1. Spirit Fanfics >
  2. A troca >
  3. Natsu Dragneel

História A troca - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oieeee
Voltei.
Esse é um capítulo virado especialmente para o Natsu, contando um pouco da história dele.
Eu tô contando os segundos para eles trocarem logo skks
MAS O MOMENTO TÁ CHEGANDO HSUSHSUSHU.
Só avisando que antes do momento tão esperado eles ainda vão mostrar mais de como é suas vidas individuais.
E...
OBRIGADA PELOS FAVORITOS!!!!
Sem mais enrrolações...
Boa leitura!

Capítulo 2 - Natsu Dragneel


Fanfic / Fanfiction A troca - Capítulo 2 - Natsu Dragneel

Natsu Dragneel

Pulei da cama achando que estava atrasado.

Meu celular descarregou ontem e eu acabei esquecendo de colocar para carregar.

Como o despertador não tocou corri para a cozinha, vendo no relógio de parede que eram 6:40.

- puta merda, vou me atrasar! - corri para o quarto para pegar meu uniforme

 Mevestibo mais rápido possível e fui para o banheiro escovar os dentes.

Peguei minha mochila e corri para a cozinha, peguei um suco na geladeira e tomei tudo em um só gole.

No relógio marcavam exatas 6:50. Se eu não me apressar eu vou acabar bna diretoria por atraso.

De novo...

***

Mesmo correndo cheguei só ás 7:15, mas como o porteiro me conhecia acabou me deixando passar.

Por sorte a professora Áries ainda não tinha chegado.

- iai - cumprimentou Gray, Gajell e Jellal e me joguei na cadeira.

Estava exausto! Correr tudo isso logo de manhã cedo não é pra qualquer um não...

Parece que eu corri uma maratona.

Notei que eles não responderam e os encarei.

Estavam todos olhando para a tela do celular que Gray segurava.

- oi? - chamei por algum mas nenhum respondeu, então fui até eles ver no que estavam atentos.

"-rla tá vindo?" O vídeo chiou com a voz de algum aluno que gravava o portão da escola.

"- Minerva foi buscar ela" a outra aluna respondeu enquanto nada de diferente acontecia na tela.

Foi muito rápido, em um momento eu vi Minerva e a garota loira e do nada Lucy já estava no chão cheia de ovos e penas de galinha.

- nossa... - comentei e só agora eles notaram minha presença ali.

- a Minerva não tem o que fazer - Gajell falou rindo.

- Coitada - Gray disse rindo assim como Gajell.

- essa aí foi nova, nunca tinha visto - Jellal comentou.

- vocês têm mesmo que rir disso? - perguntei.

- olha, que foi maldade foi...mas - Gajell me olhou sério e logo gargalhou contagiando os outros - vai Natsu é engraçado!

Ri fraco, sim até foi, mas talvez não pra ela.

- tá bom - falei debochando.

- hi aquelas lá só brincam que se odeiam mas no fundo são amigas - Gajell deus de ombros - é só frescura de menina.

Discordo, não sei por quê mas não sinto que seja só isso.

Sempre que Minerva acaba indo para a diretoria sempre volta falando que é coisa da amizade delas, mas as vezes eu vejo muita maldade no que ela faz. 

Fora que ela nem mesmo.anda com a Lucy.

- falando nela - Gray disse enquanto víamos a loira entrar em sala.

A classe inteira se calou mas logo deu para ouvir os burburinhos. Olhei para os três que seguraram a risada e eu apenas ri em negação jogando a mochila vazia de Gajell na cara de algum.

- iai meninas - falei assim que me sentei na mesa do refeitório - a gente nem se falou na aula.

- é que estávamos tentando acalmar a Levy - Juvia falou mordendo seu sanduíche de atum.

- ela tá puta pelo que fizeram com a Lucy ontem - Erza falou rindo.

- é por que foi muita sacanagem! - a baixinha disse espalmando as mãos na mesa e eu concordei mordendo a minha coxinha de frango.

Os três, Gajell, Jellal e Gray, começaram a rir, eles devem ter lembrado daquele vídeo.

- estúpidos! - a baixinha falou - tenham certeza que nunca serão nada além de pessoas amargas no futuro!

- gente? Vamos evitar as brigas? - Erza falou em um tom doce e todo mundo se calou, até Levy que continuou emburrada.

Até por quê se não obedecermos... Erza é daquele tipo que pode virar um demônio a qualquer minuto.

-  Lissana postou uma foto naquela arena lá de Roma! - Juvia chamou a atenção mudando de assunto.

- coliseu... - Levy corrigiu em desdém.

- tanto faz, só sei que é em Roma.

E pronto, o clima mudou do nada.

Eles não são normais, mas são legais e bons amigos.

Erza é a mãe do grupo, aquela que tá sempre aí pro que precisar. Acho que ela tem uma queda pelo Jellal mas se ele gosta não demonstra.

Juvia é uma Stalker nata, totalmente pirada no Gray, sempre afasta todas as garotas que ele pega, as vezes ele fica possesso por causa disso.

Gajell é do tipo que odeia estudar, só vem pra escola pra gazetar... Ou pra encrencar e atazanar a vida da coitada da Levy, não sei direito qual.

Jellal é caladão, mas tá sempre de olho em tudo, é bem animado mas as vezes parece um fantasma. A gente disconfia que ele seja meio bipolar.

Lissana... Bom, ela é irmã da Mirajane, dona de um café aqui perto. Os pais se separaram e ela se mudou para morar com o pai na França.

... No fim eu nem tive coragem para me confessar pra ela antes que ela fosse embora.

***

- no próximo jogo eu não quero nada de recuar! Ataquem com tudo ouviram!! - Laxus, nosso treinador de basquete nos chamava atenção pós treino.

- Sim treinador!! - o time falou junto.

- liberados!!

Corri até o banco e peguei uma garrafa de água e uma toalha de dentro da minha mochila.

- cara, o Laxus enche o saco! - ri da reclamação de Gajell.

Em geral era tudo o que ele fazia.

Só reclamava.

- Natsuuuuu! - Me virei com o chamado e logo me deparei com uma Minerva atracada no meu pescoço.

- não... tô suado, vou tomar banho - reclamei afastando a cintura dela da minha.

Odeio quando ela fica se esfregando em mim, mas diante de todas as situações tento ser o mais gentil possível.

- se quiser eu te dou um banho... E com muito prazer - ri fraco, o que acho que a chateou - acha que não? - ela se afastou mas ainda estava pendurada em mim - sabe quê é natural a chefe das líderes de torcida ficar com o capitão do time de basquete...

- foi mal Minerva, mas eu passo - disse me soltando e correndo para acompanhar o grupo para o vestiário.

- iii parece que a famosinha tá afim de alguém - Gray provocou cantarolando meu nome.

- nem nos meus piores pesadelos - disse o fazendo rir.

***

- passo lá depois - disse gargalhando para Jellal quando vi Gajell abaixar a parte de trás da calça mostrando a bunda e rebolando no meio da calçada.

- falou Natsu! - mandei um Tchau pra Gajell que levou um tapa na bunda por Gray.

A ironia é que a minha casa é no sentido contrário a todos do grupo...

Eu ainda me mudo! Ô se mudo!

Cheguei em casa e coloquei as chaves da porta em cima da mesinha próxima a entrada. E sem querer me deparei com uma foto minha e de Igneell, meu pai adotivo.

Ele sempre foi minha única família, já que nunca conheci meus pais. Sou órfão dês de bebê, meus pais morreram em um incêndio onde os únicos sobreviventes foram eu e meu irmão mais velho que eu nem sei se está vivo.

Igneell me adotou mas adoeceu quando eu tinha quinze e acabou morrendo.

Eu sou seu único herdeiro já que ele não tinha nenhum parente.

Suspirei e me dirigi ao quarto, abri a gaveta de roupas e tirei de lá um cachecol.

A única lembrança que eu tenho de Igneell...

...

Eu estou ficando muito pra baixo, é melhor ir logo para a casa do Jellal.






Notas Finais


Genteeeeee
Qualquer erro me desculpem ok?
Me avisem tbm kskk
O q acharam? Ficou bom?
Próximo vem na próxima semana!
Até lá.
Bjs gente!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...