assistindo um filme, venham.– Ele chama e nós vamos.


(...)


Poucos minutos depois o filme acabou, ficamos apenas conversando e meu pai disse que iria pegar o carro que ele alugou para irmos a casa que sempre tem jantares em família entre outras coisas. Ajudei minha mãe com as malas e meu pai também, adentramos o carro e fomos para a casa, saímos e novamente ajudei meus pais com as malas até o quarto que ambos vão ficar e depois mando uma mensagem para Rosé e depois para Lisa.

Respiro fundo ao mandar mensagem para ela e minha mãe senta ao meu lado, meu pai estava vendo como a casa esta por fora.

— Não deixei de reparar nessa aliança.– Ela me olhou com um sorriso lindo.

— Então...

— Quem é ele?– Ela me olhou.

— Mãe, não é ele, é ela.– minha mãe continua com o mesmo sorriso.– Olha, eu amo ela demais e quero ficar...

— Se você a ama por mim tudo bem, o que eu não quero é ver você triste, seu pai e eu conversamos sobre isso.– Ela disse dando de ombros.– essa é você e nós vamos sempre amar você.

Minha mãe beijou minha testa e fomos para a cozinha, começamos a nos preparar para o jantar.

Estou ajudando minha mãe quando ela pergunta.

— Quem é a felizarda?– Ela perguntou e eu apenas sorri.

— Logo você saberá e por favor finja que não sabe.– Disse e ela ri.

— Meu amor, eu sou muito esperta!– Ela se gabou.

Rimos e voltamos a fazer nossa janta, depois de pronta coloquei tudo na mesa e olhei para minha mãe.

— É a ex de Rosé, elas quando estavam juntas brigavam direto e eu tentava ajudar tanto Rosé como a sua ex, depois de uns dias eu acabei me apaixonando e ela também, queríamos contar no jantar mas sei que o clima não ficará bom, principalmente com a...

— Sua tia, ela vai dar um chilique e eu estarei aqui para lhe proteger.– minha mãe beijou minha testa.

Continuamos arrumando as coisas e eu vou até meu quarto e mando uma mensagem para Lisa explicando onde estou e falando que minha mãe já sabe sobre o relacionamento e que ela mesma adivinhou, depois fui ao banheiro tomar banho e coloco um vestido de cetim preto curto de alça fina, um cardigan médio preto e uma bota com salto de cano curto, antes de me vestir passei um óleo para pele e passei apenas um batom vermelho.

— Estou pronta.– Digo descendo o último degrau da escada.

Olho as horas no celular e são oito e cinquenta, a primeira a chegar foi minha tia e Rosé, meu tio vive trabalhando e por isso não pôde vir, depois de alguns minutos Lisa chegou e foi bem recebida por meus pais, Rosé e minha tia me olham com cara feia e eu ignoro ambas indo abraçar ela.

— Seja bem vinda.– Disse e ela sorriu tímida.

Lalisa tímida? Essa é boa!

Nos sentamos no sofá e começamos a conversar.

— E como foi a viagem?– Tia Park perguntou.

Minha mãe voltou da cozinha com xícaras de café e biscoitos em uma bandeja.

— Foi até que tranquila e vocês alguma novidade?– Minha mãe perguntou antes de beber um pouco do seu café.

— Sim.– Tia Park estava muito empolgada e encarou Lisa.

— Roseanne está esperando um filho do Jimin e bom descobrimos mês passado.– Ela disse animada.

— O Jimin já sabe?– Pergunto fazendo todos me olharam.

— É óbvio que sim.– Rosé disse.

— Faz um tempinho que não vejo o Jimin.– Dei de ombros.

— Você anda trabalhando muito por isso não vê seus amigos.– Minha mãe disse.– E você Lalisa, trabalha?

— Sou empresária ou melhor dizendo, dona de uma agência de modelos onde sua filha trabalha, ela é uma modelo excelente.– Lisa elogiou.

— Nossa filha quando gosta de algo se dedica bastante e você Jennie está gostando do trabalho?– Meu pai perguntou.

— Sim, é bem cansativo mas o salario compensa toda a minha luta.– Dei um sorriso.

— Que bom!– Minha mãe disse sorrindo.

— Também tenho uma novidade.– Lisa disse me olhando.

— Qual seria?– Minha mãe perguntou um pouco animada demais.

— Eu e sua filha estamos namorando.– Minha mãe abriu um sorriso imenso vindo me abraçar e meu pai pareceu pensar um pouco antes de vir me abraçar também.

— Sejam felizes, eu vou estar aqui para quando vocês precisarem.– Minha mãe disse abraçando Lisa.

— Chega desse teatro, essa mulher era namorada da minha filha e Jennie...

— Jennie não fez nada de ruim, meu relacionamento com sua filha já estava uma merda muito antes de Jennie chegar, eu estava cega e tendo esperança em algo que não valia mais apena, Jennie sempre soube me dizer as palavras certas e não vive em um mundo de festas e trabalho, ela sabe viver da maneira certa.– Lisa disse e aquilo parecia mais um desabafo.– O que sua filha não soube me dar senhora Park, a sua sobrinha soube, então nos poupe de comentários idiotas.– Lisa sentou ao meu lado e minha mãe sorriu com ironia.

— Quem procura acha.– Meu pai disse e aquilo nos fez rir.

— Bom, como eu disse fico feliz por vocês duas.– minha mãe deu um sorriso lindo.

— Conte mais sobre você Lisa.– Meu pai pede e bebe um pouco do café.

— Bom meu nome é Lalisa Manoban mas pode me chamar de Lisa, moro aqui em NY a mais ou menos cinco anos, minha cor preferida é amarelo e eu gosto de filmes de romance e comédia, não sou de estar em festas mesmo gostando e querendo ir, não vou.– Ela terminou de falar.

— Mais se quiser ir pode ir, só não pode beber demais.– Minha mãe disse dando de ombros.

— Mesmo assim, eu prefiro não ir, principalmente em dia de semana.– Lisa deu um sorriso fofo.

— Bom, vamos para a mesa.– Minha mãe puxou Lisa e eu segurei a mão de Rosé.

— O que vão fazer?– Meu pai perguntou.

— Apenas conversar.– Disse e meu pai foi para a cozinha junto com minha tia.

— Olha somos unidas desde criança e não é uma pessoa que vai fazer isso mudar, pelo amor de Deus chega dessa coisa de ignorar e ficar sem se falar, eu amo sua companhia e até sinto falta dela, Rosé por favor, eu sei que você se sentiu magoada e por isso peço desculpas, mas você também não foi uma santa.– Disse cruzando os braços.

— Eu sei, por isso peço desculpas por agir dessa maneira, eu não gostava mais da Lisa e por estar perdendo algo fiquei com raiva, eu nem dava o valor necessário para o nosso relacionamento, desejo toda a felicidade do mundo a vocês e que esse namoro dê certo.– Rosé me abraçou forte e eu retribuou.

— E sobre essa gravidez quero saber todos os detalhes.– Digo animada.

— E você vai saber.– Nos sentamos nos sofá.– Como você mesmo disse, eu trai a Lisa com o Jimin e não foi de agora, faz mais de um mês, até semana retrasada eu descobri a gravidez através de um exame de sangue, eu queria muito que o Jimin soubesse mas minha mãe não quer.– Ela fez uma cara triste.

— Ela prefere ver você sem o pai da criança e triste?– Fiquei em dúvidas.

— Eu disse que amo o Jimin e é verdade, mas ela não quer me ver com ele.– Rosé fez bico.

— Você sente que o ama?– Encarei ela que fez gesto com a cabeça de sim.– Então só sua opinião importa, se você ama o Jimin e quer algo com ele, vá em frente não irá perder nada.– Abracei ela.

— Que cena bonita!– olhamos para minha mãe e eu levantei.

Depois do abraço fomos para a cozinha e eu me sentei ao lado de Lisa, Rosé ao meu lado e elas conversaram entre si perdoando uma a outra.

continua.


Notas Finais


Gostaram?
Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...