História A vida Loka de Malu Edemburgo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Cabana, A Marca de uma Lágrima
Personagens Personagens Originais
Tags Porradaria, Revelaçoes, Romance
Visualizações 9
Palavras 299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Ficção, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tá ficando Top,hein!

Capítulo 7 - Primeira vista ao Miguel


Eu estou descendo as escadas envelhecidas da minha casa,quando escuto as rodinhas de uma mala cheia e duas vozes,uma da minha mãe(estridente e irritante como sempre) e outra do tal Miguel(melódica e levemente grave,do jeito que faz as pessoas quererem escutar o dono da voz falar o dia todo).

Pelo jeito,ele trazia uma grande mala,e quando desci os degraus,vi que era uma mala realmente imensa.

Ele me viu e disse,educadamente:

-Então essa é a Malu,certo?Prazer em conhecê-la.

Eu sorri educadamente é a minha mãe assentiu:

-E a  sua mãe,não vem?Eu é a Sol temos muito a por em dia nas fofo...querido dizer,conversas!

Ri silenciosamente e ele e eu trocamos um olhar cúmplice.

-Subam,crianças!A Malu vai mostrar o seu quarto!-Disse mamãe,indo para a cozinha-Vou preparar uma lasanha para todos!

-Depois de você- disse-me ele educadamente ao subir o primeiro degrau.

Eu fui primeiro sem cerimônia e fomos até o meu quarto.Segundo ele,seria melhor ver o quarto dele só na hora de dormir,para manter o ssuspense.Ele foi até bem engraçado falando isso,e eu curti ele.

Antes de abrir a porta envelhecida de Carvalho que dava para o meu quarto,comecei a reparar de repente em tudo de errado que havia nele:Cama barulhenta,paredes sujas e manchadas de marcas de mãos e pés(sim,pés.Algum problema com alguém que chuta as paredes de empolgação toda vez que escuta Never be Alone?),chão empoeirado,móveis manchados e velhos,porta-retrato sem foto,etc.Ele não pareceu se importar com essas coisas,e só foi entrando,se jogando na cama e perguntando:

-Se impor​ta se eu cantar e tocar um pouco?Preciso ensaiar para o show da festa do Juan.

-Peraí!Você vai tocar lá?Que irado!É amigo dele ou algo do tipo?

-Claro!Os pais dele patrocinaram minha banda,a TDP,para os instrumentos!Devo tudo o que tenho hoje a ele!

Ele pegou o violão da mala e começou a cacantar.


Notas Finais


Continua amanhã!bjs!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...