História A vida de um simples garoto. - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X, SHINee
Personagens Chanyeol, Hyung Won, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sehun, Suga, Taemin Lee, V
Tags Chanyeol, Chimchim, Hobi, Hope, Hoseok, Hyungwon, Jackson, Jeon, Jeon Jungkook, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Joon, Jung, Jung Hoseok, Jungkook, Kim, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kook, Kookie, Min, Min Yoongi, Mochi, Nam, Namji, Namjoon, Park, Park Jimin, Rap Monster, Sehun, Seokjin, Suga, Tae, Taehyung, Taemin, Taetae, Vmin, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 21
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Os sentimentos.


Fanfic / Fanfiction A vida de um simples garoto. - Capítulo 6 - Os sentimentos.

Mais um dia igual.

Acorda, toma banho, se arruma, toma café e vai para a escola.

Ah... Tão cansativo.

Chegando lá, encontra os meninos sentados na mesma mesa de sempre. Eles avistam Jimin.

— Hey, Jimin! Vem cá! Senta aqui! — Hoseok grita.

Jimin o obedece e senta com eles, no meio.

— Pequeno, que tal irmos ao cinema hoje anoite? — Jackson pergunta. — Todos nós.

— Não sei. Tenho que perguntar para  os meus pais.

— Perguntamos com você. Talvez assim, eles deixem mais fácil. — Namjoon fala.

— Okay. — concorda.


[...]


Os garotos o leva para casa novamente, e logo batem na porta da casa de Park Jimin. A mãe dele atende.

— Oi filho. — percebe que há um grupo de meninos com ele. — Olá garotos. — sorri educada.

— Olá Senhora. Queremos saber se Jimin pode sair conosco hoje anoite. Pro cinema. — Chanyeol toma a frente.

— Ah... Mas vocês vão buscar e deixar ele? — ela indaga.

— Claro! Iremos buscar ele de carro e voltar de carro. As sete horas. Pode ser? — Taehyung fala.

— Pode. Pode sim. — sorri.

Os meninos logo ficam felizes por Jimin poder ir.

Eles realmente estavam gostando do pequeno.

— Obrigada Senhora. Iremos buscá-lo sete horas. — Yoongi por fim, fala.

Se despedem e vão embora.

— Obrigada mamãe! — Park fala animando.

— Nada filho. São seus novos amiguinhos?

— Por incrível que pareça, sim. — riem.

— Já são grandes né. 

— S-sim. — ele fala e entra em casa.

Almoça, toma banho e descansa um pouco. Quando já são seis horas, ele se arruma, colocando uma bermuda jeans preta um pouco colada, sapato preto e blusa larga branca. Arruma seus cabelos retos e só um pouco bagunçados, e desce para a sala, os esperando.

Sete e dez, eles chegam buzinando.

— Tchau mãe. — fala apressado.

— Cuidado filho! Se divirta! Qualquer coisa me ligue! Te amo! 

— Também te amo!

Os meninos estavam no carro, esperando Jimin chegar. 

— Esperai, onde ele vai sentar? — Sehun pergunta.

— Puts... Não tem espaço.

— Meninos, ele terá que sentar no colo de alguém aí. — o pai de Hoseok fala. — Como você Chanyeol está na janela do lado da calçada, então ele senta aí. Terá que senta no seu colo. Tudo bem?

— T-tudo. — fala nervoso.

Logo avistam Jimin chegando.

É estanho sentir tesão por uma criança? É estanho, errado quere-la para você? Ele está tão bonito. Mais bonito que o normal. Essa bermuda realça tanto suas coxas, e por sinal, suas bundinhas também. Será que só eu acha isso? Aish...! O que está acontecendo?! 

Os pensamentos de Chanyeol voavam...

— Olá pessoal. Onde eu sento? — pergunta inocente.

— Você vai ter que sentar no meu colo. — fala Chanyeol sério. Aparentava estar nervoso.

— Tudo bem...

Ele abre a porta do carro, e sem querer, pela pouca força que teve em se apoiar no carro para sentar, acabou caindo literalmente de bunda nas partes de Chanyeol. Foi forte.

Chanyeol se segurou para não fazer coisas erradas. 

— M-me desculpe hyung... Eu acabei caindo. — fala com medo.

— Tudo bem. — fala mordendo seus lábios, segurando seus palavras e ações.

O pequeno ainda estava em cima das partes.

— Bom, vamos lá? — pai do Hobi pergunta. 

Todos assentem e ele dá a partida, rumo ao cinema.

Aquilo estava tenso para Chanyeol. Os meninos ao seu lado, percebiam o nervosismo do garoto. As vezes o olhavam com desaprovação, sobre tal coisa suja e feia que ele pensava.

Mas não é culpa dele. Não é culpa dele sentir essas coisas repentinas. Isso é tão errado, mas não conseguia conter o desejo e os pensamentos impuros que estava sentindo naquele momento. Ele é apenas uma criança Chanyeol. Apenas uma criança.

Pelas lombadas que o carro dava, Jimin sem querer pulava no colo Chanyeol. Piorando ainda mais a situação do pobre Chanyeol.

O carro deu uma lombada forte, e Jimin pulou até o teto do carro, descendo com força no colo de Chanyeol, quase batendo a cabeça no vidro, mas Chanyeol pegou a cabeça dele e segurou contra seu peito, para que o garoto não se machucasse. Mas isso fez com que ele prençasse o garoto ainda mais em seu membro, que agora, estava ameaçando a subir. A bunda de Jimin estava estranhamente encaixada no membro de Chanyeol. Mas o que ele não percebeu, é que ele estava prendendo a cabeça do menino, quase o enforcando. Quando ele foi ver, o menino estava vermelho.

— Chanyeol! Solte ele! — Jackson grita.

Ele solta rapidamente ele, confuso do que havia acontecido.

— M-me desculpe Jimin. E-eu segurei sua cabeça para que você não batesse no vidro. Me desculpe. — fala triste.

Jimin toma o ar novamente, ainda vermelho. 

— T-tudo bem hyung. — fala rouco.

Jackson, Namjoon e suga o olha, não entendendo direito o jeito de Chanyeol.

O que está acontecendo com ele?

O pobre Chanyeol olhou para baixo, e viu que ainda a bunda de Jimin estava bem em cima de seu membro. Agarrou levemente a cintura do pequeno, fazendo com que ele fosse mais para frente, que saísse de cima de seu sexo, para não acontecer uma tragédia.

Ele olha para baixo novamente, e vê a bunda de Jimin empinada, pois estava literalmente sentado nos joelhos de Chanyeol.

Porra Jimin! Assim tu fode as coisas!

Sentiu seu membro enrijecer. Não podia mais esconder ou tentar acalmá-lo. Já estava no limite! Ele tinha que se aliviar!

Se Jimin perceber algo em baixo dele? 

— Já está chegando?! — ele pergunta impaciente, ainda tentando segurar seu pênis.

— Sim. Só vou estacionar. 

Assim que o carro para, ele tira Jimin de cima de si, e corre para o banheiro.

Os meninos ficam sem entender.

Ele estava louco. Tinha que ajudar a parte de baixo, mesmo que ele quisesse que outra pessoa fizesse isso.

É tão errado! Isso não pode estar acontecendo! Não é culpa minha! Por que isso acontece logo comigo?!

Ele entra dentro do box, desabotoa rapidamente sua calça, deixando saltar em liberdade seu membro erêto. Extremamente duro.

Como é que um garoto, daquele tamanho e idade, consegue fazer isso comigo?! 

Nenhuma garota havia feito Chanyeol ficar assim. Nunca percebeu que gostava também de homens. Jimin o mudou, sem saber.

Ele olha para seu membro, lembrando-se de Park Jimin. Fecha seus olhos e pega lentamente seu membro, o acariciando primeiramente pela cabecinha.

Sem querer, ele geme pelo arrepio que tomou seu corpo, e logo começa a masturbá-lo. Ele começa devagar, mas vai aumentando a velocidade aos poucos. Conforme o calor se tomava presente.

Ah Jimin... Nem te conheço. Por que você faz isso comigo? Não quero ser esse monstro que estou me tornando! Não quero ser! Isso não é certo, nem comigo e nem com você, cara! Por favor... Pare!





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...