1. Spirit Fanfics >
  2. A vida que eu quero pra mim >
  3. IM STILL STANDING

História A vida que eu quero pra mim - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa história é só uma curtição... Que eu escrevi pra mim mesma e meus amigos, que fizeram da minha vida... A minha vida

(Obg)

Capítulo 1 - IM STILL STANDING


- Giuliaaaa, acorda!!!! Me ajudaaaaaa - a isabella vai entrando no meu quarto, com a voz manhosa.

- Aargh... Bom dia... pra você também.... - murmuro, morrendo de sono. Isabella é minha melhor amiga há tempos. É bonita e na minha opinião tem um ótimo gosto pras coisas. Estamos morando juntas desde o começo do ano, como sempre quiséramos! É como um sonho se tornando realidade!!

- Eu acho que ele tá bravo comigo de novo... Olha essas mensagens! Tá todo seco... - Ela coloca o celular na frente da minha cara, mas tudo que eu consigo colocar os olhos é nas horas, no canto superior direito.

- I-ISA, ME DIZ QUE ESSE RELÓGIO TÁ ERRADO!!

- Oxe, não né, são 10 pras 9 da manhã - ela confere

- PUTA QUE PARIU, PRIMEIRO DIA NA FACULDADE E EU JÁ TÔ ATRASADA!!!! - Levanto rapidamente pegando minhas roupas e meu óculos, me direcionando no banheiro do apartamento.

- Nossa, valeu, me ignora mesmo, humph! - Ela cruza os braços

- Meu Deus Isabella, você e o Charlles namoram há 2 anos, ainda com isso? - Coloco só a cabeça pra fora do toalete enquanto estou escovando os dentes.

- Mas é sério!! Ele ignorou minhas mensagens totalmente ontem a noite, e a gente vai sair hoje para ele visitar o museu que eu tô trabalhando!

- Ele quis ir pra lá de qualquer jeito? - A porta já está trancada, e eu estou colocando minhas roupas, mas ela me ouve pelo corredor.

- Mesmo se ele não quisesse eu arrastava. Eu servi o café, tá?

- Eu odeio café - disse, fazendo careta, enquanto saio do banheiro correndo já trocada e vou para a cozinha.

- Eu quis dizer a comida. Você que prepare seu leite com nescau.

- Valeu! Aliás, gostei da sua roupa - falo, enquanto faço meu achocolatado

Isabella estava vestindo uma camiseta do nirvana, com um shorts curto preto, meia arrastão e o clássico all star preto de cano longo. Seu estilo gótico combinava com o piercing no nariz e o cabelo vermelho longo.

De acessórios, tinha os anéis de coco, correntinha do shorts, algumas pulseiras pretas e vermelhas e o nosso colar de metadinha do BTS. Eu ainda nem acredito que conseguimos guardar isso até hoje, minha mãe comprou pra gente quando tínhamos 14/15 anos...

- Também gostei da sua. - ela sorri.

Eu era o completo oposto do estilo dela. Eu usava uma camiseta branca básica, uma saia azul clara com desenhos de cachorrinhos e um tênis normal branco. Meu cabelo estava curtinho e platinado, com raízes castanhas já aparecendo. De assessórios só tinha a minha metade do colar do BTS e meus brincos de estrela. Além da bolsinha em que eu levava tudo que era importante, como meu celular, chaves, dinheiro, carteira da biblioteca e um chaveirinho do Deku e o Todoroki de Boku no Hero Academia, que eu amava só ficar observando de tão lindo que era.

Fala sério, eles eram perfeitos juntos, só o Horikoshi que não enxergava...

Praticamente engoli o lanche de mortadela que ela tinha preparado e então peguei minha mochila, cheia de bottons de anime... Afinal, ser otaku era minha vida!

- Já vou sair - digo, conferindo meus materiais

- Tá, não esquece que não vou estar no jantar hoje - Nos damos um breve abraço e dou um beijo na bochecha dela.

- Pode deixar, vou comprar um Cup noodles pra mim no mercado mais tarde. Falou!

- Tchau - ela assente e eu fecho a porta. Antes de dar mais um passo, primeiro coloco meus fones. Hoje escolhi um cover do Taron Egerton de "I'm still standing", do Elton John para ouvir. E então, finalmente saí andando.

Como sempre, estava muito no clima da música, e isso acabou afetando meus passos na rua, ou seja, estava praticamente dançando enquanto ia até o metrô. Na minha cabeça estava super descolado, e eu parecia uma personagem de um musical, mas é claro que quando as pessoas começaram a olhar estranho parei, afinal, eu realmente não dançava bem, e nunca tive esse talento.

Depois de várias estações, troca de linha, e etc. até o butantã, e mais um pouco andando a pé, consegui chegar.

Minha nova faculdade.

O lugar que me levaria direto aos meus sonhos

Que me tornaria uma adulta, mesmo que eu ainda fale como uma criança e tenha a altura de uma.

USP!! Universidade de São Paulo...

Foram dois fucking anos estudando que nem uma condenada para enfim passar na FUVEST, e ainda trabalhando duro pra conseguir manter algum dinheiro e dividir o apartamento com a Isa... E finalmente... FINALMENTE! Tinha tudo valido a pena!

Entrei no enorme campus, e andei uma meia hora totalmente perdida, mas feliz. E o mais importante é que consegui chegar a tempo de não me atrasar!

Não era a primeira vez que eu entrava lá, na verdade... Fui na colação de grau da minha irmã aqui faz anos, mas agora é diferente né??

Consegui então achar os meus horários do Curso de Design gráfico. A primeira sala era uma de número 813... Não fazia ideia de onde era...

Me virei sabendo que ia começar a ficar desesperada quando trombei em alguém...

- Desculpa! - eu ia continuar andando até que fui puxada.

- GIULIA??! - A garota com quem tinha me esbarrado me chama. Me viro, ajeitando os óculos e vejo...

- DANI!!! DANIIII!!!! NEE-SAN!!! - Quase explodo de felicidade quando a vejo. Minha irmã mais velha de consideração, minha gêmea psicopata (entendedores entenderão)... Daniela! Ela era baixinha, japonesa, usava óculos, tinha cabelos escuros estilo meio preso meio solto, saia roxa plissada e uma camiseta de mangas compridas leve e com algumas partes em renda, dando um ar fofo e meigo. Usava saoatilha, tinha algumas pulseiras, e as unhas estavam pintadas de roxo.

Pulei em cima dela e dei vários beijos na bochecha e na testa daquela nanica.

Tínhamos combinado de nos encontrar no horário de almoço, mas acabou sendo antes, haha.

- Que saudade!!!! - ela disse, sorrindo. E eu a abracei mais forte ainda, porque a gente não se via ao vivo há alguns meses - Ai, aiii!

- Opa, desculpa. - me desgrudo, e assim podemos conversar como seres normais. Ou quase.

Dani era mais velha que eu por alguns meses, e nos conhecíamos desde criançinhas. Ela sempre foi muito inteligente, então, enquanto eu aqui acabei de passar na faculdade, ela já está no terceiro ano.

- Me acode, mulher!! Eu não sei onde é nada nessa droga...

- Calma meu, é seu primeiro dia, normal. Mano, eu tenho que te apresentar um monte de gente, sério... Vai ser muito legal! A gente podia marcar um rolê pra você conhecer todo mundo direitinho, tenho certeza que eles vão gostar de você...

Tagarela como sempre, por isso amava minha irmãzona. Não pude conter de ficar sorrindo enquanto ela me levava para o ponto. Me explicou que tinha alguns ônibus que levavam os estudantes gratuitamente para as áreas de cada faculdade e também até o próprio metrô. Fiquei aliviada por isso, pois era cada prédio longe um do outro...

- E cadê a isabella?! Pensei que hoje também fosse o primeiro dia dela! - Dani pergunta, coçando o pescoço.

- Parece que a área de arqueologia vai ter uma repetição da apresentação do curso para os que não compareceram por causa do problema dos ônibus na semana passada, e, como a isabella já foi, não precisava ir hoje

- Mas ela vai pra um outro museu com o Charlles, certo?

- Sim, mas isso depois... Vão comemorar o segundo ano do namoro

- Quem diria, depois de tanto rolo... Mas e você, Giulia? Como vai os namoradinhos? Ou namoradinhas??!

- Digo o mesmo pra você, como vai os namoradinhos?

Ela franze a testa, fazendo uma careta engraçada.

- Tá, só quis zoar... Você sabe que eu prefiro focar nos meus estudos por agora, depois eu penso nessas coisas... Enfim, o ônibus está chegando, e eu tenho que ir se não vou acabar me atrasando. Até mais!

- Até - aceno.

Aquele seria um longo dia... E eu estava sozinha de novo.

- Tá.... Tá!! Depois é aula de linguagens visuais! Não posso esquecer, não posso esquecer, não posso esquec-

Meu celular vibra. 


ESSA BOSTA CONTINUA...


Ou n, sla


Notas Finais


Eu preciso de ocupação


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...