História A Terceira Guerra Mundial - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet
Personagens Jisoo, Kim Min-seok (Xiumin), Park Chan-yeol (Chanyeol)
Tags Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Exo, Nct
Visualizações 10
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem vindos a minha nova história! Espero que gostem e boa leitura!
*Resumo do Capítulo*
Xiumin vai para o exército e deixa Jisoo, sua namorada, junto com os seus amigos do EXO, sem saber que depois de um tempo, verá sua vida arriscada e de todos que amam.

Capítulo 1 - Ataque aéreo!


Fanfic / Fanfiction A Terceira Guerra Mundial - Capítulo 1 - Ataque aéreo!

-Você tem... certeza que vai ficar bem?

-Sim, Jisoo... eu vou ficar bem. Eu só vou para o treinamento do exército. Não vou morrer por causa disso.

-Você vai me visitar todas as folgas, não é?

-Está brincando? Vou com certeza! Não perco isso por nada.

-Eu... te amo.

-Eu te amo mais que tudo.

Ele deu um beijo longo nela, enquanto seus olhos estavam encharcados de lágrimas. Enquanto isso, os outros estavam lá, se contorcendo para não atrapalharem aquele momento tão bonito. Mas, Baekhyun resolveu tomar a iniciativa:

-Olha, bonita... eu sei que o Xiumin é seu namorado..., mas, tem outras pessoas querendo se despedir, boneca.

-Ah, claro. Ela disse, limpando as lágrimas; à vontade.

-Se cuida, Xiumin-Hyung.

-Valeu, Chanyeol.

-Prometa que não vai levar um tiro?

-Não brinque com isso, Suho!

-Calma, Jisoo. Mas, agora, falando sério, volte inteiro para nós, huh?

-Claro.

-Ufa... ele já foi? Cheguei a tempo? Disse D.O, esbaforido.

-Eu ainda to aqui, D.O-Dongsaeng.

-Que bom. Não iria querer que você fosse embora sem me despedir..., mas não iria fazer diferença mesmo...

-Por que?

-Estou pensando em ir para o exército também.

-O QUÊ?!

Acho que deveria começar pelo começo. Desde o início, Jisoo me causou algo especial... já era comum levar um ou outro..., porém, Jisoo era diferente. Ela era uma maquiadora contratada pela SM Entertainment. Ela era uma das preferidas. Agradável, gente fina, boa amiga... enfim, e inclusive, preferida do Xiumin, do grupo EXO. Muito amigos desde que se conheceram. Eles acabaram desenvolvendo um grande interesse um pelo outro. Que acabou em namoro.

-Err... Jisoo?

-Sim, Xiumin?

-Se eu te perguntar uma coisa, responderia com toda sinceridade?

-Bom... depende do que..., mas, acho que sim.

-Se.... um de nós te pedisse em namoro, você aceitaria? Ele diz.

-Hmmm... depende de quem... por que? Disse ela, com ironia.

-Sei não... acho que o Hyung do Exo está gostando de você.

-Ah é? Ele é fofo... amigável... gentil... aceitaria dele com certeza.

-Jisoo...

Esse foi o primeiro beijo deles... naquele momento, senti sinceridade no olhar de ambos. Com certeza, não eram humanos comuns. Havia algo diferente que me fez desistir de ceifá-los diversas vezes.

Eles se amavam, e isso era bem visto, até pelos fãs. Eles, desde o começo, não tiveram medo de assumir. Porém, mesmo se amando, mal conseguiam ficar juntos, por causa da agenda lotada. Muitos membros disseram que esse relacionamento estava sendo um atraso para o mais velho, mas, ele nunca deixou com que a agenda atrapalhasse seus sentimentos. Sempre dava um jeitinho de ter um tempo para ela. Ele a apelidou de Rosa do oriente. Mas, com mais ou menos 6 meses de namoro, ele, sendo o mais velho, teve que partir para o exército, o que deixou Jisoo desamparada. Agora, fiquem com o resto.

-Você também?

-Desculpem... ainda preciso ajeitar uns detalhes..., mas, acho melhor eu ir logo.

-Bom, aí é você quem sabe... a gente se vê lá, parceiro.

-Provavelmente não irei para a mesma base que você, mas boa sorte.

Ele ia entrando no carro, quando Jisoo pegou o seu braço e diz:

-Não se esqueça de mim, huh?

-É bem difícil. Ele grudou sua testa na dela e deu um sorrisinho; te amo...

Ele entrou dentro do carro e deu um último tchau a todos que estavam ali.

Depois disso, Jisoo sabia que, mais cedo ou mais tarde, poderia perder seu emprego. Mas, não deixou isso a abalar. Até porque ela já estava bem baqueada para se abalar ainda mais. Agora, seu trabalho era com o novo investimento da SM: Exo-SC, com Sehun e Chanyeol, que inclusive a ajudaram a manter o emprego. Apesar da distância, eles continuavam se comunicando normalmente.

“Ufa, fica calma, Jisoo. Ele não foi para guerra... não literalmente..., mas, continuamos na mesma cidade. Ele ainda gosta de você, você ainda gosta dele. Então, para de pensar que ele te abandonou... é a obrigação de todo homem de 30 anos...”

Ela sempre tentava se convencer, mas quando ela tentava explicar, aquelas lágrimas de bebê chorão saiam sem avisar. Isso estava piorando a situação dela, tanto no trabalho, quanto na faculdade.

-Jisoo? Você está bem?

-Claro que eu estou, mãe... por que a pergunta?

-Você está colocando suco de laranja no seu cereal...

-Quê? Puts... ai que droga!

-Filha, me fala o que está acontecendo... é por causa do Xiumin?

-Sim... desculpe, mãe. É que... eu não me conformei ainda.

-Meu Deus, filha. Eu duvido que ele estaria feliz por você estar retrocedendo na faculdade e no trabalho. Isso pode te prejudicar no futuro.

-Está bem... obrigada, mãe!

-De nada... agora, vai lá.

Cheguei lá mais cedo, assim, poderia fazer a atividade de matemática da faculdade que não tinha feito. Até que o Chanyeol chega.

-Bom dia, Jisoo.

-Ah! Bom dia, Chanyeol.

-Está fazendo o que?

-Calculando para variar.

-Err... você está bem?

-Não muito... já faz tempo que o Xiumin saiu... eu sinto tanta saudade dele.

-Imagino... você gosta bastante dele, não é?

-Claro... nunca senti nada parecido..., mas eu sei que eu gosto dessa sensação.

-Sinto a mesma coisa pela Ji-Yeonhee...

-Entendo... sabe como é...., mas, pelo menos você não tem o que se preocupar, porque ela está perto de vo...

Até que um alarme mega alto que vinha do centro da cidade começou a soar. Jisoo olhou assustada para Chanyeol, que a olhou com a mesma cara.

-Mas que merda é isso?

-É um ataque aéreo! Vimos Suho gritando em nossa direção.

-O quê?!

-Essa não...

Chanyeol segurou seu pulso e a puxou até um corredor que levava a um sótão.

-Mas o que...


Notas Finais


Obrigada por lerem.
Avaliem e digam se querem que eu continue.
Beijos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...