1. Spirit Fanfics >
  2. A Última Olimpiana >
  3. Mission

História A Última Olimpiana - Capítulo 6


Escrita por: e jubscamren


Notas do Autor


Olá meus/minhas semideuses como estão? Vamos pra mais um capítulo? Se lembram do desafio das edit’s? Iremos postar outro no próximo e sobre a pessoa dele então vamos de meta: 300 views! Estamos com 222, vocês conseguem ❤️

Capítulo 6 - Mission


Sofia POV


- Ouch. - Me virei vendo Dove com a mão na cabeça. 


- Me perdoe eu não te vi. - Ela sorriu em compreensão. - Machucou?


- Não, está tudo bem. - Sorri sem graça. - Como se sente?


- Sinceramente? Não sei. - Suspirei. - O que aconteceu?


- Você virou um super saiyajin. - Olhei confusa pra ela. - Esquece você não conhece. - Neguei com a cabeça rindo. - Digamos que você nos mostrou de quem é filha. 


- Quem? - Sorriu. 


- Zeus. - Arregalei os olhos. - É muitos tiveram essa reação inclusive eu. 


- Zeus é o meu pai? - Assentiu. - C-como?


- Bom quando um homem e uma mulher... 


- Eu entendi. - Rimos. - Só estou... 


- Em choque. - Balancei a cabeça. - É normal. 


- Eu machuquei alguém? - Deu de ombros. 


- Ainda não sei se a garota está viva. - Arregalei os olhos. 


- Eu juro que não queria, foi como se meu corpo não me obedecesse. - Segurou minha mão fazendo um arrepio correu pelo meu corpo. 


- É normal isso acontecer ok? Com alguns treinos você dominará tudo logo logo. - Assenti. - Sofia você disse algo quando acordou.


- O que? - Suspirou. 


- 'Preciso ir pra casa.' - Me levantei devagar. - Calma mocinha. 


- Não sei porque disse isso Dove mas meus instintos dizem que preciso segui-los. - Vesti minha jaqueta. 


- Pra onde? E por quê? - Dei de ombros. 


- Eu não sei mas irei descobrir. - Dei um beijo em sua bochecha. - Obrigada pela ajuda. 


- Espera aonde vai? - Sai da enfermaria correndo até meu quarto onde peguei minha mochila colocando algumas coisas na mesma. 


Olhei envolta procurando mais coisas que poderiam ser úteis pra mim nessa jornada e os coloquei na mochila. Estava de noite então ninguém iria perceber a não ser por Dove mas ela não contaria pro Quíron, eu acho. 


- Sofia pra onde está indo? - Peguei minha mochila indo até a porta. 


- Atrás de respostas e sei que não encontrarei elas aqui. - Passei por Dove ouvindo ela me chamar. 


- Espera, espera. - Me segurou e eu suspirei ao sentir nossos rostos tão perto. - Não pode ir sozinha, não sabe nada sobre os Deuses, luta ou como lidar com as criaturas no mundo exterior. 


- Vem comigo. - Olhei pra ela. - Me ajude desvendar isso Dove, por favor eu preciso saber o que sou. 


- Sofia... - Suspirou. 


- Por favor, você é a melhor em combate que conheço aqui. - Sorriu de lado. 


- Tudo bem mas precisaremos de mais uma ajuda. - Concordei seguindo ela. 


**


- Vocês estão loucas? - Revirei os olhos. - Quíron nos mata se descobrir. 


- Por isso ele não irá descobrir. - Dei de ombros. - Olha Lauren eu sei que nosso começo não foi muito bom mas você é muito inteligente e estrategista. 


- Obrigada. - Se gabou rindo. - Por que seguir essa voz?


- Porque preciso saber sobre mim. - Fui até ela. - Sei que nossos pais não se dão bem talvez seja por isso que implicamos uma com a outra mas passamos praticamente pela mesma coisa. - Ela suspirou. - Quando você foi arrancada do mundo exterior e posta aqui você não foi atrás de respostas?


- Sim. - Balancei a cabeça. 


- Eu também preciso disso. - Ela me olhou derrotada. - Sei que entende. 


- Tudo bem, eu ajudo vocês. - Pulei animada abraçando a garota. - Muito contato Sofia. 


- Perdão. - Sorri. - Precisamos de ajuda para sair daqui. 


- E teremos. - Olhou pra Lauren sorrindo e eu fiquei confusa. - Vamos. 




Lauren POV


Meu dia estava mais estranho que o normal, primeiro descubro que Sofia era filha de Zeus o que explica porque não nos demos bem no início e agora a mesma precisa da minha ajuda para ir atrás de respostas sobre ela? Sim, eu fiquei relutante mas parte de mim sabia que eu precisava fazer isso porque eu também havia passado por aquilo e vamos combinar, sair em missão é maravilhoso. 


Claro que Quíron nos mataria quando descobrisse mas sei que ela não encontraria aqui as respostas que precisa. Suspirei baixo pegando todas as minhas coisas que eu sabia que teriam utilidade e então sai do meu quarto vendo as duas cochichando algo, não sei não mas essas duas ainda tem muito o que rolar. 


- Vamos até nossa ajuda porque já já começa as vistorias então temos pouco tempo. - Assentiram. 


- Aonde vão? - Fechei os olhos respirando fundo. - Mochilas? O que pretendem fazer?


- Nada. - Me virei vendo a garota com os braços cruzados. - Só vamos dar uma volta. 


- E eu nasci ontem né Lauren. - Revirou os olhos. - Sofia? Dove?


- Hã... nós vamos. - Olhei pra Dove. - Dar uma volta?


- Está mentindo pra mim? - Dove suspirou baixo. - Dove... 


- Vamos sair em missão Cabello. - Ela se virou pra mim. 


- Como? - Dei de ombros.


- Você sabe de quem sou filha. - Assentiu. - Eu tive um sonho Camila e nele eu repetia várias vezes que precisava ir pra casa. - Sofia foi até ela. - Eu preciso descobrir sobre o meu verdadeiro eu e o motivo desse sonho. 


- Eu entendo. - Ela me olhou provavelmente se lembrando da minha história. - Não contarei à Quíron. 


- Não? - Olhei confusa pra ela. - Por que?


- Porque vou com vocês. - Arregalei os olhos. 


- Negativo. - Fui até ela. - Você fica. 


- Quem irá me impedir? Você? - Ficou de frente pra mim. 


- Camila você não vai. - Cheguei mais perto dela. 


- Me dê um motivo do porquê não posso ir. - Me desafiou e eu prestei atenção nela. - Vamos Lauren, diga porque não quer que eu vá. - Fechei os olhos. - Quer ter a glória somente pra você? Claro, ficar conhecida como aquela que salvou à filha de Zeus quando ela precisou. 


- Não é isso. - Respirei fundo. 


- Então é o que Lauren? - Chegou mais perto e eu senti sua respiração bater contra meu rosto. - Diga!


- Eu não quero que se machuque. - Vi a mesma arregalar os olhos. - Eu não... - Abaixei a cabeça. - Preciso que fique à salvo aqui. 


- Eu vou ficar bem. - Levantou meu rosto. - Mas eu quero ajudar e você sabe que minha presença é necessária. 


- Eu concordo. - Dove falou e Sofia concordou. - Vamos Lauren não podemos perder tempo. 


- Está preocupada comigo Jauregui? - Neguei com a cabeça rindo. 


- Não enche. - Empurrei ela vendo a mesma rir. - Me prometa que terá cuidado.


- Eu prometo. - Senti um arrepio quando nossos olhos se conectaram. 


- Casal, precisamos ir. - Vi um sorriso de lado brotar nos lábios da garota a minha frente pela forma que Sofia se referiu à nós o que me deixou um tanto feliz mas confusa. 


- Vamos. - Que Quíron não nos mate.




Camila POV 


Depois de ter pegado as três donzelas no pulo querendo sair do acampamento sem a minha linda presença estamos agora arrumando uma mochila simples com as coisas que mais precisamos. 


- Ele vai chutar sua bunda branca. - Vai fazer uns dez minutos que estamos discutindo a forma de sair do acampamento. 


- Cala a boca Cabello, ele está me devendo um favor. -  A filha de Poseidon bate o pé querendo ter razão. 


- Lauren você humilhou o Shawn na frente de todo mundo e você acha mesmo que ele vai te ajudar porra? - Seguro com ambas as mãos a blusa dela a balançando. 


- Vai você Mila, é a única de nós aqui que ele gosta e arrasta um caminhão. - Olho torto para Dove, não que ela esteja errada só que não gosto de utilizar do sentimentos dos outros para conseguir algum benefício. 


- Meninas precisamos resolver isso logo, se alguém nos ver vai dar muita merda. - Sofia sussurra, estamos as quatro abaixadas atrás de uma mureta do chalé de Hermes. 


- Tudo bem eu vou. - Suspirei. - Me esperem no alto da colina eu não demoro. - Levanto ignorando  os resmungos da olhos verdes e sigo com cautela até a porta do chalé, filhos de Hermes sempre são os últimos a dormir. Bato três vezes seguidas e depois mais duas é um código deles, como seu pai é conhecido também como Deus dos ladrões são eles os responsáveis por sempre ter um mercado "negro" por aqui, eles tem tudo o que alguém precisa e aceitam vários tipos de pagamento. 


- Pois não senhorita Cabello? - Mordo o lábio inferior indecisa quando vejo Jorge Weasley soltar aquele sorriso maroto. 


- Oi Jorge o Shawn está acordado? - Olho por cima do ombro largo do rapaz vendo seu irmão gêmeo segurando um sapato com asas, lembro de quando o mesmo ganhou isso em uma missão. 


- Está sim vou chama-lo. - Se preparou para sair só que voltou com a metade do corpo. - Aliás você não se interessa em ver umas coisinhas que conquistei? 


Olho a cara de pau do ruivo ao falar conquistar e não roubar, quando eu ia responder o mesmo vejo o rapaz alto de cabelo grande aparecer na porta. 


- Acho que agora não. - Shawn bate no cabeça do irmão, sorrio sem jeito esperando ficarmos sozinhos. - O que faz aqui? Sabe que se algum sátiro ou o próprio Quíron te pegar você vai levar punição. 


- Sim eu lembro de tudo isso mas preciso de uma ajuda sua. - Cruzo os dedos de forma ansiosa olhando para os lados. - Lembra daquelas pérolas de Perséfone que você ganhou na última missão? 


Todos os semideuses não cansam de se gabar sobre suas recompensas em missões e na última Shawn ganhou 7 delas e isso é muito difícil mesmo de acontecer. 


- Sei, o que tem elas? - Me olha desconfiado. Desvio o olhar do seu descendo pro seu corpo mais em uma tentativa de fugir dos seus olhos do que outra coisa só que me arrependi ao ver que seu tronco desnudo.  


- Eu preciso de quatro, juro que até pago só não me faça perguntas que não posso responder é questão de vida e morte. - Suplico de forma ansiosa, daqui a pouco daria quatro horas da manhã e temos que sair antes das cinco de todo jeito. 


- Olha eu não deveria. - Olhei triste pra ele. - Mas vou te ajudar pois eu gosto de você, só um segundo. 


Respiro aliviada quando o mesmo entra pela porta novamente, com essas pérolas podemos chegar no destino em segundos e pelo que fiquei sabendo a viajem será bem longa. Amarro a blusa pela décima vez em minha cintura em forma de distração tentando não ficar nervosa com a demora. 


- Aqui estão. - Tomo um susto com a voz perto do meu ouvido, me afasto pegando o saquinho de suas mãos dando alguns passos para trás. 


- Obrigada depois você me diz quanto vai ficar, sei que são preciosas. - Tiro minha mochila das costas abrindo-a com cuidado tentando não deixar cair nada e com a maior delicadeza do mundo coloco o saquinho com as pérolas ali dentro.


- Sabe o que quero. - Sorriu chegando mais perto, engoli em seco com a aproximação e ficando totalmente paralisada quando o mesmo sela seus lábios no meu, só acordei pra vida quando sinto o mesmo tentar aprofundar o beijo me fazendo segurar sua mão em meu rosto afastando a mesma.


- Shawn não... Desculpa só que não funciona assim. - Sou sincera tentando não magoar o filho de Hermes de alguma forma só que também sei que é impossível alguém sempre sai machucado no final. 


Me afasto mais dando meia volta e saindo correndo até a entrada do acampamento para descermos a colina. Olho pro céu vendo que falta poucas horas até meu pai trazer o sol. 


- Vamos não temos tempo a perder. - Passo pelas meninas sem ao menos parar, se eu parasse elas iam ver que aconteceu alguma coisa e não estou afim de entra nesse assunto agora. - Lauren você dirige. 


Jogo a chave do carro da Dinah em sua direção, as meninas percebendo que eu não queria papo só me seguiram em silêncio. Lauren ia perguntar alguma coisa mas ao ver minha cara fechou a boca novamento liderando o caminho. 

  

- Não acredito que vou ao Egito! Estou excitada. - Dove exclama e como filha de Atena eu imagino sua euforia só que eu mesma queria saber aonde eu estou me metendo... 


Notas Finais


Que comecem os jogos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...