1. Spirit Fanfics >
  2. A vida de crimes de Yoshikage Kira. >
  3. Passeio na Speedwagonland

História A vida de crimes de Yoshikage Kira. - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Passeio na Speedwagonland


Kira, Diavolo e Dio retornaram à casa no fim da tarde, depois da difícil batalha contra Jotaro.

Pucci - Olá à todos! Como foi o "crime"?

Kira - Fora a parte em que quase morremos, foi até divertido.

Dio - É, mas não conseguimos matar ninguém... 

Diavolo - O QUÊ?! EU MATEI JOSUKE! 

Dio - Não me lembro disso. 

Diavolo - Você é idiota, ou o quê? 

Dio - Olha como fala comigo, baixinho! 

Dio e Diavolo já estavam quase começando a se baterem, quando Kira interviu. 

Kira - Ei, relaxem! Diavolo tendo ou não matado Josuke, só relaxem. 

Dio - Tá! Eu não ligo... 

Diavolo - Ok. Mas eu matei o Josuke e nada vai mudar isso. 

Kira - Tudo bem, que tal irmos dormir logo? Vamos em um lugar legal amanhã. 

Dio - Lugar legal, Huh? Eu quero ir nisso. Vamos Pucci, essa noite, irá haver uma comemoração no nosso quarto. 

Pucci - Claro! 

Dio e Pucci foram correndo até o quarto de hóspedes, que já havia sido determinado "O quarto de Dio e Pucci", pelos dois. 

Kira - Bem, eu acho que vou dormir também. Diavolo, você vem? 

Diavolo - Nah, vou dormir na sala hoje

Kira - Uh. Sendo assim, não durma tarde. 

Diavolo - Chiaro. 

Kira - Isso foi italiano? 

Diavolo - Foi. 

Kira - Ah. Buona notte pra você. 

Diavolo - Igualmente. 

Kira foi até a cozinha, preparou um leite morno e foi para seu quarto. Bebeu o leite, fez vinte minutos de alongamento e caiu no sono. 

Depois de uma longa noite de sono, Kira acordou com alguns gritos vindos da sala. Ele se levantou, saiu de seu quarto e percebeu que o quarto de Dio e Pucci estava aberto, então entendeu a gritaria. 

Ele andou até a sala e lá estavam eles, discutindo e brigando pelo controle da TV. 

Diavolo - EU QUERO ASSISTIR BEN 10 E VOU ASSISTIR BEN 10!! 

Dio - ESSE PROGRAMA É RIDÍCULO! EU QUERO ASSISTIR POKÉMON!! 

Pucci - Pessoal, não podemos resolver isso conversando normalmente?! 

Kira ativou Killer Queen, pegou uma lata de café, à jogou para cima e a explodiu. Todos olharam para Kira. 

Kira - Ah... Agora que tenho a atenção de todos, posso falar dos planos que tenho pra hoje. 

Diavolo - Só quando o Dio dizer o quê ele e o Pucci estavam fazendo ontem no quarto, que estava super alto e não deixava eu dormir! 

Dio - ISSO NÃO É DA SUA CONTA!! 

Diavolo - SE EU NÃO PODER DORMIR, É DA MINHA CONTA SIM!! 

Kira - CALEM A BOCA! 

Todos se calaram para ouvir o quê Kira tinha à dizer. 

Kira - Agora que tenho a atenção de vocês. Eu estava pensando em todos nós fazermos um passeio na Speedwagonland! 

Diavolo - SPEEDWAGONLAND?!? AQUELE PARQUE DE DIVERSÕES SUPER MANEIRO?!? 

Kira - Esse mesmo! 

Diavolo começou a ter um ataque de tosses e teve que ir pro lado de fora pegar um pouco de ar. 

Pucci - Ele tá bem? 

Kira - Relaxa, ele tá de boa. 

Dio - Ok, mas, voltando ao assunto do Parque, achei uma ótima idéia! Precisamos de distrações enquanto não estamos matando ninguém.

Kira - Então, nós quatro concordamos. Vamos para a Speedwagonland! 

Diavolo voltou para dentro, ainda não conseguindo conter a emoção. 

Diavolo - SPEEDWAGONLAND! 

Kira - Eu vou puxar o carro. 

Kira foi até sua garagem, destrancou e puxou o carro até a rua, e todos entraram. 

O carro já havia saído de Morioh, e estava em uma estrada indo direto à outra cidade, onde estava o Parque. 

Kira - Bem, eu tenho dinheiro pra 8 tickets, então cada um só vai poder andar em dois brinquedos. Eu vou na montanha russa duas vezes.

Dio - Eu e Pucci iremos na roda gigante e depois nos carrinhos Bate-bate. 

Diavolo - Eu vou treinar a pontaria no tiro ao alvo e depois procurar outra coisa pra fazer com o outro ticket. 

Kira - Então, é isso! Vamos pra Speedwagonland! 

A viagem durou duas horas, algumas brigas ocorreram no caminho pela música que iriam botar no rádio e Kira quase bateu o carro. Fora isso, a viagem ocorreu bem. 

Lá estavam eles na famosa Speedwagonland, Kira estacionou o carro, o primeiro à sair dele foi Diavolo, que pulou pela janela e foi correndo até o portão do Parque. 

Kira foi até a entrada, comprou os ingressos e entregou à todos. 

Kira - Bem, quando os ingressos acabarem, nos encontramos aqui, ok? 

Dio - Tá, tá, tá! Já entendemos! 

Pucci - É. Vamos logo aos brinquedos! 

Quando Kira percebeu, todos já tinham sumido. 

Kira - Bem, acho que sou só eu agora. 

Kira olhou para cima e lá estava ela, a maior montanha russa que ele já havia visto na sua vida inteira. Ela passava por todo o parque e até por uma área fora dele. Era fantástico, e Kira foi correndo até a entrada da montanha russa. 

Enquanto isso, do outro lado do parque, Diavolo estava aguardando na fila do tiro ao alvo, quando olhou para o lado e viu um homem bem triste saindo do tiro ao alvo, ficou curioso e andou até ele. O era loiro e utilizava uma roupa azul. 

Diavolo - Com licença, senhor. Eu poderia saber por quê você está tão triste, saindo de um brinquedo tão legal? 

- Uh... É que eu fiquei sem ingressos, e eu realmente queria aquele coelho de pelúcia. 

Diavolo - Bem, eu acho que posso conseguir um pra você! 

- S-sério? 

Diavolo - Claro! Treino tiro ao alvo desde criança! 

Chegou a vez de Diavolo, ele não estava tão preocupado, já que tinha bastante habilidade no tiro ao alvo. E, com apenas um tiro, acertou o alvo e conseguiu o Coelho de pelúcia. 

Diavolo - Está aí!

- OH, MEU DEUS!! EU NÃO ACREDITO!! MUITO OBRIGADO!! 

Diavolo - Sem problemas. 

- Eu te agradeço eternamente... Me desculpe perguntar, mas qual o seu nome? 

Diavolo - Eu sou Diavolo, mas, posso saber seu nome? 

- Claro, sou Valentine! Funny Valentine. 

Diavolo - É um nome bonito. 

Valentine - Oh, obrigado... Eu fico meio envergonhado quando recebo elogios. 

Diavolo - Relaxa. Mas agora, tenho que gastar meu último ingresso com aquela caneca do Ben 10!

Valentine - Ok, então. Eu vou andando, vou usar o resto do dinheiro que tenho pra comprar algo para comer. 

Diavolo - Então, adeus. 

Valentine - Tchau! 

Do outro lado do parque, lá estavam Dio e Pucci, totalmente perdidos, procurando pelo caminho até os carrinhos bate-bate. 

Pucci - Bem, segundo o cara ali atrás, tem um mapa do parque em algum lugar.

Dio - É, mas a coisa é que não estamos achando ele! Deveria ter um mapa nos guiando até o mapa!!

Pucci - Eu não acho que isso faça muito sentido, Dio. 

Dio - EU NÃO TÔ CONSEGUINDO RACIOCINAR DIREITO!

Dio olhou para o lado e viu, o que parecia uma miragem, Polnareff e Avdol, encostados conversando em uma parede. Dio imediatamente segurou Pucci e se escondeu atrás de uma barraca de churros. 

Pucci - Dio, o quê está fazendo?! 

Dio - Shh, tá vendo aqueles dois na parede ali? São amigos do Jotaro! 

Pucci - Sério? Aquele árabe e aquele do cabelo estranho? 

Dio - Exato! Precisamos acabar com eles! 

Pucci - Dio... Eu estava pensando em isso só ser um dia normal, e a gente poder ficar de boa sem você querer matar alguém... 

Dio - Uh... 

Dio abraçou Pucci, no que era um "momento romântico" 

Dio - Relaxa, ok? Quando a gente se livrar deles, poderemos relaxar e passar bastante tempo na roda gigante e dormir por bastante tempo! 

Pucci - Ah. Tudo bem, qual é o plano? 

<[To be continued]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...