1. Spirit Fanfics >
  2. A Vida é Mais Que Uma Rotina >
  3. Bons sonhos minha princesa

História A Vida é Mais Que Uma Rotina - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Bons sonhos minha princesa


Josh me solta e eu entro em casa calada, devo me sentir mal por bater nele? Não entendo o por que bati só senti medo no momento
       
   - Laila (me viro e vejo Thalia)
          - Oi Thalia (sorrio para disfarçar o medo)
          - O que houve?
          - Nada só estava conversando com Josh
          - Eu to super feliz por vocês (ela sorri transmitindo animação)
          - Obrigada Thalia, a gente pode conversar depois? (apago o sorriso de seu rosto)
          - Cla-claro vamos ter tempo para isso né
          Dou um sorriso simples sem mostrar os dentes e caminho novamente para o quarto entrando e trancando a porta, dou um suspiro e caio na cama. Que porra foi essa? Desde quando eu assinei um contrato dizendo que ele pode fazer isso comigo? Por que raios eu continuo amando ele mais ainda? Qual a droga do meu problema? Eu poderia ter contado tudo a Thalia quando tive chance, mas sei que ela não acreditaria em mim o Josh é o santo perfeito de todo mundo então nem precisei perder meu tempo. Escuto seus passos em direção a porta o que me dá um frio na barriga , vejo ele tentando abri-la e fico mais calma por ele não conseguir:
          - Laila abre a porta
          - Para você me bater?
          - Não vou te bater agora abre essa porta!
          - Não vou abrir
          Sim eu estou assustada e não vou abrir a porta até me sentir segura, dói por conta do amor que sinto por Josh que me faz querer abrir a maldita porta:
          - Meu amor por favor abra a porta
          Seu tom de voz muda parecendo uma pessoa bem mais calma e ele está me chamando de meu amor
          - Me dá motivos pra eu destrancar
          - Quero conversar calmamente com você
          - Meu pulso dói Josh
          - Meu amor vamos resolver isso também, confie em mim e abra a porta 
          Destranco a porta e volto para a cama só que desta vez sentada na beirada, Josh entra com um gelol na mão e sentando na minha frente começa a massagear meu pulso:
          - Desculpe meu estresse acabou lhe machucando
          - Por que vendeu minha casa?
          - Sinceramente eu não pensei bem, mas na hora achei um  ótimo meio de lhe trazer para mim (ele massageia com carinho e não tira os olhos de meu pulso)
          - Meu amor antes de fazer algo em relação mim você precisa conversar comigo antes
          Eu não quero discutir então só finjo estar bem com o assunto para encerrar de vez, ele pega uma faixa branca semelhante a que usam em gesso e começa a enfaixar meu pulso livrando meus dedos e finalizando na metade do meu antebraço, tudo com maior cuidado:
          - Melhor?
          Eu sinto uma dor bem pequena no pulso, mas ela é rapidamente substituída por um alivio 
          - Sim obrigada (ele tira um dos cachinhos do meu rosto)
          - Vamos resolver tudo (ele fala com calmo)
          - Desculpe pelo tapa, foi sem pensar
          Ele sorri e me puxa para ele com cuidado me colocando no seu colo e olha diretamente para meus olhos:
          - Não somos perfeitos meu amor e vai demorar um pouco para sermos (ele fala de um jeito calmo, mas sinto um tom sério em sua voz)
          - Ninguém é perfeito 
          Ele me beija calmamente e parece tranquilo só que lá no fundo algo me diz que não está, ele se levanta comigo em seu colo:
           - O que quer fazer? (sou sorriso toma conta)
           - Por favor não me derruba (falo com medo na voz)
           - KKKK não vou (ele ri do meu medo)
           - Eu não sei o que fazer você tem alguma ideia?
           - Estou com fome de você
           - O que?!
            Ele me deita na cama e começa a me beijar, puxa minhas pernas e encaixa seu quadril entre elas colocando seu peso sobre mim, o celular dele começa a vibrar com várias mensagens chegando de uma vez só interrompendo o nosso momento:
           - Preciso demitir dois funcionários, você vem comigo? Não vai demorar muito acho que uns 40 minutos ou 1 hora, só vou chegar demitir eles e voltar.
           Se Josh sair sozinho eu posso muito bem sair para onde eu sentir vontade sozinha e ele não vai saber ou vai, mas eu preciso de um tempo longe de tudo e de todos, vou fingir tirar um cochilo e deixar ele sair:
            - Não meu amor, acho que vou tirar um cochilo 
            Ele me beija e vai tomar um banho, agarro os lençóis e finjo tirar um cochilo, depois de uns minutos eu sinto Josh me beijar na bochecha e sussurrar "eu te amo minha pequena volto já, dorme bem", ele fecha a porta e pouco tempo depois escuto o carro saindo. Levanto rapidamente e procuro meu celular por toda parte do quarto e banheiro só que não acho então resolvo sair sem ele, pego meu casaco e tento abrir a porta, mas ela não abre de jeito nenhum, as chaves não estão mais ali estou trancada! Começo a procurar chaves reservas pelas coisas de Josh e quando abro seu armário encontro um bilhete amarelo escrito:
                     "eu sabia que você ia sair, pode procurar a chave reserva por todo lugar que você não vai encontrar por que está
                      comigo, também estou com seu celular então acho melhor a moça realmente ir dormir, bons sonhos minha
                      princesa, amo você"
                                                                                                                                                              - Joshuan          



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...