História A vingança de Lúcifer (interativa) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 18
Palavras 375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Em direção das planices


Fanfic / Fanfiction A vingança de Lúcifer (interativa) - Capítulo 11 - Em direção das planices

Erina on

Chego em casa depois de ir caminha um pouco para esfriar a cabeça depois de uma briga com os meus pais, ando devagar pelo jardim de casa e percebo uma coisa estranha. A caixa de ferramentas está jogada no chão e a porta de casa está aberta, entro devagar e com calma mais só o que encontro é uma pequena pedra com uma gravura.

Rin- "Em contra o magico para encontrar o demônio, encontre o demônio para achar o lobo, ache o lobo para achar a si mesma"

A pedra começou a emanar uma luz muito forte e uma voz feminina muito aguda e distorcida começou a rir.

Voz- Sequestrai o seus pais e jamais os terá novamente....

Rin- Pera...... Que?

A pedra explodiu me jogando para fora da casa, abri os olhos devagar e a casa estava em chamas e o jardim destruído com pedaços da casa. Começo a chorar e me lembro da primeira vez que eu vim para cá.

Flashback on

Estou escondida no armário com medo de me mexer, ouço barulho vindo de fora e começo a tremer e a suar frio. A porta se abre e eu caio no chão pronta para a morte, mas um menino me ajuda a levantar.

Ren- Ei, Erin. Cadê o seus pais?

Rin- Foram mortos.

Eu estou paralisada pelo medo e mal consigo falar. 

Ren- Eu era amigo dos seus pais, eu irei te ajudar.

Ed- Nós vamos te dar um lar.

O moço me pegou no colo, já que eu não conseguia andar, ele me levou para uma casinha com um jardim cheio de flores. Ele me colocou no chão e colocou na minha cabeça uma coroa de flores.

Ed- Flores para uma flor. Vamos, agora essa é sua nova casa.

Flashback off

Agora depende de mim encontra-los. Me viro por que algo toca no meu ombro  e vejo uma menina de cabelos avermelhados chorando comigo.

Ille- Rin......

O K vai para frente da casa.

K- Lovitură de îngheț

Ele sopra uma rajada de gelo em cima da casa que derrete, vira água e apaga o fogo. Me levanto anda com as lagrimas no rosto, mas dessa vez são lagrimas de raiva por ainda não ter ido atrás dos meus pais.


Notas Finais


Tchauzinho bolinhos de arroz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...