História A Verdade Nunca Dita - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Visualizações 42
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obs: capítulos hentais não começaram ainda mas vai ter.

Capítulo 2 - O colar


Fanfic / Fanfiction A Verdade Nunca Dita - Capítulo 2 - O colar

[11/7 18:42] M😅😀🙂: Não demorou muito para chegarmos ao nosso destino, Mysefor, uma das maiores cidades que existem por ter vasto territorio e ter muitas pessoas que moram la, sinceramente não sei se vou te encontrar ne - chan, a única coisa que tenho lembrança são coisas seus olhos azuis e sua doce voz que acalmava. Seu nome? Infelizmente não consigo lembrar, como disse essas são as únicas memórias que tenho.

Com essa incerteza de achar ela mas tenho esperança dentro de meu coração que ela esta viva.

Elisabeth: Tem algo te incomodando, por favor me conte, divida isso comigo - pego em suas mãos.

Meliodas: Não quero te preocupar com meus problemas - beijo sua bochecha mas ela segura minha mão.

Meliodas: Mesmo assim quero saber, quando fica triste eu fico junto - o encaro seriamente e ele se vira ficando de costas para mim .

Meliodas: Estou tentando encontrar minha irmã que desapareceu a anos atrás por isso viemos para Mysefor - isso foi tudo que consegui falar antes das lágrimas começarem a cair e não pararem.

Elisabeth: Vai ficar tudo bem, eu vou te ajudar a encontrar ela, pode deixar - abraço ele por trás.

[11/7 20:30] M😅😀🙂: Meliodas: Sem você eu não seria nada - me viro, pego em sua nuca e a beijo - Sinto medo de não encontrar minha irmã - apoio minha cabeça em seu peito.

Elisabeth: Tenho certeza que vai encontrar ela, nos já chegamos em Mysefor, vamos? - estendo minha mão e ele pega.

Meliodas e Elisabeth seguem Melin para uma caverna estreita enquanto King, Ban, Diane e Gowther procuram nas ruas alguma garota parecida com as descrições dadas pela Merlin.

Na caverna

Elisabeth: Que caverna linda - fico encantada a cada joia que vejo, uma mais brilhante que a outra.

As cavernas daqui são conhecidas por serem as mais ricas em pedras preciosas, deveriam ter muitos ladrões aqui, algo não bate, essa caverna é desprotegida mas varias pedras continuam no local - uso minha magia para tentar tirar um pedra e recebo um choque que me faz cair no chão - Eu sabia, alguém protege essa caverna - eles me seguram antes que pudesse cair.

Meliodas: A pergunta agora é quem e o que protegem essa caverna - ajudo a Merlin a ficar de pé - Esta tudo bem com você, se quiser podemos parar?

Merlin: Estou bem, aquele choque não foi tão sério assim mas se fosse outra pessoa, com certeza estaria desmaiada - pego uma tocha e continuamos no local onde tinham duas direções.

Meliodas: Vamos nós dividir, Elizabeth vai com a Merlin pela esquerda e eu vou sozinho a direita - elas concordam e eu vou para a direita como havia falado.

Vou caminhando tranquilamente até que escuto um som estranho seguido de uma voz que dizia : " Há seis anos atras uma garota muito nobre veio proteger essas pedras pois sabia que seu irmão estava vivo, queria que uma pedra em especial fosse guardada, ela se chama Lua, a pedra celestial da noite por causa de sua força demoniaca, se chamar seu nome a pedra vai aparecer" .

Meliodas: Lua, pedra celestial - quando chamei uma pedra saio da parede, as rochas iam caindo no fim deixando um colar cair em minha mão, para minha surpresa era o mesmo colar de minhas lembranças, isso significa que a pessoa que protegeu essa caverna é a minha irmã.

Hana sempre te amou Meliodas

Meliodas: Quem esta ai? - viro para os lados mostrando a espada mas não tinha ninguem.

Olhe para o colar - ele me olha e quase me derruba enquanto dava um berro alto.

Meliodas: Você é um colar, como pode estar falando comigo ? - olho atentamente para aquele colar.

Dar vida a tudo que quiser, esse é um dos poderes da Hana, ela deu vida a mim logo depois que se separaram...

Meliodas: Se esta com minha irmã a tanto tempo, sabe quem me afastou dela? - me sento cerrando os punhos.

Ela me criou depois disso, só sei das coisas que ela me contou, isso não esta incluido da lista.

Meliodas: Entendi, você pode me responder algumas perguntas? - ela assente com a cabeça - Como ela é e onde esta?

Ela é do tipo desconfiada mas é uma pessoa boa, não sei onde ela esta agora mas posso tentar acha - la, consigo sentir sua presença.

Meliodas: Entendi, sim por favor, obrigado, ela deve ser incrível - dou um leve sorriso e saio andando com esse colar que fala.

Volto para a entrada onde a Elisabeth e Merlin estavam paradas.

Lua(colar) : Duas garotas, que força surpreendente elas tem.

De quem é essa voz? - olho para os lados sem ver ninguém.

Parece que minha irmã pode dar vida a objetos - mostro o colar a elas que dão um pulo.

Eu me chamo Lua, a pedra celestial e vocês? - elas pulam para trás.

Merlin: Quando eu pensei que já tinha visto de tudo, agora uma pedra falante - coloco a mão na cabeça - Esse colar pode localizar sua irmã?

Lua: Eu posso sentir a presença dela já que ela me criou, pelo que sinto, não esta muito longe daqui.

Meliodas: Então o que estamos esperando? Vamos logo - todos nós corremos para fora da caverna.


Notas Finais


Para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...