História A viagem - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags A Viagem, Aventura, Viagem
Visualizações 3
Palavras 895
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello

Capítulo 6 - Acidente




Acordei pouco tempo depois. Olhei as mensagens em meu celular, todas do grupo da escola, 197 mensagens, não queria ler pois tinha certeza que era treta. Ninguém falava nada naquele grupo. Mandei uma mensagem a Kim.

Mensagem on

Oi Kim!!!!


Oi

Quer sair?


Claro!

Que horas você  pode?


Estou livre o dia todo.

Em 20 minutos?


Então eu passo aí?

Pode ser. Vou me arrumar!


Ok

Mensagem off


Fui correndo para o banheiro. Fiz minhas higienes, uma maquiagem básica e fui me trocar de roupa. Resolvi colocar uma calça jeans, uma blusa vermelha e um converse vermelho. Kim chegou, resolvemos ir em um cinema. Compramos ingressos, uma pipoca grande e dois refrigerantes. Assistimos um filme de heróis, naquela sessão tinha apenas pais com seus filhos, mas dane-se. O filme era muito bom. Fomos até um parque de diversões próximo. Qualquer  um que nos via ganhando bichinhos de pelúcia achavam que eramos crianças crescidas retardadas com um monte de ursinhos, e sim, somos. O Sol estava se pondo, então fomos para casa. Chegando em casa, não estava com fome, então não jantei e fui dormir.


Acordei com aquele maldito despertador, fiz minhas higienes e me vesti com o uniforme escolar. Diferente dos outros dias, peguei minha bicicleta e fui pedalando para a escola.


Todas as aulas normais, mas Kim não havia entrado na escola. Senti sua falta. No intervalo mandei uma mensagem a Kim perguntando se ele estava bem. Ele não leu. Talvez etivesse doente.


                     ~QUEBRA DE TEMPO~


Fazia dois dias que Kim não ia nas aulas ou respondia minhas mensagens. Estava ficando paranóica pensando que ele estivesse me evitando. Resolvi ir até sua casa. Cheguei lá e bati na porta, Kim abriu. Ele estava com a mesma roupa do dia em que saímos. Seus olhos estavam vermelhos e inchados, pelo seu rosto corriam lágrimas.


-O que aconteceu?- perguntei preocupada.


-Entre. Irei te explicar.


Apenas ele estava em casa. Seguimos até chegarmosem seu quarto. Ele sentou na cama e indicou para eu sentar em seu lado.


-Depois que cheguei em casa- ele fez uma pausa- meus pais e minha irmã foram para um restaurante. Minha mãe e minha irmã desceram na porta do restaurante e meu pai foi achar alguma vaga para estacionar o carro. Quando o sinal abriu, um carro com o motorista bêbado veio pela esquerda em alta velocidade. Uma ambulância foi chamada, mas ele morreu no caminho.-Kim começa a chorar apoiado sua cabeça em minhas pernas- O velório será hoje,  ás 16:00. Acho que não tenho forças para ir. Minha mãe e minha irmã foram para a casa de meus avós, minha mãe não queria ficar sozinha neste momento.


Suas lágrimas cada vez contornavamseu rosto cada vez mais rapidamente. Sabia que seu pai era, para Kim, um ídolo. Kim era muito próximo de seu pai.


-Talvez demore, mas você vai ficar melhor. A saudade nunca vai embora, ela diminui aos poucos e sempre está conosco. - digo tentando consola-lo e enxugo suas lágrimas.

-Você acha que eu deveria ir?- diz ainda chorando.


-Não faça algo ou deixe de fazer apenas pela opinião dos outros.


-Mas quero saber a sua opinião.


-Acho que você deveria ir. Seria um último adeus.


-Você iria comigo?


-Claro. Vamos, irei te ajudar.


Abro seu guarda-roupas e pego um terno preto e coloco em cima de sua cama. Vou até minha casa vestir um vestido preto. Volto para a casa de Kim e ele estava com seus cabelos molhados e de terno. Seus olhos ainda estavam um pouco inchados , mas não tanto como antes.


-Falei com a minha mãe e ela virá nos buscar para irmos até o cemitério. -ele disse


-Está bem.



Ficamos esperando e a mãe de Kim havia chegado, ela estava com um vestido longo preto, e Milla, com um vestido preto pouco acima do joelho enfeitado com pedrinhas brilhantes. Entramos no carro, todo caminho até o cemitério, ninguém falou nada. Senti pena de Milla, era muito nova para ter perdido o pai.
Chegamos no cemitério e várias pessoas já haviam chegado, a maioria eu não conhecia, apenas tinha visto alguns rostos algumas vezes na rua.
                   
                  ~QUEBRA DE TEMPO~


Depois do enterro, me despedi de Kim,me despedi de Kim, sua mãe e irmã. Cheguei e meus pais não  estavam em casa, tomei um banho rápido e coloquei meu pijama. Como estava com fome, abri vários armários, mas a unica comida rápidavera macarrão instantâneo. Comi e fui dormir.
Acordei estranhamente cedo, já que era sábado. Fui no banheiro, fiz minhas higienes e fui diretamente para a cozinha fazer um café e comer um pão. Coloquei água para aquecer e um pão na torradeira. Notei que meus pais ainda não tinham chegado em casa e resolvi ligar para minha mãe.
-Oi mãe! Onde você está?
-Oi filha! Eu e seu pai tivemos que fazer uma viagem urgente de trabalho, e como você estava no enterro do pai de Kim, resolvemos não atrapalhar.
-Ok.... Sabe quando volta?
-Segunda....ou terça.
-Ok! Tchau mãe!
-Tchau filha!
Desliguei o meu celular e peguei a água e terminei meu café. O silêncio de casa era tedioso. Do nada me veio Kim na cabeça, provavelmente não havia melhorado. Resolvi assistir alguma série ou filme, mas na metade acabei dormindo. Acordei 12:00 com fome, não sei cozinhar muitas coisas, então fui em um restaurante do shopping, e, depois simplesmente andei por algumas lojas sem rumo.











Notas Finais


Bloqueio de criatividade.......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...