1. Spirit Fanfics >
  2. A vida vista na visão de uma princesa. >
  3. Capítulo 6.

História A vida vista na visão de uma princesa. - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 6.



Pov. Chichi on.
Já se passaram alguns dias desde que eu voltei do torneio, me pergunto se Goku já conseguiu achar a esfera que era do avô dele. Essa manhã bem cedo meu pai veio me acordar. 
- Acorde Chichi filha.- Me balançava, meu sono era tanto que escutava sua voz com se estivesse bem longe.- Vamos Chichi.
- Aah já acordei.- Acordei, mas mal conseguia manter os olhos abertos.- Por que tão cedo pai?
- Esqueceu que você ficou encarregada de entregar o leite para a civilização ou você achou que seria só durante aquele tempo? O treino nunca acaba filha, se você parar um momento vai ficar enferrujada.
- Aaai que preguiça.- Digo me deitando novamente e me encolhendo de baixo das cobertas.- Só mais 5 minutinhos.
- Estou te esperando Chichi.- Depois que meu pai sai me levanto visto uma roupa normal que desse para me movimentar com facilidade.
Começo a entregar o leite por todo o reino correndo. Depois que eu entrego tudo vou tomar café, visto meu vestido e sigo a senhora Trunchbull minha cuidadora que ia me passar lições. A verdade é que assim que eu completar 15 anos terá uma festa para celebrar que eu finalmente sou uma verdadeira princesa, por isso que eles querem que eu siga todas é essas lições. E ao completar 18 anos querem que eu me case com um príncipe de algum reino vizinho e  me torne rainha, mas se eles pensam que isso vai acontecer estão muito enganados.
Pov. Chichi off.
Pov. Autora on.
Já fazia alguns dias que Goku estava procurando a esfera de seu avô, mas ele acabou encontrando a de 5 estrelas e no caminho acabou encontrando o comandante Silver que também procurava pela esferas com inteção de entrega-las para o líder da red ribon. Goku derrota ele após o comandante atirar em sua nuvem voadora.
- Droga. Você quebrou minha nuvem voadora.- Ele bate no comandante e decide procurar por cápsulas que a Bulma disse que ele poderia usar, ele entra na sala do comandante Silver acha uma caixinha onde continha várias cápsulas.- Vou jogar uma por uma até achar o que eu preciso.- A primeira que ele jogou era um robô que disse para ele jogar a a cápsula de número 3 que poderia ajudar ele.
- É um avião senhor.
- Mas eu não sei pilotar.- Goku fala para o robô.
- Eu posso pilotar para você.- Os dois entram no avião e seguem viajem para onde o radar apontava está a outra esfera.
Para a direção onde eles estavam indo tinha uma montanha com neve e começou a ficar muito frio, o robô parou de funcionar devido ao frio e como Goku não sabia pilotar o avião bateu contra as montanhas congelantes.
- Onde estou?- Goku se levanta e estava em uma casa desconhecida com uma garota ruiva ao seu lado o olhando bem de perto.- Quem é você?
- Meu nome é Suno e aquela é a minha mãe.- Diz apontando para uma senhora que também olhava Goku.- Eu tenho 10 apesar de aparentar ter menos. '' Na verdade ela aparenta até ter mais de 10 anos, ela é mais alta que eu'' pensa Goku ficando em pé de frente para as duas.
 - Meu nome é Goku, você pode me dizer como eu vim parar aqui?
- Eu salvei você, você estava jogado na montanha aqui perto e estava congelando.
- Muito obrigado, mas agora eu preciso ir, estou procurando a esfera que pertencia ao meu avô e até agora achei apenas a de 5 estrelas.
- Você fala das esferas do dragão que a força red ribon está procurando?
- Acho que sim.- Ele pega a esfera que ele tinha e mostra para elas.- Vejam, essa é a de 5 estrelas a do meu avô tinha 4 estrelas.
- Por causa dessas esferas a força red ribon escravizou nossa aldeia, colocando todos os homens para procurar essas esferas. Já tem dias que eu não vejo o meu pai.- Suno fala choramingando.- Eles também sequestraram o líder da nossa aldeia.
- Não se preocupem, eu vou derrotar eles e salvar o líder de vocês.
- CALA A BOCA GOKU, PARA DE FALAR BESTEIRAS VOCÊ É SÓ UM GAROTINHO.- Suno berra com Goku. '' Aii meu ouvido, como pode uma garota ter uma voz tão irritante desse jeito'' pensa Goku tapando os ouvidos.
Alguns guardas descobriram onde Goku estava e entraram na casa de Suno e sua mãe. Goku sentiu vontade de ir ao banheiro antes de os guardas entrarem na casa.
- Por acaso algum garoto passou por aqui?- Pergunta um dos guardas.
- Não senhor.- Barulho de descarga vem do banheiro.
- Estão mentindo!- Eles sacam as armas e começam a atirar no banheiro. '' Pobre garotinho'' pensa mãe de Suno.
- Aai ai ai ai.- Goku abre a porta com a mão na cabeça espantando a todos por ainda está muito bem vivo.- Ei Suno, esse é o seu pai?
- Não, são os guardas da força red ribon.- Ao escutar isso Goku bate nos dois os deixando desacordado. '' Quem é esse garoto'' se perguntavam as duas completamente espantadas.
- Já vou indo, muito obrigado por me salvarem prometo que vou salvar o líder da aldeia de vocês.- Goku sai em retirada em direção onde estava instalada uma das tropas da rede ribon. Chegando lá ele dá de cara com um androide muito forte que ele achava ser realmente um ser humano. 
- Você é realmente muito forte moço. 
- Eu sou indestrutível garoto.- O androide tenta detectar o que era o garoto e aparece na tela extraterrestre.- Huum.
- Aé, vamos ver se você consegue aguentar meu kamehameha.- Goku fala.- Kaa-mee-haa-mee-haaa.- Lança em direção ao androide que perde a cabeça.- QUÊ??- O androide fica um tempo parado.- Sinto muito, que Deus receba sua pobre alma.- Ele junta as mãos.
- Eu não morro garoto.
- Credo, o que é você?
- Agora acabou para você.- Ele vai em direção ao Goku, mas quando ia atacar a sua bateria acaba.
- O quê aconteceu você desistiu por acaso?- Goku chutou ele, só socou e nada então ele decide seguir em frente. 
Goku consegue derrotar todos na torre da red ribon, mas tinha um problema seu radar estava com problema então ele decide ir até Bulma para pedir para ela concertar, ele acaba descobrindo que sua nuvem não estava quebrada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...