História A vampira demônio de Bobby Singer - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Dean Winchester, Jo Harvelle, John Winchester, Lilith, Lúcifer, Meg Masters, Personagens Originais, Sam Winchester
Visualizações 14
Palavras 1.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Sobrenatural, Suspense
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aparência de Sally e olhos dela quando possuída.

Capítulo 3 - Possuída


Fanfic / Fanfiction A vampira demônio de Bobby Singer - Capítulo 3 - Possuída

- Sally -

2 anos depois = 14 anos

Não me apresentei, sou Sally Jones, tenho 14 anos, sou alta para minha ideia, cabelo castanho e belos olhos azul mar. Moro com Bobby Singer desde que ele e John Winchester  mataram meu irmão e meus pais quando eles foram possuídos por demônios, conheci os filhos de John a dois anos atrás, sinceramente, achei Dean um pateta e Sam um fofo.

* Vou supor que Sally e Sam tem a mesma idade, Dean é 4 anos mais velho então tem 18

Pra falar a verdade não gosto de Bobby, ele nunca está presente, só vive em caçadas sobrenaturais e nunca me chamou de filha, só de pequena, isso me irrita, e ele foi o primeiro a matar, ele matou minha mãe a sangue frio, eu vi todas as mortes bem de frente, eu odeio esses caçadores, preferia estar morta, mas um dia vou fazer eles pagarem pelo o que fizeram.
Estava totalmente relaxada no meu quarto quando uma fumaça preta apareceu na minha frente, um demônio, ele entrou em mim pela boca e eu lutava para não ser controlada, ouvi ele falar na minha mente: 

- Não lute criança, sei que tem raiva de seu cuidador, posso te ajudar com sua vingança, esse caçador matou meus irmãos, vamos nos unir para por um fim nesse assassino. 

Pela raiva que tenho de Bobby deixei ele me dominar, mas antes de me controlar por completo ele disse:

- Você é poderosa garota, para resistir a mim, pode ser uma grande aliada para nós. 

Depois fui totalmente possuída pelo demônio.

- Bobby -

Estava na cozinha quando Sally apareceu sorrindo:

- Oi pequena, parece feliz.

- E estou, hoje vou realizar um sonho que tive por anos.

- E qual é pequena? 

- Te matar.

Quando ouvi isso me assustei, ela me deu um sorriso maligno e seus olhos ficaram brancos, ela estava possuída:

- Estava ansiosa para esse momento.

Ela fez um gesto com a mão e eu fui parar na parede sem poder me mexer:

- Saia do corpo dela demônio.

Ela chegou bem perto de mim e me encarava com seus olhos brancos:

- Talvez eu saia, mas depois de você morrer.

- Quem é você? 

- Você não me conhece Singer, a 5 meses atrás você estava caçando em Minessota, encontrou dois demônios e os matou, eram meus irmãos, e agora você pagar pela morte deles.

Eu começei a gritar de dor, eu sangrava de várias partes do corpo, eu estava para morrer quando um amigo caçador, Frank Miller,  apareceu:

- Vá pro inferno demônio!

Ele jogou água benta nela e ela gritou, eu consegui me mexer:

- Mais um caçador para a diversão.

Frank ia acerta-la com uma flecha mas eu fiquei na frente: 

- Não Frank é minha filha.

- Agora é o pai preocupado Bobby? Ela te odeia, e vai se vingar ao meu lado. 

Eu e Frank fizemos um exorcismo e o demônio saiu de Sally, ela ia caindo mas consegui pega-la nos braços:

- Sally ai meu Deus.

- Você é pai?

Contei toda a história dela para Frank:

- Coitada.

- Ela tem uma história traumática.

- Sorte que ela tem você. 

- Queria que ela pensasse o mesmo. Obrigada pela ajuda.

- Por nada.

Frank saiu e eu fiquei com Sally o resto do dia sem nenhuma caçada.

1 ano depois 

- Sally -

Bobby só fez o papel de pai no dia da possessão, depois disso voltou o que era antes, estou cada vez mais intencionada a fazer minha vingança. Estava outra vez no meu quarto quando outro demônio invadiu meu corpo: 


- Quem é você?

- Meu nome é Lily, é um prazer conhece-la Sally Jones.

- Como me conhece? 

- Nós duas temos uma coisa em comum querida, nossos pais foram mortos por Bobby Singer e John Winchester, os demônios que possuíram seus pais eram os meus. Deixe-me possuí-la, temos o mesmo desejo, os caçadores mortos, inclusive os dois, você não gosta de Deus e seus anjos, junte-se a mim Sally, seremos poderosas, ninguém irá nos impedir, você tem medo dos demônios, mas somos seus amigos, não te deixaremos na mão, dominaremos todos.

- Todos os caçadores irão morrer. Dominaremos todos. Eu te aceito.

Deixei Lily me possuir, me sinto muito mais forte, diferente da primeira vez, como se nada pudesse nos separar. 

- John -

Os meus filhos foram dar uma volta quando eu ouvi a campanhia tocar, abri a porta e vi que era a pequena Sally: 

- O que está fazendo aqui? 

- Eu vim conversar, posso entrar?

Deixei ela entrar e fomos para sala:

- Desculpa como te tratei antes, eu era muito imatura, não entendia as coisas direito.

- Tudo bem, Bobby sabe que está aqui?

- Ele foi em outra caçada e eu não queria ficar sozinha. Sam e Dean estão aqui?

- Não eles foram dar uma volta. 

- Que pena, queria que eles participacem da diversão. 

- Que diversão?

Ela fez um gesto com a mão e eu fui parar na parede com tudo ela vinha até mim me encarando com um sorriso maligno:

- O que você quer de mim?

- Vingar meus pais que você e Bobby mataram.

Assim que ela respondeu minha pergunta seus olhos ficaram pretos: 

- Depois de nove anos finalmente tenho você nas minhas mãos, hoje é sua morte John Winchester. 

- Devia ter te matado quando tive a chance garota insignificante. 

- Quero ver tentar Winchester, não vai matar nenhuma de nós. 

- Como assim nenhuma de nós? 

- Ah John, o meu nome é Lily, e, os demônios que possuíram os pais da Sally eram meus pais, vingança dupla querido. 

- As duas irão para o inferno. 

Senti uma dor horrível, começei a sangrar de várias partes do corpo, estava perdendo as forças: 

- Suas últimas palavras John Winchester?

- Vá pro inferno demônio. 

Bobby acabou entrando para  salvar minha pele:

- Fique longe dele, e saia do corpo dela demônio. 

- Que surpresa adorável Bobby, depois de nove anos. 

- Bobby os demônios que possuíram os pais da Sally eram os pais dela- Eu

- Meu nome é Lily.

Bobby jogou água benta nela mas nada aconteceu:

- Como isso aconteceu? Só os demônios de olhos dourados são imunes a água benta.

- Sou mais esperta que vocês caçadores, todos vocês devem morrer.

Tentamos um exorcismo e deu certo, Lily saiu, Sally está salva.

- Sally -

Na verdade não deu certo, como eu aceitei Lily o exorcismo criou uma ilusão dela saindo, ela continua dentro de mim, e não vou tira-la. Ela falou comigo:

- Um exorcismo comum só me mantém inerte por um período, não vou sumir de você, estamos unidas agora, mas se descobrirem que ainda estou em você e qual é o exorcismo certo seremos derrotadas.

- Não vou ficar com eles, vou embora.

- Faça isso e voltaremos muito mais poderosas do que antes.

Senti ela rir maléficamente e eu ri junto, eles mal perdem por esperar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...