História A viagem (Korrasami) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Avatar: A Lenda de Korra
Personagens Asami Sato, Korra
Tags Amigas, Amor, Korrasami
Visualizações 184
Palavras 2.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora 😅
Eu relacionamento estava ocupada essa semana.

Bem, tenham uma boa leitura!

Capítulo 3 - Dia no parque


  - Sami ? - Korra chamou a morena enquanto balançava seu corpo levemente.

- Hum? - A morena resmungou se virando para o lado, abraçando a cintura de Korra.

- Vamos,temos que ir ao parque - Korra falou tentando acordar Asami.

Ao ouvir a palavra parque a morena rapidamente joga a coberta e levanta da cama totalmente animada.Havia sido sua ideia ir ao parque depois de jantar com Korra.

- Você é muito linda - Korra elogiou observando Asami fazer um coque bagunçado no cabelo antes de seguir para o banheiro.

- Não minta Korra,sei que estou horrível com o cabelo bagunçado - Asami falou entrando no banheiro.

- Não estou mentindo, você é linda de todas as formas - Korra falou auto o suficiente para Asami ouvir.

A morena nada falou mais sorriu largo com o elogiou da amiga.

Korra saiu do quarto e desceu as escadas se jogou no sofá e ligou a Tv,estava passando o School of Rock.O café da manhã já estava pronto e assim que desceu as escadas Asami sentiu o aroma gostoso das comidas,sem dúvidas sua melhor amiga cozinhava bem. Sato se jogou no colo da amiga e Korra sorriu com o ato tão costumeiro.

- o que você está assistindo? - Asami questionou brincando com o zíper da blusa da morena.

 - School of rock - Korra falou pegando numa das mechas do cabelo de Asami.

- Você cheira tão bem - Asami falou cheirando o pescoço de Korra, sentindo o cheiro amadeirado da morenas direto da fonte 

A morena sentiu seus pêlos se arrepiarem,era inevitável não sentir um arrepio passar por todo seu corpo.Era apenas um carinho entre amigas e ela sempre ficava assim.

- Você também - Korra murmurou cheirando a orelha de Asami,que também se arrepia da cabeça aos pés.

- V-Vamoa tomar café - Asami falou levantando rapidamente do colo de Korra,estava extasiada com o toque da amiga.

- C-Claro - Korra concordou também extasiada.

Korra fez um prato caprichado para si e levou um copo de suco de laranja para a sala.Sentou-se no sofá e começou a comer, prestando atenção em sua amiga que se junta a ela no sofá.

Asami não percebeu,mas Korra a observava atentamente,achava a amiga muito linda, tudo nela (ao menos o que já viu 😏). Não que tivesse visto a amiga nua,mas semi nua já era bom não? Tinha que ser.Asami leva o copo de suco a boca e após tomar um gole,Korra percebe a marca dos lábios dela no copo.

"Como queria ser esse copo " pensou suspirando,mas logo balançou a cabeça. Asami era sua melhor amiga,talvez estivesse precisando de uma namorada.

- Korra?Tudo bem ? - Asami questionou vendo a amiga piscar várias vezes.

- Claro,só estava pensando no quanto preciso de uma namorada - Korra murmurou bebericando seu suco.

Ao ouvir a amiga Asami engoliu a seco "preciso de uma namorada" essa frase começava a martelar sua cabeça.Korra e outra mulher beijando-se, tocando-se parecia demais para ela.Seu estômago se revirou com as imagens em sua mente.

- Por quê acha isso ? - Asami questionou engolindo um bolo em sua garganta.

- Ah é que eu me sinto meio só ... você entende né? - Korra questionou coçando a nuca, visivelmente nervosa.

- Ah....a-acho que sim - Asami falou vermelha.

Ela nunca teve relações sexuais com ninguém,até porque seu pai não queria que sua filha se aventurasse no mundo,ela iria se casar virgem e se entregar totalmente de corpo e alma ao seu futuro marido (No caso Noa).

- Desculpa Asami,eu não queria te deixar envergonhada - Korra se desculpou visivelmente preocupada com a amiga.

- Tudo bem.Então.... essa ideia é só para suprimir seus desejos? - Asami perguntou com cautela.

- Eh - Korra coçou a nuca.

- Bom ....eu vou lavar a louça - Asami anuncio depois de uns instantes em silêncio.

- Eu te ajudo - Korra falou pegando seu prato e copo os levando para a pia.

Asami lavou a louça em silêncio e Korra enchugou.A morena tentava puxar assunto com a Sato,mas sua boca não emitia som.

[....]

                  Pov:Korra

Droga! eu minha boca grande estragamos tudo.Asami estava deitada na rede enquanto eu estava deitada no parapeito das pilastras da área.Desde a nossa conversa que não trocamos uma palavra, Sami parece estar muito séria.

- Panda ? - Chamei fazendo bico.

Ela se vira para me olhar com a cara séria,mas não desmancho meu bico eu sabia que ela não resistiria ao poder do biquinho!

Vejo a cara séria de Asami se desmanchar e corro para cima da rede me jogando em cima de Asami.

- Panda não consigo ficar com raiva de você - Asami murmurou me apertando contra o seu corpo.

- Eu também não consigo ficar com raiva de você tigresa - falei abafado por estar com o rosto na curva do pescoço da morena.

- Mais você não tinha motivos para ficar com raiva de mim - Asami falou soltando uma risada nasal.

- Eu sei,mas é bom fazer manha - declarei mordendo seu pescoço.

- Você é muito fofa sabia? - Asami falou beijando minha bochecha.

Vejo seus pêlos se eriçarem e beijo seu pescoço onde mordi,sem querer ficaria a marca ali.

- Sabia e você gosta - falei beijando todo o seu pescoço.

- V-Vamos ao parque? - Asami perguntou com a voz falha.

- Claro - Concordei levantando da rede, ajudando-a a levantar também.

[....]

- Eu quero algodão doce - Asami  anúncio animada enquanto via o homem que vendia algodão doce passar com seu carrinho.

- Deixe que eu vou pegar - falei levantando da grama.

- Espera!Eu vou com você - Asami falou levantando.

Ela entrelaçou nossas mãos e sinto o arrepio costumeiro passar.

- Do azul ou do rosa ? - Perguntei parando em frente ao homem do algodão doce.

- Azul,pois é a cor dos seus olhos - Asami falou encostando sua cabeça em meu ombro sem desconectar nossos olhos.

Senti meu coração falhar uma batida.Como eu queria beijar aqueles lábios pintados de vermelho.

"O que eu estou pensando? Asami e minha melhor amiga!!"

- Ah claro! Moço me dê um algodão do azul - Pedi entregando-lhe o dinheiro.

- Obrigada jovem, vocês são namoradas? Desculpe a intromissão - o senhor questionou sorrindo educadamente enquanto fazia o algodão.

- Ah o que? - Questionei vermelha.

- Nós n-não somos namoradas senhor,eu estou noiva de outra pessoa - Asami falou rapidamente.

Sinto como se tivesse levado um tapa na cara,a Asami tinha um noivo,uma pessoa em sua vida.Eu não poderia ficar entre os dois, além do mais logo ela casaria e teria.... filhos com o Noah.

"No que eu fui me meter senhor " me praguejei mentalmente por está gostando de Asami ou ter tido a ipoteze de isso acontecer.

- Ah me desculpem! E que vocês parecem serem namoradas - O senhor falou sem graça.

- Esta Tudo bem! Obrigada moço - Asami falou pegando seu algodão que foi estendido pelo senhor segundos antes.

Nós despedimos dele e voltamos para a árvores que estávamos sentadas.Eu estava um pouco pensativa, precisava por minha cabeça no lugar.

- Quer? - perguntou estendendo seu algodão em minha direção.

- Sim - falei me inclinando em sua direção mordendo um pedaço de seu algodão doce.

Sinto o algodão derreter em minha boca e sorrio com isso.Havisto Eliza vindo em minha direção sorrindo e como Asami estava de costas para ela não a viu chegar.

- Panda ....bem que eu poderia ficar entre suas pernas - Asami falou chupando seus dedos um por um enquanto me olhava nos olhos.

Sinto minha respiração falhar ao ver essa cena,puta merda!!! Como eu a queria naquele momento! Se controla Korra !

- Pode ficar se quiser - falei desviando meus olhos dos seus.

Ela rapidamente vem para o meu colo apoiando suas costas em meu peito.

- Oii Korra, você nem me ligou - Eliza falou sorrindo.

- Oii Eliza é como assim te ligar? - Perguntei confusa.

              Pov:Asami 

Vejo a vadia loira vir falar com a Korra e reviro os olhos,que vadia! 

Ao ouvir ela mencionar o seu número sorrio de lado,eu havia jogado o papel com o seu número fora antes que a Korra visse,eu sei sou uma ótima amiga.

- Ahh o mapa tinha seu número?me desculpe mais o joguei no lixo sem querer - falei fitando a vadia loira.

Eliza me fuzila com o olhar e sorrio largo para ela.

- Tudo bem,posso te dar meu número Korra ? - Eliza perguntou entre dentes.

- Ah claro,aqui - Korra falou pegando seu celular do bolso.

- Panda eu estou com frio - Anunciei batendo em seu braço antes dela estender seu celular para a vadia, fazendo-o cair na grama.

- Sério? Sente algo mais ? Alguma dor ? - Questionou me apertando de leve em seus braços, pegando o seu celular com uma das mãos livres voltando a guarda-lo no bolso da calça.

Confesso que amo os carinhos e a atenção que a Korra me dá quando estou doente ou perto disso.

- Não,só estou com um pouco de frio - falei sentando em seu colo, colocando a cabeça na curva do seu pescoço, ficando com uma perna de cada lado de seu corpo.

- Se sentir algo mais me avisa - falou começando a acariciar meu cabelo - Desculpa Eliza mais não tenho de conversar com você agora,podemos nos falar depois? 

- Claro aqui no parque a mesma hora amanhã pode ser? - questionou a loira com animação.

Eu queria poder dizer que elas não poderiam se encontra,mas eu não posso fazer isso! não tenho esse poder.

- Claro! Até amanhã - Korra falou rapidamente.

- Até - A vadia falou alto o suficiente para Korra ouvir, enquanto se afastava de nós.

- Vamos para casa? - Korra questionou depois de alguns segundos em silêncio.

- Sim - Murmurei levantando do seu colo, vendo-a fazer o mesmo.

- Vem sobe nas minhas costas - Korra pediu se agachando no chão.

- panda eu posso andar - anuncie rindo.

- Eu sei,mas quero te carregar como nós velhos tempos - falou sorrindo.

Um flashback de quando eu e Korra éramos pequenas aparecem em minha mente e, é nevitável não sorri.

- Tá bom - concordei subindo em suas costas, sentindo-a segurar minhas coxas.

Korra começa a correr e rimos como duas loucas até em "casa" era bom relembrar os velhos momentos,onde não havia casamento arranjado nem vadias oferecidas.

Saudades de quando tudo era mais fácil,até podia lidar com meus sentimentos pela Korra.Agora não passamos de ótimas amigas, prontas para serem usadas pelas etapas da vida.Eu forçadamente e Korra por desejo.As vezes o universo é tão irônico.

[....]

Me jogo na cama depois de um relaxante banho e espero a Korra sair do banheiro.Ouço o toque do meu celular tocar e levo minha mão até a escrivaninha pegando meu celular é atendendo a ligação sem ver quem era no visor.

                   Ligação on 

- Alô?

- Asami Sato! Onde você se meteu? Os preparativos para o seu casamento já estão todos prontos filha, só falta você vir conhecer e passar esse mês com seu noivo o conhecendo.

- Mais pai...

- Mais nada Asami,onde você está?a Korra tem algo a ver com isso?

- Eu estou em uma viagem com a korra papai,por favor me deixe ficar em viagem com ela.

- Asami ela é uma lésbica! não pode te dar filhos.

- Papai respeite a Korra,chega de ser tão preconceituoso.

- Tudo bem, você pode ficar aí com a korra,mas em ipoteze alguns se envolva com algum cara daí,por favor Sami, você precisa estar pura na hora do casamento.

- Certo papai,eu não irei me envolver com nenhum cara.

- Você estará de volta em um mês, apenas isso não é ? 

- E .

- Estarei a sua espera, boa viagem para vocês duas.

                Ligação off

Deixo meu celular em cima da escrivaninha novamente e afundo minha cabeça no travesseiro.Nunca pensei que meu casamento séria com alguém que não troquei nem duas palavras direito.

- Tigresa? Ei tudo bem ? - Korra questionou com o tom de voz preocupado.

Ouço seus passos ficarem próximos e logo sinto o colchão afundar, e seus braços protetores circulam meu corpo.

- Panda eu vou me casar - falei com pesar tentando inútilmente segurar as lágrimas.

- Eu sei...eu queria fazer algo para impedir mais não sei o que fazer,seu pai seria capaz de mandar o exército atrás de nós se fugisemos - Korra falou acariciando meus cabelos.

Deito a cabeça em seu peito, chorando baixinho tudo que não chorei no dia que meu pai disse que me casaria com Noah.Era nos braços protetores de Korra que queria viver para sempre, não nos de Noah.


Notas Finais


Gostaram? Comentem ai!

Ps:Vou tentar voltar antes ok?mais não prometo nada 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...