1. Spirit Fanfics >
  2. A Usurpadora - CAMREN >
  3. Capítulo 8

História A Usurpadora - CAMREN - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo 8


Point Of View / Narrador

Emma Swan estava de frente a sua amada noiva enquanto almoçavam nos poucos minutos que ela tinha conseguido livre. Sorria em direção ao que a morena contava a ela, mas sem prestar atenção de fato ao que ela dizia. Se perdendo no sorriso da menor, mas preocupada com as coisas no trabalho.

— O que foi amor, você está distante. – A morena enrugou a testa em preocupação.

— Não deveria, mas preciso te contar uns comentários que eu ouvi na empresa.

Recebendo em troca um leve arquear da sobrancelha da menor, ela resolveu continuar

— Parece que a minha chefe enlouqueceu, ouvi até alguns boatos de que gostariam de tirá-la da presidência.

— Ela sempre me pareceu compenetrada com o trabalho. – A advogada diz estranhando.

— Ela está estranha nos últimos dias... – Deixa em aberto a loira, tomando um gole de água. — Ela me avisou que isso seria um "teste" e por tanto até me promoveu, mas as suas saídas repentinas e seu descaso com algumas reuniões e até mesmo com a mãe tem feito os acionistas ficarem muito bravos. — Suspira. — Ouvi Jhonata reclamando, e temo pelo meu emprego.

— Não pense assim querida. – Enfim tomando consciência do medo da maior, Regina tenta tranquilizá-la. — Michelle sabe exatamente o que está fazendo.

— Eu espero que sim, e de toda a forma, só preciso completar seis meses lá e conseguirei emprego em qualquer lugar. – Diz rindo.

— Então poderemos comprar nosso cantinho. – Sorri agraciada distraindo a outra.

( - )

Passara poucos dias depois do passeio ao parque, e Lauren teve uma agradável surpresa. Fora convidada por Camila para viajarem juntas por dois dias. A jovem latina estava empenhada em conquistá-la de vez, tendo então posto em prática seu plano. Lauren acordou se espreguiçando e como de costume checando seu aparelho em busca de notícias positivas de Michelle e vendo que novamente não as tinha, se levantou resignada.

Esfregou os olhos, checando as horas, notou ser apenas sete para as oito. Ainda de top e samba canção se dirigiu a cozinha, sentindo um cheiro delicioso de bacon e ovos. Primeiro seu estômago roncou, segundo sua curiosidade foi a mil, como alguém estaria cozinhando ali, sendo que ela dispensara as cozinheiras?

Ainda coçando os olhos, adentrou a cozinha, encontrando uma Camila muito concentrada em um mini short mexendo em algo no fogão. Pelo cheiro, Lauren soube que estaria recebendo o seu melhor café da manhã.

— Oi?! – Questionou confusa.

— Oi meu amor, acordou antes que eu fosse te chamar. – Camila se vira com um sorriso contagiante.

Como pode estar plenamente maquiada e estonteante essa hora da manhã? - Lauren se perguntou.

— Acho que sim. – Lauren riu sem graça. — É pra mim? – Questionou feliz.

— Sim, ou você quer que eu faça algo mais natural? – Questionou a latina preocupada.

— Que nada, isso aqui está ótimo. – Lauren disse mordendo o bacon, sentindo sua libido crescer junto a fome.

Ambas passaram o dia juntas, rapidamente indo até a cidade vizinha onde ficariam hospedadas a pousada para se "amarem" como Camila prometera a Giovanna. Pelo menos era o que ela queria.

( - )

Camila tinha um livro em mãos, enquanto repousava seu corpo tendo Lauren atrás de si, a apoiando. A maior sentia o cheiro de morango dos cabelos recém lavados, o perfume que ela sabia nunca antes ter sentido na vida e Camila vez ou outra soltava suspiros que estavam mexendo com a imaginação dela. Quando cansou de ler, Camila jogou o livro de canto, virando-se e ficando por cima dela, roubando diversos beijos e carinhos que estavam a consumindo.

Lauren observou depois de alguns minutos enquanto Camila tagarelava, quantos seus lábios eram convidativos. Ela sorriu, e interrompeu o falatório que ela já não sabia mais do que se tratava, puxando pela nuca e colando os lábios de maneira apaixonada.

— Essa é a sua forma de dizer sim? – Camila riu.

— Hum, sobre o que mesmo eu estaria concordando? – Perguntou de maneira tão inocente que Camila teve que segurar um pouco para não a afogar em beijos.

— Eu perguntei se você concorda em entrar com o terninho que eu escolhi. – Diz sugerindo.

— Mas não era surpresa isso? – Diz meio confusa.

— Eu cuidei de tudo amor, você irá amar. – Garante.

— Eu sei, amo tudo em você.

Camila sentia seu coração derreter. Amava as caricias roubadas, a forma como Michelle sorria para si, até sentia que era outra pessoa ali em sua frente, entregue. Lauren a beijou lentamente, meio sem jeito. As mãos se perdendo o desejo evidente pelo pulsar no sexo da latina e pela enorme ereção de Lauren.

Contrariando tudo que Camila queria de si. Lauren parou o beijo com diversos selinhos. As mãos ousadas da menor não entendiam como poderia ficar longe do corpo que a atraia. Ergueu os olhos, a fitando. Olho no olho, calor com calor. Grudou os lábios novamente por não conseguir se afastar, se inebriando em carinhos.

Pouco tempo depois, estavam deitadas uma de frente a outra. Camila estudava minuciosamente o rosto da mulher com quem ela pretendia passar o resto da vida. Brincalhona, despreocupada, totalmente descontruída e ainda por cima cuidara dela de maneira magistral. Não era a mulher a quem ela conheceu e ficou noiva, mas ela amara a mudança. Queria fazer amor com ela, mas gostava de como Michelle a respeitava.

A latina acabou adormecendo nos braços da maior, que tentava aproveitar cada minuto de carinho.

( - )

Lauren acordou pouco depois com sussurros em seu ouvido e um quarto completamente claro, já que Camila abrira todas as cortinas. Claramente ela era mais matutina do que ela.

A latina estava parada a poucos centímetros dela assustando Lauren levemente. Olhos dela estavam em chamas captando cada pedacinho do corpo dela. Lauren tragou pasma. A menina parecia querer devorá-la. Como queria poder se entregar de corpo e alma para aquela mulher.

— Não queria acordá-la. – Disse Camila de maneira falsamente inocente, porém com a voz baixa enrouquecida e puramente sensual. Observou o corpo da noiva da cabeça aos pés se demorando no meio de suas coxas. Lauren viu de maneira sôfrega ela lamber os lábios em aprovação ao que via, fazendo uma pontada atingir seu membro que teimava em se animar.

Parou instintivamente com as mãos sobre sua ereção furiosa corando fortemente. A áurea sexual que vinha de sua noiva, era palpável.

— Eu... – Lauren tentou dizer, quando sentiu Camila montar sobre seu quadril.

— Eu quero tanto você. – As orbes castanhas brilhando em desejo, fazendo com que Lauren perdesse o juízo por alguns segundos. Camila avançou como um animal faminto em busca de sua presa, em direção aos lábios de Lauren, enquanto erguia seu tronco arrancando de si a camiseta que vestia.

Paralisada com a cena e vendo os contornos perfeitos dos seios da menor, Lauren gemeu arrastado. Sentiu as mãos habilidosas procurarem seu membro e o acariciarem de maneira cadenciada a embriagando em prazer. Não pensou direito, apenas reagiu como seu corpo pedia. Atacando o corpo delicado da menina mulher em cima de si, perdendo o rumo entre os beijos. As mãos se conhecendo, desvendando. Sentiu quando Camila passou por entre seu abdômen fazendo um carinho constante próximo ao seu umbigo. Viu quando ela pareceu pensar um pouco, e quis voltar a si desistindo enquanto conseguia.

— Camila, amor... – Gemeu novamente quando os beijos seguiram para seu pescoço. — Nós, precisamos parar ... – Lauren disse de maneira sufocada.

— Eu sei... – Camila disse afobada, como se tivesse algo despertado nela de volta a realidade. — Você me pediu para aguardar, mas eu te desejo tanto. – Disse sincera.

— Eu também, não sei se você percebeu. – Lauren tentou brincar, ganhando um suspiro pesado da sua companheira.

— Duas semanas Michelle, e você não escapa. – Camila diz séria.

Ao ouvir o tom de voz da outra, Lauren sentiu um arrepio gostoso. Gostava de descobrir as várias faces de Camila. A patricinha, a fofa, a cuidadosa, a cozinheira, a companheira, e principalmente a mandona. Mas aquela perfeitamente séria e incisiva de suas decisões, mexia tanto com ela, que quase, mas quase montou em cima da jovem e a tomou para si.

— Eu também estou ansiosa, isso tudo tem deixado meus hormônios malucos, eu só consigo pensar nisso. – Lauren acaba entregando, ganhando um sorriso presunçoso como resposta.

— Então por que não fazemos amorzinho? – O bico nos lábios da menor, entregando que ela estava instável em relação aquele assunto.

— Vou preparar a banheira para você amor. – Lauren diz levantando-se, antes que fosse tarde demais e não conseguisse resistir. Principalmente quando sentiu os carinhos que a mão delicada direcionava a sua coxa esquerda.

— Hum. – Camila resmungou deitando-se de barriga pra cima, sabendo que Michelle não cederia e já ouvindo os passos dela em direção ao quarto.

No entanto, para Lauren estava cada vez mais difícil a tarefa de resistir aos encantos da jovem Camila Cabello. Ainda mais, sentindo que além de seu membro a traí-la, seu coração seguia pelo mesmo caminho.

 

 


Notas Finais


ENQUETE!!!

QUEREM QUE TENHA O HOT ANTES DA CAMILA SABER DA VERDADE OU DEPOIS? QUANDO TIVER PELO MENOS 20 COMENTÁRIOS DIFERENTES AQUI EU VOLTO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...