História A vida é Estranha e Cruel - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Lírica, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


.

Capítulo 33 - Água, aguaceiro... Meu choro, meu desespero...


Fanfic / Fanfiction A vida é Estranha e Cruel - Capítulo 33 - Água, aguaceiro... Meu choro, meu desespero...


Água, aguaceiro, rio, riacho e nevoeiro

Tempestade, raios, fogo em árvores e seus galhos

Clarão, estrondo, fumaça, fumaça...


É a chuva, logo passa...

É o vento, já se vai...


Água, aguaceiro, rio transbordando, e o riacho já é um rio

Névoa, trevas, intervalos de luz, assustadora, mas é uma luz

Fogo, queima, arde, consome árvores e faz pó de seus galhos

Estrondo! Clarão e fumaça... Fumaça... Mais e mais fumaça


É uma tempestade, logo passa, mas não sem deixar sua marca

É um vendaval, mas já se vai, só não sei quando é esse "Já"


Que vai passar eu sei, sempre passa

Arco-íris, TU que é o sol, e à noite as estrelas

Lua, TU que é o sol, quando a tempestade e a noite passam, é TU quem volta

Mas por enquanto...


É a chuva, tempestade com raios, trovões e caos em minha vida

É o vento, vendaval, furacão, minha mente, somente confusão


Mas que vai passar, bom, isso eu sei, sempre passa

Enquanto não passa, fico aqui, espero TU, que é o meu Sol.





Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...