História A última glória de Hitsugaya. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bleach
Personagens Hinamori Momo, Hyōrinmaru, Nanao Ise, Rangiku Matsumoto, Rukia Kuchiki, Shunsui Kyouraku, Toushirou Hitsugaya
Tags Anime, Bleach, Drama (tragédia), Hitsugaya, Hitsugaya Toushirou, Kuchiki, Kuchiki Rukia, Matsumoto Rangiku, Rukia, Rukia Kuchiki, Tortura, Toshiro Hitsugaya
Visualizações 43
Palavras 3.952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoas.🗿 Aqui estou eu de volta. Bom, para os que não sacaram ainda, irei esclarecer algumas coisas aqui.

1-A história se passa após a última saga, da "guerra sangrenta dos mil anos", ok? Então, é como se fosse uma continuação. No entanto não consta definitivamente tudo o que ocorreu no final de bleach. Tipo; a Rukia e o Ichigo tendo filhos e tals... Na verdade o Ichigo não tem muito a ver, na verdade nada. Se quiserem imaginar o Ichigo lá no mundo dele com a Inoue e com seu filhote, podem imagnar só que a Rukia não. Eu os proibo! Ù_Ú Ao menos nessa fanfic, a qual abordará sobre o casal "Hitsugaya com a Rukia" (e sim, eu não faço a menor idéia de como é a fusão desse nome... '-') Obs.: Imaginem que o Renji e a Rukia nunca tiveram um caso *----* Dão imaginando?? *0* (kkk que droga, hein. 😂Bom, para os fãs do casal "Renji com a Rukia" peço que me perdoem mas essa fanfic não será voltada à esse público.. 😅 Contudo, a fanfic não deixará de ser interessante para qualquer fã de bleach ou de algum desses personagens, então vale à pena conferir, tá bom?? :)

2-Como dito anteriormente mas que irei destacar aqui novamente só para deixar bem claro; Bom... Não sei se vocês não sacaram ainda mas A RUKIA NÃO TEM FILHOS!!!

3-Eu definitivamente não sei e nem lembro de ter visto quem era o tenente da Rukia. Tudo que parecia indicar era que o Renji era o novo tenente da divisão 13, no entanto não vi isso sendo esclarecido. De qualquer forma sendo ele ou não, vamos imaginar que nessa história não exista um tenente ainda para a Rukia. Fora isso acho que tá tudo certo e de acordo.🗿💭

4-A história não será voltada completamente para o casal, e sim para a situação do capitão Hitsugaya, a qual será retratado com base na minha teoria. Só pra constar, tenho essa teoria ainda quando estava acompamhando a última saga no mangá online. Bom, quanto à essa história, eu planejava que o foco ficaria só aí, no capitão Hitsugaya, no entanto eu acabei acrescentando de última hora a Rukia, ela que posteriormente só seria uma nova amiga pro capitão Hitsugaya, só que resolvi fazer eles como um casal, para que a história ganhasse muito mais impacto no final e, apesar do foco não estar voltada à eles, de acordo com o que já li sobre esse casal, acho que mesmo assim superará outras histórias que foram voltadas inteiramente à esse público. Ou seja, isso quer dizer para não se decepcionar, caso esteja aqui para ver um caso com eles, porque acredite; terá e será emocionante.

Bom, enfim. Por hora, acho que era só isso que queria esclarecer.🗿💭
Agora, quanto ao nome do capítulo, gostaria de deixar um poema aqui:

"O poder me forçou a me esconder.
A solidão me forçou a me render.
O frio fez congelar-me no ar.
Na escuridão vi uma luz se acender.
Em meu coração, a esperança reacendeu.
Eu pude ver, hyourinmaru apareceu.
Em meus olhos, lágrimas se secaram.
E em meu coração, o destino aceitaram."

P.s.: Criado por mim.

Boa leitura.🗿

Capítulo 4 - Recuperem: Um shinigami feito de gelo.


Fanfic / Fanfiction A última glória de Hitsugaya. - Capítulo 4 - Recuperem: Um shinigami feito de gelo.

 Rukia on.

Eu acordei de manhã cedo, por volta das cinco horas da manhã. O capitão Hitsugaya e sua tenente haviam me ajudado muito ontem, por conta disso consegui ter uma noite mais sossegada. Acho que a minha primeira noite de sossego que tive desde que me tornei capitã e agora preciso retribuir sua ajuda com a minha à eles, e principalmente ao capitão Hitsugaya. Ele que infelizmente se esforçou muito e acabou desmaiando ontem. Ainda estava me sentindo mal por aquilo. Sentia que tudo era minha culpa. No entanto não irei ficar me remoendo muito quanto à isso, pois afinal, preciso prestar meu apoio aos dois agora, então me levando da cama e vou me dirigindo para a área de refeições. Chegando lá faço meu pedido e eu peço para uns dois shinigamis me ajudarem a levar as duas bandejas que continham o "café da manhã" de ambos que estavam dormindo num dormitório próximo de meu quartel. Vou me encaminhando juntamente dos meus dois subordinados até o recinto onde eles se encontravam. Ao chegar na porta, solto um leve suspiro antes de poder abrir. Abri com cautela, afinal, não queria acordar eles. Achei que eles mereciam um descanso regrado. Dou uma olhada no quarto meio escuro e os vejo dormindo na suas respectivas camas. Matsumoto dormia de uma forma lateral na sua cama e já o Hitsugaya dormia de uma maneira engraçada. Seu corpo estava quase como uma estrela na cama. Digo "quase" porque sua perna esquerda estava flexionada pro lado mas fora isso, o resto todo estava bem folgado na cama. Seus braços estavam pra cima também e seu rosto virado pro lado, fazendo assim com que eu só pudesse ver sua nuca e a parte de trás da cabeça. Ri de leve com aquilo e em seguida vou adentrando no local, dando um sinal com a mão para que os dois shinigamis entrassem também mas antes faço outro sinal para que eles não fizessem muito barulho e eles apenas acendem com a cabeça em positivo. Depois fomos andando na ponta dos pés até próximo à eles e então vou pegando a primeira bandeja e a coloco no chão, próximo da cama da Rangiku e quanto à outra, próximo de Hitsugaya. Após fazer isso vou me retirando da mesma maneira junto aos meus subordinados, fechando a porta assim que passo por ela.

Kuchiki:_Obrigada por me ajudarem. Agora podem retornar aos seus postos.-Digo de maneira gentil e os dois se curvam pra mim.

Shinigamis:_Sim, senhora!-Falaram eles meio que em voz alta e então dou um pulo de susto, repreendendo eles logo em seguida com um siblilo enquanto colocava meu dedo indicador próximo a minha boca e eles logo compreendem meu recado._...Gomenasai..-Se desculpam eles, desta vez em tom baixo e eu apenas balanço a cabeça em positivo e em seguida eles se retiram do local e eu também. Vou me encaminhando agora para meu escritório. Tinha algo que eu precisava fazer antes que o capitão Hitsugaya acordasse, comesse aquilo e fosse embora.

Rukia off.

Hitsugaya bem como Matsumoto permaneciam dormindo enquanto que Rukia fazia uma certa ligação. Não demora muito e os dois começam a despertar. Eles se levantam da cama, ficando sentados sobre ela e Matsumoto é a primeira a se espreguiçar. Ela bocejava meio alto e um tanto explícito, o que parece incomodar o rapaz ao seu lado, que agora a olha indiferente.

Hitsugaya:_Será que você não poderia fazer isso de uma forma mais silenciosa? Acabei de acordar e meus ouvidos estão sensíveis...

Matsumoto:_Aaaah...Logo cedo e já está reclamando?-Questiona ela com certa indignação enquanto direciona seu rosto à ele._Que chato, hein Capitão.-Diz ela enquanto joga um travesseiro sobre seu rosto, o fazendo ranger seus dentes e grunhido de raiva.

Hitsugaya:_Matsumoto!

Matsumoto:_Ah, veja! Deixaram comida para nós!-Observa ela ignorando completamente o menor irritado e com seu semblante totalmente distorcido do anterior. Hitsugaya passa a observar o mesmo e então diz meio desconfiado.

Hitsugaya:_Quem te garante que isso seja pra gente?-Matsumoto apaga seu sorriso e então lança seus olhos sobre o menor ao seu lado.

Matsumoto:_Não está óbvio? Por que será que deixariam uma bandeja próxima à nossas camas se não fosse para nós? 

Hitsugaya:_Eu sei lá. Isso é estranho. Nunca vi nada igual.-Comentou ele enquanto fuzilava com certa desconfiança a bandeja à sua frente.

Matsumoto:_Se continuar teimando sobrará mais para mim.-Alerta ela e logo pegando sua bandeja, a colocando sobre as coxas e em seguida começando a comer o alimento de modo totalmente despreocupada e o albino ficara apenas a observando com certa intriga em seu olhar.

Hitsugaya:_Ei...Acho que você não deveria...

Kuchiki:_Tá tudo bem, capitão Hitsugaya.-Assegura ela já adentrando no local e com isso ambos a encaram meio surpresos._Eu trouxe essa refeição para vocês dois como forma de minha gratidão. Por favor, fique à vontade.-Disse-lhe por fim e o mesmo continuava a observando calado.

Matsumoto:_Obrigada pela refeição, Capitã Kuchiki!-Agradece a ruiva gentilmente e de maneira bastante animada e após, retorna a comer. Hitsugaya permanece olhando pra capitã no entanto, apesar de estar meio retraído ele logo faz o mesmo que sua tenente, colocando a bandeja em cima de suas pernas e então começava a se alimentar com aquilo.

Após alguns segundos, quando eles estavam para terminar de comer a capitã dá um passo à frente e em seguida se pronuncia.

Kuchiki:_Capitão Hitsugaya. Eu sei que precisam retornar para divisão dez, no entanto, por favor, antes de irem embora, permitam-me oferecer mais uma coisa.

Matsumoto:_Mais uma coisa? E o que seria?-Indagou com pura curiosidade.

Kuchiki:_Bom..Na verdade, desta vez é apenas para o capitão Hitsugaya. Ah, pelo visto ela já chegou. Pode entrar, Capitã Kotetsu.

Kotetsu:_Ha-Hai!-Afirma ela entrando no ambiente.

Kuchiki:_Eu perdi uma consulta imediata para o senhor, capitão Hitsugaya.

Hitsugaya:_Kuchiki...Não precisava se incomodar, eu já estou melhor..-Falou ele novamente na tentativa de evitar trabalho à nova capitã, até porque para início de conversa, ele havia ido à divisão dela para ajudá-la, e não para atrapalhá-la. Sobretudo, sua tentativa novamente é inútil diante da Kuchiki.

Kuchiki:_Por favor, capitão Hitsugaya. Aceite essa consulta e não é incômodo algum. A propósito, por mais que esteja se sentindo melhor, uma consulta médica poderá precaver de isso ocorrer novamente. É bem melhor prevenir do que arriscar.-Finalizou ela e o menor se pôs a se render a idéia.

Hitsugaya:_Sim...Tem razão..-Concorda em tom ameno enquanto que abaixava sua cabeça e fitava o chão. A capitã Kotetsu se aproxima do rapaz juntamente de seu ajudante, Hanatarou. Ele carregava consigo uma caixa branca de tamanho médio em mãos, e esta continha um símbolo de cruz da cor vermelha, indicando assim ser algum tipo de equipamento de "primeiros-socorros". O rapaz com um olhar tristonhos se ajoelha ao chão, colocando sua caixa sobre o solo de madeira enquanto que começava a abrir a mesma. A capitã agarrou-se no chão à frente do albino e em seu rosto encontrava-se um pequeno sorriso apesar de seus olhos transparecerem certa preocupação.

Kotetsu:_A capitã Kuchiki me contou sobre o ocorrido de ontem.-Anunciou dando uma breve pausa._Realmente está se sentindo bem, capitão Hitsugaya?

Hitsugaya:_Sim.-Respondeu normalmente enquanto que a observava à sua frente.

Kotetsu:_Está certo. Eu irei realizar um pequeno exame em você apenas para certificar-se de que está tudo bem com você e enquanto isso irei fazer algumas perguntas sobre o que estava sentindo ontem antes de perder a consciência, assim terminaremos mais rápido com isso, tudo bem assim?

Hitsugaya:_Sim. Eu agradeço.

Kotetsu:_Ótimo. Iremos começar.-Avisa ela e então direciona sua atenção ao seu ajudante ao lado que já estava colocando suas luvas de médico._Hanatarou Yamada. Prepare os produtos, por favor.

Yamada:_Hai!

Matsumoto:_Isane...-Chama a ruiva, sua antiga amiga tenente e ela passa a observá-la._Bom, quero dizer...Capitã.-Se auto corrige até que retorna à se pronunciar._Tudo bem ficarmos aqui?

Kotetsu:_Sim. Não se preocupe. Não irá demorar tanto.-Assegura a capitã com um olhar caloroso e então a mesma volta sua atenção para o seu paciente à sua frente. 

Alguns minutos tendo se passado e finalmente o exame havia terminado. Kuchiki estava ali de pé ainda, aguardando o resultado. Vez ou outra na hora do exame ela acabava andando pra lá e pra cá, parecendo estar meio nervosa. Algumas vezes ela ficava de frente do menor o observando ao longe até que seus olhos verdes azulados se encontravam com os dela, a fazendo ficar meio sem graça e acabando por fazê-la desviar seu olhar curioso do procedimento todo por certa vergonha demais, mas apesar disso, ela realmente estava preocupada e seus olhos voltavam a observar o grisalho, e ele novamente percebia que alguém, além da sua tenente, da capitã e de seu ajudante, parecia o observar atenciosamente, e novamente, seus olhos se esbarravam um no outro, e como inicialmente, a morena era a primeira a se desviar do olhar do capitão por pura vergonha. Sobretudo, após  essas certas dificuldades para acompanhar o exame  do menor, agora finalmente a capitã iria anunciar o resultado do exame, e a Rukia parecia quem mais esperava por isso. Seu olhar se mostravam meio receosos quanto ao resultado, afinal de contas, ela ainda se via como uma grande culpada sobre a situação.

Kotetsu segurava um dos braços do capitão enquanto que dava leves prensadas com seus dedos, como se estivesse fazendo uma massagem.

Kuchiki:_Eeeh. ..E então?-Iniciou ela dando um passo à frente._Como ele está? Ele está bem mesmo?

Matsumoto:_É, como ele tá, capitã Kotetsu?

Kotetsu:_Bom...Não encontrei nenhuma fraqueza em sua reiatsu...-Informou ela e em seguida parando a tal massagem no antebraço do capitão._Na amostra de sangue também não revelou nenhuma instabilidade. A respiração está circundando normalmente para os pulmões...Os batimentos cardíacos estão normais assim como a temperatura corporal, além do fato dele não estar apresentando nenhum dos sintomas que ele sentiu ontem. De acordo com o que ele relatou, parece que a pressão dele apenas baixou demais ontem por conta de ter trabalhado muito sem intervalos algum, porém ele parece estar bem agora.-Disse-lhes por fim, fazendo ambas soltarem um leve suspiro de alívio._Mas...

Matsumoto:_"Mas" o quê??-Indagou um tanto preocupada e o capitão apenas bufa enquanto fecha seus olhos. Ele parecia estar meio irritado com a reação da Matsumoto, que ao olhar dele, era um tanto exagerada e pra início de conversa ele nem achou realmente que seria necessário um tipo de exame mas, no entanto, ele não se recusou a aceitar por pura educação e consideração pela nova capitã, que havia acordado bem cedo e se incomodado em ter de preparar isso tudo à eles. Todavia, apesar de estar vendo isso desnecessário, tanto o exame,  quanto preocupações, e reações espalhavadosas demais vindo de sua tenente, a capitã à sua frente se mostrava bastante séria quanto à essa situação. A mesma eleva seus olhos até o grisalho que ainda estava de olhos fechados bem como sua cara e então diz com seriedade.

Kotetsu:_Eu percebi que abaixo dos olhos dele está avermelhado. Olha, vejam.-Falou dando uma pequena pausa para que o menor voltasse a abrir seus olhos e ao ter feito, ele se surpreendera um pouco com os olhares de todos lançados sobre si._Com licença, Capitão Hitsugaya._Pediu ela e em seguida segurou um de seus ombros e quanto a sua outra mão, colocou delicadamente seu polegar abaixo do olho do albino e em seguida deu uma leve puxada para baixo, para que assim ficasse visível para todos o que ela havia analisado. Matsumoto vendo a cena, sendo ela a pessoa que se encontrava mais próximo de Hitsugaya com seus olhos curiosos bem próximos do olho exposto, é a primeira a se pronunciar após retornar para sua posição inicial.

Matsumoto:_É, tá vermelho mesmo... Mas o que isso indica?-Questionou enquanto cruzava os braços e a Kuchiki tentava prestar bastante atenção no olho do capitão já que ela não estava tão próxima do capitão quanto sua tenente que havia ficado praticamente face a face do menor para poder verificar o que a capitã de cura havia mencionado. Kuchiki estreitou seus olhos enquanto tentava encontrar essa tal vermelhidão mas de onde se encontrava estava com certa dificuldade para perceber e o olho do menor continuava mantido exposto pela capitã e o menor apenas ficava se contendo para não piscar muito já que ele via que a capitã tava suas últimas análises.

Kotetsu:_Bom...-Inícia ela enquanto que retira seu polegar abaixo do olho do pequeno._Isso pode dizer várias coisas. Pode indicar que ele está com algum tipo de doença, mas como não foi encontrado nenhum tipo de sintomas que se relacionam com algum tipo de enfermidade, então estou vendo que ele não tem descansado direito ultimamente.-Concluiu por fim e o capitão baixa um pouco sua cabeça pro chão como se estivesse se recordando dos últimos dias e ele percebeu que realmente, não estava descansando bem. Sua maior prioridade estava voltada para seu trabalho o que não era uma coisa ruim, mas o lado negativo disso estava no fato dele priorizar mais seus serviços como capitão do que suas próprias necessidades do corpo, o que ocasionalmente acabara o deixando no estado e bem como também na situação em que se encontrava.

Sendo examinado e diagnosticado com pura exaustão.

Hitsugaya mantia-se pensativo quanto à isso até que a capitã continua com seu discurso._Sei que estamos tendo bastante trabalho ultimamente mas descansar bem é essencialmente necessário. Não podemos deixar isso de lado, ainda mais nesse meio tempo onde as coisas se encontram agitadas. Acho que ele está bem agora graças aquele copo de água entregue.-Disse passando a olhar para a tenente ao lado do menor sentada e ela arregala um pouco seus olhos azulados._Segundo o que me relataram, após ele ter despertado vocês entregaram um copo de água à ele, certo?-Relembrou ela e a tenente apenas prestava atenção._Então, a estrutura do capitão Hitsugaya se beneficia muito mais com a água do que qualquer outro ser que já vi.-Comentou serena e todos se surpreendem um pouco com isso, é certo a Matsumoto, a qual já parecia ciente disso, pois afinal não era pra menos, ela já havia acompanhado seu capitão a bastante tempo, desde que ele ainda nem era um shinigami oficial. E coincidentemente ou não, a ex-superior da Kotetsu já havia falado isso à tenente num certo dia, em que a mesma estava na sala de recuperação aguardando seu superior despertar de seu coma. Sobretudo, agora todos (ou melhor, apenas os dois; Hanatarou e Rukia), principalmente a nova capitã, se encontravam bastante surpresos com o pronunciamento da capitã da divisão de cura. Kotetsu vai se levantando do chão enquanto que o seu ajudante começava a recolher tudo de volta para a maleta que trouxe._Se não tivessem dado água à ele, provavelmente ele não estaria se sentindo tão bem como está agora. A água ajudou muito em sua recomposição, no entanto não retira o fato de que seu corpo precisa de um descanso melhor, então por hora, recomendarei apenas para que procure dormir um pouco à tarde, por volta das quatro horas. Peço apenas uma hora de repouso, mas depois à noite, tente dormir um pouco mais cedo, entre às dez horas da noite. Isso resultaria em umas 9 horas de descanso, considerando o horário em que desperta normalmente. Será o suficiente para recuperar por completo o desgaste físico e mental de seu corpo, contudo, o alerto para não se descuidar do seu descanso nos dias seguintes, senão poderá acarretar em um problema futuro como este, ou até pior.-Acrescentou ela e então dá um sorriso com seus olhos fechados.

Hitsugaya:_Souka..-Diz ele agora olhando diretamente para a capitã Kotetsu. Até que ela se despede de todos e vai se retirando dali. 

Já fora daquele quarto, os dois superiores estavam prestes a se retirarem também, até que o rapaz de cabelos brancos dá um passo à frente e então diz para nova capitã a sua frente._Obrigado por tudo, capitã Kuchiki e desculpe pelo incomodo também. 

Kuchiki:_A-ah. Sem problemas, capitão Hitsugaya. Eu é quem devo desculpas..-Falou ela abaixando sua cabeça para evitar de expor seu rosto ruborizado. Hitsugaya dá as costas e então vai caminhando para à saída da divisão com seus braços cruzados.

Hitsugaya:_Se caso precisar de nós, estaremos ao seu dispor. Basta chamar.-Afirmou ele enquanto caminhava e a tenente parada à frente da capitã estava com uma mão na cintura e um pouco virada para trás observando seu capitão se retirando. Até que a ruiva se vira pra frente e então se curva em reverência à capitã, em seguida vai se dirigindo à saída e a Kuchiki ficara apenas imóvel observando os dois se retirar.

---Horas depois---

Matsumoto e o menor já se encontravam no quartel de sua divisão. Hitsugaya estava sentado na sua cadeira habitual enquanto preenchia papeladas e quanto à sua tenente, fazia o mesmo em sua mesa e por incrível que pareça estava fazendo sem preguiça desta vez. O silêncio reinava naquele momento, os únicos barulhos que ecoavam pela sala eram de seus papéis de vez enquanto, ou o som de seus pincéis quando eram colocado sobre a mesa por um momento...Nada além disso. Até que em meio ao silêncio a tenente solta um suspiro enquanto encosta suas costas sobre sua cadeira.

Matsumoto:_Ai, ai.. Desse jeito vou acabar parando na sala da capitã Kotetsu também...

Hitsugaya:_Deixar a preguiça de lado um dia não irá te prejudicar.-Comentou ele em resposta ao que a ruiva iniciou._Anda logo, temos que terminar isso.

Matsumoto_Haaa...-Outro suspiro._Tá bem, tá bem..-Diz ela, dando retorno ao seu trabalho. E após terminarem, ambos agora merendavam na sala próximo do quartel. Eram umas 3:45 da tarde, quase 4horas, o horário indicado para que o menor repulsasse, no entanto, o mesmo bem como sua tenente estavam a merendar totalmente despreocupados, como se já nem se lembrassem mais da recomendação da capitã de cura. O Tenente Kira estava por lá também. Ele havia passado no quartel para entregar uns documentos enquanto eles finalizavam seus serviços, no entanto, após sua entrega, Matsumoto convidou alegremente seu colega de trabalho e, convincente como sempre fora, ele logo aceitou o convite gentilmente da ruiva. Agora ambos os tenentes papeavam entre si enquanto que o menor estava sentado em uma das cadeiras da mesa de refeição degustando seus biscoitos juntamente de um copo de leite.

Matsumoto:_E então? O que disse para ele??-Indagou um tanto curiosa enquanto merendava também.

Kira:_Nada. Eu achei que era melhor ficar calado..-Disse-lhe em resposta enquanto que abaixava o olhar pro seu copo de chá em mãos.

Matsumoto:_Ah! Qual é, Kira?! Você vacilou, hein. Era para ter falado na cara dele sobre isso, mas não, preferiu deixar como estar. Poxa, você tem uma mente brilhante, poderia se sobressair nisso que nós dois sabemos muito bem.-Afirmou a tenente enquanto que apoiava suas mãos sobre a mesa e se inclinava pra frente um pouco. Hitsugaya, por sua vez, apesar de não estar bem se envolvendo na conversa, ele realmente estava prestando atenção em tudo, e embora o assunto não esteja envolvido com ele, o menor não deixa de se manifestar para concordar com sua tenente, dando uma leve tossida abafada por conta de sua boca estar fechada, porém fora o suficiente para chamar a atenção da ruiva._Ah, me desculpe. Quero dizer; nós três sabemos muito bem disso.-Corrigiu ela após entender o recado que seu superior transmitiu com sua atitude.

Kira:_Eu sei, só que agora não adianta mais chorar pelo leite derramado. Esquece, agora já passou.

Matsumoto:_Aff..Você hein...-Disse ela enquanto voltava a postura e fechava os olhos. Ela pega seu copo que continha o mesmo chá no copo do loiro sentado à sua frente e então vira goela abaixo e após terminar, ela solta um forte suspiro com a boca aberta. Até que, de repente, a ruiva abre seus olhos e então começa a olhar pra cima com uma de suas sobrancelhas erguidas, como se quisesse se lembrar de algo importante._Hummmm.....

Kira:_Hã? O que houve, Matsumoto?-Questiona ele olhando pra ruiva com certa confusão.

Matsumoto:_Ei! Espere aí! Que horas são??-Indaga ela e logo se vira para o relógio de parede ao longe atrás de si._Pelo amor do sakê, já são quase quatro horas da tarde!!-Exclamou ela fazendo o loiro se assustar um pouco.

Kira:_Sim, mas o que houve? Por um acaso tem um compromisso agora ou algo assim?-Inquiriu sugestivo enquanto se levanta da cadeira, deixando seu copo sobre a mesa e a Matsumoto faz o mesmo, chegando próximo ao seu superior que já a encarava com certa intriga em seu semblante, como se não tivesse entendendo a atitude da subordinada.

Matsumoto:_Anda, levanta. O senhor precisa descansar, se esqueceu?-O lembra enquanto dava uns tapinhas de leve no ombro do menor no entanto ele continua com a mesma expressão de intriga.

Hitsugaya:_Eu sei, mas não precisa desse exagero todo... Além disso a capitã Kotetsu falou que era para ser mais ou menos nesse horário, e não determinou para ser exatamente às 4horas então não tem porque se apressar...-Argumentou enquanto volta a beber o leite de seu copo com seus olhos fechados e totalmente despreocupados.

Kira:_Como assim? O senhor foi na divisão quatro? Está tudo bem?-Questionou com certa preocupação e o menor apenas dá de ombros.

Hitsugaya:_Sim...Estou bem.

Matsumoto:_Ele não foi na divisão quatro. A capitã Kotetsu veio pessoalmente prestar seus serviços à ele. Houve um incidente ontem a noite e por isso hoje de manhã a capitã foi solicitada. Por sorte não houve nada grave mas ela recomendou meu capitão descansar nesse horário para retornar aos seus 100%.-Explicou a ruiva com seus olhos fechados e braços cruzados.

Kira:_Aaah..Entendi. Então nesse caso acho melhor eu ir. Não quero atrapalhar o descanso. Além disso preciso retornar para minha divisão. Devem estar precisando de mim.-Contesta enquanto que desvia sua atenção para a janela que dava acesso à um lindo jardim que resplandeciam sobre a luz solar do por do sol. Hitsugaya se levanta da cadeira após terminar de tomar o leite de seu copo e então se pronuncia.

Hitsugaya:_Tá certo então.

Ambos alguns minutos, o albino já se encontrava deitado no sofá de seu quartel. Suas pernas estavam flexionadas e uma delas estava apoiada ao joelho enquanto balançava de um lado para outro até que a Matsumoto ia se retirando dali mas ao passar por perto do menor ela aproveitou para dar um leve tapa em seu pé que se mostrava agitado.

Matsumoto:_Fica quietinho. Você precisa descansar um pouco.-Diz ela e o pé do menor já se encontrava imóvel e os olhos dele ficaram apenas observando a tenente._Vou entregar essas papeladas ao comandante e enquanto isso, tente dormir, ok?-Alerta ela, já conhecendo bem a teimosia do menor. A tenente vai se retirando do local e antes de fechar a porta ela acrescenta._Tô te olho em você, viu? Não tente me enganar.

E o mesmo ficara ali, apenas olhando para o teto transparente, que embora não tivesse fosse possível ver com clareza, o menor observava o céu. 

Hitsugaya on.

Embora achasse que não fosse realmente preciso eu estava tentando seguir a recomendação da capitã Kotetsu. Porém tava sendo meio difícil adormecer. Engraçado, mas quando eu não quero adormecer acaba acontecendo sem eu perceber, mas agora que preciso não estou conseguindo. Isso é um tanto contraditório. Mas, talvez fosse apenas uma coincidência. Não sabia ao certo mas essas coisas pareciam muito confusas para mim. Normalmente procurava sempre ignorar coisas que não beneficiavam ou que se mostravam inútil entender ou descobrir a resposta para mim, no entanto agora parecia bastante reflexivo sobre assuntos banais mas o que eu podia fazer? Estava sem ter o que fazer mesmo... Apenas esperava cair no sono, porém minha mente estava tão ativa ainda chega não me permitia dormir. Tudo bem. Não era algo ruim. Pelo menos podia apreciar o céu. Esse céu...Ah...Como eu queria ver esse céu nitidamente. E...Só agora que vim notar, mas meu pé estava balançando de novo. Droga. Que complicação para tirar um cochilo. 

Em meio à essa situação, de repente a imagem da Kuchiki me invade à mente.

Hitsugaya:_Kuchiki...?-Falei um tanto confuso. Como se quisesse dizer "o que faz em minha cabeça?"

De repente comecei a me recordar de hoje mais cedo quando a capitã estava me examinando e a gente ficou esbarrando um olhar no outro. Isso foi estranho. Mas... de certa forma; Eu acho que ela gosta de mim. 

Hitsugaya off.

Hitsugaya ficara um bom tempo assim, apenas parado enquanto admirava o céu, até que após alguns instantes ele finalmente conseguira adormecer.



Notas Finais


É isto. Espero que tenham gostado do capítulo de hoje. Até a próxima, pessoas.🗿


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...