História A vida vale a pena viver - Capítulo 66


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Alice, Anna, August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Lacey (Belle), Lilith "Lily" Page, Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Mérida, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Onceuponatime, Ouat, Regina Mills, Swan Mills, Swanqueen, Swens
Visualizações 485
Palavras 1.757
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Orange, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha quem voltou! Hahaha n tenho o q dizer, boa leitura pessoal!

Capítulo 66 - Positivo


Duas semanas se passaram e Regina já havia ido ao hospital de fertilização fazer a inseminação. Regina e Emma andavam nervosas, quase todo dia gastavam dinheiro com testes de gravidez. Regina já estava perdendo as esperanças, mas Emma sempre lhe dizia que os exames podiam dar errado.


- Emma, acho que não ficarei. Já passaram duas semanas e já é dia de Ação de Graças. Duas semanas, Emma!  - Regina disse triste e ligando o fogão para assar o peru.  Apenas Zelena, Ruby, Ariel, Rose, Graham e Killian, iriam pra lá.


- Regina, para de dizer isso! Que droga! - Emma disse cortando a salada. - Vamos ao médico essa semana fazer um exame pra acabar com isso. - disse séria.


- Você fala como se só eu estivesse triste, né Emma? Você sabe como as coisas são comigo. Tudo sempre dá errado!  - Regina bateu com a panela na pia. Emma respirou fundo.


- Ok, Regina. Vamos apenas fazer essa comida porque Zelena já está chegando com Ruby e Henry. Só desmancha essa cara por favor. - Emma saiu da cozinha, deixando Regina sozinha para respirar. Não era a primeira vez que Regina ficava assim. Mesmo que Emma falasse pra ela que tudo ficaria bem e que ainda estava cedo, ou que se não fosse pra ser agora, elas tentariam novamente depois, Regina não dava ouvidos. Chegou até a gritar com Henry num dia desses.


Emma aproveitou para responder os e-mails da empresa e descansar um pouco. Esses últimos dias ela e Regina estavam discutindo por coisas bobas, brigas que muita das vezes, Zelena passava para pegar Henry, não queria que o sobrinho ouvisse suas mães discutindo como adolescentes. Emma tomou um banho e desceu para arrumar a mesa lá fora. Tudo foi feito em silêncio. Emma segurava-se para não rir do bico que Regina estava.


- Ava, venha cá! - Emma chamou a cachorrinha que logo subiu no seu colo.


- Emma, tira a cachorra perto da comida! - disse séria.


- Regina pelo amor de Deus! - Regina bufou e cruzou os braços.


- É falta de higiene, por mais que ela esteja limpa.


- Vamos ava, vamos deixar essa bicudinha aí resmungando.


- Essa o que Emma? - disse ficando de frente pra loira.


- Bicudinha, resmungona, irritadinha, ranzinza…- Regina calou Emma com um beijo quente e voluptuoso. - Uau. - Emma disse mordendo o lábio inferior de Regina.


- Vou te mostrar a bicudinha quando eu bicar você. - disse jogando Emma sobre a mesa e subindo o vestido da loira.


- Regina…- Emma gemeu quando sentiu a morena abocanhar seu sexo com volúpia.


- Sempre pronta mim, hum? - Regina disse chupando o clitóris de Emma enquanto introduzia um dedo devagar na loira.


- Por favor, me faça gozar. - Emma suplicou em gemido e Regina intensificou as chupadas e os movimentos.


- Hmmm, gostosa! - Regina disse lambendo toda a extensão da intimidade de Emma. A loira arqueou o corpo e logo o líquido quente de Emma escorreu. Sugou todo o mel de Emma.


- Isso foi...uau! Acho que vou te chamar sempre de bicudinha. - Regina revirou os olhos. - Mas sério amor, a gente anda brigando sempre por coisas bobas. Se não der certo, podemos tentar quando você quiser novamente. Ainda está cedo e eu tenho certeza que tem um bebezinho sendo gerado aí. - Emma acariciou a barriga de Regina e a morena sorriu. - Eu amo você. Me perdoe tá?


- Eu também amo você. Me perdoe também. - disse dando um selinho na loira. - Zelena já está chegando. Vamos terminar de arrumar isso. - Emma sorriu e ajudou sua esposa a pôr a mesa. Logo todos chegaram e estavam sentados em volta dela.


- Pra que colocar maçã na maionese Zelena? - Regina reclamou. - Isso me dá enjoo. Verde ainda por cima!


- Tá grávida sis? - Zelena perguntou rindo.


- Não Zelena, apenas não gosto.


- Então não come, mais que sobra! - disse Rose.


- Graham, pode me passar o molho por favor? - Emma perguntou.


- Claro. - sorriu malicioso e passou o molho no rosto de Emma fazendo todos gargalharem.


- Que porra Graham! - Emma esbravejou.


- Mãe, olha o palavreado! - Henry a repreendeu sério.


- Levando sermão de criança, patinha? - Ariel implicou.


- Ai, eu esqueço que vocês são tudo sem maturidade. - Emma disse irritada e indo ao banheiro limpar-se.


- Gugu dada patinha! - disse Killian fazendo todos rirem. Emma apontou o dedo feio e sumiu dentro de casa.


- Ai gente, eu amo vocês! - disse Regina recuperando o fôlego. Todos se entreolharam.


- Tô dizendo que essa família só tem maluco! - disse Henry.


- Agora mesmo estava brigando comigo…- disse Zelena. - Tô dizendo, isso é gravidez, essa mudança de humor repentino. - Regina sorriu fraco. Ninguém sabia que ela e Emma estavam tentando ter outro filho.


- Outra criança ? - Graham indagou rindo. - Regina vai ficar insuportável.


- Insuportável é você. Olha bem como fala com a minha mulher. - Emma se meteu. Sabia que por mais que Regina sorrisse, ela se sentia mal com essas coisas ditas.


- Defendendo a esposinha? Uau! - disse Rose.


- Vai jogar pó por aí, vai! - disse Regina dando língua pra Rose.


- Só eu sei como é o humor de Regina na gravidez. - disse Zelena.


- Eu gostaria de ter uma irmãzinha. - disse Henry.


- Você já tem Ava. - Ruby disse rindo.


- Ava é uma cachorra! - Henry disse.


- Henry, você vai derramar esse suco. - Emma disse tratando-o como bebê.


- E pode tratar de pôr salada nesse prato! - Regina disse seria. Henry resmungou um palavrão. - Foi isso mesmo que eu ouvi, Henry Swan Mills? - Emma sorriu e Regina a repreendeu com o olhar.


- Desculpa. - disse de cabeça baixa e comendo a salada no prato.


- Deixa meu bolinho sis, uma vez só não mata! - disse Zelena.


- Zelena, na sua casa ele come o que quiser, na minha ele come o que eu mandar. - Regina disse sorrindo.


- Nossa, mas ‘ce’ ta brava? - Ruby indagou fazendo todos gargalharem, até mesmo Regina até tentava manter sua pose.


- Bicudinha! - Emma piscou pra morena.


- Bicudinha? KKKKKKKKK - Graham disse. - Essas sapatonas oh na na!


- Conhece a casa?  - Emma perguntou.


- Lá vem…- disse Ariel que até então, estava quieta só comendo.


- Que casa? - Graham perguntou sem entender.


- Henry tampa o ouvido! - Regina ordenou.


- A casa do caralho. É pra lá que você deve ir! - disse rindo sozinha. Todos ficaram em silêncio enquanto Emma gargalhava.


- Chama a graça porque ela ainda não chegou aqui. - disse Killian.


- Que graça? - Emma perguntou sem entender a ironia.


- A que você perdeu no caminho, meu amor. - rebateu Graham. Um “wow” pôde ser ouvido e Emma sorriu sem graça.


- KKKKKKK caraca, eu amo vocês! - disse Zelena.

- Ala, quando eu digo que amo vocês, todo mundo fica NOOOSSA REGINA DIZENDO QUE AMA A GENTE, mas quando é Zelena, ninguém diz nada. - Regina disse bufando.


- Justamente, porque Zelena vive dizendo isso, mas você…- disse Rose.


- Nós também amamos vocês. - disse Emma.


- Quem disse? - indagou Graham.


- Berenice! KKKKKK - disse Ariel.


- Você e Emma entraram vinte vezes na fila de piadas sem graças! - disse Ruby.


- Mães, já acabei! - disse Henry saindo da mesa e indo pra sala jogar vídeo game.


Ficando só os adultos, eles conversaram melhor, coisas que Henry não compreenderia e não poderia ouvir. A noite estava aconchegante, Regina serviu vinho para todos, Henry jogava na sala com Emma e Graham, os três estavam competindo. Ariel e Rose estavam na cozinha conversando com Zelena e Ruby, enquanto Killian brincava com Ava. Regina tirava selfies sozinha para trocar a do Instagram, de tanto que Emma insistia.


As horas se passaram e todos foram embora. Henry já estava dormindo na cama, segundo Zelena, ele estava bem cansado pois tinha ido andar de patins no shopping antes de voltar pra casa. Emma lavou a louça enquanto Regina trocava a água de Ava e arrumava a casinha dela. Regina foi tomar um banho e pegou o último teste de farmácia para fazer. Regina entrou no banheiro sem expectativa nenhuma e fez o teste. Deixou o teste perto da banheira e foi se banhar.

Assim que terminou de se vestir, Regina fechou os olhos e respirou fundo. Seus olhos marejaram e lágrimas escorriam pelo seu rosto. Regina sentou-se na cama e gritou por Emma que apareceu logo.


- Regina???? O que houve? - Regina jogou-se no colo da loira e começou a chorar feito criança. - Meu amor, o que aconteceu?


- Eu fiz o teste Emma, o último…- disse chorando.

- Oh meu amor...podemos tentar mais pra frente. - disse chorando também. Regina estava no colo de Emma como uma criança chorando.


- Você não entendeu...deu positivo! - Regina disse chorando. Emma arregalou os olhos.


- Nós...nós vamos ser mamães? - Emma perguntou emocionada. Regina afastou-se para olhar pra sua esposa e esboçou o mais lindo dos sorrisos que Emma já havia visto.


- Sim! Nós iremos ser mamães!  - Regina disse jogando-se em cima de Emma.


- REGINAAA A GENTE VAI SER MÃE! NOSSO SONHO DE REALIZANDO! - Emma disse enchendo-a de beijos. - TEM UM BEBEZINHO AQUI DENTRO! - disse enchendo a barriga de Regina de beijos também.


- Sim meu amor! Eu estou tão feliz! - Regina disse passando a mão em sua barriga.


- Eu nem sei o que dizer. - Emma disse sentando-se e olhando para um ponto qualquer. - Nós. teremos. outro. filho. - disse pausadamente.


- Podemos ter uma menina. - disse Regina.


- Ou um menino. - disse Emma.


- Ou os dois. - disseram em uníssono.


- Venha cá. - Emma a chamou para deitar em seu peito. - Eu disse que você iria engravidar. - disse feliz. - Eu te amo tanto Regina, obrigada por essa felicidade que está me proporcionando.


- Eu que tenho que te agradecer por não sair do meu lado, mesmo eu estando um saco essa semana.


- Você será uma mãe incrível! - Emma disse beijando-a com paixão.


- Nós seremos. - Regina sorriu e ambas tinham as íris brilhando de felicidade.


- Operação bebês Swan Mills!  - Emma disse animada.



Notas Finais


Aaaaaaaa eu morro de amor!

Venham ver a nova fic:

https://spiritfanfics.com/historia/waiting-for-you-10714510


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...